Selecione o tipo de erro abaixo

Tradutor: Daruh

Revisor: Blue

Uma tempestade de neve caia sobre a floresta.

O chão estava coberto com quase um metro de neve, e as árvores tinham se transformado em silhuetas de gelo e neve.

Esse era o ápice do inverno.

Já fazia uns quatro meses desde que Alex chegou nesse mundo.

Nesse momento era meio-dia. Infelizmente, o sol não podia ser visto claramente por causa da violenta nevasca que passava pela floresta.

A julgar pelos sincelos quase horizontais nas árvores, essa nevasca já estava acontecendo fazia um bom tempo.

CRK! CRK!

Subitamente, algo empurrou a neve abaixo de uma enorme árvore morta para o lado.

Uma porta aberta foi revelada, que dava para uma pequena área aquecida e sem neve dentro da árvore.

Uma figura vestida de preto saiu de lá.

A figura inteira estava escondida atrás de um casaco de pele preto, incluindo a sua cabeça.

Essa figura parecia a sombra de um monstro peludo sem rosto.

Esse era Alex.

Alex havia terminado a sua cabana a tempo, mas a ela não havia conseguido resistir às tempestades do inverno e por isso acabou colapsando.

Agora, Alex morava em um pequeno “quarto” no fundo de uma árvore morta. Sua única proteção contra a neve fria era uma barreira de madeira.

Isso era o melhor que conseguiu nessa situação.

Felizmente, era funcional o suficiente.

Nesse ponto, as temperaturas chegavam a −40 graus Celsius, o que seria assustador para qualquer um morando fora.

No entanto, Alex não sentia frio nenhum.

Algo o estava mantendo aquecido, mesmo enquanto ele atravessava a floresta.

Alex lentamente andou pela floresta.

Por que estava andando em meio a essa nevasca?

Porque não tinha nenhuma outra escolha.

A sua comida tinha acabado já fazia vários dias, e ele queria esperar a nevasca acabar.

No entanto, a nevasca simplesmente não parava.

Uma sombra negra claramente notável atravessava a floresta nevada, a única coisa escura à vista.

Era algo estranho.

Preciso encontrar comida, Alex pensou. Assim que eu conseguir comida posso voltar a treinar.

Alex já tinha convocado o Supremo da floresta várias vezes, e ele já estava quase que acostumado com as experiências traumatizantes que seguiam.

Além disso, a sua esgrima tinha melhorado significativamente.

Alex não teve nenhum treinamento de esgrima, mas treinou continuamente todos os diferentes tipos de ataques e movimentos que conseguia realizar.

Contanto que seus movimentos se tornassem mais fluidos, rápidos, e mais fortes, o seu poder aumentaria.

Alex não sabia se tinha alguma fraqueza em seus movimentos, mas mesmo que tivesse, não havia nenhuma forma de corrigi-la.

As criaturas não eram inteligentes o suficiente para perceber as aberturas nos seus movimentos.

Alex se empurrou para passar pela neve.

No entanto, não estava andando completamente erguido.

A neve já estava muito alta, e Alex decidiu usar a própria neve como cobertura. Por causa disso, andava com uma postura baixa, sem se mostrar em lugar nenhum. Ele só levantava a cabeça para cima da neve ocasionalmente para procurar por presas.

Alex sempre andava pela floresta durante a noite.

Por quê?

Porque precisava se manter discreto.

Durante o dia, as presas de Alex o veriam de longe e correriam.

Agora, esse não era mais um problema.

O corpo de Alex tinha se tornado assustadoramente poderoso, e ele não teria dificuldade em atingir velocidades de 50 ou 60 quilômetros por hora, mesmo carregando todo o seu equipamento.

Agora, a luz do dia era uma vantagem maior do que uma desvantagem.

No entanto, havia mais uma razão pela qual não costumava caçar durante o dia.

Predadores poderosos.

O quê isso tinha a ver com a luz do dia?

Bem, a maior parte dos predadores caça de noite.

Por quê?

Pelo mesmo motivo pelo qual Alex caçava à noite. Discrição era necessária para capturar suas presas e correr.

Mas e os predadores que caçam durante o dia?

Só era preciso pensar sobre como funcionava na Terra e quais predadores eram ativos durante a noite e quais eram ativos durante o dia.

Na América do Norte, os predadores ativos durante a noite eram majoritariamente animais pequenos como doninhas, por exemplo. No entanto, os ursos eram ativos durante o dia.

Havia menos predadores ativos durante o dia, mas os que estavam ativos provavelmente eram muito mais perigosos.

Além disso, se um predador mais fraco estivesse ativo durante o dia, havia uma chance alta dele ser pego por um predador maior devido à luz do dia.

Aqueles que precisavam se esconder eram ativos durante a noite.

E aqueles que não precisavam eram ativos durante o dia.

Alex havia matado mais dois Perseguidores nos últimos meses, e também tinha matado uma anaconda gigante, que era muito mais poderosa do que um Perseguidor normal.

