Capítulo 33: Pensei Que Era Um Pervertido

Divindade: Contra o Sistema Divino

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

CAPÍTULO 33: Eu pensei que era um pervertido

 

Tradutor: Ydominuss

 

“Finalmente, a preparação está completa,” Ryder deixou escapar com um sorriso no rosto.

“Não, tudo depende da execução amanhã”, disse ele com toda a seriedade.

Ele saiu do jogo.

________________

 

 

Maya ainda estava tentando entender o que estava acontecendo.

Ela fez uma varredura completa em Divinity, mas nada de estranho foi descoberto.

“Hades …” Ela murmurou baixinho ao se lembrar do nome.

Quem era o garoto que poderia entrar em seu mundo Divino e ainda estar fora de seu controle? Ela decidiu ficar de olho nele de agora em diante.

_______________

 

Ryder acordou no mundo real e tirou os óculos Divinity. Ele colocou os óculos em seu armazenamento espacial que foi concedido a ele por Janus.

Já era meia-noite agora.

Ryder decidiu dormir e dar um verdadeiro descanso ao seu corpo.

Ele bebeu um pouco de água de uma garrafa próxima e deitou-se na cama.

 

** Atenda o telefone, ou haverá Explooosion … Atenda o telefone, ou haverá Explooosion **

 

Ele tinha acabado de fechar os olhos quando seu telefone começou a tocar.

A música rock alta era sua favorita e ele a usava como toque de chamada. Ele pegou o telefone e aproximou-o dos ouvidos. Ele nem se incomodou em verificar o número.

“Irmão !!! Por que você não respondeu ao meu pedido de amizade?” A pessoa ao telefone disse.

” Quem diabos é você?” Ryder disse ao se sentir irritado.

“Eu sou Shu! Shu Ma … quer dizer, Shu! Como você pode me esquecer tão cedo, irmão mais velho”, disse Shu.

A voz de Shu soou como se ele estivesse bastante magoado.

“Oh, go … quero dizer, Shu. Desculpe, eu estava com um pouco de sono. Mas por que você me ligou?” Ryder perguntou.

Ele finalmente abriu os olhos quando começou a falar sério.

“Eu te enviei um pedido de amizade pelo Divinity. Por que você não aceitou?” Ele perguntou.

“Você me enviou um pedido? Quando? Eu só recebi um pedido, e também era de alguém chamado Big Daddy”, Ryder respondeu.

“Esse sou eu, irmão! Só pode haver um Big Daddy neste mundo! Eu sou aquele Big Daddy!” Shu soltou uma voz determinada.

Era como se o título de Big Daddy fosse muito importante para ele. Ninguém deve nem pensar em tirar um bom título dele.

“Espere um minuto? Foi você?” Ryder perguntou surpreso como se fosse a primeira vez que ouvia sobre isso.

“Sim. Fui eu. Eu te contei sobre isso de manhã, não contei?” Shu respondeu.

“Você fez? Devo ter esquecido então. Recebi o pedido de algum Big Daddy. A julgar pelo nome, pensei que devia pertencer a um pervertido”, Ryder respondeu.

“É por isso que não respondi ao pedido. Se eu soubesse que você era aquele pervertido … Quer dizer, se eu soubesse que você era essa pessoa, teria aceitado instantaneamente”, Ryder mentiu descaradamente enquanto fingia ser ignorante sobre isso.

“Isso é bom. Não se esqueça de aceitar amanhã, certo? Vou verificar depois de amanhã”, disse Shu.

Ryder não pôde deixar de achar o frase de Shu estranha.

“Por que você não verifica amanhã?” Ryder perguntou.

“Bem, não posso entrar nas próximas 24 horas. Fui morto hoje. Falando nisso, sabe? Algo muito estranho aconteceu comigo hoje”, Shu respondeu.

“Eu tinha aprendido ‘Cortar’ com um ancião da espada e estava enfrentando um lobo da neve fora do vale da besta, mas estranhamente, não fui capaz de usar a habilidade. Quando eu testei antes, estava perfeitamente bem, mas quando eu ataquei o lobo, era como se a habilidade tivesse desaparecido de repente. Eu não poderia usá-la. O lobo me matou “, disse ele.

“Você sabe qual é a pior coisa? Eu tinha acabado de me gabar na frente dos novatos que iria lutar solo com o Lobo. Ainda me lembro de seus rostos rindo quando falhei miseravelmente”, Shu teve vontade de chorar enquanto contava sua história emocionante.

“Talvez essa habilidade tenha tempo de recarga ou você ultrapassou o limite diário? Isso pode acontecer. Acho que essa experiência vai te ajudar no futuro,” Ryder confortou Shu.

“Obrigado, irmão. Me sinto muito melhor agora”, Shu respondeu.

Ryder podia sentir que Shu estava realmente um pouco ansioso antes, mas ele se sentia bastante calmo agora.

“Tudo bem, vou deixá-lo dormir. Boa noite, irmão,” Shu disse.

“Boa noite, Shu”, Ryder respondeu.

Ryder desconectou o telefone e colocou-o de volta.

Ele fechou os olhos novamente e estava prestes a dormir quando o ceifador falou novamente.

#sistema#

<+>

Uma nova missão secundaria foi atribuída ao anfitrião.

Missão: Pedir desculpas a Alice por não a ouvir.

Recompensa: 5 pontos de origem serão adicionados à conta do anfitrião.

Punição por falha: 10 pontos de origem serão deduzidos e ‘Visão Total’ será excluída.

Limite de tempo: 10 minutos

<+>

#sistema-fim#

Janus disse.

“Eu estava me perguntando quando você iria aparecer. Você não pode me deixar descansar em paz por um momento, pode? Além disso, quando eu não a ouvi?” Ryder falou em um tom irritado enquanto se sentava.

Janus não explicou.

Desta vez, Ryder não discutiu muito, pois sabia que nada do que dissesse ajudaria.

Ele se levantou e saiu do quarto.

Ele caminhou em direção ao quarto de Alice. Ele abriu a porta e silenciosamente entrou.

Alice estava dormindo profundamente em sua cama no momento. Ryder hesitou por um breve momento, mas deu um passo à frente.

Ele ficou na frente de Alice enquanto observava seu rosto calmo e adormecido, não pôde deixar de ficar surpreso com o quão fofa ela ficava quando dormia.

Ele se inclinou e sussurrou em seus ouvidos: “Sinto muito por não ter escutado você”.

 

Rolar para o topo