Capítulo 3 – Eu disse Josh Malum!

Ascenção sem Classe

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Eu disse Josh Malum!


Tradutor: Ruby | Revisor: Ruby

#sistema-escuro#

Suba na torre ou enfrente a aniquilação!

#escuro-fim#

Josh Malum teve um sonho realmente estranho. Ele sonhou que uma voz sem tom estava se dirigindo a ele.

‘Por favor, não tem nem orçamento suficiente para uma voz feminina de IA fofa. Este sonho com certeza é uma mixaria. ‘ Josh pensou.

Dizia algo sobre a humanidade transmigrando e se juntando a algum tipo de Torre Dimensional. A referida Torre seria o ponto onde muitos mundos se entrelaçariam. Ele seria enviado para um mundo humano, embora não aquele que ele conhecia.

Foi tudo um jogo. Um projetado pelos próprios deuses. Todos os teletransportados se tornariam Jogadores. Esses jogadores entrariam e limpariam tantos andares quanto possível. Complete todos os desafios com sucesso … ou morra.

Já que todos os mundos tinham acesso à Torre, esta era uma corrida. Os resultados seriam compilados regularmente. Qualquer civilização que ficasse para trás em termos de desempenho seria aniquilada.

Tudo se resumia a entrar, matar coisas e sair. Enxágue e repita enquanto espera ter feito bem. Claro, não seria apenas isso. Mas os deuses realmente gostavam de derramamento de sangue.

‘Quão entediados estão os deuses neste sonho? Ah, tanto faz. Estou muito cansado. Quem se importa com tudo isso.’ Josh pensou enquanto ignorava a voz.

Mas então, a voz disse algo que despertou seu interesse. Dizia que chegar ao último andar premiaria um desejo. Um concedido pelos próprios deuses.

Havia apenas uma coisa que Josh queria, mas ele sabia que reviver os mortos era impossível. Ele esperava que a voz tentasse convencê-lo do contrário. Não, ele concordou.

Dizia que o verdadeiro reavivamento era impossível, mas que cópias idênticas poderiam ser feitas. Um novo corpo, mas a mesma alma. Os deuses aparentemente haviam feito backup dos dados da humanidade inteira apenas para esta competição.

Qualquer mente sã teria achado todo o conceito ridículo. Este foi definitivamente um sonho louco. No entanto, de alguma forma, Josh sentiu que fazia sentido.

Ele sentiu que esse sonho lúcido era provavelmente o resultado de seu subconsciente tentando dar sentido a toda a merda que ele tinha passado.

Josh imaginou que talvez se ele chegasse ao topo, ele os veria. Assim, ele decidiu escalar.

Foi quando a voz disse para ele escolher uma classe. Uma que aceleraria seu progresso drasticamente. Isso lhe daria memórias de heróis do passado.

A seleção disponível seria baseada nas realizações de sua vida anterior.

#sistema-escuro#

Por favor escolha!

| Vingador |

| Berserker |

| Mago de Sangue |

| Transgressor |

| Pato Necromante |

| Empalador |

| Carniceiro |

| Mestre da Espada |

| Carrasco |

| Protetor |

#escuro-fim#

Todas essas classes pareciam épicas e brutais. No entanto, Josh considerou toda a matança atrás dele. Ele era apenas um homem normal, que se quebrou e de alguma forma destruiu uma tríade. De agora em diante, ele seria simplesmente o prisioneiro normal, por Josh ele simplesmente dormiria em sua cela enquanto esperava a morte.

Josh não pode deixar de perguntar mais. “Você disse algo sobre mudar minhas memórias?”

Ao que a voz confirmou novamente. Isso era tudo que faria. Ele se lembraria das experiências desses heróis como se fossem suas.

Josh nunca aceitaria isso!

Ele sacrificaria de bom grado seu corpo, alma ou até mesmo seu futuro. Mas nunca suas memórias, pois era o único lugar onde elas existiam. Ele riu antes de declarar. “Classe: Josh Malum.” A voz parou por um segundo, aparentemente processando a informação.

#sistema-escuro#

Nenhuma classe selecionada! 

