AFE – Capítulo 382

Capítulo Anterior   ||   Índice  ||   Próximo Capítulo


Capítulo 382: Sementes

Com sua energia elementar restaurada, Ai Hui estava se sentindo atualizado, assim como a espada do tesouro que havia sido inserida na bainha, o seu vigor estava contido.

Até a chuva, que estava caindo consecutivamente por dias, estava gradualmente parando. As nuvens grossas se afastaram, revelando o céu limpo. O sol brilhante e bonito brilhava junto com uma leve brisa, e uma sensação acolhedora e ligeiramente intoxicante se espalhava por todo o corpo.

Quão confortável.

Se banhando na linda luz do sol depois de dias de pressão relaxou seu corpo completamente.

Ai Hui escolheu casualmente uma superfície de grama plana para se sentar, antes de arrancar uma lâmina de grama para mastigar.

O gosto imutável da grama se espalhou por sua boca enquanto ele estudava meticulosamente os cristais em sua mão.

Eles eram transparentes e impecáveis, sem o mínimo de impureza. Examinando-os de perto, Ai Hui percebeu que ele realmente não conseguia confirmar se eles eram realmente cristais, já que ele nunca tinha visto algum de tal pureza antes.

A luz do sol brilhava no líquido dourado, produzindo instantaneamente uma leve luz dourada. Estranhamente, essa camada de luz dourada mudava irregularmente como camadas de cintilação, ondulações delicadas, desvanecimento e reaparecimento, e multiplicando sem fim.

Que bonito!

Ai Hui ofegou de surpresa. Enquanto ele sentia que ele não era uma pessoa artística, ele não podia deixar de ser hipnotizado por essa luz em constante mudança.

Enquanto admirava, Ai Hui notou algo errado.

Ele suspeitava antes que o líquido dourado fosse sangue de um certo monstro, atraindo o interesse da atadura. Mas Ai Hui de repente percebeu que, se fosse realmente o caso, a atadura os teria engolido implacavelmente em vez de mantê-los.

Os cristais em torno do liquido dourado estava obstruindo a atadura?

Errado!

Talvez a atadura estivesse enrolada em seu corpo por um longo tempo, então havia desenvolvido uma fraca conexão com Ai Hui.

Ele de repente lembrou que a atadura fez o mesmo com a estatuo de pedra do deus demoníaco! No momento em que essa ideia surgiu, os olhos de Ai Hui se iluminaram e um pensamento ousado surgiu na cabeça dele. Existe alguma conexão entre esses itens?

Quanto mais ele especulava, mais ele achava que era possível.

Ele abriu rapidamente a bússola de areia para tirar a estátua de pedra. Anteriormente, quando ele havia consumido o elixir elementar do Metal, a estátua tinha sido de grande utilidade para ele, enquanto sugava toda a aura demoníaca do elixir, reduzindo sua dor.

Caso contrário, apenas eliminar a aura demoníaca sozinho exigiria muito esforço e energia nda parte de Ai Hui, para não mencionar que também era um processo muito perigoso.

No momento em que Ai Hui tirou a estátua, a atadura deslizou, como duas cobras brancas, pelo corpo. As duas ataduras juntaram-se sem complicações para se tornar um grande pano branco. Ela deslizou por baixo da estátua, como se estivesse preocupada que a estátua ficasse suja.

O coração de Ai Hui ficou frio ao testemunhar essa visão estranha.

A estátua e a atadura levavam um tom de maldade. Se não fosse o fato de que a atadura era um presente da Professora e estiveram com ele há muito tempo, Ai Hui definitivamente teria estado de guarda.

Ver a atadura em ação fez com que ele sentisse a falta dela novamente.

As pessoas emocionais eram como um calor que cercava um objeto gelado, ou um ligeiro brilho no meio do vazio solitário.

Mesmo que a atadura fosse realmente maligna, Ai Hui teria dificuldade em detestá-la, pois para ele, a justiça ou a maldade eram insignificantes. Ele nunca se sentiu importante. Não fazia diferença se houvesse outra versão boa ou má dele neste mundo.

No entanto, para ele, alguns sentimentos eram mais importantes do que ele.

Ele colocou os dois cristais no pano branco.

