Capítulo 17

Épico do Dragão Vampiro: Renascido como um Dragão Vampiro com um Sistema

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

—–
Uma entidade estranha chamada Shoggoth foi repentinamente convocada pelo Chaos. O Jovem Dragão Vampiro ficou surpreso com seus atos excessivamente afetuosos e então descobriu que “ela” era capaz de falar, chamando-se “a si mesma” de Abyss.

E como Chaos a chamou de Abyss também, ela recebeu esse nome, que veio acompanhado por milhões de Mana que emergiram de seu corpo como uma névoa negra, enchendo de poder a criatura viscosa chamada Abyss.

“Abyss é um nome estranho- Ah! Senhor Chaos, quanto mana você deu a ela ?!” perguntou Belphegor em choque, enquanto o crânio em chamas olhava para o lodo preto coberto de olhos e uma boca desfigurada transbordando de poder!

“Acho que apenas 50 milhões Ah, está se recuperando mais rápido do que pensei”, disse Chaos, ao ver como estava recuperando alguns milhões de mana por segundo.

“50 milhões de mana é muito!” gritou Belphegor em surpresa, quando Chaos deixou Abyss no chão, olhando para sua mudança e mutação.

O corpo viscoso e preto de Abyss começou a mudar de forma, crescendo em tamanho e se estendendo para cima.

Chaos percebeu que de repente ela estava assumindo uma forma humanóide ou algo assim.

Parte de seu torso se formou, e então suas mãos se estenderam, então vieram sua cabeça e cabelo.

Depois disso, seus vários olhos amarelos brilhantes se abriram mais uma vez, quando dois deles surgiram no meio de seu rosto de cor preta, um sorriso também surgiu, e até mesmo algumas características humanas, fazendo-a parecer uma garota viscosa! Mas muita grotesca.

Seu lodo lá embaixo rapidamente se separou em duas pernas, e então a figura completa de uma garota no final da adolescência apareceu na frente de Chaos, sentada no chão enquanto seu corpo viscoso se contorcia, seus vários olhos espalhados por tudo isso encaravam ele, Chaos podia notar que havia algum tipo de fascinação nada saudável dentro de tal olhar. Mas ele não se importou.

Ding!

#display#

[Parabéns! Sua invocação [Shoggoth
(Fantasmática +)] evoluiu para [Empregada Shoggoth (Fantasmática +++)]!]

[Todas as suas estatísticas da sua invocação aumentaram!]

[Sua convocação aprendeu novas habilidades!]

#display-fim#

Depois que Abyss realizou o que parecia ser evolução, o sistema alertou Chaos que ela havia ganhado novas habilidades e estatísticas também.

“Olá, parece que você evoluiu”, disse Chaos.

Abyss levantou-se lentamente, enquanto Chaos a ajudava dando-lhe a mão.

No entanto, ela usou seus tentáculos negros para enredar seu braço e alcançar seu peito, enredando-o com o lodo que seria suas pernas, parecendo tentáculos negros e úmidos, enquanto sua parte superior do torso abraçava sua cabeça.

“Eh?”

Chaos foi então sufocado pelo saltitante par de pêssegos da Abyss, embora eles fossem apenas seu lodo, eles agora tinham algum tipo de elasticidade e peso que o diferenciava de um mero lodo.

“Mestre! Mestre!” disse ela, com uma voz bastante adorável.

“Você pode me chamar de Chaos” suspirou Chaos, enquanto tentava afastá-la de seu peito, mas como ela estava toda pegajosa, era muito difícil, suas mãos continuavam mergulhando dentro de seu corpo úmido sem chegar a lugar nenhum.

“Chaos! Então esse é o seu nome! É o mesmo que Abyss, eu! Você está usando o nome que eles nos deram, certo?” ela perguntou. Ela estava lentamente conseguindo falar com mais fluência.

“Huh? Espere” murmurou Chaos, quando de repente percebeu que ela sabia demais sobre o passado dele para que ele se sentisse confortável.

“O que você quer dizer?” ele perguntou.

“Eu te conheço! Mesmo com sua aparência mudada!” disse Abyss com um sorriso fofo, já que todos os olhos de seu rosto pareciam muito expressivos em comparação com os de seu corpo.

Chaos não pôde evitar acariciar sua cabeça suavemente.

