Selecione o tipo de erro abaixo

Prairie Berry Winery

— E você, Mikael? Para onde você olha quando tudo ao seu redor está de cabeça para baixo?

— Nunca pensei muito sobre isso, é um pouco estranho. Sempre tive outras preocupações. Sobreviver, talvez. Não sei se tenho uma direção clara. Apenas sigo em frente, um passo de cada vez.

O suor escorria da testa de Mikael enquanto ele se movimentava por entre as videiras, pesadas com uvas amadurecendo, enquanto se esquivava dos golpes do Mephisto.

Ele se lançou para o lado em uma esquiva que o fez se esparramar em um canteiro de flores silvestres quando o punho cerrado da criatura passou como um borrão à esquerda de sua cabeça, evitando por pouco um punho que teria estilhaçado os ossos de seu crânio, considerando que a força do golpe fez voar um jato de pétalas carmesim, cuja beleza outrora vibrante se tornou um trágico confete espalhado pelo campo verdejante do vinhedo. 

Antes que Mikael pudesse aproveitar o lapso momentâneo, o Mephisto já o estava o flanqueando, com outro golpe destinado a esmagá-lo sob a fachada idílica do local. 

Em uma tentativa instintiva de se defender, estendeu os antebraços à frente, mas a intensidade da pancada foi um golpe de martelo, fazendo-o voar pelos ares.

Lançado para o pátio, as mesas de madeiras, adornadas com toalhas brancas imaculadas e copos reluzentes, se estilhaçaram com um estalo doentio quando Mikael se chocou contra elas até se chocar com a parede mais distante com um baque de ossos. 

— Mas deve haver algo que lhe dê força, mesmo quando tudo é difícil. Algo que forneça energia, mesmo que seja simples.

Acho que, de certa forma, é a chance de fazer a diferença. Mesmo que seja apenas para uma pessoa, mesmo que seja apenas por um momento. Quero usar essa força que tenho para alguma coisa.

O Mephisto foi intransigente, aproximando-se de Mikael como uma sombra voraz com extraordinária rapidez. 

No entanto, quando estava prestes a investir em outro ataque, a criatura foi pega de surpresa por uma força imparável que o cercou. 

Ele foi jogado para trás por uma força não identificada, poderosa e invisível que parecia ter decidido interromper o duelo.

A precisão extrême na forma de um braço estendido como a culatra de uma pistola era uma representação óptica do método fascinante do Bang

Usando a energia negativa como um catalisador para aumentar seu impacto, a abordagem da técnica era uma representação concentrada da energia cinética. 

As partículas subatômicas com carga negativa serviram como representação molecular da energia negativa. 

Como os dedos estão dispostos como uma matriz receptora, o método canalizava essa energia para eles. A carga negativa tornava-se uma onda cinética focalizada como resultado da transferência efetiva. 

Seguiu-se uma explosão regulada e uma breve perturbação atmosférica, o que significava a transformação efetiva da energia negativa adormecida em uma força potente e dinâmica.

“Existe uma brecha em sua defesa que eu posso explorar.”, ponderou ele, com seu olhar analítico em busca de oportunidades. 

Ele levantou-se incólume, não parecia machucado, apesar do impacto impressionante que havia sofrido. O Mephisto, por outro lado, estava na extremidade oposta, visivelmente impactado pelo golpe, mas se recompondo e adaptando-se.

“Embora ele se ajuste rapidamente, há um momento de transição. Se eu conseguir provocar uma variação rápida no padrão de ataque, fora do ritmo ajustado, posso explorar uma vulnerabilidade.”

Ele reconheceu que talvez devesse ter agido de forma diferente, mas não havia espaço para o arrependimento em meio à luta pela sobrevivência.

Todas as armas, armaduras e poderes normais pareciam ser tão frágeis quanto papel quando comparados com o poder corrosivo de uma criatura de classe mortal.

“Não será tão simples.”, Seu rosto estava contorcido em assombro. “Mas não é impossível.”

Eles se aproximaram um do outro com bastante rapidez, quase em uníssono. 

A mão do Mephisto cortou o ar enquanto Mikael habilmente deslizava sobre o chão para alcançar suas costas. 

Ele respondeu prontamente soltando um Bang, causando uma explosão concentrada na pele do oponente.

Mikael continuou, com uma agilidade excepcional. 

Moveu-se em um arco oblíquo e seu pulso, ampliado pela energia negativa, encontrou o alvo nas costelas do oponente que ligeiramente se chocaram.

Além de causar lesões corporais, o golpe foi projetado para aproveitar a abertura deixada pela explosão anterior. 

