AFE – Capítulo 08 – Embrião da Espada

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo

Ai Hui dormiu em sua cama que estava adjacente à parede com uma espada aninhada dentro de seus braços. Lentamente, seus olhos negros se abriram para a escuridão e um raio de luz fria piscou bruscamente antes de retornar à sua aparência inofensiva.

Ele estava longe da região Selvagem há alguns dias, mas ele ainda não estava acostumado a dormir em uma cama adequada.

Ele verificou o embrião da espada dentro de seu corpo, que estava crescendo por três anos e não encontrou anormalidades.

Ele soltou sua espada de grama, a imagem do embrião da espada dentro de seu corpo desaparecendo. No passado, ele era excessivamente dependente da espada, sempre agarrando-se a ela e nunca se separando dela, independentemente da situação. Mais tarde, ele percebeu que isso fez com que seu corpo entrasse em vigilância total(?), então, a menos que ele estivesse em uma batalha ou vigiando a noite, ele se forçou a não tocá-la.

Para sobreviver à Região Selvagem, Ai Hui teve que ter algo nas mangas, e esse algo era o embrião da espada.

No terceiro dia na Região Selvagem, ele quase perdeu a vida. A partir desse momento, ele começou sua busca obsessiva por maior força, porque só então ele poderia sobreviver a esse lugar cruel. Ele não tinha ninguém para pedir ajuda, os elementistas nunca lhe deram a cara, e ele não era inteligente nem capaz de negociar as coisas que queria.

Os animais selvagens exerceram força extraordinária quando forçados ao desespero. As pessoas também, em circunstâncias semelhantes.

Como um homem se afogando, Ai Hui desesperadamente se prendeu em qualquer chance de esperança que ele pudesse encontrar.

Por exemplo, ele encheu sua mente com o conhecimento dos manuais da espada.

A desintegração da força espiritual enviou o Mundo do Cultivo para a extinção, acabando com a era dos cultivadores. No entanto, o sistema de cultivo estava profundamente enraizado, avançando tanto nas centenas de milhares de anos de existência que ultrapassou a imaginação das pessoas hoje em dia.

Treinamento corporal, formação de feitiços, treinamento com armas, cinco elementos, necromancia e assim por diante… havia todos os tipos de práticas estranhas e abundantes que utilizavam a força espiritual. Juntamente com a rica imaginação da humanidade, o sistema de cultivo mais resplandecente e grandioso foi trazido à existência.

Entre a vasta confusão de magníficos tipos de cultivo, a Arte da Espada sempre teve o maior valor. Dentro do mundo do cultivo, independentemente da geração, o mais forte seguiu o caminho da Espada.

Durante essa época, foram criados manuais de espadas com origens incríveis, trazendo reinados de terror de vez em quando. Hoje, eles estavam enterrados entre pilhas de livros antigos e outros lixos, não valendo um único yuan.

Os espadachins constituíram a maior parte do Mundo do Cultivo. Era natural então que nasceram todos os tipos de conceitos estranhos na sociedade.

Ai Hui primeiro eliminou os manuais de espadas que exigiam força espiritual. Estes tipos de manuais foram freqüentemente usados ​​pelas grandes seitas e escolas para descobrir como utilizar a força espiritual de forma mais eficaz quando ainda era abundante. Os manuais que ele eliminou a seguir foram aqueles que ele não conseguia entender. Livros que eram encriptados e abstrusos existiam em excesso, comparáveis ​​à quantidade de pelo no corpo de uma vaca. Ele poderia ser considerado um semi-especialista com sua experiência folheando um número surpreendente de manuais de espada, mas ele ainda encontrou muitos deles complexos, alguns eram arcaicos enquanto outros eram deliberadamente mistificadores.

Depois que ele os filtrou, havia alguns manuais de espadas sobrando.

Na Era do Cultivo, nenhum desses manuais seria considerado ortodoxo, e um homem honesto e versado poderia julgá-los como demoníacos.

Apesar de vê-los antes, Ai Hui não estava completamente livre do medo. Estes manuais de espadas eram estranhos e imprevisíveis, completamente além dos limites da imaginação de uma pessoa normal. Por exemplo, um manual ensinou os cultivadores a cortar todas as emoções e desejos, a luxúria incluída, para ganhar o domínio supremo da espada. Outro, o manual de espadas do Demônio do Sonho instruía a se deitarem dentro de um caixão gigante, se auto-induzir um coma e  treinar no próprio Demônio do Sonho. Após o domínio, as habilidades de espada que eles acumulavam se tornariam maravilhosamente aplicáveis ​​na realidade.

No passado, ele olhou através desses manuais por interesse e nada mais. Agora, o pensamento de treinar de acordo com esses livros enviou arrepios por todo o corpo. Ai Hui finalmente conseguiu encontrar um livro que parecia menos misterioso e estranho. Não tinha nome e estava gravemente danificado, e as únicas palavras na capa indicadas no topo, era método para plantar o embrião da espada no corpo.

