Selecione o tipo de erro abaixo


O líder tirou uma adaga do cinto.

Os dois ao lado dele retiraram pequenas bestas dos bolsos.

Chutei a espada que estava segurando no peito do pé, jogando-a para cima. Enquanto ela girava, peguei a espada com a mão. 

Evitei a adaga apontada para mim e enfiei a lâmina na nuca de um dos homens. Com a mão esquerda, tirei uma adaga do cinto e atirei-a. A adaga cravou-se no olho do soldado que apontou uma besta para mim. Retirei a espada presa na nuca do soldado morto e cortei a parte superior do corpo do outro soldado, matando-o. Simultaneamente, o punhal lançado por Edis atingiu a testa do terceiro homem como um dardo.

Os três humanos mortos desmoronaram enquanto jorravam sangue. Eu estava entre os cadáveres, com minha espada pingando sangue quente. O cheiro denso de sangue me atingiu com força.

Estendi a lâmina encharcada de sangue e disse: — Ainda pretendem conversar?

Eu tinha visto um incidente semelhante durante os meus dias como Mestre.

Os inimigos eram humanos e os heróis hesitantes morreram.

Não existia negociação ou diplomacia. Não importava quem ou como surgiu.

Era matar ou morrer.

Aaron levantou a cabeça e silenciosamente pegou a lança do chão.

Uma voz sem emoção fluiu de sua boca.

— Temos que matar todos eles?

— Sim. Falar não funcionará.

— Entendi.

Aaron apertou ainda mais a lança e apontou para os inimigos.

Os cinco soldados já estavam em posição de combate.

— Jenna, você tem alguma intenção de poupá-los?

— Se não os matarmos, seremos mortos.

— Basicamente é isso mesmo..

— Bem, está tudo bem. Acabamos em uma situação horrível, mas estamos preparados!

Zing

Uma flecha atingiu o peito de um soldado. Ele caiu com os olhos arregalados. Devido à pressão do solo, a flecha perfurou seu peito e saiu de suas costas.

— …

Eolka não poderia se importar menos.

Ela já havia começado a lançar um feitiço de fogo.

Edis, observando isso, murmurou amargamente.

— Parece que me preocupei por nada.

— Eu disse.

O que mais valorizei na escolha dos membros do grupo não era talento ou força, mas a resiliência mental. Foi o desejo, a determinação de fazer o que for preciso para sobreviver.

— Preparem-se para a batalha.

A formação estava completa.

Aaron e eu na frente, Jenna e Edis no meio e Eolka atrás. Com quatro inimigos mortos, eles eram nove. Os soldados atacaram-nos com um clamor semelhante ao som de metal se chocando.

— Esses caras não são normais.

Edis girou as adagas nas mãos.

Literalmente anormais. Veias negras semelhantes a tatuagens sinistras espalhavam-se por seus rostos e pele. A loucura brilhava em suas pupilas.

【Ardeat!】

Kurgu-gugu.

Uma parede de chamas surgiu na nossa frente.

— Aaaah!

Dois soldados envoltos em chamas se contorceram em agonia e morreram.

As placas de metal de suas armaduras aquecidas brilhavam em vermelho.

Através das chamas, a flecha de Jenna perfurou o ar.

Um soldado de meia-idade com barba investiu contra mim com uma lança.

Bloqueei com meu escudo enquanto movia minha mão esquerda. A ponta da lança escorregou do escudo, fazendo o soldado cambalear. Na frente dele estava minha espada. Acompanhado por um respingo de sangue, seu pescoço quase foi decepado e ele desmaiou enquanto segurava a garganta, gorgolejando enquanto morria.

‘Fraco.’

Eles podem estar devidamente equipados, mas faltou formação e disciplina.

Eles atacaram ao acaso, balançando suas armas. Não demorou nem cinco minutos para acabar com tudo. Num instante, doze corpos espalharam-se pela praça da cidade.

Apenas um permaneceu.

Ele sentou-se tremendo de medo.

Limpei o sangue da minha lâmina na parede e me aproximei do soldado. Ele cuspiu sangue e levantou a voz.

— Por favor, me poupe! Me poupe! Tenho esposa e filha me esperando. Eu preciso voltar para casa. Eu preciso ir para casa!

— Como você planeja voltar?

— Isso é… Aaah!

O soldado agarrou sua cabeça e gritou.

Enquanto o soldado gritava, sangue negro jorrou de sua boca e caiu duro na estrada. E então, seu movimento cessou. Ele havia morrido.

Eolka fez uma careta e comentou: — Essas pessoas são estranhas.

Edis embainhou a adaga no cinto.

— Eles sofreram uma lavagem cerebral. Eu já vi isso algumas vezes. Ainda assim, este nível de lavagem cerebral completa em tantas pessoas é novo. Bom, se você pensar bem, da última vez…

— Está dizendo que são os mesmos caras?

— Sim. Nós definitivamente os matamos, mas eles voltaram a aparecer.

Olhei para o sangue espesso e preto, que lembrava alcatrão, espalhado no chão.

‘É o mesmo líquido daquela mulher.’

Eu ainda não tinha descoberto o que era aquilo. Havia poucas pistas.

Mas aprendemos que esses caras estavam presos no décimo segundo andar, e sempre apareciam quando alguém voltasse.

Logo, a luz nos envolveu.

Foi o sinal de retorno.

【Missão concluída!】

> Jenna (★★) e Eolka (★★★) subiram de nível!

[Recompensa – 3.5000G, Couro (C) x1]

【MVP – Han (★★)

Voltamos para a fenda.

Edis saiu primeiro. A batalha foi fácil, mas o cansaço estava gravado nos rostos dos três. Embainhei minha espada.

— Acostumem-se com isso. Porque até mesmo eu tenho que me acostumar.

— Você está falando de matar humanos?

— Sim. Seja um monstro ou um humano, não há muita diferença.

O sangue que cobria meu corpo desapareceu sem deixar vestígios.

No entanto, o cheiro acre permaneceu na ponta do meu nariz por um longo tempo.

Eu havia matado um ser humano.

Não houve hesitação, nem emoção, como eu havia imaginado. Seria o mesmo no futuro. Era ridículo pensar que depois de matar tantos monstros eu teria problemas em matar humanos. Eu faria isso se necessário. Não importa quem fosse o adversário.

De volta ao meu quarto, organizei meus materiais mais uma vez.

Criaturas humanóides apareceram no décimo segundo andar. Se caras semelhantes aparecessem no décimo terceiro e décimo quarto andares, eu poderia estimar os monstros que apareceriam no décimo quinto andar. Com base nos métodos e horários do extermínio desses três andares, pude adivinhar a natureza da missão.

— …

Não pude deixar de pensar no que aconteceu novamente.

De repente, um pensamento me ocorreu.

‘Eu mudei?’

Bem, isso faria sentido.

O eu na Terra e o eu na sala de espera mudaram de muitas maneiras.

Mas não me arrependi. Não havia escolha a não ser mudar. Se não tivesse feito isso, eu teria morrido. Foi inevitável.

‘Se eu voltar, será difícil me reajustar.’

Suspirei e continuei a trabalhar.


Picture of Olá, eu sou o Nimsay!

Olá, eu sou o Nimsay!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