Capítulo 32: queda de braço

Eu Realmente não sou o Servo de um Deus Demoníaco

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Como de costume, Lin Jie destravou o ferrolho com eficiência e abriu a porta de sua livraria.

A chuva lá fora não dava sinais de diminuir e era como se o céu tivesse esquecido de fechar a torneira.

O nível da água nas estradas inundadas parecia ter baixado ligeiramente hoje; de acordo com reportagens, provavelmente foi devido ao sistema de esgoto subterrâneo operando em sua maior eficiência.

No entanto, o que surpreendeu a todos foram os diversos veículos pesados ​​que passavam pela rua normalmente deserta.

Faróis brilharam através da cortina de chuva e iluminaram a rua por breves momentos. Ocasionalmente, rostos curiosos espiavam de lojas e residências em ambos os lados da rua antes de fechar novamente as portas ou janelas para evitar que a chuva entrasse.

Esses veículos entravam e saíam rapidamente e a normalidade silenciosa foi retomada mais uma vez.

“Pode haver um acidente?” Lin Jie se perguntou enquanto observava as ondas criadas pelos caminhões que passavam. Pensando melhor, os acidentes não estavam fora de questão com aquela chuva forte.

Também parecia haver máquinas pesadas usadas para construção, como tratores e escavadeiras nesses caminhões.

Ele também queria ouvir o noticiário matinal da casa ao lado para descobrir o que havia acontecido. Mas depois de ficar sentado por algum tempo, ainda não tinha ouvido o estalo da estática da televisão.

“Hmm?”

Apesar de seguir a rotina usual, achou isso um pouco estranho. Quando essas ocorrências incomuns aconteciam, o chefe do vizinho certamente aumentava o volume de sua televisão e a colocava em um canal que transmitia reportagens sobre o assunto que despertavam a curiosidade de todos.

No entanto, ele não tinha feito isso hoje e parecia que a televisão nem estava ligada.

Que estranho. Pode ser outra viagem? Ou o chefe da porta ao lado adoeceu de repente? Lin Jie não conseguia deixar de se preocupar.

Embora esse vizinho tivesse algumas deficiências, ele era apenas um cidadão comum e não poderia ser julgado como uma pessoa má.

Já acostumado a ouvir notícias dessa forma tantas vezes, Lin Jie achou um pouco perturbador agora que elas haviam sumido. Assim, ele avançou até a parede anexada e gritou: “Com licença …”

Antes que ele terminasse de falar, um grito assustado veio do outro lado da linha, “Ahh!”

Um pouco confuso, perguntou: “Aconteceu alguma coisa?”

Houve um momento de silêncio antes que uma voz trêmula respondesse: “Nada, realmente. Não é nada … Não há necessidade de ser tão cortês, não há necessidade de ser. ”

O chefe da loja de audiovisual ao lado engoliu em seco várias vezes enquanto falava incoerentemente e perguntou: “Há algum problema?”

“Só quero perguntar por que sua televisão não está ligada. Está tendo um problema? ”

Oh Deus! Ele percebeu que algo está errado! No cinema, todos aqueles que revelam suas más intenções acabam morrendo!

O dono da loja de audiovisual se esforçou para ligar a televisão imediatamente. “Vou ligar, vou ligar! Eu sinto muito! Vou ligar imediatamente! ”

A televisão ao lado ligou e exibiu um noticiário atual sobre um acidente envolvendo o desabamento de vários prédios.

Ahh, então é um desabamento de edifício. Bem, é bem provável que alguns edifícios mal construídos desmoronassem com um clima tão tórrido. Oh, há vítimas também, parece que este acidente é bem sério.

“Tudo bem obrigado.” Lin Jie acenou com a cabeça e deu seus agradecimentos, mas de repente sentiu que algo parecia errado.

O tom do vizinho não era impaciente, mas de alguma forma educado? Isso não faz sentido.

O dono da livraria não pôde deixar de pensar sobre sua conjectura anterior e, portanto, gritou: “Sr. Colin, tem certeza que está bem? Seu corpo precisa de bastante descanso para viver bem. ”

Gotas de suor começaram a brotar na testa de Colin.

Por que ele está me fazendo essa pergunta? Não me diga que ele foi e fez algo ao meu corpo? Agora ele está me avisando para não agir cegamente sem pensar, senão eu não conseguiria viver bem …

Colin olhou para a televisão, então voltou seu olhar para o celular que segurava, que exibia uma mensagem que ele hesitou em enviar por um longo tempo. Seu corpo inteiro estava congelado.

