Selecione o tipo de erro abaixo

“Rei e…Rainha?”

Ken ficou incrédulo estando na presença dos dois. Mas não eram apenas eles, de frente às escadarias, 4 soldados de armaduras estavam de sentinela, protegendo os governantes.

Enquanto do seu lado direito, várias pessoas, vestidas com roupas elegantes e orientadas também estavam presentes.

‘Eles por acaso são nobres?’

Este foi o pensamento que Ken teve, já que o acusado era alguém que veio de outro mundo, não seria estranho que outros nobres também estivessem presentes no julgamento.

Lucas, o capitão dos cavaleiros sagrados, tendo notando Ken de pé, gritou para ele.

“Quanto desrespeito! Como te atreves a ficar de pé diante da vossa santidade!? Ajoelha-te!”

“!?”

Lucas levantou-se e forçou Ken a ajoelhar-se apenas pressionando-o pelos ombros.

“Ugh….”

Sem esforço, Ken foi rapidamente posto de joelhos pelo Lucas, mesmo tendo treinado durante um mês, a diferença de força entre os dois era como o céu e a terra, Ken foi subjugado como um bebé sendo carregado por um adulto.

“Por favor, tenha mais cuidado, Sir. Lucas. Você sabe que ele foi invocado de outro mundo, por isso está carente das nossas culturas, então peço que sejas mais compreensível.”

A voz da santa rainha ecoou, mesmo sendo ouvido através de uma projeção, era uma voz suave e gentil, que parecia curar a alma de quem a ouvisse.

Lucas ajoelhou-se com uma perna, e estendendo a mão em direção do coração, se desculpou.

“A benevolência da rainha é esplêndida, peço desculpas pelo meu comportamento rude.”

“Está tudo certo, desde que você percebeu seu erro. Agora, você pode me dizer o seu nome?”

Ken sabia que a pergunta foi direcionada a ele. Desde o momento em que foi apresentado à rainha, todo o desconforto que antes sentia havia se suavizado, era como se a presença da rainha o trouxesse tranquilidade. Ken apertou o punho.

‘O que é isso?’

Mas não importa o quão tranquilo estivesse, Ken estranhamente se sentia incomodado com alguma coisa. Levantando a cabeça, olhou para eles.

‘Será porque eles me lembram daquele desgraçado?’

O rei e a rainha lembravam-no do príncipe Julius, por ser o filho deles, certamente puxou a característica dos pais. Sendo isso ou não, Ken certamente não se sentia 100% confortável.

“Ei, a rainha fez uma pergun-”

“Sakamoto Ken, chamo-me Sakamoto Ken.”

Lucas tentou repreender Ken porque estava demorando para responder, mas também foi neste momento que Ken disse seu nome, interrompendo-o, o que irritou Lucas. Mas ele aguentou a raiva e conteve-se, porque estava na presença dos reis.

“Ken, é o seu nome?”

Clarice perguntou

“…Sim”

“Soube que na sua terra natal, os sobrenomes vêm antes dos nomes, estou certa?”

“…Sim”

“Ouvi dizerem que você não era uma pessoa sociável, mas parece que pelo menos você pode responder minhas perguntas, fico feliz em saber.”

“…Sim”

‘O que está havendo? Porque estas perguntas tão monótonas?’

Ken perguntou em dúvidas, pelo andar das coisas, ficou claro que quem iria julgá-lo eram os governantes do reino, mas a rainha tem apenas perguntado perguntas que claramente já estava ciente.

‘Além do mais…’

Com os cantos dos olhos, Ken olhou calmamente para o rei.

‘O rei não disse nada até agora, parece até que a rainha é quem está responsável pelo meu julgamento. Pelo que aprendi, são os reis quem detém o maior poder não? Não, talvez este caso seja especial. Santa rainha do reino de Celestine, Clarice Lumiere.’

Não é qualquer mulher que poderia receber o título de ‘santa’. Santas são conhecidas por terem uma alta quantidade de poder sagrado, devido a sua alta devoção, eles têm uma alta conexão com o divino.

Elas são conhecidas por serem bondosas e puras. 

‘Também soube que foi graças às preces dela que fomos invocados, então acho que não é surpresa que ela tenha uma presença maior que o rei. Se ela for realmente este tipo de pessoa….’

Se a santa for realmente o que todos dizem, então sua situação desequilibrada poderia voltar aos eixos se pudesse convencer a santa, o problema era que Ken não conseguia deixar de sentir o desconforto com toda a situação.

‘…Vamos nos acalmar primeiro e deixar as coisas prosseguirem.’

Olhando para a situação, Ken perguntou com cautela.

“…Porque estou aqui?”

Clarice, com um sorriso, olhou para Ken e perguntou.

“Você realmente não sabe?”

