Capítulo 446 – Eu Vou Protegê-lo do Meu Jeito

A Evolução de um Goblin ao Ápice

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 446 – Eu Vou Protegê-lo do Meu Jeito

Tradutor: Otakinho

 

Sons de golpes ecoaram em todas as direções. O grupo de Souta estava fazendo a limpa no 45º Andar. Os monstros aqui não eram muito diferentes dos do 40º Andar. A única diferença eram seus números.

Souta de repente parou de se mover e agarrou seu peito. Seu coração batia descontroladamente como se estivesse prestes a explodir no peito. Ele estava perdendo o controle de si mesmo e podia entender o porquê.

Ele matou milhões de pessoas na guerra contra o império. Sua sede de sangue atingiu o ápice e ele também podia ouvir a mágoa das almas que ele matou. Ele podia até ver a dor em seu rosto.

Não foi fácil remover sua sede de sangue. Até Alice e o resto notaram sua sede de sangue.

‘Droga, está ficando difícil de controlar.’ Souta amaldiçoou interiormente.

‘Por isso eu disse que você deveria descansar um pouco. Pare de se forçar ou então você vai causar uma horda de monstros neste mundo. Até Yuko, Yenxa e Doranjan seriam afetados se você for consumido pelo desejo de matar.‘ Saya disse a ele.

‘Mas eu…’ Souta queria dizer alguma coisa, mas Saya o impediu.

‘Existem muitos fatores que estão fazendo com que você se torne assim. Além de matar pessoas e acumular sede de sangue, minha energia também é um dos fatores. Meus poderes. Lembre-se de que sou uma espada amaldiçoada e que meus ex-manejadores se perderam e se tornaram máquinas de matar sem cérebros.‘ Saya continuou a explicar. ‘Minha energia está alimentando seus instintos de monstro, então sugeri que você deveria parar de me usar por um tempo. Você não está fisicamente exausto, está mentalmente exausto, isso se tornará uma fraqueza sua e logo você não será capaz de controlá-la. É por isso que você deve descansar um pouco. Não pense nada e tenha uma vida pacífica. ‘

‘Droga! Isso é uma perda de tempo…‘ Souta respondeu com uma expressão zangada.

‘Oh, algo me veio à mente. Ufufu!‘ Saya deu uma risadinha.

‘O que seria?’ Souta perguntou.

Então, ele sentiu uma força enorme invadir todo o seu corpo. Ele foi pego de surpresa e viu a figura de Saya em sua cabeça. Foi tão repentino que ele não teve tempo de levantar a guarda.

‘Porra! Saya! O que você está fazendo?!’ Ele gritou por dentro e tentou lutar, mas foi inútil. Saya engoliu completamente a consciência dele e nem mesmo o deixou se recuperar.

Depois de um tempo, a expressão no rosto de Souta voltou ao normal. Ele olhou para as mãos e murmurou: “Já faz um tempo que não controlo este corpo. Receio que ele não me deixe fazer isso, por isso me forcei a entrar.”

Quem está controlando o corpo de Souta é Saya. “Souta” fechou os olhos e se aprofundou em sua consciência interior.

Saya viu que a figura de Souta estava se enrolando como um bebê dentro do ventre de uma mãe. Sua expressão era pacífica e calma.

“Você deveria descansar aqui por um tempo. Eu não vou deixar você acabar como os meus possuidores do passado. Vou me agarrar firmemente ao último pedaço de humanidade que você tem e evitar que seja consumido pelo seu desejo. Eu irei protegê-lo do meu próprio jeito, mesmo que você não goste.”

Saya disse antes de sair da consciência de Souta. Seu único problema era como ela escondia o fato de que era ela quem controlava o corpo de Souta. Ela tinha certeza que os outros notariam, principalmente Yuko que conhecia Souta.

“Isto é um problema…”

Souta disse e seu corpo brilhou. Suas dez sombras se espalharam em todas as direções e em apenas alguns minutos, ele localizou a posição de Isabella.

Quando ele pousou no chão, Isabella o notou e se aproximou de Souta. Ela acabou de lutar contra alguns monstros e estava bastante cansada.

“Souta, aconteceu alguma coisa?” Isabella inclinou a cabeça ao achar estranho que Souta estivesse olhando em volta com uma expressão cautelosa.

“Eu não sou Souta. Sou eu, Saya.” Ele disse e começou a explicar o que está acontecendo. “Souta não queria me ouvir de jeito nenhum. Então eu tive que fazer isso para evitar que ele fosse consumido por seus instintos. Ele está mentalmente instável porque o fardo que carrega é maior do que você pode imaginar.”

Desde que ela o conheceu. Ela sentiu que Souta estava com medo de alguma coisa. Às vezes, quando ele estava dormindo, ela via lágrimas escorrendo de seus olhos enquanto tremia. Ele estava sob pressão e não permitiria que ninguém visse em seu rosto. Ele queria ficar mais forte o mais rápido possível, como se estivesse com medo de alguma coisa.

