AFE- Capítulo 245

Capítulo Anterior || Índice|| Próximo Capítulo

Capítulo 245: Quer ser humano?

He Yong, olhou com indiferença para as trepadeiras de vinhas densamente embaladas. Eles pendiam como cobras, suas extremidades ligeiramente em movimento. Elas iriam correr para qualquer pessoa ferida que fez qualquer movimento. He Young era um elementalista da madeira valente. As vinhas que ele havia tratado como seu parceiro agora o acusava cruelmente.

Do seu medo inicial ao colapso ao entorpecimento que ele sentiu agora, ele já sabia que não tinha esperança de sobreviver.

Neste ponto, ele estava com menos medo. Ele estava apenas esperando a chegada do Deus da Morte.

Sem esperança, as pessoas conseguiram sentir a calma. Queixa? Não havia nada a se queixar. A morte significava o fim. Matar seus parceiros com suas próprias mãos trouxe um sofrimento maior e infinito.

Seu julgamento já havia começado quando ele foi infectado com o veneno de sangue.

O veneno de sangue se espalhou por dentro de seu corpo e ele sentiu um despertar de uma besta feroz apavorante. Ele preferiria morrer uma morte tranquila como um soldado ferido no campo militar do que perder a consciência e começar a atacar os humanos como uma besta selvagem. Ele preferiria morrer a usar esse corpo para matar seus amigos e familiares.

A morte não chegou imediatamente. O veneno de sangue ainda estava se espalhando.

Os momentos antes da morte muitas vezes faziam as pessoas refletirem sobre tudo o que tinham feito na vida. Embora ele não tenha realizado nada de significativo a vida inteira, não ganhou muito dinheiro, não conseguiu um grande sucesso e tivesse alguns desejos insatisfeitos, ele já estava muito contente.

Ele tinha uma criança fofa, uma bela esposa e, o mais importante, ainda estavam vivos.

Ele os afastou no último momento. Sentindo-se orgulhoso de sua bravura, não havia um final melhor do que esse.

Ele ia morrer, mas eles viveriam bem. Isso foi o suficiente para ele.

Ele realmente se sentiu sortudo. Tudo o que ele precisava fazer agora era aproveitar seus últimos momentos de glória enquanto esperava a chegada da morte.

O veneno de sangue se espalhou muito rapidamente e ele sentiu as mudanças dentro de seu corpo. Não foi fraqueza. Em vez disso, estava cheio de poder. Poder impetuoso. Pensamentos de massacre e a intenção de matar emergiram em sua cabeça continuamente, crescendo incontrolavelmente como plantas daninhas selvagens.

Seu corpo estava se fortalecendo, suas unhas tornando-se tão afiadas quanto às garras felinas. No meio da noite, ele podia ouvir sons de ossos crescendo. Sua carne estava ficando mais espessa, e seu cabelo crescia a uma velocidade visível. Sua voz tornou-se mais grosseira, mais turva, e ele mesmo começou a uivar como uma besta selvagem.

Sua visão tornou-se vermelho sangue. Ele se moveu inquieto. Qualquer pequeno sinal de som provocou muito seus instintos assassinos.

Ele começou a perder o controle sobre seu corpo e atacaria qualquer um que se aproximasse.

Ele notou que seu controle estava em declínio rápido, mas ele não tinha tanto medo. Também aconteceu com os outros feridos. A propagação do veneno de sangue iria bestifica-los, transformando-os em diabos de sangue perigosos que atacaram freneticamente tudo ao seu redor.

Neste momento, as videiras acima de sua cabeça fariam o julgamento final e acabariam com sua vida.

Ele sabia que seu tempo estava perto. Quanto mais perto estava, mais ele sentiu que a morte era uma forma de libertação. Ele não podia controlar seu corpo. Sua mente estava cheia de pensamentos malignos, incapazes de recordar os belos momentos de sua vida ou os belos sorrisos de sua esposa e seus rostos.

Qual era o objetivo de viver assim? O pensamento de que sua família o visse nesse estado feio o fez tremer. Quando comparado a isso, a morte não significava nada.

Era hora de acabar com tudo.

Vamos!

No entanto, o que ele temia aconteceu. As videiras vibrantes continuaram a balançar vagamente acima de sua cabeça, como se ele não estivesse lá.

Mate-me rapidamente!

Ele gritou loucamente, mas apenas grunhidos com raiva parecidos com os de bestas saíram da garganta.

As videiras acima não tinham qualquer reação.

Por quê?

Uma sede de sangue insana alcançou seu corpo e mente, explodindo de repente. O mundo vermelho escarlate era como uma maré que ocupava sua visão e seu cérebro. Sua racionalidade restante encolheu em um canto, testemunhando tudo o que estava acontecendo. Seu corpo se sentia tão estranho e não estava mais sob seu controle.

