Capítulo 98: Eles estão bem?

Eu Realmente não sou o Servo de um Deus Demoníaco

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

“Eu sou … uma pessoa viva de verdade!”

O dono da livraria sorriu gentilmente para os três policiais com um leve toque de exasperação por ter sido mal interpretado.

-Você … Lyon engoliu em seco quando uma sensação de entorpecimento se apoderou dele. Esta cena diante dele que ia contra a lógica o fez sentir como se sua mente estivesse sendo puxada ao redor.

Parecia que seu crânio estava sendo aberto e seu cérebro sendo agitado com força por alguma coisa.

Uma onda de náusea o atingiu quando suas pupilas se contraíram. Ele sentiu sua visão começar a girar, e tudo o que restou foi aquele rosto sorridente e a rosa ‘de boca aberta’.

Nesse período indefinido de tempo, o rosto do dono da livraria gradualmente tornou-se embaçado e distante.

A boca escancarada, cheia de dentes finos e afiados, foi ficando cada vez mais larga. Pétalas de carne que estavam quase ao alcance e o globo ocular se contorcendo olhando para Lyon foram tudo o que ele viu.

Sua última gota de consciência estava uivando freneticamente – Você não é humano! Você está mentindo! Como você pode ser uma pessoa viva de verdade ?!

Ele podia até mesmo ver vagamente o pânico nos rostos dos outros dois oficiais e sentir seu medo interior.

Era como se houvesse um canudo conectando os três e sugando seus pensamentos, misturando tudo e ao mesmo tempo formando uma ‘mistura’ única que permitiu uma confluência temporária de suas alucinações e pensamentos.

Medo, pânico, desespero, choque, perda, histeria …

Tudo isso foi entrelaçado e dissolvido junto.

No entanto, esta experiência sensorial sobrenatural persistiu apenas por um breve momento antes de começarem a ser ‘absorvidos’.

Ouvindo vagamente os sons de mastigação e ingestão de líquidos, sua consciência perceptiva começou a se desintegrar e uma sensação de vazio começou a criar raízes.

Clubes, festas e outros desejos que ele possuía começaram a desaparecer …

Trabalho, família … Suas próprias aspirações surgiram logo em seguida.

Jingle –

O sino de bronze na porta da livraria tocou mais uma vez.

“O que vocês estão fazendo?”

Uma voz forte e ligeiramente severa de um estranho soou e, como um martelo, quebrou a barreira informe.

A flor com camadas de sangue e carne dentro de sua visão se retraiu instantaneamente, voltando à forma de uma rosa comum.

Krrack … Foi como o som de vidro quebrando.

Lyon recuperou o controle de seus membros rígidos e sentidos congelados enquanto o mundo à sua volta voltava ao normal.

No entanto, seu corpo estava encharcado de suor frio. Ele cambaleou para trás, ofegando pesadamente como se fosse desmaiar de medo.

Thump! Thump!

Os seus dois subordinados caíram no chão e recuaram frouxamente, seus rostos pálidos de desespero.

A expressão que eles tinham era como se toda esperança de vida tivesse se perdido.

Enquanto recuavam, eles tentavam o seu melhor para aparentemente escalar e sair correndo enquanto murmuravam incoerentemente: “Não! Não chegue mais perto!”

A boca de Lyon ficou seca com a visão e sua testa estava crivada de suor.

Isso não era alucinação.

Os três quase foram ‘devorados’ por aquela flor estranha momentos atrás.

Mas por que parecia que seus dois subordinados tinham ficado piores do que ele?

Enquanto este pensamento passava por sua mente, de repente sentiu o peito queimar. Ele enfiou a mão e tirou o colar que usava desde jovem. Diz-se que este colar foi transmitido de geração em geração em sua família e o pingente foi inscrito com alguma língua desconhecida.

No momento, as letras apareciam em preto queimado e ardiam ao toque. Em seguida, as palavras no pingente desapareceram rapidamente, deixando para trás apenas uma aparência metálica suave.

“…”

Um som de estalo vago foi ouvido quando o pingente de metal se partiu ao meio.

Lyon agarrou este pingente de herança em perplexidade. Ele voltou seu olhar temeroso para o dono da livraria como se visse um fantasma ou um espírito maligno.

Oh Deus! O chefe da loja de audiovisual estava falando a verdade!

Não! Não não não! Esse sujeito é cem vezes, não, mil vezes mais assustador do que um espírito maligno! Apenas uma flor dele é um ‘devorador de homens’!

O policial sentia que uma parte dele havia sido “comida”, mas não conseguia identificar o que exatamente. Tudo o que sentia era que seu futuro já havia passado por uma mudança severa …

Em meio ao pânico, percebeu o jovem cuja voz ouvira, que felizmente interrompeu o processo de devoração da flor.

Ele era um jovem bonito com cabelos dourados e olhos azuis. Um blusão preto e calças compridas compunham seu traje. Características profundas, como uma escultura de mármore, davam-lhe um ar de retidão natural e seus olhos brilhavam com certo brilho.

Ele parou os dois oficiais ‘possuídos’ que tentavam escapar freneticamente antes de nocauteá-los. Então, ele calmamente os encostou na parede ao lado antes de se levantar novamente.

Essa cadeia de ação e sua imagem eram brilhantes demais.

Foi exatamente o mesmo quando um salvador apareceu para salvar o dia no momento crucial final de um filme.

Lyon se sentiu como se tivesse sido “resgatado”.

Mas depois de três segundos atordoado, ele percebeu que este jovem parecia um tanto familiar …

Quanto mais olhava para ele, mais aquele homem parecia familiar.

Ele quebrou a cabeça. Um relâmpago passou por sua consciência confusa e finalmente se lembrou … Esse era o jovem capitão de polícia recém-promovido nos últimos anos.

Claude. Sim, Lyon se lembrava de que seu nome era Claude.

Dizia-se que ele era um plebeu que começou do nada, confiando puramente em sua própria capacidade de obter promoções contínuas. E aconteceu que o auge de sua carreira coincidiu com o momento em que as autoridades do Distrito Central decidiram nomear um cargo importante no Distrito Superior.

O policial não conseguia deixar de pensar nos eventos sociais que frequentava com frequência. Mais cedo ou mais tarde, esse jovem talento com seu status e reconhecimento poderá …

Então, ele observou seu ‘salvador’, o jovem capitão da polícia de alto escalão, lançar-lhe um olhar, suspirou, virou-se para aquele ‘espírito maligno’ e curvou-se formalmente.

“Olá, Sr. Lin. Meu nome é Harry Claude, discípulo de Joseph e capitão de polícia de primeira classe do Distrito Central. Meu professor manda lembranças.”

Thump!

Lyon não aguentou mais o choque e desmaiou, caindo no chão instantaneamente.

Os lábios de Lin Jie se contraíram ligeiramente quando ele olhou para os três policiais deitados.

“Eles estão bem?” Lin Jie perguntou com preocupação.

Com medo de um encontro casual com seu superior …

Ele não pôde deixar de murmurar: “Eles não são um pouco tímidos …”

Claude manteve o sorriso, olhou para a rosa parada que parecia estar arrotando em segredo e pensou consigo mesmo: Como você é menos autoconsciente do que o próprio Mestre?

No entanto, com base em sua experiência ao lidar com seu próprio professor, respondeu calmamente: “Não deve ser um grande problema. Eles só precisam de alguns meses para se recuperar e eu vou apenas deixá-los tirar férias. Por favor, não se preocupe com sua saúde física e mental. “

Tradutor:

Pato Leste

Rolar para o topo