Como uma flecha impelida pelo vento, Mikael se pôs à frente da coisa com uma rapidez surpreendente. 

Ele parecia desafiar a própria gravidade enquanto planava no ar.

Usou toda a energia negativa que havia armazenado durante a aceleração para dar um chute forte ao atingir o pico do salto. 

Um golpe concentrado na barriga do Mephisto foi produzido pela coordenação fina de cada fibra muscular, o que maximizou a transmissão de força para o membro inferior.

O chute de Mikael teve o efeito de uma colisão controlada de uma força formidável. 

Assim que seu pé acertou-o, uma onda de energia foi liberada, fazendo com que a pele do oponente se ondulasse. 

O som que surgiu foi um híbrido de um eco abafado de carne esmagada e uma explosão sônica.

A área atingida foi severamente comprimida, o que fez com que a estrutura interna da criatura ficasse instável por um breve período. 

A velocidade de Mikael e a precisão do golpe se combinaram para criar um impacto contundente que causou danos significativos. A criatura pareceu temporariamente assustada, claramente sentindo desconforto e instabilidade enquanto seu corpo tentava recuperar o equilíbrio após a colisão.

“Deve ser o suficiente.”

No momento que seus pés tocaram o chão, ele rapidamente recuou.

“As falhas na defesa do Mephisto ficam mais claras a cada ataque.”

A expressão facial de Mikael revelou a seriedade do momento, com suas feições esculpidas pela concentração.

“Três impactos consecutivos acentuam os danos.”

Embora seus membros estivessem paralisados, o Mephisto permanecia de pé com o corpo levemente curvado. 

O forte oponente se viu em uma situação precária em decorrência dos impactos desestabilizadores dos ataques subsequentes.

“Agora, a incerteza paira no ar. É hora de capitalizar essa lacuna antes que ele recupere seu equilíbrio.”

Assim, com os detalhes claramente delineados, ele estava pronto para transformar suas observações em ações decisivas na dinâmica mortal que estava se desenrolando diante dele.

Mikael ergueu a mão, com a palma aberta, e a estendeu para a criatura, cuja forma encurvada ainda tentava se recuperar dos ataques anteriores. 

As pontas de seus dedos começaram a adquirir um brilho negro, como sombras dançantes que reagiam à manipulação da energia negativa.

A energia era como uma corrente elétrica que respondia à vontade de Mikael; era visceralmente forte, mas indetectável a olho nu. Cada liberação de energia negativa causava vibrações na atmosfera, que se espalhavam pela arena e produziam um zumbido baixo.

Ele parecia estar explorando o núcleo dessa força, como se estivesse entrando em um reino intermitente de possibilidades.

As partículas da energia negativa formaram padrões intrincados à medida que giravam em torno do Mephisto, parecendo sentir os pontos fracos do oponente.

“O Bang desestabilizou sua adaptação. Parece que a energia negativa está sincronizada com suas vulnerabilidades. É hora de usá-la como um instrumento de destruição.”

O Mephisto mudou ligeiramente de posição enquanto Mikael se preparava para liberar sua força, o que ele mesmo viu. A criatura parecia estar ciente da ameaça que se aproximava antes mesmo de atacar.

Um brilho desconcertante irrompeu do olhar anteriormente escuro da coisa, como se tivesse observado o perigo à frente e sabia que Mikael logo liberaria seu poder. 

Os olhos do monstro não estavam cegos para a energia negativa ao redor das mãos do caçador.

— Só pode tá brincando.

Mikael hesitou um pouco. 

Por uma fração de segundo, toda a imensa energia que o cercava pareceu congelar.

— Você gosta de apanhar mesmo, hein?

A besta atirou-se em direção ao homem, enraivecida e faminta pelo desejo de abatê-lo, com a intensidade da raiva evidente em cada passo. 

Mikael manteve a compostura quando viu o enorme punho do gigante cair à sua frente com a medonha intenção de o atingi-lo num instante de fúria incontrolável. 

Ao mesmo tempo que o pulso da enorme massa avançava, gerava uma espécie de vácuo que deslocou violentamente à sua volta. 

Era como se a própria natureza se curvasse perante a ira deste ser, reforçando a sua força a par de cada ação.

Mikael pressentiu a ameaça iminente e agiu rapidamente graças à sua agilidade e instinto. 

Evitou o caminho que o levaria à morte definitiva, saltando para trás num movimento rápido e sincronizado. 

No entanto, o chão sob a criatura não teve a mesma sorte. 