Após um exame detalhado, Ai Hui compreendeu mais ou menos o significado do embrião da espada, e na verdade era bastante simples. O corpo humano só poderia crescer até um limite, mas não havia nenhuma limitação para o desenvolvimento das três energias essenciais que sustentam a vida dentro da essência, da respiração e do espírito. Essas energias, no entanto, não possuíam nenhuma forma, derivando inofensivamente como névoa. Portanto, o criador deste manual de espadas surgiu com uma teoria extremamente interessante; isto é, o corpo humano era como uma bainha de espadas e as três energias constituíam a espada real.

Assim sendo, as três energias incorpóreas poderiam se juntar para formar a espada? O manual propôs uma solução única. Uma vez que era difícil congelar as energias em uma entidade, eles poderiam ser tratados em vez disso como um solo para nutrir o embrião da espada de dentro.

Em comparação com os outros livros, este manual de espadas era, obviamente, um dos mais sensíveis.

Então, sem hesitação, Ai Hui seguiu as instruções no manual da espada e surpreendentemente conseguiu plantar o embrião.

De volta à escola de espadachins, ele nunca teria assumido o risco, mas na Região Selvagem, o que havia para se preocupar? As pessoas morriam todos os dias, e ele não sabia quando seria a vez dele. O risco não significava nada para ele. Em vez disso, ele estava mais preocupado com a eficácia do chamado embrião da espada.

A sobrevivência era sua principal prioridade.

Três anos se passaram, e ele entrou no Induction Ground depois de sobreviver à Região Selvagem, mas o embrião de espada ainda era uma semente sem movimento nem mudança.

Ai Hui estava bastante imperturbável sobre esse assunto. Era suficiente para ele ter saído da Região Selvagem vivo. Ele não tinha expectativas irrealistas, já que o livro estava gravemente danificado com instruções ilegíveis no final.

Os manuais de espadas da Era do Cultivo acreditavam que todas as rotas eventualmente levariam ao mesmo destino. Não importa o quão estranho ou pouco ortodoxo o método fosse, todos eles se voltaram para as palavras “Força Espiritual”. Com isso, ele descobriu que o futuro treinamento provavelmente também seria relacionado à Força Espiritual.

No entanto, a Arte da Espada estava desatualizada, e era inútil treinar de acordo com esses manuais. Ele não era como o chefe da escola de espadachins que era obcecado com esses manuais e acreditava falsamente no domínio da espada.

Ele simplesmente não tinha intenção de aumentar o embrião da espada.

Enquanto o manual mencionava que meditar enquanto segurava a espada ajudaria a nutrir o embrião, Ai Hui fez isso para melhorar seu estado de alerta à noite.

Havia algo intrigante sobre o embrião da espada. Chegou à vida sempre que ele segurou sua espada e seus seis sentidos ficaram mais afiados. Ele podia detectar pequenos sons ou movimentos ao redor dele. Mais tarde, muitos elementistas tomaram consciência de sua aguda vigilância e, em breve, a vigilância noturna tornou-se uma das suas principais tarefas.

Isso permitiu que ele saqueasse os campos de batalha, embora apenas os fragmentos restantes.

Durante três anos, Ai Hui carregou a espada e meditou sem dormir, perseverante como se fosse dia.

O Ai Hui do passado estremeceu na lama fria enquanto o Ai Hui do presente tinha um quarto quente e seguro para dormir até a luz da manhã.

Ele ficou satisfeito e feliz.

Hoje foi o primeiro dia das aulas, e ele estava ansioso para isso. Ele não tinha saído de casa desde que ele reivindicou o prêmio de cinqüenta mil yuan.

Do lado de fora, o céu ainda estava escuro com apenas um vislumbre de luz – ainda faltava um tempo antes do nascer do sol.

Ai Hui levantou-se energicamente de sua cama, pousando silenciosamente como um gato ágil. O tapete debaixo de seus pés era feito de fibras ásperas entrelaçadas que eram um pouco espinhosas, mas Ai Hui não sentiu nada. Com o brilho da luz brilhando no horizonte, a sala estava iluminada o suficiente para ele não se incomodar em ligar a luz enquanto ele se lavava na sala escura.

Sua familiaridade com a escuridão podia ser vista como um presente da Região Selvagem, onde o perigo espreitava em todos os cantos e qualquer vestígio de luz os atrairia para ele.

Ele habilmente removeu a armadilha que ele colocou atrás da porta e a abriu. Uma acumulo de ar fresco entrou em seus pulmões, dando-lhe uma explosão de energia.

O céu ligeiramente iluminado e o silencioso Salão de Treinamento trouxeram lembranças da escola de espadachins. As sensações familiares o lavaram e até o ar fresco pareceu se tornar mais perfumado. As bordas afiadas e rígidas de seu rosto suavizaram, um sorriso caloroso puxando seus lábios.

Ele começou a esfregar o chão com movimentos rápidos e leves.

Logo, seu corpo se lembrou do movimento familiar e os reflexos rapidamente assumiram.

