Selecione o tipo de erro abaixo


Então, a garota de cabelos prateados, Nephis, também recebeu um Nome Verdadeiro em seu Primeiro Pesadelo. Para conseguir o seu próprio Nome Verdadeiro, Sunny teve que lidar com Hero e o Rei da Montanha enquanto possuía um Aspecto completamente inútil — uma façanha impossível que parecia ter agradado muito o Feitiço.

‘Eu me pergunto como ela conseguiu o dela.’

Os Sonhadores na cafeteria ficaram chocados com a revelação desse feito. Eles estavam olhando para a tela com espanto, medo e admiração. Ouvindo seus sussurros animados, Sunny sentiu um desejo infantil de gritar “Eu também! Eu também tenho um Nome Verdadeiro!”.

Mas, é claro, ele ficou quieto.

Olhando ao redor, ele notou que o olhar de Caster estava fixo na tela. Havia uma expressão estranha e sombria no rosto do jovem engraçado. Mas a coisa estranha sobre isso era que, pelo que Sunny podia dizer, Caster não estava olhando para a linha de texto que continha o “Nome Verdadeiro”.

Em vez disso, ele estava olhando para a linha de texto que dizia “Nephis”, como se o Nome Verdadeiro da garota tivesse mais significado para ele do que o dado pelo Feitiço.

‘Interessante. Eles se conhecem?’

‘Por que um nobre Legado conheceria alguém que chegou à Academia usando um agasalho da polícia? E falando na Nephis… onde ela está?’

Sunny olhou ao redor da cafeteria e rapidamente notou a garota de cabelos prateados, que estava sentada silenciosamente em um canto com uma xícara de café nas mãos. Ela não estava prestando muita atenção à comoção, aparentemente imersa em seus pensamentos. Seus olhos cinzentos eram sérios e distantes.

“Um Sonhador com um Nome Verdadeiro? Isso é impossível!”

“É tecnicamente possível. Sorriso dos Céus recebeu seu Nome Verdadeiro no Primeiro Pesadelo, eu acho. Mas sim, também tenho minhas dúvidas…”

“Talvez ela tenha mentido na entrevista?”

“Você é estúpido? Se fosse tão fácil enganar os administradores, o pervertido louco de ontem teria ficado em primeiro lugar!”

O rosto de Sunny tremeu. 

‘Pervertido louco, hein…’

“Bem, por que não perguntamos para ela?”

De repente, houve um silêncio ensurdecedor na cafeteria. Seguindo a sugestão, os Sonhadores pararam de falar e se viraram, encarando Nephis. No entanto, ninguém parecia ter coragem de se aproximar dela primeiro.

Finalmente sentindo algo, ela levantou os olhos e os encarou com surpresa.

“Hmm. O que foi?”

Até a garota cega, Cassia, se virou na direção de sua voz.

Depois de alguns momentos, Caster de repente caminhou até ela e fez uma pequena reverência.

“Senhorita Nephis. Eu sou Caster do clã Han Li. Vejo que o seu julgamento correu bem?”

‘Senhorita? Por que ele está se dirigindo a ela dessa maneira? E ele teve que se apresentar… então, eles realmente não se conhecem? Interessante.’

Nephis parecia um pouco perplexa com a pergunta. Depois de pensar por um tempo, ela sorriu brilhantemente e deu de ombros.

“É o que é.”

Caster retornou o sorriso de forma constrangida.

“Eu entendo. Fico muito feliz que você tenha voltado ilesa. Uh… não que eu duvidasse de suas habilidades.”

Nephis assentiu.

“Obrigada.”

Depois disso, ela voltou para seu café, indicando que a conversa havia acabado ou simplesmente alheia à atenção de todos.

Sunny suspirou.

‘Que misteriosa.’

Havia muitos pensamentos em sua mente. No entanto, nenhum deles conseguiu distraí-lo da coisa mais importante… o café da manhã. Poucos segundos depois, ele havia esquecido completamente da interação estranha entre Caster e Nephis e estava felizmente devorando sua comida.


A sala de aula de Sobrevivência na Natureza era espaçosa, decorada com bom gosto e… completamente vazia. Sunny até pensou que estava enganado, mas depois avistou um instrutor com expressão sombria sentado atrás de uma mesa de madeira larga. Notando-o, o instrutor se animou.

“Entre, jovem!”

Era um homem idoso animado, com os cabelos grisalhos desarrumados, olhos distraídos e sobrancelhas espessas que pareciam pular sozinhas.

“Eu sou o Despertado Julius. Você pode me chamar de Professor Julius. Sente-se, sente-se! Qual é o seu nome?”

Sunny sentou-se obedientemente.

“É Sunless.”

Julius levantou as sobrancelhas.

“Ah! Que nome sombrio. Mas isso é bom, muito bom. Afinal, temos que lidar com muitas coisas sombrias!”

Sunny olhou cuidadosamente ao redor.

“Uh… desculpe-me, Professor. Eu vim muito cedo?”

“Não, não… você está na hora certa.”

“Os outros alunos estão atrasados?”

O instrutor resmungou com um desprezo incrível.

“Ninguém mais está vindo. Esses brutamontes só estão interessados em balançar os punhos e espadas por aí. Pouquíssimos são inteligentes como você e sabem o verdadeiro valor do conhecimento…”

‘Ah. Então é tão impopular assim.’ Sunny suspirou interiormente, esperando não se arrepender da decisão de abandonar o treinamento de combate em favor deste curso.1

“Diga-me, jovem… por que escolheu Sobrevivência na Natureza, de todas as coisas?”

