Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 283 – Coração Sombrio

Tradutor: Cybinho

Dizer que Su Nezan estava em êxtase era um eufemismo. Cada momento desde que Yun Ren e seus companheiros voltaram com sua história foi passado em um estado de felicidade que ele tinha certeza de que nunca mais seria capaz de sentir novamente. Ele pensou que sua felicidade havia morrido com sua querida e amada Wen. Mas agora seu Qi estava agitado e pulando como uma criança, tonto e pulando tanto que ele se sentia quase desequilibrado.

Yun Ren acendeu aquela faísca novamente. Eles haviam exposto todos os crimes da Seita Montanha Oculta e mesmo agora a montanha estava sendo destruída por seus próprios discípulos.

Era uma justiça tão poética que parecia ser sustentada pela intervenção divina, a punição escrita pelo maior dos dramaturgos. Finalmente, os pecados do passado alcançaram a Seita da Montanha Oculta. Certamente, eles estavam fadados a serem vitoriosos!

Nezan comeu, bebeu e se divertiu como não fazia há milhares de anos, depois acordou bem cedo para ter certeza de que não tinha sido apenas um sonho.

Não foi. Yun Ren estava dormindo em sua cama, o rabo preso em seus braços como um travesseiro, Shen Yu estava meditando no topo da montanha, Bi De e Ri Zu estavam na mesma cama, e os ex-discípulos da Seita da Montanha Oculta estavam dentro de seus próprios aposentos. Eles não tinham guarda, apesar de sua origem.

Eles eram fracos demais para serem uma ameaça verdadeira e estavam aqui. Ora, o grande, Han, até parecia genuinamente interessado na maneira como eles faziam as coisas.

Embora Nezan tivesse rancor da Seita da Montanha Oculta, ele não era estúpido o suficiente para considerar os novos iniciados que haviam deixado a seita depois de menos de um ano como seus inimigos.

Com o fato de que este não era um sonho maravilhoso satisfeito, Nezan foi ao telhado da mansão para observar o nascer do sol.

Como seria o mundo se um sonho que você manteve por milhares de anos finalmente se tornasse realidade?

Parecia mais brilhante, decidiu Nezan. O céu estava mais azul, as pedras da montanha menos monótonas e as nuvens de um branco puro. Ele ouviu a música de Bi De – era muito bonita e muito melhor do que ter que ouvi-lo gritar que era de manhã e, portanto, hora de levantar.

Ele sorriu com a música maravilhosa, apenas aproveitando o mundo por mais alguns minutos, antes de descer as escadas de volta à mansão.

Era um antigo local de encontro. Um dos poucos que restaram após milhares de anos de guerra e preservado apenas pelo seu sigilo. Uma fortaleza das raposas.

Ele entrou no salão principal e sorriu calorosamente para onde Yun Ren estava discutindo com seus amigos. Nezan sentiu um orgulho quente encher seu estômago ao ver o menino. Ele realmente foi o maior presente que Nezan recebeu desde Wen. E agora com sua linhagem ativa, Nezan tinha um herdeiro em quem poderia confiar o futuro caso o pior acontecesse.

Já fazia muito tempo que sua espécie não tinha um líder, um verdadeiro líder, e Yun Ren se sairia bem.

“Então? O que você acha?” ele perguntou enquanto se sentava ao lado de uma mulher que estava olhando para Yun Ren. Ela era uma mulher de aparência selvagem, com cabelo espesso e dentes caninos longos demais para ser humana.

“Senhor Tio,” a voz de Nezuhua o tirou de sua reflexão e ele se virou para a mulher. Ela tinha sido uma assessora maravilhosa até agora.

“Sim, querido?”

“Tenho a confirmação de Yuanlin e Xue Ji. Eles receberam seu pedido para retornar e estão voltando rapidamente”, disse Nezuhua com uma reverência. Havia algo em sua voz que denotava insatisfação, mas provavelmente tinha algo a ver com a logística daquele lugar.

O sorriso de Nezan ficou mais amplo.

“Excelente! Excelente! ” ele decretou. “Será bom para ele conhecê-los. Falando nisso, o que você acha do nosso garoto, Nezuhao?” ele perguntou, virando-se para o dono da mansão. Em total contraste com a maioria de sua espécie, a mulher sentada à mesa principal era uma mulher idosa e de aparência murcha; ela também era a chefe da aldeia do vale.

Nezuhao era uma dass líderes das raposas, e a velha estava no Quinto Estágio do Reino Espiritual. Embora sua habilidade de luta tivesse atrofiado há muito tempo com seu corpo, suas ilusões ainda eram incrivelmente potentes.

