Capítulo 03: Manipulação de Sangue (2)

Feiticeiro de Sangue

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Capítulo 03: Manipulação de Sangue (2)

Tradutor: Jaci

 

Enquanto caminhava pelo corredor do complexo do dormitório masculino, Bai Zemin tinha os nervos em seu corpo tensos e seus músculos ligeiramente salientes devido à tensão.

Pelo fato de hoje ser sábado, a maioria dos caras do dormitório tinha saído para aproveitar a vida. A maioria deles podia se divertir durante os momentos em que não era necessário estudar, pois suas famílias os apoiavam por trás. Infelizmente, a vida de Bai Zemin não era tão boa.

Os salários de seus pais só podiam pagar as despesas da faculdade de um deles; Bai Zemin ou Meng Qi. Por causa disso, Bai Zemin se recusou veementemente a aceitar o dinheiro deles e começou a trabalhar em uma oficina perto da universidade. Dessa forma, ele poderia estudar e sua irmã adotiva mais nova poderia estudar também. Embora ela se sentisse culpada, não havia muitas opções para uma família pobre.

Lilith, que o estava seguindo passo a passo, de repente disse com uma voz casual: “Que tal usar os quatro pontos de status livres que você tem?”

Bai Zemin não olhou para trás e respondeu enquanto balançava a cabeça: “Não. Se eu usá-los casualmente agora, posso me arrepender mais tarde. No momento, não sei qual atributo pode salvar minha vida em momentos de necessidade e um impulso repentino pode ser minha única esperança.”

Lilith ficou em silêncio por alguns segundos antes de assentir em compreensão. Ela lambeu os lábios enquanto olhava para as costas dele com olhos brilhantes e ronronou, “Eu gosto de você cada vez mais e mais~”

A respiração de Bai Zemin ficou um pouco pesada ao ouvir aquele tom de voz encantador e precisou de toda a sua força de vontade para não se virar e rasgar as roupas da beldade atrás dele. Algo lhe disse que, se tentasse fazer algo assim, provavelmente se arrependeria pelo resto da vida.

Além disso, embora ela parecesse estar ajudando, Bai Zemin era uma pessoa cuidadosa por natureza. Portanto, ele ainda estava com a guarda ligeiramente levantada contra Lilith.

De repente, três zumbis do sexo masculino apareceram no final do corredor, rastejando em sua direção com passos trêmulos. Embora essas criaturas passassem a sensação de que poderiam cair a qualquer momento, seus passos nunca erraram e eles se mantiveram firmes enquanto caminhavam de forma lenta.

Bai Zemin sentiu que estava ficando um pouco ansioso com o surgimento das três ameaças e rapidamente usou sua habilidade para se acalmar à força. Ele sabia que perder o controle sobre suas emoções em um momento tão crucial poderia ser a causa de sua morte.

Lilith olhou para suas costas com um sorriso. Ela estava realmente curiosa para ver como ele sairia dessa situação.

No momento, não havia armadilha montada nem sangue nas proximidades para usar. Embora Bai Zemin pudesse se virar e voltar para seu quarto para usar os cadáveres dos zumbis que matou antes, isso o deixaria exposto a mais zumbis saindo dos quartos trancados, já que o som de batidas podia ser ouvido sem interrupções. Obviamente, nesse ritmo, muitos zumbis logo sairiam e selariam a saída.

Bai Zemin respirou fundo e caminhou lentamente para frente enquanto observava o movimento dos zumbis. Eles se moviam muito devagar, mas isso não os impedia de serem terríveis por si próprios e, pelo que Bai Zemin tinha visto até agora, um arranhão significava morte.

Ele tentou usar sua habilidade de Manipulação de Sangue apenas para descobrir, para o seu desgosto, que parecia não funcionar contra esses zumbis.

Lilith sentiu o fluxo de mana e sabia o que ele queria fazer, então ela explicou rapidamente: “Embora sua habilidade seja muito forte, as criaturas mortas são praticamente seus piores inimigos durante os estágios iniciais, pois elas não sentem dor. Tente aquecer o sangue deles e então guie-o para os olhos!”

Os olhos de Bai Zemin brilharam e ele rapidamente entendeu o que a súcubo atrás dele queria dizer. Com um pensamento, ele gastou quinze pontos de mana para reaquecer ferozmente o sangue dentro dos corpos dos zumbis e guiá-lo até os olhos.

Os resultados apareceram imediatamente.

Os olhos dos três zumbis explodiram devido ao calor interno e o sangue começou a jorrar como uma fonte. Bai Zemin não perdeu a oportunidade e gastou mais trinta pontos de mana para criar três flechas de sangue coagulado a partir do sangue que as criaturas derramaram, matando os três zumbis ao mesmo tempo.

 

#sistema-esverdeado#

[Você obteve o poder da alma do Zumbi Normal de nível 3.]

[Você obteve o poder da alma do Zumbi Normal de nível 3.]

[Você obteve o poder da alma do Zumbi Normal de nível 3.]

[Você atingiu o nível 3. Você ganhou dois pontos de status para distribuir livremente.]

#esverdeado-fim#

 

Bai Zemin matou 2 outros zumbis após atingir o nível 2 em seu quarto, um deles estava no nível 4. Com o acúmulo de mais três zumbis de nível 3, ele subiu de nível novamente.

A única coisa lamentável é que ele não conseguiu obter benefício algum desses zumbis de nível 3 além da experiência.

Cada vez que Bai Zemin subia de nível, suas estatísticas se recuperavam ao ponto máximo imediatamente. Resumindo, mesmo tendo gasto 20 pontos de mana em sua sala e outros 45 agora para derrotar os zumbis, sua mana se recuperou porque ele subiu de nível.