Ai Hui sentiu que a visão na frente dele era bastante interessante. Era como se ele tivesse dado à estátua algumas ofertas, e tudo o que restava era orar. No entanto, a estátua não pareceu nem um pouco agradecida ou apreciativa. Dava o mesmo aspecto distante.

Ele poderia estar errado?

Ai Hui estava com dor de cabeça. Adivinhar não era o seu forte. Ele pegou um cristal e o colocou pela boca da estátua, murmurando: “Antigo demônio, seja legal, dê uma chance!”.

A estátua de pedra permaneceu impassível, como se estivesse desprezando a comida dos meros mortais.

Ainda errado?

Ou ele deveria quebrar o cristal?

Ai Hui ficou um pouco assustado.

Ele tinha a sensação de que o líquido dourado dentro do cristal era algo extraordinário, e objetos extraordinários geralmente significavam dinheiro e risco. As coisas boas eram valiosas, claro, e se fosse um veneno potente?

Ai Hui se conheceu bem. Suas habilidades atuais lhe deram uma chance contra o fantoche de grama de lótus e She Yu. Mas contra o mal antigo, ele simplesmente não estava suficientemente qualificado.

E, claro, esses cristais tinham que ser o “antigo tesouro”.

‘Tudo bem’, pensou. Ele não conseguiria nada se não fizesse nada. Ele esmagaria um e veria, já que ele conseguiu esse “antigo tesouro” por sorte, de qualquer maneira.

Considerando esse fato, ele se sentiu mais calmo instantaneamente.

Encontrando o momento, Ai Hui esmagou o cristal com força.

Crack!

O cristal abriu-se imediatamente e o líquido dourado escapou. Ai Hui colocou cuidadosamente o líquido na atadura.

A atadura sempre esteve extremamente interessada e sedenta por sangue fresco, especialmente os mais fortes.

O que fez com que os olhos de Ai Hui caíssem foi o fato de que a atadura mostrou interesse zero no líquido dourado. O líquido dourado era como uma gota em uma folha de lótus. Era redondo como uma bola, brilhante e deslumbrante. Sem a proteção do cristal, o líquido dourado rapidamente formou uma bola dourada de névoa condensada. A luz do sol brilhava na névoa, refletindo seus raios vibrantes. Era muito bonito.

Essas ondulações abstrusas tornaram-se mais requintadas ao tocar a luz solar. Seus movimentos eram indetermináveis e Ai Hui não podia tirar os olhos deles.

De repente, a névoa dourada subiu e se transformou em um fino e longo fio de névoa.

Como se despertasse de um sonho, Ai Hui ergueu a cabeça e olhou para a estátua.

Ele viu os olhos do deus demoníaco abrir-se ligeiramente, enquanto seu rosto gentil e andrógeno carregava uma camada de brilho exótico. Então, sua boca se abriu um pouco.

Ai Hui estremeceu. Algo estava mesmo acontecendo!

O fino fio dourado de névoa entrou firmemente na boca do deus demoníaco, o brilho dourado do tamanho de uma agulha iluminou as pupilas da estátua.

A aura da estátua de pedra estava passando por mudanças rápidas, já que um odor antigo e sombrio permeava o ar.

Quando o último fio de névoa dourada entrou na boca da estátua, não havia mais nada na atadura.

Ai Hui inspecionou com antecipação a estátua de pedra do deus demoníaco. Que tipo de mudanças ocorreria agora que a estátua havia engolido essa gota de líquido dourado?

De repente, os olhos do deus demoníaco se iluminaram em uma bola de brilho dourado. Ai Hui abriu os olhos com medo de perder qualquer detalhe.

O brilho dourado transformou-se em duas bolas giratórias douradas. Desprevenido, Ai Hui foi varrido para dentro delas. Tudo o que ele podia sentir era o céu girando diante dele enquanto a paisagem circundante passava voando por ele.

De novo não?

Tendo experimentado isso uma vez, Ai Hui não podia deixar de amaldiçoar interiormente. Mas, ao mesmo tempo, ele não estava mais aterrorizado. Ele estava um pouco curioso sobre o tipo de imagens que a estátua do deus demoníaco o apresentaria.

Ele voltou no tempo mais uma vez.

Algum tempo passou e, de repente, Ai Hui viu o deus demoníaco.

