Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

Uma energia estranha começou a se espalhar por todo o país, afetando não só a terra, mas também os maiores especialistas que podiam senti-la. Até os monstros que emergiram do rio fora das muralhas da cidade estavam ficando inquietos.

‘Souta!! Isso é!!’ A voz de Saya ressoou na mente de Souta.

‘Sim…’ Souta acenou com a cabeça enquanto mantinha o olhar fixo na direção de onde emanava a energia incomum. Ele não conseguia se livrar da sensação de desconforto que se instaurou em seu coração.

Essa aura e sensação… superou até mesmo a fruta de mana de grau lendário.

Não havia nenhuma dúvida sobre isso.

O momento tão esperado havia chegado. A fruta de mana de grau mítico, a Lágrima do Poder Divino, finalmente amadureceu.

Então, esteva escondida na casa do Clã Botano o tempo todo. A razão pela qual Souta não conseguiu percebê-la antes foi que ainda não havia atingido o pico de maturação. A presença da barreira também desempenhou um papel, conseguindo obscurecer seus outros sentidos, mesmo que não conseguisse bloquear totalmente sua visão.

Souta olhou para o céu, seus olhos examinando as várias batalhas que aconteciam. Ele calculou mentalmente o número de especialistas que disputariam a fruta de qualidade mítica, ao mesmo tempo em que ficava de olho nos confrontos em andamento.

‘Souta, uma fruta de qualidade mítica aparecerá…’ A voz de Saya ressoou em sua mente.

‘O que você quer dizer?’ Souta perguntou, sentindo um pouco de confusão.

‘Você é um monstro, então tenho certeza de que pode sentir as flutuações, mas ainda não está totalmente madura. Será necessário mais tempo, aproximadamente cinco a dez minutos, para amadurecer por completo”, explicou Saya.

‘Entendo… É por isso que os monstros passam tanto tempo olhando para sua fruta de mana antes de colhê-la’, respondeu Souta, entendendo o significado do processo de amadurecimento da fruta.

“O que é aquilo?!” A Névoa Vermelha murmurou enquanto seus olhos permaneciam fixos na direção da casa do Clã Botano. 

“Essa onda de energia… Não pode ser…”

Com determinação, ela voou abruptamente em direção à casa do Clã Botano, seu desejo de reivindicar a fruta mítica a impulsionava. Souta não hesitou e rapidamente a seguiu.

Em meio às batalhas caóticas e às distorções espaciais que se aproximavam, numerosos especialistas de todos os cantos do país começaram a voar em direção à casa do Clã Botano. Eles foram impulsionados pelo evento sem precedentes do amadurecimento da fruta de grau mítico, sua forte energia irradiava por toda parte, atraindo a atenção até dos seres mais poderosos.

Na mansão do Clã Botano, os olhos de Paente se arregalaram ao observar a cena extraordinária que se desenrolava diante dele.

“Está maduro!” Ele exclamou incrédulo, percebendo que a fruta que havia selado estava agora totalmente madura. A inesperada liberação de energia da fruta quebrou completamente a barreira. Paente entendeu que era impossível esconder a presença de uma fruta mítica totalmente madura, pois sua energia era imensamente potente e irresistível.

O Domador Comedor de Homens, que havia recuperado a compostura, não pôde deixar de rir da virada dos acontecimentos. “Isso está além das minhas maiores expectativas! Nunca imaginei que algo dessa magnitude estivesse escondido em seu território!”

Paente estreitou os olhos e acenou com a mão, liberando inúmeras esferas de energia.

–Swoosh!

O Domador Comedor de Homens riu sinistramente, manipulando seu enxame de abelhas de quarto estágio. Juntos, formaram uma barreira defensiva que absorveu o impacto dos ataques de Paente.

–Bang! Bang!

Os esforços coordenados das abelhas deixaram uma lacuna em sua formação, permitindo que o Domador Comedor de Homens ileso avançasse. Ele provocou Paente: “Se você pretende me matar, primeiro precisará se livrar de todos meus servos. Sem mata-los, você não encostara um dedo em mim.”

