AFE – Capítulo 387

  • Asu 
Capítulo Anterior
Próximo Capítulo

Capítulo Anterior   ||   Índice  ||   Próximo Capítulo


Capítulo 387: Um Acordo

Tradutor: Asu |  Editor: Asu

Bang!

Qing Feng sentiu como se ele fosse atingido nas costas por uma besta selvagem. O enorme impacto distorceu muito seu corpo. Ele voou para fora, corpo quase paralelo ao horizonte. O céu azul estava sendo refletido em seus olhos vidrados.

O que foi que aconteceu?

O impacto o deixou confuso.

No ar, Ai Hui ainda estava no movimento de balançar sua Dragonspine como se estivesse balançando um martelo. Ele exerceu todas as suas forças, e até mesmo seus ombros estavam entorpecidos. Ao ver Qing Feng que foi jogado no ar, ele lentamente respirou aliviado.

Wheeze, wheeze, wheeze…

Ai Hui estava respirando pesadamente no ar. O suor brotou de cada um de seus poros por todo o corpo, como nascentes. Suas roupas estavam sujas de suor como se ele estivesse acabado de sair da água.

Depois de um tempo, quando Ai Hui finalmente conseguiu acalmar sua respiração e seu peito, que subia e descia, tornou-se estável, sacudiu seu corpo e o suor se transformou em um nevoeiro branco que se erguia e desapareceu no céu.

O ataque súbito era apenas um movimento variante que ele pensou durante a emergência. Nesse ponto, sua velocidade atingiu o nível mais alto, e a enorme pressão do vento era como uma parede de ferro. Penetrando a parede do vento com a espada era apenas uma ação improvisada, e acabou por ser surpreendentemente eficaz.

Mas, por outro lado, o movimento consumiu muita energia, e por um instante, Ai Hui sentiu que seu corpo quase foi despedaçado por uma força enorme.

Ele decidiu melhorar esse movimento mais tarde. Se ele pudesse fazer um avanço nisso, seus oponentes no campo de batalha definitivamente seriam surpreendidos.

Acalmando-se, Ai Hui desembarcou perto de Qing Feng.

Foi uma coincidência que Qing Feng tenha caído nas caravanas. Ele era o único que estava segurando o poder sobre a vida de Zhao Boan agora, mas provavelmente seria morto a qualquer momento. Neste dia, Qing Feng experimentou as mudanças da vida.

Seu corpo foi totalmente espalhado pelo ataque de Ai Hui. As cordas de grama caíram no chão em um bolo, algumas das quais foram anexadas com uma raiz de lótus.

Crack, crack, crack. As cordas de grama se convulsionavam de vez em quando como enguias. A cena parecia muito estranha.

Qing Feng perdeu o controle das cordas de grama. Agora ele era como um polvo com a cabeça de um ser humano.

Qing Feng disse com ódio: “O Grão-Mestre Dai não vai deixar você livre!”.

Ai Hui explodiu em gargalhadas e depois conseguiu segurá-lo e disse como um vilão: “O que posso fazer? Não queria matar você. Você pediu”.

Qing Feng não sabia o que dizer e o rosto ficou corado. Ele disse com ódio: “Então, mate-me, não quero sua humilhação!”

Ai Hui pareceu surpreso. “Matar você? Por que eu vou matar você”.

Ao ouvir o que ele disse, Qing Feng ficou um pouco aliviado. Embora ele estivesse falando com bravura agora, no fundo, ele realmente estava com medo de morrer. Então ele disse de uma só vez: “Então me deixe ir. Eu pagarei você de volta. Quanto você quer?”.

“Deixar você ir?” Ai Hui balançou a cabeça: “E se você voltar para se vingar de mim? Você trabalha para o Grão-Mestre Dai, a quem não me atrevo a provocar”.

O rosto de Qing Feng tornou-se sombrio. “Então, o que você quer fazer?”.

Zhao Boan correu para eles em arfadas. Ele ouviu sua conversa e disse em voz alta: “Senhor, não o escute. Enquanto ele devora materiais elementares da madeira, sua energia elementar será restaurada”.

A expressão de Qing Feng mudou drasticamente. Ele conversou intencionalmente com Ai Hui para desviar a atenção e, enquanto isso, esticava as cordas de grama para os bens na caravana. Mas agora seu plano foi revelado por Zhao Boan.

Isso o deixou muito irritado: “Você é carne morta!”.

Uma corda de grama subitamente saltou e correu direto para Zhao Boan como uma flecha voadora.