‘…Será que é sobre o que aconteceu na mansão naquela noite dois meses atrás? Não, se fosse realmente isso, eles já teriam me prendido. Já fazem dois meses depois daquilo, e acredito que eles já sabiam onde eu me encontrava, já que a reação do Kim, da Leila e da Eliza não foi muito surpreendente.’

Ken se lembrou do dia em que se encontrou com seus antigos amigos, embora todos tenham ficado surpresos, a reação deles foi leviana, e também, eles nem perguntaram onde Ken estava morando depois de ter fugido da mansão, eram fatos que não podiam ser ignorados.

‘Ou seja, será que estou aqui por causa do que aconteceu na casa de Bertolt? Embora eu tenha queimado a casa, foi por uma boa causa. Sim, esta é a razão mais provável, mas vou fingir que não sei de nada.’

Depois de pensar por um tempo, Ken respondeu.

“…Eu não sei.”

“Entendo…Neste caso, não vamos enrolar mais. Querido.”

Clarice parecia pensativa, mas depois chamou pelo seu marido.

O rei, como se tivesse sido ligado por um gatilho, olhou pro Ken e falou.

“Sakamoto Ken, não, Ken Sakamoto. Você está sendo acusado de assassinar um casal de plebeus que viviam nos arredores da cidade de camelon.”

“O quê!?”

Embora estivesse certo, Ken ficou surpreso por causa da razão exagerada.

“Esperem! Vocês estão enganados! Eu não matei eles, Jamais faria uma coisa daquela com eles!-”

“Como você se atreve a gritar com a sua majestade!?-”

Lucas, o capitão dos cavaleiros soldados, tentou agredir Ken, mas então o rei levantou a mão. No exato momento, Lucas estremeceu e parou seu movimento.

“Lucas, eu entendo sua lealdade para com a família real e agradeço por isso. Mas, espero que de agora em diante você não nos interrompa novamente.”

As palavras do rei foram firmes, mesmo estando se vendo através de um holograma, seu olhar carregava pressão.

Lucas ajoelhou-se mais uma vez e se desculpou.

“Eu cometi um pecado digno de morte, peço perdão.”

Tendo ouvido seu pedido de desculpas, o olhar do rei voltou-se para o Ken.

“Você disse que não matou eles, certo?”

Ken podia sentir o olhar do rei. Era pesado, um olhar que faria qualquer pessoa se cagar de medo. Mas Ken se manteve calmo e respondeu.

“…Sim, eu não matei eles!”

“Engraçado você dizer isso, eu mal disse quem era o casal, mas você respondeu na hora que era inocente. Suspeito não?”

‘O quê?”

Ken achou as palavras do rei ridículas

‘Como assim suspeito? Todos aqui sabemos de que casal estamos nos referindo, mas ele está fingindo ignorância.’

Embora os pensamentos de Ken fizessem sentido, mas para os nobres assistindo, foi como um forte argumento.

“O rei está certo…”

“De facto o rei é sábio, ele praticamente o encurralou com este argumento.”

“Como esperado do rei.”

Na situação em que Ken se encontrava, cercado por pessoas desconhecidas em um mundo desconhecido, faria qualquer pessoa se sentir pressionada, ainda mais quando as pessoas pareciam estar contra você.

Mas havia algo que eles não sabiam sobre Ken.

O rei levantou a mão, e na mesma hora todos os nobres se calaram, ele olhou para o Ken e falou

“Você tem alguma coisa a dizer?”

O que eles não sabiam sobre Ken, era que nas situações mais desesperadoras é que sua mente trabalhava mais rápido. Ken mordeu o lábio para suportar a frustração que estava sentindo, e falou. 

“Vossa majestade, seu argumento não faz sentido, nestes últimos dois meses conheci apenas dois casais, seus nomes são Bertolt e Hannah, e foi exatamente nesta noite…em que eles morreram. Então de que mais casais poderíamos estar falando?”

“…Sim, você certo, peço desculpas por falar algo desnecessário, então, o que você tem a dizer sobre a sua defesa?”

O rei se desculpou das suas palavras antigas, mas ele não parecia genuinamente arrependido.

Ken apertou fortemente a mão para conter a raiva, e então começou a falar todo o acontecido, desde o momento em que estava treinando na floresta, até o momento em que queimou a casa.

“Eles foram mortos por uma criatura?”

“Criatura? Quer dizer monstro?”

Pela primeira vez o rei demonstrou alguma surpresa, já que seus olhos ficaram ligeiramente arregalados.

“Hm…”

O rei coçou o queixo, parecendo pensativo, mas quando ele estava prestes a falar.

“Entã-”

“Você poderia me dizer exatamente a aparência do monstro?”

O rei ficou surpreso por ter sido interrompido, e a pessoa que interrompeu foi a única que poderia fazer isso, a rainha.