A voz de seu vizinho soou na porta ao lado. “Sr. Colin? ”

Colin estremeceu e seu dedo se moveu ligeiramente. Olhando para baixo, ele percebeu que clicou para enviar a mensagem de texto.

Destinatário da mensagem: Igreja do Domo, Padre Vincent.

Colin ficou pálido e sua alma quase deixou seu corpo de medo. Usando todo o seu esforço, Colin controlou sua boca tagarela para evitar uma série de palavrões. Ele cerrou os dentes e praguejou violentamente para si mesmo: O que está feito está feito, é tarde demais para arrependimentos.

Agora, essa informação já havia sido repassada ao pai. Se Colin pudesse continuar escondendo por algum tempo, talvez ainda pudesse sobreviver.

Oh pai, por favor, salve-me!

“Haa… Não é nada, estou bem. Obrigado pela preocupação.” Colin se forçou a se acalmar e fingiu estar relaxado.

Ao ouvir essa resposta, Lin Jie sentiu que Colin não estava sendo totalmente sincero, mas não iria investigar mais de qualquer maneira.

“Se for esse o caso, então não vou incomodá-lo”, respondeu enquanto se perguntava se deveria fazer uma visita para ver como estava o vizinho.

Nesse momento, houve um toque nítido da campainha perto da porta.

“Bem-vindo,” disse enquanto olhava para cima. Parece que realmente temos um novo cliente hoje , pensou consigo mesmo.

A pessoa que entrou na livraria parecia ser uma garota ruiva alta, aparentemente no final da adolescência. Essa adolescente tinha um belo rosto repleto de juventude e olhos brilhantes que eram especialmente conspícuos.

Ela usava uma camiseta branca, macacão jeans e um par de botas de bico redondo amarelo brilhante. Seus longos cabelos estavam trançados em rabos de cavalo na altura dos ombros que estavam parcialmente escondidos sob um boné pontudo.

Clientes jovens como esse raramente apareciam na livraria.

“Posso ajudá-lo com alguma coisa?” perguntou o jovem atrás do balcão.

Melissa examinou toda a livraria com curiosidade antes de mudar seu foco para Lin Jie.

Com três passadas rápidas, ela alcançou a mesa e puxou o banquinho antes de se sentar nele. “Você é o dono desta livraria?” Melissa perguntou enquanto balançava as pernas.

O dono do estabelecimento acenou com a cabeça e respondeu com um sorriso. “Sim, sou eu. Deixe-me saber se você precisar de alguma coisa. Quer se trate de um empréstimo, compra ou apenas leitura de um livro, tudo está bem. ”

Ele não parece muito impressionante … Esta livraria é realmente S-rank? Será que papai cometeu um erro?

Um monte de pensamentos duvidosos passou pela mente de Melissa. Ela examinou cuidadosamente a livraria e só percebeu que a gárgula de pedra parecia um produto de magos negros. Todo o resto era completamente normal.

Então olhou desapontada para o jovem à sua frente e até havia esquecido que a razão de ela ter vindo aqui era porque ela estava curiosa sobre o final de Seed of the Abyss que ela ainda não tinha terminado de ler.

Este lugar não é muito comum …

Ela enfrentou a chuva e correu o risco de uma boa repreensão do pai para chegar aqui, mas esta não era a livraria mística e charmosa que ela esperava. Melissa não conseguiu se conter enquanto pensava nisso.

“Você pode realmente ajudar com alguma coisa?” Melissa murmurou enquanto apoiava o queixo em ambas as mãos.

Haa … o que até passa pela cabeça das crianças hoje em dia.

Algumas gotas de suor apareceram na testa de Lin Jie, mas ele sorriu educadamente e respondeu: “Bem, pedidos excessivamente absurdos não servem.”

Melissa bateu as duas mãos na bancada. “Ter uma queda de braço com você é pedir muito?”

Recado do tradutor: desculpa se a qualidade ficar ruim ou se houver muitas repetições de nomes, eu traduzi mt rapido os caps de hj, por favor se encontrarem algum erro reportem o mesmo no discord que me marquem, meu nick é “just_a_wise_duck”, até amanhã

Tradutor:

Pato Leste

Rolar para o topo