De repente, com um som de quebra, a corda de grama foi novamente atingida e desviada por Ai Hui.

“Que cativo arrogante! Eu gosto do seu temperamento!”

Ai Hui voltou a pousar perto de Qing Feng e olhou para ele com um sorriso espúrio.

Qing Feng ficou assustado em seu coração, mas ainda disse de forma ameaçadora: “O que você quer fazer? Deixe-me dizer-lhe…”.

Ai Hui o interrompeu e disse com fluência: “O Grão-Mestre Dai não me deixará livre. Eu sei”.

Sendo interrompido, Qing Feng ficou envergonhado e seu rosto corou.

Então, Ai Hui se virou para Zhao Boan: “Você disse que seu corpo pode se recuperar com os materiais elementares da madeira?”

Zhao Boan disse com cautela: “Sim, senhor. Você vê, metade dos bens na caravana foram devorados por ele”.

Ai Hui murmurou: “Eu vejo”.

Mas seu próximo movimento surpreendeu Zhao Boan. Ele levantou Qing Feng com sua espada e jogou-o no carro de bambu de três folhas.

Sendo jogado nas mercadorias, Qing Feng sentiu tonturas, e demorou muito para voltar aos seus sentidos. Mas no momento em que percebeu que estava cercado de materiais elementares da madeira, ele se alegrou com excitação selvagem e começou a devorar os materiais com loucura sem dizer nada.

As cordas de grama dispersas começaram a se juntar ao seu corpo.

Tendo devorado os materiais em várias carruagens, Qing Feng voltou ao que era antes. Enquanto ele estava ocupado, seus olhos estavam rolando.

Logo, havia menos de metade dos bens na carruagem, e Qing Feng, que estava comendo, de repente se virou para correr.

Mas desta vez ele não voou para o céu. Em vez disso, ele estava correndo descontroladamente para a floresta. As cordas de grama que constituíam suas pernas estavam dispersas, e ele era como uma aranha que se movia rapidamente.

No momento em que ele estava prestes a chegar à floresta, uma expressão de grande alegria apareceu em seu rosto.

De repente, ele foi apanhado por um calafrio no ar.

O corpo de Qing Feng congelou. O ar gelado que acompanhava a espada quase o deixava congelado. A aura da intenção de matar de Ai Hui que o cobriu era tão real que ele sabia que se ele ousava se mover, o movimento assassino chegaria imediatamente.

“Você…”

Qing Feng tremia de susto.

“Eu sei, o Grão-Mestre Dai não vai me deixar”, disse Ai Hui, levemente.

A piada fez Qing Feng sentir como se estivesse em uma casa de gelo.

Ele não entendeu por que ele sempre encontrou espadachins com fortes habilidades de luta. Este cara de pé na frente dele saiu do nada, mas foi ainda mais forte do que Chu Zhaoyang.

“Venha aqui.”

Seu tom era relaxado, mas incontestável.

Qing Feng retrocedeu mansamente. Ele estava abatido, mas também estava um pouco aliviado. Agora ele tinha certeza de que o espadachim não queria matá-lo.

Embora ele não soubesse exatamente o porquê, ele tinha certeza de que não era por causa do Grão-Mestre Dai.

A intenção de matar desapareceu totalmente como se fosse apenas sua imaginação.

O espadachim sorriu como um garoto amigável. Mas isso fez Qing Feng ficar ainda mais assustado.

“Seu movimento agora foi bom. Vamos, faça novamente”.

O tom de Ai Hui era suave e até encorajador, o que, no entanto, fez Qing Feng se sentir ainda mais temerário e desesperado. O rosto do inimigo era tão jovem, mas era como um demônio em seus olhos. Qing Feng estava tremendo e se perguntando por que o cara que saiu do nada era um ser tão forte.

Jovem e forte como ele era, esse cara era mais sofisticado do que pessoas de sua idade.

Mas mesmo assim, ele não obedeceria nenhum de seus comandos, pensou Qing Feng.

Mas as palavras na ponta da língua foram engolidas e ele falou: “Tentar… tentar o quê?”.

Mas assim que as palavras saíram da boca, Qing Feng sentiu-se extremamente envergonhado. Afinal, ele era um seguidor do Grão-Mestre Dai. Como ele poderia ter medo de um jovem.

Ai Hui não sabia o que Qing Feng estava pensando. Ele gesticulou com o movimento de apunhalada, “Isto. Você é meu parceiro de treino agora. Se você fizer um bom trabalho, eu vou liberá-lo”.