Mesmo antes do sol surgir, Ai Hui terminou suas tarefas de limpeza. Sem se preocupar em limpar o suor do corpo dele, olhou ao redor do salão bem polido, sentindo-se genuinamente satisfeito e feliz.

Olhando para o chão brilhante,  ele se sentiu relutante em pisá-lo.

Durante sua estadia de três anos na Região Selvagem, ele lutou nos pântanos enlameados, entre as folhas secas e em decomposição. Ele se acostumou a atravessar cadáveres de monstros apodrecidos com a camisa manchada de sangue. Ao longo do tempo, as manchas secaram e desapareceram nas mesmas manchas marrons até que ele não pudesse diferenciar seu sangue dos de animais.

As solas dos pés entraram em contato com o piso de madeira limpo. Um sentimento familiar.

Este salão sem sujeira e silencioso era como um sonho do fundo do coração.

Os últimos dois dias tinham sido um tempo de ajuste, mas gradualmente ele estava começando a desfrutar desse novo estilo de vida. Ele mesmo pensou que a vida seria muito boa se pudesse continuar vivendo assim.

Sentindo-se infantil, Ai Hui riu antes de se virar para arrumar as coisas. Ele tinha um horário apertado depois de tudo.

A capacidade do embrião da espada de mantê-lo vivo não vale a pena mencionar. Seu domínio da energia elementar era fraco em comparação com a maioria das pessoas, então ele enfrentou uma pressão muito maior também.

O Induction Ground tinha regras rígidas: a incapacidade de ativar a Residência Natal dentro de um ano ou a incapacidade de alcançar o nível de Conclusão Inicial  dentro de cinco anos levaria a uma expulsão. Para os alunos que vieram do Avalon de Cinco Elementos, seus pais seriam responsabilizados por suas falhas, enquanto os estudantes do Território Antigo perderiam a chance de se qualificarem como membros do Avalon de Cinco Elementos e seriam expulsos de volta de onde eles vieram.

Aqueles que alcançaram a Conclusão Inicial teriam que deixar o Induction Ground também, já que significava que tinha o direito de se qualificar como elementista registrado.

Cinco anos foi todo o tempo que o Induction Ground poderia dar. Na realidade, Ai Hui tinha apenas quatro anos porque havia mais uma regra: estudantes acima dos vinte anos deviam sair do Induction Ground.

Ele não tinha muito tempo restante. Se ele quisesse se encarregar de seu próprio destino, ele teve que trabalhar mais.

E se ele se sentisse inferior? Então ele teve que sair e trabalhar ainda mais.

O sol se elevou acima do horizonte e brilhou no céu frio e azul. Depois de empacotar, colocou o saco de pano velho sobre os ombros e saiu do Salão com uma lâmina de grama na boca e o céu atrás dele.

As ruas de manhã cedo estavam calmas e escuras, ainda adormecidas. Por trás das montanhas e dos rios se estendeu o primeiro fio de luz, entrando em casas e iluminando as ruas.

Ai Hui se debruçou sob à luz do sol.

Na Região Selvagem, as horas antes do amanhecer eram as mais perigosas. Era um momento desenvolvido com o perigo de ataques furtivos, quando as mortes e o sangue fresco eram abundantes.

Mas com a chegada da luz do sol brilhando no gramado, veio a revelação dos massacres e a retirada das terríveis bestas e bárbaros como as marés, voltando a paz e tranqüilidade à Região Selvagem.

Enquanto o prédio da escola não estava longe do Salão de Treinamento, não estava perto tampouco.

Quanto mais perto ele chegou da escola, mais concentrada a multidão estudantil se tornou. As ruas fervilhavam de atividades, e era uma visão estranha para Ai Hui. Ao ver os jovens rostos cheios de vitalidade e ansiedade, Ai Hui sentiu um tanto de inveja. Seus rostos não mostraram vestígios de ferimentos de guerra encharcados de sangue e faltavam vigilância contra o mundo exterior, já que nunca haviam experimentado um massacre.

Eles eram perfeitamente puros e levaram as vidas felizes.

Ai Hui sentiu-se fora de lugar. Ele mordeu o pedaço de grama, permitindo que o gosto bruto da grama se espalhasse na boca.

Para eles, o Induction Ground era uma escola. Para ele, era o seu novo campo de batalha.

Em vez de felicidade, a sobrevivência era de maior importância.

Ele deu um passo à frente e entrou no prédio da escola.


Nt ¹ = Neste parágrafo estava falando “Later on, he realized that doing so caused his body to lose its vigilance, so unless he was in a battle or keeping watch at night, he forced himself not to touch it.”, algo como o corpo dele perdendo a vigilância quando com a espada na mão, o que não faz sentido, segundo a explicação mostrada depois, então eu mudei um pouco a frase para se encaixar melhor no contexto.

Se alguém tiver alguma outra interpretação ou sugestão sobre a frase, só deixar nos comentários que lerei e couber no contexto, adicionarei na tradução.

 

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo
Cópia Bloqueada
Rolar para o topo