A anaconda lançara projéteis de gelo, dos quais ele foi capaz de se defender em algum nível graças ao seu novo casaco. Alguns dos projéteis ainda conseguiram atravessar o casaco, mas ele não foi ferido gravemente.

Os projéteis de gelo também explicavam porque um animal tropical como uma anaconda vivia em uma região de clima tão frio.

Desde então, Alex não se sentiu desafiado mais nenhuma vez.

Essa também era uma das razões pelas quais saiu durante o dia ao invés da noite.

O Deus tinha falado que ele se tornaria mais poderoso ao se jogar em situações de perigo.

Nesse ponto, contanto que Alex continuasse escondido durante o dia, não encontraria mais nenhum perigo.

Isso era o suficiente para sobreviver, mas não para atingir um poder verdadeiro.

Alex sabia que precisava se empurrar para frente.

E essa não era uma oportunidade perfeita?

Uma nevasca tão grande assim faria com que as criaturas maiores tivessem dificuldade de se mover por aí. Além disso, a nevasca interferiria com a visão, o olfato, e a audição das criaturas.

Por outro lado, Alex possuía uma camada fina e quase transparente de pele sobre seus olhos. Isso os protegia da nevasca.

Alex vagou pela floresta nevada por quase trinta minutos, deixando para trás uma fenda na cobertura de neve.

Ele havia encontrado uns dois coelhos brancos até agora, mas não estava interessado neles.

Ele queria uma presa maior.

Depois de um tempo, chegou em frente a um lago. Esse era o lago no meio da floresta.

Alex queria ir até lá, já que menos árvores estariam no caminho. Se algo passasse pelo lago congelado, ele seria capaz de encontrá-lo.

O lago tinha um quilômetro de diâmetro, o que não era nem muito, nem pouco.

No entanto, quanto mais perto do lago chegava, mais frio ficava.

A temperatura está caindo? Alex pensou.

Quando alcançou a beira do lago, sentiu a temperatura cair por mais 20 graus.

O que estava acontecendo?

Por que aqui estava tão frio?

Enquanto olhava para o lago, encontrou a sua resposta.

Alex semicerrou os olhos quando viu duas coisas no meio do lago.

Uma delas era algo difícil de descrever. Era uma espécie de força. Um ar branco saía do lago formando uma estaca com uns dois metros de altura. Parecia quase que ilusório. Vários pedaços quebrados e pingentes de gelo pareciam levitar ao redor da estaca ilusória branca.

Isso é o que está causando todo esse frio, e tenho certeza de que essa coisa não estava aqui antes, Alex pensou.

Então, olhou para a outra coisa. E isso também.

O que era essa outra coisa?

Um urso polar.

Um grande.

Realmente grande.

O urso polar devia ter quase três metros de altura, o que era absurdo. Essa era a altura de um elefante!

Essa coisa provavelmente pesava toneladas!

Nesse ponto, Alex já tinha cultivado uma espécie de pressentimento quanto aos animais e as criaturas.

Quão poderoso ele sentia que essa criatura era?

Muito mais poderoso que um Perseguidor.

Mais poderoso que a anaconda gigante.

Provavelmente um pouco mais fraco que o lagarto gigante que viu nas montanhas logo no primeiro dia.

Bem mais fraco que o Supremo.

O urso dormia ao lado da estaca.

Essa estaca provavelmente libera algo que ajuda criaturas com o elemento gelo a se fortalecerem. Eu não sei se existem tipos de Mana, mas se existirem, isso provavelmente seria Mana de Gelo concentrada.

Alex olhou ao redor um pouco mais e encontrou alguns ossos jogados pelo lago.

Acho que qualquer animal com uma afinidade ao gelo acaba sendo atraído para essa estaca, mas esse provavelmente ganhou a batalha sangrenta.

Alex se lembrava do lagarto gigante que viu durante o primeiro dia.

O lagarto não ousou entrar nessa bacia, mas o urso entrou. Mesmo assim, esse urso só parece ser um pouco mais fraco que o lagarto.

Isso provavelmente significa que esse urso representa o nível de poder mais alto permitido pelo Supremo. A julgar pelo medo do lagarto, qualquer coisa mais poderosa que esse urso é provavelmente morta pelo Supremo. Não sei como o ouriço faz isso, mas essa é a única explicação que consigo encontrar.

Alex estreitou os olhos e cerrou os dentes.

É um risco enorme, mas eu supostamente deveria arriscar minha vida. Não parece que eu acabaria indefeso contra esse urso, mas também não parece que eu ganharia. É uma aposta.

Os punhos de Alex tremiam em conflito, mas, eventualmente, relaxou.

Se eu virar para trás agora, vou me virar novamente no futuro. Não posso permitir isso!

Alex empunhou sua espada e apalpou levemente a lateral do seu torso, conferindo algo.

Então, avançou em direção ao lago.

Picture of Olá, eu sou D4ruh!

Olá, eu sou D4ruh!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