Submetida ao peso esmagador da mesma, cedeu e partiu-se, sucumbindo ao seu poder grotesco.

Com reflexos afiados como lâminas e uma mente calma, ele analisou a trajetória dos tentáculos enquanto eles cortavam o ar em sua direção. 

A sua reação a um dos tentáculos que se deslocava rapidamente para o seu flanco direito foi quase instantânea. 

Esquivou-se da ponta mortal que estava a milímetros da sua carne, saltando para o lado com uma rapidez sobre-humana. O tentáculo assobiou bruscamente pelo ar, deixando uma rajada de vento no seu rasto.

Assim que seus pés encostaram no chão, Mikael tomou uma decisão surpreendente e ousada. Em vez de recuar, como esperado, ele avançou em direção à criatura. 

Embora fosse uma manobra arriscada, quase suicida à primeira vista, no entanto, seus movimentos tinham uma calma inquietante, uma eficiência praticada que desmentia o perigo bruto. 

Ele mergulhou no contra-ataque, um borrão de pânico controlado, quando um ferrão afiado passou sussurrando por sua orelha, arrancando um fio de cabelo. À direita, outro quase acidente, a ponta roçando seu nariz enquanto ele se contorcia.

Mikael se esgueirava pela saraivada de morte venenosa, um dançarino desafiando a orquestra da destruição e o Mephisto, em seu frenesi, não conseguia acompanhar a agilidade e a destreza de seu adversário.

O clímax se abateu sobre eles quando, face a fera, Mikael cerrou o punho com força, permitindo que o momento se desenrolasse como um prelúdio nervoso. 

Carregado de energia negativa, a vontade do caçador fez com que o brilho escuro pulsasse, irrompendo em uma aurora transitória ao redor de seu pulso.

Ele atingiu o peito do Mephisto com precisão deliberada. A energia atingiu a criatura com um poder terrível, liberando-a em uma explosão controlada semelhante a um míssil, deixando um notável rombo. 

O som que surgiu foi uma combinação de um chiado elétrico da energia liberada e uma explosão branda no momento em que a pancada pareceu fazer com que ele cedesse por um breve momento. 

O impacto físico e o efeito cáustico da energia negativa eram visíveis através do buraco no peito da criatura. Como se cada partícula de energia tivesse desempenhado um papel na destruição de seus órgãos internos, e toda a essência da criatura tivesse sido perturbada.

— Lá vem…

A área sacudiu com o som do rugido selvagem da fera, uma melodia discordante que ressoou por toda parte. O som não era apenas um grito; era a expressão da angústia e da fúria da criatura. 

Sua postura mudou instantaneamente, indicando que esse brado desesperado havia produzido uma adaptação.

Seus membros se contorceram em uma dinâmica enlouquecida, como se o ataque de Mikael estivesse fazendo com que toda a natureza da criatura reagisse. 

— Outra opção…

 Os tentáculos, uma vez mais, deslocaram-se em direção a Mikael com uma velocidade espantosa, cercando-o com as suas presas afiadas.

Entretanto, a batalha estava longe de terminar.

「 Permuta Celestial 」

Onde Mikael estava, o fragmento de uma cadeira quebrada apareceu inesperadamente. 

A energia negativa que fluía englobava todo o espaço ao redor dele, distorcendo o espaço de uma forma surpreendente. 

Dentro do raio de influência, que se estendia por até 5 metros, Mikael tinha poder sobre qualquer objeto. Qualquer item selecionado por ele poderia ser trocado por outro. 

A distorção do espaço mostrou que as propriedades inerentes da matéria podiam ser controladas. As coisas perdiam seus limites e adquiriam uma estranha maleabilidade em seu lugar.

O Mephisto foi pego completamente desprevenido pela hábil manipulação espacial de Mikael, que o levou a uma rápida e astuta mudança de posição. 

Originalmente destinadas a ele, as presas afiadas da criatura ficaram presas em sua própria carne. Foi um desenvolvimento inesperado que provavelmente o impediria de usar essas presas novamente.

A mudança abrupta de papéis o confundiu momentaneamente.

“Mesmo se eu batesse com toda minha força o corpo dele se ajustaria, se tornando imune. Mas quanto ao dano dele mesmo, o que acontece?”

Pela primeira vez ele foi prejudicado. 

O sangue escorria das regiões afetadas pelos ferrões, dando um sinal mais de esperança.

Em resposta, um sorriso de escárnio curvou os lábios de Mikael enquanto encarava o Mephisto.

— Como imaginei.

Olá, eu sou o Nyck!

Olá, eu sou o Nyck!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