Nezuhao simplesmente encolheu os ombros. “Ele é um bom rapaz. Ofereceu-se para me carregar escada abaixo esta manhã. Ele é muito melhor e mais educado do que você, tio.”

Nezan riu. “Ah ele é, como ele é…”

Nezan voltou para o salão enquanto mais e mais parentes entravam para o café da manhã. A maioria das raposas aqui eram o apoio – os criadores. O sangue deles era fraco; e poucos deles eram cultivadores.

Mas o resto? O resto estava voltando agora.

Enquanto Yun Ren e Shen Yu estavam na Seita Montanha Oculta… Nezan também estava ocupado. Ocupado reunindo todos os seus parentes. Dívidas antigas foram cobradas. Reinos secretos e ocultos entraram. Nezan se aventurou pelos quatro cantos das Montanhas Presa Uivante, encontrando os enclaves dispersos de seus parentes e pedindo-lhes que se juntassem a ele aqui.

Eles vieram, atendendo ao seu Honorável Tio.

O sorriso de Nezan ficou um pouco mais amplo quando ele olhou para as centenas de raposas… e sentiu várias assinaturas de Qi retornando à mansão.

A Seita Montanha Oculta foi ferida… mas ainda estava viva. Ainda na montanha dele . A alegria se transformou em sede de sangue.

O primeiro golpe foi desferido.

E a escuridão no coração de Nezan agitou-se alegremente.

================================

Depois do café da manhã, e depois que Ri Zu e Yushang pararam de molestar seu rabo, Nezan chamou Yun Ren. Muitas pessoas entraram na mansão e Yun Ren não reconheceu nenhuma delas.

Eles eram uma mistura eclética; alguns deles pareciam montanhistas, outros pareciam funcionários do tribunal e outros estavam mais de acordo com o que ele pensava quando pensava em cultivadores.

“Sobrinho!” Nezan disse antes de empurrá-lo na frente de todos eles. “Venha conhecer suas tias! Yuan Lin! Você primeiro!”

“Então! Você é o garoto de quem tanto ouvi falar, hein?” a mulher diante dele perguntou, seus olhos estreitos vagando por todo o corpo de Yun Ren. Ela era uma mulher de aparência selvagem, com cabelos tão grandes e espessos quanto a cauda. Ela praticamente tinha presas, em vez de dentes normais, e basicamente qualquer um que a visse pensaria imediatamente em “raposa”. Ela parecia rude e um pouco ranzinza, e tinha uma aura perigosa. Como Nezan antes de Yun Ren fazer amizade com ele.

“Eu acho que sim!” ele respondeu, colocando um sorriso. “Xong Yun Ren. Prazer em conhecê-lo!”

Ela imediatamente invadiu seu espaço pessoal, mas Yun Ren conseguiu se manter firme. Seus olhos amarelos fixaram-se nos dele, antes que ela se virasse e olhasse para os dedos dele. “Arco e espada?”

“Ah, sim, meu pai é um caçador”, respondeu Yun Ren.

Yuanlin assentiu. “Teremos que ir caçar algum dia.”

Yun Ren piscou quando a mulher deu um tapinha em seu ombro, e então ele percebeu que isso era como conhecer o lado materno da família.

“Claro! Não me culpe se eu pegar a fera maior!”

Yuanlin começou a rir. “Nada mau garoto!” ela declarou.

Então a próxima mulher se aproximou.

“Jovem mestre. Esta é Xue Ji. É um prazer conhecê-lo”, a mulher hesitou, curvando-se ligeiramente. Ela parecia uma funcionária comum da corte, com o cabelo preso em um coque severo. Bem, como um funcionário comum da corte, se empunhassem espadas.

“Ah, você não precisa me chamar de Jovem Mestre…” ele começou, a educação vindo até ele.

E assim as coisas aconteceram. Nezan ficou atrás dele o tempo todo, gesticulando para que cada pessoa avançasse. Todas as pessoas que ele conheceu tinham olhares avaliadores e algumas eram mais educadas que outras. No final, Yun Ren teve que conhecer quase cinquenta pessoas — todas elas cultivadores.

Por um momento, Yun Ren se perguntou por que Nezan tinha tantas pessoas aqui… mas essa pergunta foi satisfeita quando Nezan falou novamente.

“Você me disse ontem à noite, sobrinho, que havia feito as gravações que pedimos. Podemos vê-los?” Nezan perguntou educadamente.

“Claro”, ele concordou. “Vamos ver se conseguimos escurecer um pouco a sala…”

Eles fecharam as cortinas e Yun Ren tirou seu cristal de gravação. Ele respirou fundo e projetou a primeira imagem, uma paisagem da montanha vista do vale.