Depois de pensar por um momento, Bai Zemin pegou uma garrafa de água e esvaziou seu conteúdo no chão. Suportando a vontade de vomitar por causa do mau cheiro e da aparência ruim dos zumbis mortos, ele caminhou até os cadáveres e encheu a garrafa de sangue.

Anteriormente, ele foi forçado a gastar quinze pontos de mana para forçar o sangue dos zumbis a sair. Esse tipo de consumo era algo que ele não podia pagar. Afinal, ele agora estava subindo de nível rápido, mas sabia que as coisas nem sempre seriam tão fáceis.

 

#11#

 

A caçada de Bai Zemin tornou-se muito mais eficiente à medida que ele descia andar por andar.

Aproveitando o sangue que havia coletado, ele criou pequenas cordas gastando apenas dois pontos de mana, e as usava para atrapalhar o movimento dos zumbis por um momento. Bai Zemin aproveitaria aquela brecha para se aproximar e apunhalar os cérebros dos zumbis com o ferrão da abelha mutante.

Até agora, Bai Zemin havia matado um total de 33 zumbis desde o momento em que saiu de seu quarto.

Um fino fio de sangue deslizou silenciosamente pelo chão, prendendo uma das pernas de um zumbi, fazendo com que seu corpo quase caísse e ele parasse no lugar.

Aproveitando seus 13 pontos de Agilidade, que o tornavam quase 50% mais rápido do que uma pessoa normal antes do apocalipse, Bai Zemin rapidamente circulou e esfaqueou com força a nuca do zumbi, elevando assim a soma para 34.

 

#sistema-esverdeado#

[Você obteve o poder da alma do Zumbi Normal de nível 4.]

[Você atingiu o nível 5. Você ganhou dois pontos de status para distribuir livremente.]

#esverdeado-fim#

 

Lendo a mensagem verde piscando em sua retina, Bai Zemin soltou um suspiro de alívio. Para subir do nível 4 para o nível 5, ele foi forçado a matar cerca de 16 zumbis, o que havia drenado um pouco sua resistência e vários pontos de mana.

Ao chegar ao primeiro andar, os passos de Bai Zemin pararam e ele olhou para o zumbi bloqueando seu caminho em estado de choque.

Este zumbi tinha dois braços grotescos e poderosos do tamanho das coxas de um homem adulto. Também era mais alto, tinha pelo menos 2 metros de altura.

Obviamente, enfrentar esse zumbi tinha um grau maior de perigo.

O enorme zumbi também sentiu a fonte de vida de Bai Zemin a menos de cinco metros de distância e se moveu em sua direção.

Embora esse zumbi em particular fosse mais lento do que Bai Zemin, ele era pelo menos duas vezes mais rápido que os zumbis normais. Pego de surpresa, Bai Zemin entrou em pânico e rapidamente moveu a cabeça para o lado, esquivando-se do punho do zumbi por pouco.

Bang!

O punho do zumbi abriu um buraco na parede atrás de Bai Zemin e seu rosto ficou branco ao perceber que, se aquele ataque o tivesse atingido, sua cabeça teria explodido como uma melancia caindo do décimo andar.

Neste momento de crise, Bai Zemin chutou com seus 14 pontos de força para a frente, forçando o corpulento zumbi dar alguns passos para atrás.

Antes que o zumbi pudesse atacar novamente, Bai Zemin jogou uma onda de sangue para o ar e gastou 40 pontos de mana diretamente para criar quatro correntes de sangue.

Ao contrário dos pequenos fios de sangue coagulado, essas correntes de sangue pareciam muito mais robustas e resistentes. Afinal, Bai Zemin só precisava de dois ou três pontos de mana para criar um fio de sangue, mas para essas correntes ele havia usado dez pontos cada.

Sob seu controle, as correntes de sangue envolveram firmemente o corpo do zumbi corpulento, jogando-o no chão.

Vendo seu oponente incapacitado, Bai Zemin avançou e o esfaqueou com o ferrão da abelha mutante. No entanto, para sua surpresa, o ferrão, ainda mais afiado do que uma faca, só conseguiu perfurar alguns centímetros antes de ser detido pela carne do zumbi.

O estranho zumbi começou a lutar na tentativa de se libertar, mas as correntes de sangue se agarraram com força e não permitiram que ele se libertasse.

Ainda assim, Bai Zemin não se atreveu a relaxar e apunhalou sem parar no mesmo local repetidas vezes. Foi só depois de quase vinte golpes com toda a sua força que ele finalmente conseguiu esmagar o cérebro do zumbi em uma bagunça sangrenta.

 

#sistema-esverdeado#

[Você obteve o poder da alma do Zumbi Bombado de nível 15. Força +6, Saúde +5.]

[Você atingiu o nível 6…]

[Você atingiu o nível 7…]

[Você atingiu o nível 8. Você ganhou dois pontos de status para distribuir livremente.]

#esverdeado-fim#

 

Bai Zemin sentiu seu corpo ficar muito mais poderoso do que antes em questão de segundos e o cansaço que sentia depois de esfaquear com todas as suas forças vinte vezes seguidas desapareceu completamente.

“Ah! O que é isso?” Bai Zemin avançou e pegou um orbe estranho que havia caído do cadáver do Zumbi Bombado.

 

#sistema-ouro#

[Orbe de Tesouro Raro]

[Contém um tesouro de categoria rara dentro.]

#ouro-fim#

Tradutor:

Jaci

Jaci

Como cinzas, brilhando sob o luar.
Rolar para o topo