#escuro-fim#

Ao que ele respondeu novamente. “Josh Malum.”

#sistema-escuro#

Sem Classe

#escuro-fim#

“Eu disse. Josh Malum seu filho da puta .”

#sistema-escuro#

Classe selecionada: | Josh Malum |

#escuro-fim#

Josh acenou com a cabeça satisfeito. Isso foi um sonho, ele pode muito bem dobrar o sistema à sua vontade.

Josh não pôde deixar de pensar que toda essa coisa da Torre teria sido um enredo envolvente para um romance na web. Talvez ele estivesse tendo sintomas de abstinência? Já fazia um tempo que ele não lia uma.

Talvez todo esse sonho tenha sido causado por isso. Antes, ele estava sempre tão ocupado, mas agora … Talvez ele pudesse implorar ao diretor por …

#sistema-escuro#

Evento especial de boas-vindas!

Primeira missão: sobreviva! Boa sorte, jogador!

#escuro-fim#

‘Oh, está começando? Obrigado, sua voz estranha e sem tom, eu acho. ‘

Então Josh foi deixado sozinho, a voz desapareceu completamente.

#26#

Josh Malum acordou com latidos de cães e gritos de humanos, duas coisas com as quais ele estava familiarizado, mas nunca teria esperado ouvir em uma prisão. Tão alto! ‘Mais cinco minutos, ninguém vai bastar!’ Ele pensou. Mas os ruídos perturbadores não paravam.

– Acho que vou ter que me levantar. Que dor. Eles não podem me deixar cumprir minha pena em silêncio e tranquilidade ?! ‘ Josh se levantou lentamente, ele não estava mais na prisão. Em absoluto! O sonho e a transmigração foram reais!

Josh torceu o nariz em desgosto. Ele sentiu o cheiro de tantos aromas. Havia o cheiro de ovo podre e de enxofre que permeavam o ar, havia o cheiro almiscarado de bestas selvagens, o fedor de humanos perdendo o controle sobre seus intestinos e, finalmente, é claro, o sangue de ferro. Tanto sangue que tornava o chão escuro de um vermelho brilhante. Era semelhante a uma pintura feita a partir do sofrimento e angústia dos humanos.

As pessoas podiam ser vistas correndo balançando os membros em movimentos descoordenados. Não, em seu pânico selvagem eles pareciam mais animais, empurrando uns aos outros, gritando a plenos pulmões, chorando, sujando-se, alguns até mesmo congelados no lugar sem fazer nada além de tremer.

O que os fez assim? As feras. Cães de caça com duas cabeças que se divertiam perseguindo, pegando, rangendo e devorando os humanos fracos. Uma aura ígnea envolveu cada um deles. Esses eram claramente cerberus. Josh sabia não apenas por suas aparências, mas também graças às placas de identificação flutuantes acima de suas cabeças.

#sistema-escuro#

<Cerberus Lv1>

#escuro-fim#

Os cães, eram grandes, musculosos, sanguinários, mandando saliva voando por todo o lugar, e no geral extremamente perigosos com certeza. Alguns, tendo caçado suas presas com sucesso, estavam ocupados mastigando cadáveres irreconhecíveis.

Toda a cena estava manchada com um brilho vermelho sangrento, aparentemente vindo do próprio céu. Estava iluminando suavemente a carnificina acontecendo, fazendo tudo parecer surreal.

Foi então que Josh percebeu um rosto familiar, o ladrão que ele conhecera de manhã, na verdade. Bem, tudo o que restou dele foi uma cabeça decepada. Ele também havia morrido, como muitos outros.

Foi quando Josh ouviu o rosnado de um Cerberus que se lançou sobre ele. Um cara normal teria cagado em pânico. Se tivesse sido há dois anos, Josh teria reagido dessa forma também. Mas o atual Josh simplesmente deu um chute alto na criatura, fazendo-o cair.

Essa ação enviou uma pontada de dor em sua perna, mas ele simplesmente a ignorou. Na época em que estava treinando pela primeira vez, ele já havia sentido muita dor.