Houve uma grande inspiração. Yun Ren ficou particularmente satisfeito com esta foto. A montanha estava completamente envolta em névoa, mas o ângulo do sol permitia ver os raios de luz que se dispersavam através dela e sugeriam a montanha abaixo.

=============================

Nezan, pela primeira vez em milhares de anos, viu sua casa novamente.

Ele sentiu lágrimas brotarem em seus olhos ao ver a majestade da Presa Nebulosa. Ele praticamente podia sentir o cheiro das florestas. Ele podia ouvir as risadas de seus colegas enquanto vagavam pelas montanhas, construíam bases secretas e brincavam de jogos bobos, embora a maioria deles fosse parcialmente lembrada.

Pela primeira vez em milhares de anos… ele estava em casa .

===================================

A Presa Nebulosa era realmente um lugar deslumbrante, pensou Su Nezuhua, enquanto Yun Ren mudava para outra imagem.

Ela nunca a tinha visto pessoalmente. Ninguém nesta sala, exceto Nezan, fez isso. Durante os meses desde que Yun Ren partiu e prometeu voltar com imagens, ela se perguntou se sentiria alguma conexão ancestral com a montanha. Que ela veria e de repente saberia que estava em casa.

No entanto, tudo o que restou foi um lugar bonito. As árvores não eram espécies raras encontradas em nenhum outro lugar; ela poderia voltar para casa, em seu próprio vale, e encontrá-los. A névoa, embora constante, não era desconhecida.

Era uma montanha bonita e enevoada.

“E como você pode ver, alguém foi um merda!” Yun Ren narrou enquanto puxava outra imagem. Era uma raposa desenhada infantilmente com cocô por toda parte, proclamando o desenho “Nezmerda”. Houve risadas de todas as raposas, e a própria Nezuhua soltou uma risada suave.

Era obra de uma criança, é verdade, um bonequinho rabiscado e coberto de cocô.

Os olhos do honrado tio Nezan estavam fixos na imagem e lágrimas brotaram de seus olhos. Ele sussurrou algo baixo demais para ela ouvir; um nome, falado com carinho.

Ao vê-lo, Nezuhua sentiu seu bom humor azedar um pouco.

Ela tinha que admitir, depois que o brilho feliz da noite passada desapareceu… ela estava começando a ficar nervosa. Nezan foi cauteloso sobre seus planos depois de trazer todos eles para esta mansão. Foram meses de silêncio e de consertar o lugar… e agora, de repente, o futuro era incerto.

Nezan chamou Yuanlin e Xue Ji.

Isso poderia significar que ele estava pensando em guerra. Ninguém chamava os dois membros mais fortes restantes de seu povo sem pelo menos pensar nisso.

Mesmo depois de ela ter implorado para que ele não o fizesse.

Nezuhua olhou para seus companheiros, os líderes dos diferentes enclaves de raposas. Yuanlin obviamente estava gostando do show. Xue Ji parecia interessado e fazia anotações.

Nezuhao estava simplesmente tomando um gole de chá.

Nenhum deles tinha a mesma emoção que Nezan; e ainda assim… E ainda assim… era o lar ancestral deles.

Não foi certo lutar e recuperá-lo dos invasores?

Nezuhua lambeu os lábios e fechou os olhos.

===================================

Sempre foi divertido exibir suas gravações e o público gostou muito. Yun Ren ficou satisfeito ao mostrar-lhes a última imagem.

Afinal, ele havia tomado o suficiente para praticamente encher o cristal.

“E se você quiser dar uma olhada nisso novamente, posso fazer cópias para você”, disse Yun Ren, recostando-se ligeiramente enquanto admirava a última paisagem do topo da montanha.

“Não sei se precisaremos de cópias, sobrinho”, disse Nezan, sua voz estranhamente gutural. Yun Ren fez uma pausa ao ouvir o rosnado na voz do homem. “Afinal… talvez não precisemos de meras gravações em breve. Você mesmo disse… A montanha é fraca.”

Yun Ren congelou com a sede de sangue e a ansiedade na voz e se afastou de suas ilusões. Seu tio estava descansando em sua forma de raposa, seus olhos queimando em um amarelo predatório. Um sorriso sádico distorcido se espalhou por seu rosto. Havia algo doentio e distorcido em seus olhos, como o que Yun Ren tinha visto em Xiulan quando voltou para a Fazenda pela primeira vez.

A luz baixa e as velas fracas, originalmente usadas para melhorar a aparência de suas ilusões, agora faziam o quarto parecer um pouco sinistro.

Seu tio não estava sozinho. Ao lado dele, Nezuhua, Nezuhao, Yuanlin e Xue Ji estavam de pé, seus olhos estreitos também ardendo na escuridão.

