Capítulo 16

Épico do Dragão Vampiro: Renascido como um Dragão Vampiro com um Sistema

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

—–

Ela nasceu em um mundo onde os humanos desenvolveram habilidades após um incidente cataclísmico conhecido como apocalipse.

Uma onda de miasma caiu sobre a Terra e a cobriu com um miasma mortal. A maior parte da população foi morta, enquanto os que restaram foram mutados, ganhando super habilidades.

Os animais do mundo também sofreram mutação, tornando-se feras violentas que encheram o mundo de destruição, a humanidade estava em perigo ou bem, estava, já que tal evento aconteceu dezenas de anos no passado.

Neste mundo onde ela nasceu, os superpoderes eram um grampo para todo ser humano nascido, com o passar dos anos, mais pessoas nasceram com habilidades ainda mais fortes e estranhas até que um menino nasceu com o poder que continha a mesma substância que trouxe o Apocalipse para o mundo.

Ele logo foi chamado de “A Criança do Caos”, e ela sabia sobre ele, enquanto a notícia de sua morte rapidamente enchia o mundo.

Uma organização conhecida como Resistência começou a sabotar e vazar informações confidenciais feitas pelas organizações e grupos de cientistas que trabalhavam na Criança do Caos, vazando a crueldade que sofreu, as horríveis torturas, tudo.

Essa crueldade era conhecida em todo o mundo, e muitas pessoas começaram a se tornar mais conscientes sobre o que estava acontecendo no mundo, e o que estava acontecendo com os jovens nascidos com habilidades estranhas e poderosas que não tinham família para apoiá-los.

No entanto, as coisas não mudaram tanto. As pessoas não ficaram tão interessadas no final, e principalmente todos estavam concentrados em suas próprias vidas, em sobreviver neste mundo por si mesmos, sabendo que tudo isso não mudaria absolutamente nada.

Mas essa garota viu tudo, e não pôde deixar de se relacionar com ele para ver a si mesma, seu próprio sofrimento sobre ele.

Porque ela estava sendo experimentada também.

Ela e várias outras crianças faziam parte de outro lote de crianças sem pais, compradas por grandes organizações governamentais no escuro.

Essas crianças foram usadas como cobaias para experimentar todos os tipos de itens que usavam o poder das habilidades. Seu objetivo agora era usar o Miasma que colheram da Criança do Caos para criar novos usuários de Magia do Caos.

Ela era um desses experimentos, um grande grupo de crianças que eram usadas como cobaias para serem experimentadas.

Ela só sabia sobre a solidão e sobre o sofrimento não muito diferente dele.

Seus dias vazios de sofrimento continuaram por anos, enquanto seu corpo era torturado e inúmeros fluidos eram injetados em seu corpo através de todos os tipos de seringas.

Ela era uma daquelas crianças nascidas com habilidades menores, a habilidade de se tornar escorregadia secretando algum tipo de fluido viscoso sobre seu corpo, como sapos se mantêm molhados.

O cientista experimentou com ela até que eles pudessem finalmente encontrar uma maneira de fazer sua habilidade sofrer mutação, o objetivo deles era fazê-la secretar miasma.

Ela conhecia a dor há tanto tempo que havia perdido a sensação ao longo do caminho, a única coisa que a impedia de não morder a língua e se matar eram as drogas que a forçavam a obedecer aos cientistas.

Muitos tipos de artefatos especiais eram usados, feitos de magia e habilidades, esses artefatos tinham o poder de modificar o corpo de uma pessoa e deixá-la completamente paralisada, para ficar mais fáceis de controlar e modificar.

Ela nunca conheceu seus pais, nem fez muitos amigos, ela era quase sempre desprovida de sentimentos.

Mas no fundo ela sempre pensava no menino, nos vídeos que ela uma vez viu antes de vir para cá, o sofrimento dele sempre partia seu coração, ainda mais agora que ela estava fazendo o mesmo tratamento.

Este mundo era realmente horrível. Mesmo depois que as pessoas viram essas filmagens, quase não houve consequências para as pessoas que participaram desse experimento.

Mesmo quando ela nunca o viu, mas através desses vídeos, ela desenvolveu um sentimento de apego a ele, algo que transcendeu tudo o que ela passou.

Um dia, aos 19 anos, ela começou a se derreter.

A cientista ficou chocada, mas sua habilidade sofreu mutação com sucesso após muitos anos de experimentos. Ela acabou alterando sua habilidade, e agora deu a ela o poder de derreter em uma lama negra.

Essa lama negra era miasma!

Ela havia adquirido algo que surpreendeu até o cientista, o poder de se tornar o próprio miasma!

Ela foi, portanto, chamada de Abyss, já que a escuridão dentro de seu miasma era tão profunda que parecia um abismo.