De repente, ele atacou a pessoa mais próxima dele, as mãos cheias de unhas afiadas que penetraram sem esforço no corpo da vítima.

O que ele obteve em troca era um rugido semelhante à de uma besta.

Todo o campo se transformou em um cruel ringue de luta livre.

Olhando para a luta que estava atualmente em fúria, o coração de Yan Hai estava cheio de ar gelado. Milhares de pessoas se matando simultaneamente… Uma cena tão caótica e sangrenta deixou suas mãos e pés gelados. Ele nunca pensou em si mesmo como uma boa pessoa, mas a visão diante dele ainda o assustou.

O que ele temia mais era a pessoa ao lado dele. O cérebro de tudo isso, Senhor Tian Kuan.

Metade havia caído em um piscar de olhos. Os grunhidos irritados dos animais selvagens tornaram-se mais dispersos. Corpos e córregos cruzados de sangue fresco preenchiam o chão. Era simplesmente um campo de batalha amargo e sombrio.

Tian Kuan brincava com as plantas sem pressa.

As videiras densamente embaladas cresceram rapidamente, e, como cobras ágeis, mergulharam nos rios de sangue. Eles sugaram e absorveram o sangue fresco com avidez, como se estivessem saboreando uma especiaria. As marcas vermelhas de sangue invadiram a vegetação terna, produzindo um efeito excepcionalmente demoníaco.

“Este sangue fresco é fertilizante de primeira linha. Não pode ser desperdiçado”, comentou Tian Kuan com indiferença.

Yan Hai estremeceu. “Senhor, seu subordinado é lento. Há algo que eu não entendo bem”, ele começou a dizer, mas não sem hesitação.

“Oh, o que você não entende?” Tian Kuan respondeu casualmente.

Yan Hai perguntou com atenção: “Estes soldados feridos foram infectados pelo sangue sagrado e já são nosso povo. Não é… uma pena?”.

“Uma pena?” Tian Kuan explodiu rindo. “Você acha que é uma pena?”

Yan Hai balbuciou: “O que eu quis dizer era que, se essas pessoas estivessem juntas, seu poder seria louvável”.

Tian Kuan sorriu. “Eu só preciso de pessoas úteis. Há muitos deles, mas a maioria é inútil. Eu só preciso do creme da cultura. 50 deles é tudo o que eu preciso”.

Yan Hui tremia por dentro, suas pernas lutando para permanecer reta. O suor frio soprava pelas costas.

“Filtrar 50 de alguns milhares é suficiente para uma chance dada a eles”. Tian Kuan riu levemente. “Se eles morrem, isso só significa que eles eram muito fracos. Somente os vencedores têm o direito de ganhar essa oportunidade”.

Yan Hai estava cheio de arrependimentos. Como ele poderia ter esquecido? O Senhor tornou-se um vencedor ele mesmo sobrevivendo a tais métodos de eliminação.

O olhar de Tian Kuan caiu no campo de batalha, crescendo o sorriso em seu rosto.

“Quer ser humano? Não é tão fácil”.

O número de sobreviventes diminuiu à medida que as videiras se tornaram pesadas e repletas de sangue fresco. Elas eram como demoníacas, porém rápidas, cobras de sangue.

Apenas 50 foram deixados no campo e essas videiras vermelhas de sangue demoníaco se juntaram em direção a eles, prendendo-os firmemente. Eles eram como bestas selvagens, gritando e lutando.

“Olhe, estes são os 50 mais fortes. Apenas os vencedores terão uma chance de sobrevivência”. Tian Kuan fez uma pausa, um sorriso surgiu. “E uma recompensa”.

Ele estendeu uma perna para fora da janela, e as videiras vermelhas de sangue correram de todas as direções como uma maré, formando um lance de escadas sob seus pés.

Com a aura de um governante, Tian Kuan desceu os degraus de videira entrelaçadas.

Atrás dele, Yan Hai avançou, seu coração se encheu de reverência.

Tian Kuan murmurou para si mesmo: “Não é de admirar que muitas pessoas gostem de emprestar forças externas. Isso é muito bom”.

Os sobreviventes levantaram a cabeça e olharam para Tian Kuan, suas pupilas vermelhas se encheram de indignação e ira. Eles rugiam em direção à Tian Kuan.

Os sons de angústia dos feridos foram um grande golpe para a moral, então o campo de quarentena fez arranjos especiais. As videiras produziram um efeito de insonorização, então os rugidos agonizantes não seriam ouvidos do lado de fora.

“Respeite os jogadores fortes”.