E atrás deles… atrás deles estavam centenas de pessoas que tinham gotas de sangue de raposa, seus rostos duros. Qi e intenção encheram o ar. Um rancor, fervido há milhares de anos, estava finalmente fervendo.

As raposas sentiram que suas presas eram fracas.

“Yun Ren. Seu tio tem uma pergunta para você”, disse a raposa, com voz coloquial. “ Você acha que podemos conquistar a montanha?

…ele realmente deveria ter percebido que esta seria a reação de Nezan ao descobrir o que havia acontecido. Seu tio ainda estava fixado na montanha… mas Yun Ren tinha dúvidas sobre o resto das raposas.

Nezuhua, ele sabia. Ele sabia que ela não tinha vontade de ir, mas podia ver a leve expressão de resignação em suas feições.

O rosto da velha senhora que ele conheceu esta manhã estava beliscado. O sorriso selvagem de Yuanlin era mais uma careta. O rosto da oficial do tribunal Xue Ji era uma máscara neutra, mas ela estava imóvel.

Yun Ren… Yun Ren começou a ficar com raiva. Sim, ele não gostou que as raposas tivessem sido traídas e caçadas, mas pelo menos havia alguma justiça para isso. As pessoas que perpetuaram isso foram expostas e, esperançosamente, morrerão e desaparecerão.

Se as raposas fossem e tomassem a montanha… bem, seria um desastre. Yun Ren aprendeu muito com seu tempo na Inquisição, por mais que odiasse admitir. Logística. Locais de ataques de bestas espirituais, ataques de seitas. As raposas, se atacassem agora, mal conseguiriam tomar a montanha, muito menos mantê-la.

“Por que diabos você seria tão estúpido?” Yun Ren respondeu em vez disso.

Todos na sala piscaram com seu tom incrédulo e a maneira como ele se dirigia a Nezan.

“Você é livre. Pela primeira vez em milhares de anos você não precisa se preocupar em ser caçado, e seu primeiro pensamento é jogar fora mais vidas de seus parentes em um plano que pode levar você de volta à montanha por um ano ou dois antes de outra seita toma-la porque você não tem números e poder para segurá-lo?”

Nezan recuou ligeiramente, com os olhos arregalados, antes de se estreitarem. “É a Presa Nebulosa. É a nossa casa .”

“É uma maldita montanha. O que é realmente importante está bem aqui”, Yun Ren respondeu, gesticulando para as raposas. Seu tio voltou-se para os outros, franzindo a testa pesadamente.

“Tio?” Nezuhua falou, sua voz calma. Nezan se virou para olhar para ela. Então ele notou os rostos desconfortáveis ​​das raposas atrás dele. “Não podemos, tio. Não somos as raposas do seu tempo. A montanha… não é a nossa casa. A maioria de nós realmente não tem uma.”

A carranca de Nezan suavizou-se com o apelo. Ele olhou para as outras raposas, incapazes de se transformar, que olhavam para o chão.

“Eu não me importo de lutar, tio. Mas… não gosto das probabilidades disso”, disse Yuanlin. A cabeça de Nezan voltou-se para a mulher de aparência selvagem, que estava sentada com os olhos fechados. Ele pareceu surpreso por ela estar dizendo isso. “Somos os escudos do nosso povo. Não lâminas de conquista.”

“A lógica dita que este é um curso de ação imprudente, tio”, sussurrou Xue Ji.

A velha tomou um gole de chá, com tom de repreensão. “Você tem quantos anos e ainda tem a cabeça quente?”

A sede de sangue nos olhos de Nezan começou a diminuir. E então, Yun Ren teve um golpe de gênio, algo que seria o golpe final.

“E se você quer tanto a montanha… você tem tempo, não é? A seita inteira está cambaleando e eles estão se sentindo culpados. Você é uma raposa , não é? Por que você pagaria com sangue por uma montanha que você poderia conseguir de graça fazendo isso com meio maldito cérebro!”

O queixo de Nezan caiu. A escuridão distorcida em seus olhos diminuiu. Yun Ren pôde mais uma vez ver a luz das velas atrás de seus olhos.

“Entendo…” ele disse, sua voz soando um pouco estranha enquanto ele olhava ao redor enquanto Nezuhua afundava em seu assento, suspirando de alívio. “Bem, este deveria ser um conselho de guerra. Alguém tem alguma outra ideia sobre qual poderia ser nosso próximo curso de ação?”

“Minha mãe e meu avô provavelmente querem conhecer você, então considere isso um convite para uma visita”, respondeu Yun Ren. Todas as raposas se voltaram para ele. “Quer dizer, espero que você goste de leite de iaque? É uma coisa grande…”

Picture of Olá, eu sou Cybinho!

Olá, eu sou Cybinho!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