Paente respirou fundo e enfrentou seu formidável oponente, ponderando sobre o desafio de superar o enxame de monstros que o Domador Comedor de Homens controlava. Apesar de já ter derrotado mais de vinte criaturas do quarto estágio, parecia que esse cara tinha uma abundância de lacaios à sua disposição.

Paente virou a cabeça e na floresta começou uma chuva de galhos quebrados enquanto várias figuras emergiam no céu. Cada uma exalando uma aura formidável.

Eles haviam chegado.

Do lado dos Pecados Capitais, Névoa Vermelha, Anti-Mago, Mil Terras, Nove Yin, Videira Venenosa e Blader Negro estavam preparados.

Enfrentando-os do exército da aliança estavam Omari Adel, Asfrith Beiner, Naruse Ichimon, Bezvin Darkna, Genzu e Souta.

Notavelmente ausentes estavam certos especialistas que sentiam a energia, mas estavam preocupados com suas próprias batalhas. Shen Yao lutava ferozmente com seu oponente, não querendo deixá-lo escapar. Kasci e o representante dos Pecados Capitais, Morte Gélida, estavam envolvidos em suas próprias lutas intensas.

Hoei Methal permaneceu envolvido em combate com Edmar dentro da família do Clã Windi, tendo sido arrastado para a batalha após a morte do Líder de Clã Schine.

Paente semicerrou os olhos, entendendo que mesmo os especialistas das grandes facções não eram inteiramente confiáveis ​​quando confrontados com a tentação de uma fruta mítica ao seu alcance.

‘Isso é ruim para mim… A fruta também pode prejudicar a confiança entre as grandes facções. Os Pecados Capitais certamente explorarão esta oportunidade. Meu país está em perigo… Preciso encontrar uma maneira de salvá-lo’, pensou Paente consigo mesmo.

Bezvin, líder do clã Darkna, contemplou a mesma preocupação. Ele observou os principais especialistas das grandes facções. Mesmo aqueles dos grupos mais poderosos não conseguiram resistir ao fascínio de uma fruta mítica.

Na verdade, Souta sempre teve intenções de tomar a Lágrima do Poder Divino. Esse sempre foi seu objetivo.

Asfrith olhou para Paente e depois voltou sua atenção para a fonte da energia que emanava da fruta mítica.

“É realmente uma fruta de grau mítico. Sua energia por si só supera a de um grau lendário”, comentou ele em tom abafado.

Os outros permaneceram em silêncio, observando uns aos outros com a respiração suspensa enquanto esperavam que alguém desse o primeiro passo. Enquanto isso, os espaços fragmentados restantes finalmente chegaram logo acima de sua localização.

Isso quebrou instantaneamente o silêncio tenso no ar.

O primeiro a agir foi Genzu. Ele deu um passo à frente, liberando sua energia em um instante. Com um golpe poderoso de seu machado, um golpe colossal cortou o ar.

[Clivagem Titânica]!

O golpe atingiu os especialistas dos Pecados Capitais. Eles se espalharam na tentativa de escapar do ataque antes de lançarem sua própria ofensiva. Simultaneamente, avançaram.

Os grandes especialistas da facção não tiveram outra escolha senão responder na mesma moeda. Eles se prepararam e enfrentaram seus inimigos na batalha, enquanto pedaços do espaço caíam ao seu redor.

–Bang! Bang! Bang!

Em meio aos pedaços em queda, eles se chocaram, sendo essas realidades de baixo nível semelhantes a pedaços de vidro que ocultavam vastos espaços em seu interior. No entanto, os formidáveis ​​​​especialistas poderiam suportar os danos infligidos aos seus corpos.

–Boom!

Paente cerrou os dentes, os dedos movendo-se em um padrão intrincado.

“Matriz: Último Ritual!”