Todos estavam fascinados por ela, no entanto, seus poderes eram muito perigosos e incrivelmente difíceis de conter, já que ela poderia se tornar o próprio miasma que era tão perigoso de lidar, ainda mais tóxico do que a própria radiação, a garota conseguiu escapar dos itens e artefatos usados ​​nela, devorando-os e depois conseguindo escapar de seu cativeiro.

Ela sentiu a vontade repentina de fugir, de continuar vivendo, algo dentro dela lhe dizia que ela precisava viver, para viver por aquele menino que ela tanto tinha pena, por aquele menino que ela sempre pensou, ela queria viver por ele e tentar encontrar felicidade para ele

Ela se tornou como um monstro, atacando os cientistas e os guardas e tirando muitas vidas sem qualquer remorso. Ela até gostava de matar todas essas malditas pessoas que lhe traziam tanto sofrimento.

No momento em que ela morreu, seu corpo viscoso parecia rígido, e então um raio de gelo a congelou viva.

Embora os cientistas o tenham se agrupado, eles acabaram usando armas poderosas que neutralizam as habilidades e conseguiram matá-la antes que ela escapasse da instalação, congelando seu corpo e depois cortando-o em pedaços para usar como material para futuras investigações.

Sua mente pequena e débil só conheceu a liberdade por alguns segundos antes de tudo ser tirado dela mais uma vez.

Desesperada, ela caiu na escuridão eterna, o abismo.

Abyss pensou que ela iria desaparecer logo depois. Embora às vezes recebesse livros para ler, ela nunca acreditou em um deus, e sempre pensou que depois da morte, a única coisa que a esperava seria o vazio.

Ela também nunca acreditou em conceitos como Almas, ela acreditava que sua consciência simplesmente desapareceria.

No entanto, por que ela não estava desaparecendo?

Sua consciência permaneceu dentro da escuridão que veio a ela quando ela morreu.

De repente, uma presença estranha, algo bizarro ainda tão perto dela veio até ela, ela não podia ver, mas ela podia sentir a vastidão de tal ser e era muito familiar, tão familiar

“Pobre criança”

A voz de uma mulher ressoou em seus ouvidos, pois ela não conseguia ver ninguém falando além da escuridão.

“Você teve uma vida difícil, não é?”

Abyss não conseguia responder, ela não tinha boca.

“Eu sei que parece vergonha de perguntar, mas eu quero que você conheça meu filho”, suspirou a entidade.

Um filho? Do que essa mulher estava falando?

“Você vê que era um menino em seu mundo, chamado Chaos, posso ver que você está conectado a ele agora, sua alma sofreu uma mutação por seu miasma.”

O menino? O menino da terra? A Criança do Caos?

“Não se preocupe, vou te dar uma ajudinha. Mesmo acorrentada como estou, ainda preciso agir com responsabilidade, lamento o que aconteceu com ele, mas não houve escolha” suspirou a mulher, ela parecia estar prestes a chorar.

Abyss sentiu pena dela, fosse ela quem fosse, ela estava muito triste, e podia sentir suas emoções.

“Você é tão atencioso, não se preocupe, eu estou bem. Por favor, cuide dele, eu imploro a você.”

Abyss realmente não sabia o que estava acontecendo, mas ela aceitou, ela não tinha outra escolha de qualquer maneira.

“Obrigado”

De repente, Abyss foi absorvido por um buraco de minhoca estranho, enquanto sua pequena alma voava pelo infinito Grande Cosmos, cruzando o espaço e o tempo.

A Essência Cósmica revestiu seu corpo enquanto ela alcançava um certo fluxo de energia conectando-se a um planeta distante, onde ela continuava voando, enviada por esta entidade para cuidar da Criança do Caos, parecia que de alguma forma, ela estava aqui?

A garota não sabia exatamente o que fazer, nem o que iria acontecer.

Mas no momento em que foi subitamente convocada para a lama negra que estava em sua vida anterior, ela não pôde deixar de sentir a felicidade do jovem bonito que a agarrou, apesar da mudança na aparência ser ninguém mais que o menino.

Ela sabia disso bem no fundo dela, a conexão de sua alma com seu miasma estava lá.

Ela foi trazida a ele milagrosamente por uma entidade misteriosa. Ela não podia deixar de se sentir grata por quem quer que fosse esse ser.

Ela foi fundida com os pensamentos e devoção dos materiais usados ​​para invocá-la, e um desejo de proteger o jovem à sua frente cresceu mais, enquanto ela o segurou com seu corpo viscoso e não o largava

Ela finalmente foi capaz de conhecê-lo.

—–

Aviso do Tradutor:

Tayzer

Rolar para o topo