Isabella ficou em silêncio quando ouviu as palavras de Saya. Depois de um tempo, ela olhou para cima e disse: “Entendo… Então ele está descansando no momento?”

“Somente a mente dele”, respondeu Saya.

“Eu não sei de nada sobre Souta. Só o vejo como um homem forte que não tem medo de nada. Mas acabei de perceber que talvez ele esteja sempre pensando na calamidade que o Deus da Caça mencionou.” Isabella disse em voz baixa.

“Eu sempre disse que ele deveria descansar. Esquecer de todas as lutas e matanças, apenas descansar, mas ele não deu ouvidos ao meu aviso.” Disse Saya. “É por isso que preciso que você me ajude a esconder o fato de que sou eu quem está controlando este corpo, não Souta.”

“Eu vou ajudar, mas… como você pôde esconder isso das pessoas que o conhecem há muito tempo? Tenho certeza que eles vão notar facilmente.” Isabella perguntou.

“É por isso que vou descer primeiro nos andares mais profundos e vou apenas usar o doppelganger de Souta para enviar uma mensagem a você. E então você é quem vai passar a mensagem para os outros.” Saya fez uma pausa e acrescentou: “Vamos manter esse plano por um tempo. Só espero que Souta se recupere antes que eles descubram”.

“OK.” Isabella assentiu com uma expressão preocupada.

Depois disso, Saya imediatamente saiu e foi para os andares mais profundos.

O plano de concluir todos os andares continuou, mas algo mudou. Souta foi para os andares mais profundos sozinho, sem dizer nada a eles, exceto Isabella. Todos acharam estranho, mas não fizeram perguntas enquanto continuavam a fazer a limpa no Andar. Mas Isabella e Saya sabiam que não duraria muito. Se Souta não aparecer para eles por um longo tempo, eles começarão a questionar Isabella. Eles perceberão isso mais cedo ou mais tarde.

No Grande Mundo Imperium…

Bryan estava andando pelas ruas. Ele estava indo para Corporação Lanny para conseguir algum dinheiro para si mesmo. A Corporação Lanny foi um dos patrocinadores da Legião Dark Oculus. Eles forneciam dinheiro aos principais membros da legião todos os meses. Mesmo com a morte de Souta, o contrato ainda estava ativo e alguns dos membros da legião eram da corporação.

“Lumilia me deu alguns trocados. Felizmente, guardei meu dinheiro na Corporação Lanny. Oho ~ Eu sou muito inteligente.”

Ele disse a si mesmo enquanto se sentia orgulhoso. O “Alguns Trocados” que ele disse foram várias centenas de moedas de platina. Era uma grande quantia de dinheiro, mas cada um dos membros principais da legião era rico com todos os monstros de terceira evolução que eles subjugaram no passado.

Nesse momento, Lumilia e Lynn estavam encontrando os nobres que Alea lhes apresentou. Era chato e ele não conseguia nem entender do que eles estavam falando. Então ele decidiu ir para o ramo da Corporação Lanny neste império.

“Tão chato… Se Souta estivesse aqui, então eu provavelmente poderia lutar com ele e testar minha força, mas Lumilia e Lynn… Ugh! São fracas.”

Bryan murmurou para si mesmo enquanto olhava para as barracas ao seu redor. Ele queria comprar algumas refeições deliciosas para si mesmo assim que pegasse seu dinheiro.

Hmph!

De repente, ele parou de se mover ao virar a cabeça para o beco estreito. O beco estava escuro, embora fosse meio-dia, mas ele olhou de canto do olho na escuridão e viu que uma garota cheia de hematomas estava correndo de alguma coisa.

Ele foi em direção ao beco e deu uma boa olhada na garota. A menina parecia ter vinte e poucos anos. Ela tinha pele morena e cabelo cor de rosa. Seus olhos eram castanhos e ela tinha duas pequenas antenas saindo de sua testa.

A menina respirava pesadamente e gotas de suor escorriam de seu corpo. Quando ela viu Bryan bloqueando seu caminho, ela gritou: “Por favor, saia do caminho! Eu preciso fugir!”

“Oh?”

Bryan ergueu as sobrancelhas enquanto olhava para trás da garota. Ele viu duas pessoas perseguindo-a e adivinhou facilmente seus níveis de poder.

“Vou te ajudar…”

Ele agarrou o pulso da garota e sua outra mão balançou enviando ondas de choque para as duas pessoas que a perseguiam.

–Bang! Bang!

As duas pessoas voaram e se espatifaram nas paredes. Eles perderam instantaneamente a consciência.

“Opa! Droga! Não consegui me controlar. Lumilia disse que eu não devia criar problemas, mas esse conta?”

Bryan então olhou para a garota. Ele tinha certeza de que se conteve e não criou muita comoção mandando aqueles dois embora.

Aviso do Tradutor:

Otakinho

Otakinho

Boa Leitura S2 S2
Chave Pix copiada!
PicPay copiado!
Rolar para o topo