O rei ficou surpreso no início, mas não se frustrou, ao invés disso continuou a olhar para o Ken.

“Sim…”

‘Acho que as coisas estão indo bem por enquanto. Sobre a aparência do monstro…’

Ken ficou se lembrando da aparência do monstro.

“Ele parecia um lobo.”

“Lobo?”

“Sim, mas esse era diferente, ele era maior, sua pele era vermelha escura, e seu rosto parecia coberto por uma máscara de osso ou algo parecid-”

“Pfft.”

“Hahaha…”

De repente, risos baixos começaram a soar dos nobres que assistiam, o que deixou Ken nervoso.

“…O que está acontecendo?”

Ken murmurou baixinho, achando estranho as pessoas estarem rindo de repente.

“…Você tem certeza do que disse, Ken?”

A Santa rainha já não estava mais rindo, seu sorriso gentil já havia desaparecido, mostrando uma expressão séria.

“…Sim…eu tenho certeza…”

‘O que está havendo?’

Ken parecia extremamente preocupado, e o que a rainha falou a seguir, o chocou ainda mais.

“Entendo…Parece que você é realmente um mentiroso.”

“…Quê?”

Ken ficou confuso por um momento depois de ouvir as palavras da rainha.

“Não entendi. Mentiroso? Como assim mentiroso!? Onde foi que eu contei uma mentira!?”

“Ken, responda-me uma coisa, por acaso você faz ideia da verdadeira identidade do tipo de monstro que acabou de descrever?”

“…Tipo de monstro?”

Como Ken parecia em dúvidas, a rainha continuou.

“A aparência do monstro que você acabou de descrever, pertencem a raça demoníaca, chamadas de ‘feras do submundo’. Eles são demônios horrendos que surgem dos portais do submundo. Agora você entende porque chamo você de mentiroso? Porque a aparição do último portal do submundo que apareceu em nosso mundo foi há 1 ano atrás, então seria impossível um demônio surgir sem ninguém saber. O que tens a dizer sobre isso?”

‘…Demônios? Aquilo com o que lutei, era um demônio?’

Ken não sabia mais o que dizer, se for realmente um demônio, então as chances do aparecimento de um seria praticamente impossível, já que não houve registros do aparecimento de um nestes últimos dias.

‘Espera!’

Foi quando Ken se lembrou dos primeiros dias em que foi invocado, quando foi atraído para o interior da floresta, onde encontrou um espaço distorcido rodeado por uma nuvem vermelha. 

Tendo organizado seus pensamentos, Ken falou.

“E se tivesse realmente aparecido um portal do submundo?”

Com as palavras de Ken, a camêra real ficou em silêncio, até os nobres que murmuravam calaram, até começarem a entrar em berros, dizendo que as palavras de Ken eram um absurdo.

A rainha pediu para que todos ficassem em silêncio e respondeu ao Ken.

“Isto seria impossível. Uma semana é tempo suficiente para que uma cidade inteira fosse varrida do mapa se um portal do submundo tivesse surgido nos arredores.”

“E se o portal tivesse sido selado antes de uma semana, não, e se tivesse sido selado depois de apenas um dia?”

“…”

A rainha não respondeu a pergunta de Ken, o que ele viu como algo positivo.

‘..Mas não posso revelar que fui eu quem selei o portal.’

E o motivo disso era óbvio, ninguém iria acreditar nesta história, na verdade, sua situação ficaria ainda pior do que já estava se decidisse contar isso. Então, se alguém tivesse feito isso, seria mais convincente.

“Haa…”

Mas as expectativas de Ken caíram por terra quando o rei suspirou, parecendo aborrecido.

“Quantas bobagens mais nós teremos que ouvir? já não basta possuir o emblema amaldiçoado, mas ao invés de compensar isso sendo uma pessoa humilde, não passa de um mentiroso sem vergonha que não sabe nem aceitar seus erros, realmente é uma pena.”

Ken não sabia mais o que dizer, se as coisas continuassem deste modo, certamente seria considerado culpado neste julgamento. Mas eles não pareciam querer ouvi-lo.

“É realmente uma pena que ele não consiga cooperar.”

Enquanto estava perdido em seus pensamentos, surgiu uma voz familiar que incomodou seus ouvidos.

Quando Ken olhou para a origem da voz, um ódio imenso surgiu dentro dele.

“Você!…”

Ele era a única pessoa neste mundo que Ken não queria ver. Julius Lumiere. 

Julius olhou para o Ken e falou com indiferença.

“Também não estou feliz em te ver, mas para podermos terminar isso rapidamente, vim revelar o resultado da investigação.”

‘…Investigação? Você?.’

As suspeitas de Ken mais uma vez se tornaram realidade.

Picture of Olá, eu sou Melqui-Zedequi!

Olá, eu sou Melqui-Zedequi!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