“Você é uma garota gentil, mas eu realmente não entendo”, disse Chaos.

“Bem, não importa! Alguém me enviou aqui, por você! Eu quero protegê-lo! E eu irei! Então deixe-me protegê-lo!” ela disse, enquanto aproximava seu rosto de Chaos e beijava seu nariz adoravelmente.

“Oh, Meu Senhor, ela parece muito ansiosa! Bom! Abyss, deixe-me apresentá-la ao resto das instalações então!” disse Belphegor, como Abyss o ignorou completamente, ela não queria desviar um único olho do Chaos.

“Alguém que?” perguntou Chaos.

“Eu não sei” disse Abyss.

“Hmm Bem, é melhor não incomodá-lo com isso agora” suspirou Chaos.

Abyss sorriu fofamente, enquanto ela abraçava Chaos novamente.

“Você não vai parar de me abraçar?” perguntou Chaos.

“Eu não quero”, disse Abyss.

“Tudo bem”, disse Chaos, ao decidir caminhar ao lado de Belphegor. Percebendo que Abyss ignorou o crânio em chamas, então ele teve que mostrar o castelo para Abyss e dar a ela uma breve introdução de tudo por si mesmo, embora Belphegor também falasse no meio.

“Por último, este é o meu trono. Suponho que este lugar costumava ser do meu pai, mas agora é meu. Ainda estou tentando lidar com tudo”, disse Chaos, enquanto se sentava sobre o trono, enquanto Belphegor repentinamente trouxe um vestido estranho com cores preto e branco.

Abyss olhou para o vestido enquanto sorria feliz, achando-a fofa, e finalmente parou para ignorar Belphegor.

“Hahh É isso! Trouxe isso porque você disse que a evolução dela foi Empregada Shoggoth, então talvez ela pudesse obter algum tipo de aprimoramento se ela usasse roupas de empregada. Uma vez tivemos Empregados Zombies e Empregados Fantasmas, mas elas morreram protegendo o castelo ao lado do Mestre Ainz. Talvez Abyss possa ser nossa primeira Empregada depois de muito tempo “, disse Belphegor.

“Ah! Obrigado, caveira!” disse Abyss, enquanto pegava o longo e tradicional vestido de empregada que rapidamente o vestiu, parecendo bastante fofo, o que fez Chaos olhar para ela com intensidade, mas como ele estava inexpressivo e rígido, ele parecia estar olhando para trás dela do que diretamente para ela. como sua expressão parecia desinteressada, apesar de realmente achá-la bonita.

“M-Mestre, você gostou?” ela perguntou.

“Sim, eu acho você muito fofo, Abyss,” Chaos disse indiferente, ele nem mesmo gaguejou para elogiar a beleza de uma garota. Embora no fundo ele estivesse nervoso para dizer uma afirmação tão ousada, mas no final, saiu sem problemas.

“Hehe eu estou feliz que você goste, Mestre Chaos!” disse Abyss. Chaos ficou intrigado com suas origens e começou a pensar que ela poderia se originar de sua mesma Terra, especialmente porque ela parecia reconhecê-lo de alguma forma, apesar da mudança na aparência.

Ele também sentiu uma conexão estranha e única com ela entre as almas de ambas, era como se ela tivesse recebido seu poder antes mesmo de ser convocada aqui.

Chaos começou a especular que essa garota pode ter sido de alguma forma relacionada a ele em sua vida passada, ou que algo aconteceu com ela que acabou tornando-a tão familiar para ele.

Algumas de suas hipóteses, pelo que ele tinha ouvido do cientista, era que ela poderia ter sido uma cobaia como ele e que eles usaram seu miasma para fazer experiências com seu corpo

Embora fosse uma mera hipótese, Chaos deveria elogiar sua incrível visão, pois esta era realmente a verdade.

No entanto, ele decidiu melhor não falar sobre isso por enquanto, já que ele não queria trazer de volta más lembranças de seu passado, nem de Abyss se ela algum dia tivesse.

Por enquanto, ele decidiu chamar todos os monstros do castelo, já que decidiu “atualizá-los” alimentando-os com grandes quantidades de Mana e Miasma, e também planejava sair do castelo por um momento e explorar a área, como ele tinha ouvido pelas palavras de Belphegor que havia uma masmorra nas proximidades.

—–

Aviso do Tradutor:

Tayzer

Rolar para o topo