Uma luz esverdeada irrompeu da árvore mais alta de toda a zona. Essa luz se transformou em uma barreira protetora, envolvendo toda a casa do Clã Botano.

Esta foi uma precaução que Paente preparou caso a barreira fosse violada e para proteger a fruta de ser danificada durante a batalha caótica. A onda de energia da fruta cessou, uma proteção foi criada para garantir que permaneceria inativa por mais cinco a dez minutos.

–Boom! Boom!

Um minuto se passou e o conflito na Zona 4 se espalhou pelas zonas vizinhas. Vários especialistas de primeira linha estavam envolvidos em combate aqui, transformando a outrora próspera floresta verde do território do Clã Botano em uma paisagem desolada, exposta aos intensos poderes elementais desses indivíduos poderosos.

Se as pessoas quisessem escapar dos pedaços caindo do céu, a Zona 4 parecia ser o lugar mais seguro. Quase todas as realidades que desceram sobre esta zona encontraram o seu fim, desintegrando-se no nada. No entanto, optar por escapar para esta zona exporia os indivíduos à feroz batalha entre os maiores especialistas.

Souta movia-se agilmente de um lado para o outro, seu foco mudando para a barreira. ‘Saya, me informe quando será o momento certo para colher a fruta. Vou usar toda a minha força e fazer um movimento para isso”, Ele comunicou a Saya.

“Tudo bem”, reconheceu Saya.

Com essa informação, Souta voltou sua atenção para o adversário. Desta vez, foi confrontado por um homem alto de pele roxa. Uma tatuagem preta adornava sua testa e seus olhos brilhavam com um branco misterioso.

Este homem, conhecido como Nove Yin, era um oponente igualmente formidável.

Souta ficou de olho nas realidades caindo que cresciam conforme o tempo passava, ciente de sua ameaça potencial. Elas não eram uma preocupação direta para ele, mas ele se preocupava com o impacto que teriam sobre seus subordinados. Ele não podia prever o resultado; era concebível que a maioria dos membros do Sexto Grão de Guerra fossem aniquilados. O pior cenário envolvia apenas a sobrevivência dos principais especialistas.

Criando alguma distância entre ele e Nove Yin, Souta fechou os olhos.

Souta instruiu interiormente: ‘Leve-os com você. Proteja-os por um tempo.’

Nove Yin rapidamente diminuiu a distância entre ele e Souta, conjurando uma chama pálida e rodopiante em seu punho cerrado.

[Um Joule Yin]! 1

Imperturbável, Souta brandiu sua espada, emitindo uma lua crescente carmesim.

[Lua Carmesim]!

–Boom!

No meio deste confronto, três figuras chegaram aos arredores da Zona 4. Entre elas estava um homem, acompanhado por duas mulheres.

“Uma fruta mítica… Isso está além de nossas expectativas. Deveríamos entrar na briga por isso?” Uma das mulheres perguntou.

“Não, vamos esperar por enquanto. Acredito que há mais neste conflito. Nosso objetivo se alinha com o dos Pecados Capitais – garantir o conhecimento do Deus da Matriz da Isolação”, respondeu o homem.

  1. O joule é a unidade de medida no Sistema Internacional de Unidades (SI) para energia. É uma medida de trabalho ou quantidade de energia transferida quando uma força de um newton atua sobre um objeto e move esse objeto em um metro na direção da força aplicada. Matematicamente, um joule é equivalente a um newton-metro. Em termos mais simples, o joule é uma medida de energia e trabalho. Por exemplo, levantar um objeto contra a gravidade requer trabalho, e a quantidade de trabalho realizado depende da massa do objeto, da aceleração devida à gravidade e da distância pela qual o objeto é elevado. Essa quantidade de trabalho é medida em joules. Além disso, o joule é usado para medir outras formas de energia, como energia térmica, elétrica e química. É uma unidade bastante versátil que abrange várias formas de energia.[]
Picture of Olá, eu sou o Crimson!

Olá, eu sou o Crimson!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