O sorriso de Tian Kuan levava um tom de insensibilidade, emitindo um brilho sangrento e rico.

O brilho sangrento era imponente e excessivo. Ainda ligada pelas videiras de sangue, a raiva nos olhos dos sobreviventes desapareceu instantaneamente à medida que o medo tomou conta, e eles começaram a tremer incontrolavelmente. Plop! Todos caíram e agacharam-se no chão quando as videiras de sangue liberaram seu aperto.

O corpo de Yan Hai também tremia. Ele finalmente soube quão espantoso eram as habilidades do Senhor.

O brilho sangrento em torno do Senhor o fez temer e obedecer. Nenhum pensamento rebelde surgiu em seu cérebro. A temperatura do sangue dentro de seu corpo caiu rapidamente, como se estivesse em um lugar frio e gelado.

“Parabéns, uma nova oportunidade o aguarda. Uma oportunidade é sempre dada ao vencedor como prêmio”.

Essa voz, em meio ao brilho sangrento, era imponente, mas sedutora.

He Young estava tremendo com arrepios. Seu corpo tremia. Assim como as bestas selvagens reagem contra seus predadores, seu desejo de matar desapareceu e foi substituído por obediência e medo, que instintivamente se instalou na parte mais profunda de seu corpo.

Ele perdeu o controle total de seu corpo.

Esse vestígio de razão restante tremia entre o vermelho escarlate da maré. Ele viu-se matando um elementalista desconhecido que estava perto, bem como um amigo de 20 anos. Um após o outro, alguns estrangeiros e alguns conhecidos…

Suas palmas estavam cobertas de sangue fresco.

Ele era como um espectador, com medo de assistir o massacre louco. Durante esse abate sem parar, seu último pedaço de razão mal existente flutuou indevidamente em meio à intensa onda de ataques. A emoção de matar era tão distinta, tão terrível.

Não…

Ele só queria morrer. Para acabar com tudo.

O brilho sangrento vermelho envolveu seu mundo, e a voz dentro disse: “Uma oportunidade é sempre dada ao vencedor como um prêmio”.

Oportunidade…

As bestas selvagens começaram a mexer, seu último fio de razão à beira do colapso. Que oportunidade poderia ser?

“Como se sente ser como uma besta selvagem? Instinto incontrolável e assassino… isso é muito terrível? Você quer ganhar controle de tudo? Ganhar o controle de seus corpos? Você pode reiniciar. Reiniciar tudo e recuperar o controle de tudo. Você pode viver felizmente, começar uma nova vida e ser um humano mais uma vez”.

“Quer ser humano?”

Em meio à luz vermelha, essa voz era às vezes nebulosa e remota e, às vezes, vinha de perto.

“Quer ser humano?”

“Quer ser humano?”

Como um eco, ele questionou uma e outra vez.

O último traço da razão em He Yong quase desmoronou. Memórias de seu primeiro encontro com sua esposa, como ele ensinou seu filho a caminhar, como ele bloqueou os demônios de sangue, e como ele viu que sua família estava sã e salva apareceu em sua mente. A paz apareceu em seu coração.

Nem tudo pode ser reiniciado porque nem tudo pode ser desistido.

“Não…”

O uivo baixo da fera selvagem foi excepcionalmente claro.

Tian Kuan ficou bastante surpreso. “Que pena.”

As videiras de sangue de repente se esticaram tensas e penetraram na parte de trás da cabeça da fera selvagem, fazendo com que seu corpo se endurecesse quando o brilho em seus olhos vermelhos desapareceu. As videiras de sangue se retiraram, e o cadáver da fera selvagem caiu no chão. Uma calma indescritível era evidente em seu rosto peludo.

“Próximo.”

“Quer ser humano?”


Capítulo Anterior || Índice|| Próximo Capítulo

 

Nota:

Eu não sei se eu consegui passar a ideia que esse capítulo queria passar, mas eu gosto muito de como o autor escreve, por causa desses momentos em que ele mostra um personagem aleatório mas que tem uma atitude incrível. Ele fez isso no capítulo 123( apesar do Zhou Xiaoxi não ser um personagem ‘aleatório’) e fez isso de novo aqui, ele consegue transmitir muito bem o sentimento de He Yong como também a insensibilidade de Tian Kuan. Nesse capítulo tem umas das melhores frases que já vi ‘Nem tudo pode ser reiniciado porque nem tudo pode ser desistido.’

Espero que tenham pegado a mensagem que o autor queria passar, caso não, desculpe por não conseguir retransmiti-la para vocês.

Caso não lembre, capítulo 123 é o capítulo que Zhou Xiaoxi morre.

Esse capítulo estar a par com o 123 pra mim, sendo um dos melhores da novel.

Rolar para o topo