Naquela época, ele mal sabia como se esquivar de um soco, mas lutava contra gângsteres diariamente. Chegou a um ponto em que todos os hospitais do país o receberam pelo menos uma vez. Claro, seu nome verdadeiro nunca tinha estado em nenhum dos registros oficiais.

O mais difícil sempre foi escolher os alvos certos para o treinamento. O melhor era alguém que o brutalizasse voluntariamente sem feri-lo gravemente. Em seguida, ele lentamente foi atualizado para inimigos mais desafiadores.

Se houve uma coisa que Josh aprendeu: nunca se deve deixar o oponente se recuperar.

Assim que o cão caiu, Josh imediatamente começou a chutar uma cabeça até que um CRACK satisfatório veio. O restante tentou mordê-lo enquanto uivava de dor. Mas ele se esquivou facilmente e continuou chutando até que o monstro parou de se mover completamente.

O sangue respingou por toda parte, manchando sua camisa de força branca. Que pena, foi o mais fofo dele. (e somente).

Josh achou que aquela devia ser a fuga de presos mais maluca de todos os tempos. Neste caso, aparentemente envolvendo Cerberuss. O nome parecia mágico, mas na verdade, eles não eram nada além de cães raivosos de aparência nojenta.

Depois daquela breve luta, mais três pularam nele. Todos eles sofreram o mesmo destino. Tão rápido que enviou uma mensagem para as outras criaturas. Josh simplesmente sentou-se sobre os cadáveres, o pêlo áspero sendo um pouco desconfortável mas nenhum Cerberus ousando se aproximar mais.

A voz disse para sobreviver. Agora ele só tinha que esperar. Enquanto isso, muitos estavam morrendo.

O próprio Josh costumava ser um jovem despreocupado em certo ponto. O tipo que definitivamente teria corrido para os outros para ajudá-los. Mas, anos de ressentimento fermentando o deixaram pessimista sobre o mundo. O mundo não se importou. Sobre qualquer pessoa.

Afinal, quando as pessoas que amava morreram, ninguém sequer piscou. A Tríade do Dragão simplesmente designou um cara caído e ponto final. Josh havia acabado com a vida daquele homem pacificamente. Envenenar alguém na prisão acabou sendo relativamente fácil.

Gritos de ajuda ressoavam. “Por favor me ajude! Por favor!” Apenas para ser instantaneamente silenciado por mandíbulas impiedosas. A maioria dessas pessoas eram pessoas normais e comuns. Eles não estavam prontos para isso. Josh manteve um olhar vigilante enquanto as pessoas continuavam morrendo e morrendo. A maioria deles não mostra uma sombra de capacidade de adaptação.

Josh não salvaria ninguém indigno. Não porque ele pensasse que tinha o direito de julgar. Simplesmente porque havia uma grande chance dessas pessoas morrerem, mesmo que ele as salvasse. Se não hoje, amanhã com certeza.

Todos os humanos permanecendo calmos não corriam perigo real. Havia idiotas suficientes correndo em direção aos Cerberuss para mantê-los ocupados. Muitos escaparam de uma criatura apenas para se oferecer a outra.

Foi quando o som de uma buzina ressoou e fez recuar todas as criaturas. Nesse ponto, havia cerca de cem humanos desgrenhados ainda vivos, incluindo Josh. De todos eles, 5 indivíduos peculiares se destacaram:

1. Uma garotinha, talvez de 10 anos. Completamente encharcado de sangue, mas intacta.

2. Um jovem com um sorriso enorme no rosto e sangue nas mãos.

3. Uma jovem ilesa com tênis vermelhos extravagantes.

4. Um homem musculoso de meia-idade segurando um Cerberus morto como arma, sério!

5. Uma velha vovó caminhando lentamente com uma bengala na mão. Uma que Josh reconheceu escondendo uma espada dentro.

De todos, esses pareciam ser os que melhor se adaptavam à situação. Foi quando algo apareceu na frente da visão de todos.

#sistema-escuro#

Mais uma vez, bem-vindo à Torre Dimensional! =)

Evento Especial de Boas-Vindas – Parte 2!

Escolha um: Lute em grupo | lute sozinho

#escuro-fim#

Tradutor:

Ruby

Ruby

Rolar para o topo