Não havia sentido em esconder a verdadeira razão. Não que Sunny fosse capaz de fazê-lo…

“A Despertada que me monitorou durante o Primeiro Pesadelo, Mestre Jet, me aconselhou a estudar isso acima de tudo.”

“Um conselho muito sábio! Essa Mestre realmente sabe o que é importante… espera. Você disse Jet?”

Seus olhos se arregalaram.

“Jet, a Ceifadora de Almas? Essa selvagem assassina?! Hm. Quem diria que uma bárbara como ela conheceria o valor do conhecimento intrincado.”

‘Ceifadora de Almas?’ A curiosidade de Sunny foi despertada.

“Professor, você conhece a Mestre Jet?”

Julius olhou cuidadosamente para trás antes de responder:

“Quem não conhece a Ceifadora de Almas? Ela pode não ser o Despertado mais poderoso por aí, mas certamente é um dos mais temidos. Isso porque suas Habilidades de Aspecto ignoram a carne e visam diretamente os núcleos de alma. O que significa que nenhum tipo de armadura, resistência a danos e proteção física pode detê-las.”

Ele se inclinou para a frente.

“A única coisa boa é que ela é jovem e não é provável que se torne uma Santa tão cedo, ou talvez nunca. Sim, felizmente, há uma probabilidade muito baixa de que ela avance.”

Sunny piscou.

“Por quê?”

Julius olhou para ele como se estivesse tentando compreender como alguém poderia ser tão ignorante.

“Por causa de sua personalidade problemática, é claro! Quem iria querer ajudar uma assassina psicopata a se tornar uma Santa? Você precisa de uma equipe de companheiros excepcionais e muito apoio para tentar conquistar o Terceiro Pesadelo. A Ceifadora de Almas Jet não é… espera!”

De repente, Julius franziu a testa e recuou.

“Por que estou falando sobre isso com você? Você é jovem demais para saber dessas coisas! Além disso, não faz parte do meu caráter falar mal dos outros pelas costas!

‘Eu discordaria’, pensou Sunny sarcasticamente, mas não disse nada em voz alta.

Ele já havia conseguido muitas informações interessantes do Professor Julius.

‘Talvez escolher Sobrevivência na Natureza tenha sido a escolha certa afinal.’

“Vamos voltar ao seu currículo. Quais outros cursos você está fazendo?”

Sunny suspirou.

“Nenhum. Pelas próximas quatro semanas, estarei totalmente concentrado em Sobrevivência na Natureza.”

Julius o encarou por um minuto inteiro, uma expressão de completa admiração  estava escrita claramente em seu rosto. Então, lentamente, um brilho animado apareceu em seus olhos. Finalmente, ele sorriu.

“Maravilhoso! Isso é maravilhoso! Você é um jovem tão astuto! Não se preocupe. Em quatro semanas inteiras, eu farei de você imortal…”


As lições de Sunny com o Professor Julius começaram de forma agradável e sem muita tensão, mas apenas uma hora depois, ele sentiu como se sua cabeça estivesse prestes a explodir. Havia tanta informação nova, e tudo isso era tão estranho e contra intuitivo para alguém que nunca tinha deixado os limites protegidos da cidade fortificada.

De vez em quando, Julius ficava boquiaberto com a falta de conhecimento e experiência relevante de Sunny. No entanto, ele tinha uma boa atitude e um entusiasmo interminável para ensinar. Sempre que Sunny se atrapalhava, ele pacientemente diminuía a velocidade e permitia que seu aluno acompanhasse.

O currículo que Julius planejou era praticamente insano. Havia uma quantidade interminável de conhecimento teórico para aprender, aulas práticas tanto na realidade virtual quanto no mundo real, numerosas matérias e coisas estranhas para estudar. Havia até várias aulas dedicadas exclusivamente ao aprendizado dos fundamentos de várias línguas mortas do Reino dos Sonhos!

‘Por que eu precisaria aprender novas línguas?’ Sunny pensou com autopiedade. ‘O Feitiço automaticamente traduz tudo!’

Mas Julius era inflexível.

“O Feitiço não é um tradutor! Você acha que ele tem tempo para expressar as sutilezas da fala humana? Digamos que você esteja procurando abrigo em uma ruína e encontre uma inscrição que diga “morte certa adiante”. Existem trinta palavras para morte na língua rúnica! Apenas conhecendo as runas, você será capaz de deduzir que tipo de perigo há!”

No primeiro dia, eles estudaram até o sol estar prestes a se pôr. Somente então Julius decidiu deixar Sunny ir. Mentalmente exausto e lamentando o fato de ter perdido o almoço e o jantar, Sunny decidiu gentilmente lembrar seu professor sobre a importância da comida para manter altos níveis de concentração no dia seguinte.

Depois de voltar para seu quarto, ele caiu em uma cadeira e ficou olhando fixamente para o horizonte por um tempo. Então, como se lembrasse de algo, Sunny se voltou para sua sombra.

Certo. Ele tinha muito a realizar antes do jantar.

Ele observou a sombra por alguns segundos e então sorriu.

“Vamos ver do que você realmente é capaz…”

  1. foi a mlr coisa q o mlk fez []
Olá, eu sou o predrovisky!

Olá, eu sou o predrovisky!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