Esta foi uma grande humilhação para ele. Meu Deus! Como poderia o digno Qing Feng ser o parceiro de treino de uma pessoa insignificante?

Quem era ele? Qing Feng! Um homem violento e perverso que dominou a vida dos outros e que matou inúmeras pessoas! Agora, uma criança o considerava um parceiro de treino?

Se isso pudesse ser tolerado, o que mais não poderia?

Melhor morrer de pé do que viver ajoelhado.

Ele era uma pessoa extraordinária quando viva. E ele seria o herói de todos os fantasmas depois que ele morreu.

Com um impulso, ele falou: “Sério?”.

Depois de ter dito isso, ele não podia esperar para dar um tapa em seu rosto. Seu rosto estava agora corado como se uma fogueira estivesse queimando abaixo.

Ai Hui piscou e disse com sinceridade: “É claro. Um cavalheiro sempre cumpre suas promessas”.

Então, ele ainda o atraiu: “Você vê, eu posso lhe fornecer materiais elementares da madeira suficientes. Por que temos que lutar um contra o outro? Não há ódio ou rancor entre nós, certo? Preciso de um parceiro de treino, e eu vou pagar-lhe. Este é um acordo justo, ou uma transação comercial, não é?”

Qing Feng foi meio que persuadido por ele. Sua missão falhou completamente desta vez. Ele não sabia o que seu mestre faria com ele. Esta era uma pergunta sobre a qual ele não havia pensado antes.

Antes de sair, seu mestre havia dito a ele uma e outra vez que não podiam ter nenhuma falha desta vez.

Agora ele tinha que voltar com as mãos vazias, e seu corpo estava tão quebrado – as sementes de lótus do submundo também foram destruídas e levaria muito tempo e muitos materiais preciosos para restaurá-lo ao seu estado anterior. Além disso, sua mente e espírito também foram perturbados. Mesmo que seu corpo se recuperasse, dificilmente poderia alcançar suas melhores condições.

Seu mestre não desperdiçaria tantos materiais preciosos em um fantoche inútil.

Este foi o pior dia de sua vida. E chegou antes do que ele pensava.

Qing Feng sentiu-se abatido, mas também um pouco aliviado.

O destino que o aguardava o deixava desanimado. Portanto, o fato de que ele não poderia voltar fez com que ele se sentisse aliviado, e um pouco perdido também. Afinal, foi seu mestre que lhe deu essa segunda vida. Ele estava grato por sua bondade e costumava seguir os comandos de seu mestre para matar um após o outro. Na verdade, ele não sabia o que fazer na situação atual.

Ficando em silêncio por um longo tempo, ele disse de repente: “Se eu quiser sair um dia, você não pode me impedir”.

Ai Hui respondeu rapidamente: “Não há problema! Então, vamos fazer um acordo!”.

“Ok”, disse Qing Feng. Então ele caminhou até a caravana e começou a devorar os bens deixados nas carruagens.

Ai Hui estava satisfeito. Afinal, era difícil encontrar um bom parceiro de treino. Aqueles muito fracos não o ajudariam a melhorar sua força, mas nenhum lutador forte estava disposto a ser um parceiro de treino.

Então ele olhou para Zhao Boan, que estava parado em choque: “Vou comprar todos os seus bens. Quanto?”.

A situação estava mudando muito rápido para que Zhao Boan entendesse. Não era uma luta de vida ou morte agora? Por que eles se tornaram tão harmoniosos neste momento?

Ouvindo a pergunta de Ai Hui, de repente veio a si mesmo e disse: “Estou disposto a seguir você, senhor!”.

Ele ficou desiludido com seus sonhos irreais com a experiência de hoje. Agora ele sabia que, em tempos difíceis, sem fortes habilidades de luta, a fortuna de alguém iria embora mais cedo ou mais tarde.

Ai Hui ficou surpreso, mas não recusou. Em vez disso, ele perguntou: “Em que você é bom?”

Seu horizonte havia sido largamente ampliado. Ele conhecia seus limites e sabia que muitas coisas deveriam ser feitas por outros, especialmente por pessoas com essa profissão particular. Seus colegas no Salão de Treinamento do Espadachim eram bons em lutar, mas não em outras coisas.

Ai Hui sentiu-se inspirado. Talvez ele precisasse recrutar algumas pessoas experientes, como ferreiros e empresários.

Nenhuma cidade poderia ser construída por lutadores e assassinos sozinhos.


Capítulo Anterior   ||   Índice  ||   Próximo Capítulo

Capítulo Anterior
Próximo Capítulo