Ele flutuava acima de um vale, fixando seus olhos em algum lugar distante. Ai Hui olhou automaticamente para aquele lugar distante e a cena embaçada tornou-se clara imediatamente.

Inúmeros raios de espada cruzaram o céu e relâmpagos assustadoramente grossos mergulharam como cobras prateadas. As chamas subterrâneas subiram no céu e colidiram com os relâmpagos, espirrando chamas por todo o céu como cerejas flutuantes e pintando o céu de vermelho.

As espadas voadoras trouxeram raios cegantes que encheram o céu, fazendo o céu parecer como se estivesse cortado em pedaços.

Ai Hui estava estupefato. Seu coração palpitava.

Ele nunca tinha visto algo tão espetacular. O sol perdeu seu esplendor quando a cordilheira foi quebrada. As cicatrizes da espada se espalharam por centenas de quilômetros à medida que o oceano serpenteava e as chamas queimavam ilimitadamente.

“Isto é… uma batalha entre cultivadores antigos?” Ai Hui pensou distraído.

Quando ele viu o Pico Subjugador de Deus, sentiu que era a arma de combate mais poderosa. Mas colocado neste campo de batalha, o majestoso e imponente Pico Subjugador de Deus tornou-se tão insignificante quanto o pó.

Então, as descrições nesses manuais de jogos de espadas eram verdadeiras…

Ai Hui ficou profundamente emocionado.

Ele se acalmou gradualmente ao ver o mesmo choque e distração no rosto do deus demoníaco.

A batalha terminou e o chão ficou completamente esmagado, mas o deus demoníaco teve uma grande colheita. Tesouros remanescentes, artes secretas, e assim por diante…

O deus demoníaco não saiu do vale, à medida que suas habilidades se fortaleceram. Ele estava se preparando para sair.

Mas quando sua força cresceu até seu pico, ele de repente sentiu a lei celestial começar a desmoronar a medida que a força espiritual enfraquecia. Ele percebeu que o colapso era inevitável e a força espiritual desapareceria eventualmente.

Sentou-se, pensando profundamente, no vale por muitos longos anos.

A forma como ele tinha sido formado era muito singular e diferente dos cultivadores convencionais. Isso lhe deu uma chance de sobrevivência em meio ao colapso da lei celestial.

Uma chance de sobrevivência no futuro distante.

Para alguém que viveu o tempo que ele viveu, mil anos de espera não eram inaceitáveis. Ele reuniu sua essência de sangue e alma e formou dez gotas do verdadeiro sangue de Deus, que também eram conhecidas como as dez sementes.

Durante à tarde da formação das sementes, o sol intenso brilhava no alto, mas o céu escureceu momentaneamente e o sol ficou abafado e sem luz, como uma vela apagada no vento.

Dez gotas de sangue de Deus suportaram o peso de seu desejo de ressurreição, e foram espalhadas por diferentes cantos da terra.

E seu corpo se transformou em uma estátua.

Ai Hui finalmente entendeu a história do líquido dourado!

Foi realmente o verdadeiro sangue de Deus!

Pensar sobre o sangue de Deus fez com que Ai Hui se sentisse suspeito. A origem do sangue de Deus pode ser relacionada com o deus demoníaco?

Tudo bem, ele estava pensando demais.

Passaram-se mais de mil anos desde que a humanidade entrou na era elementar, e o deus demoníaco se originou de algo depois da Era do Cultivo. Somente os céus sabiam se ainda continha algum poder!

Espere!

Ai Hui de repente lembrou que a bandagem parecia ser capaz de conter o veneno do sangue e até mesmo engolir.

Isso… Não é uma coincidência certa?

Ai Hui estava um tanto incerto. Naquele momento, os céus começaram a girar, e mais uma vez sentiu como se ele tivesse sido varrido por um vórtice quando a luz circundante recuou rapidamente.

Ai Hui firmou o corpo enquanto abria os olhos. Tudo estava de volta ao normal e ele ficou surpreso ao descobrir que ele ainda estava no mesmo lugar, nem mesmo um passo de diferença.

Seu olhar caiu subconscientemente na estátua de pedra.

Ele ficou atordoado.


Capítulo Anterior   ||   Índice  ||   Próximo Capítulo

Rolar para o topo