Capítulo 02

Fake Hiro

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

As três mães estavam esperando na sala de jantar.

— O café está na mesa, crianças! Venham comer!

Trabalhando na comida, sem se incomodar com o barulho do resto da casa, a slime Merry é um dos pilares da família. Normalmente seria Morgan a fazer a comida, mas sendo um dia especial, foi ela quem tomou a responsabilidade. Com o corpo azul e olhos castanhos, ela trabalha como uma médica bastante ocupada. Mas ainda assim, ela consegue focar na família durante o seu tempo livre. Ela é a mãe de sangue da Muzet, mas trata todas as suas crianças da mesma forma, com carinho e amor. Foi ela quem avisou que o café estava na mesa.

— *Uaaahhh* Tanto barulho já logo de manhã, crianças… Ah! Vem sentar aqui do meu lado, amorzinho!

A sonolenta, com olheiras por baixo dos olhos, é a lâmia Selena. Com seus cabelos e parte inferior do corpo vermelhos, e seus olhos amarelos, ela trabalha como professora na escola em que a Lily e a Lo estudam, e varou a noite corrigindo provas. Ela é a mãe de sangue da Lily, mas dentre todas as crianças, sempre deu uma atenção especial para Morgan.

— Eba! Quanta comida! Vamos comer!

Nunca tem um dia ruim para a harpia Lapis! Com o cabelo e penas rosas, e seus olhos negros, ela trabalha como entregadora de correios, voando entre cidades para distribuir encomendas. Não é raro que ela tenha de passar dias fora de casa em viagens. É a mãe de sangue da Happy e ama muito todas as suas crianças.

Toda a família já ia começar a se servir, até que Morgan levantou uma questão.

— Calma, mas cadê o pai?

— “…”

— … V-vocês não se esqueceram dele, não é …?

— “…”

— Bom, ele deve estar ocupado fazendo nada de importante, melhor deixar ele de lado. Não precisa deixar comida para ele, podem comer tudo.

Disse a mãe azul… Com o que as mães vermelha e rosa concordaram…

— (Hã? Eles brigaram de novo?)

Morgan pergunta para a Chrome, que acabou sentando do seu outro lado, que não estava ocupado pela Selena.

— (Parece que uma delas viu ele dando em cima daquela garota fazendeira, Moomo~)

— (… Ele é idiota…?)

— (Hã~? Isso não é o normal para pessoas saudáveis~? Não é só uma cerejinha como você que não consegue nem entender algo tão simples~?)

— (Verdade. Só você poderia entender algo assim. Que bom que concordamos que você herdou a idiotice do pai)

— …

— …

— Ah! Ei, não briguem enquanto estamos comendo!

Apesar do aviso da mãe azul, a Chrome ainda acabou com a cara enterrada em um pote de ovos mexidos, o que não impediu que a Lapis continuasse comendo os ovos que ficaram grudados na cara dela. Apenas uma manhã comum com a família reunida.

— Ainda não consigo acreditar que você está saindo em uma viagem, sem mais ninguém para te acompanhar. Você cresceu tão rápido… Ainda me lembro de quando tinha pesadelos e vinha chorando para dormir comigo— Apesar de sempre reclamar que eu ficava lendo com a luz ligada a noite inteira…

Selena faz uma voz saudosa, enquanto rememora.

— E quando pegava um galho no chão e fingia que era uma espada, mas depois vinha chorando para mim porque umas farpas entraram na mão…

Seguida por Merry.

— Ou quando pedia para vir nas entregas comigo, mas na hora que saiamos chorava para voltar para o chão!

E então por Lapis.

— (Mas era você que vinha no meu quarto… E aquilo não eram farpas, eram carrapatos venenosos… E eu não tinha pedido para ir nas entregas, minha mão ficou presa na mala de correspondências…)

Morgan optou por não falar nada para não estragar o momento.

— Ah! Morgan adorava vir trabalhar meio-período no mercado. (De graça) Fufu

Dessa vez foi a vez de Tsubaki se manifestar.

— Ou quando nos dias frios em que cochilávamos no sofá, mesmo dormindo, sempre me dava o seu cobertor…

Seguida por Muzet.

— …

Mais uma vez, Morgan optou por ficar em silêncio.

— Eu amo Moga!

— (Princesinha! Só você para salvar a conversa!)

A partir daí, todas começaram a se lembrar de memórias que tinham de Morgan.

— Ah~ Eu também me lembro~ Como quando eu ficava sem fazer nada o dia todo enquanto Morgan limpava a casa~~~

— Ou preparava a comida…

— Ou nos levava para a escola!

Morgan percebendo o rumo da conversa, tenta interromper.

— Impressão minha ou vocês—?

Sem sucesso.

— Ou trazia guarda-chuvas na chuva!

— Ou quando estou lendo livros e peço algum lanche, e sempre traz vários doces!

— Ainda me lembro de quando você era bebe e nós acidentalmente quase te afogamos na bacia na hora de lavar o seu pé…

— E daquela vez em que eu quebrei a espada do pai depois de acertar uma pedra e acidentalmente acabei culpando você~

— Tem umas lembranças estranhas entrando no meio! Calma, alguém falou que quase me mataram!? 

— Ah… Mas comigo aconteceu só uma vez…

— Não… Não sei nem como começar a responder a essa afirmação! Mas de qualquer jeito, como que alguém consegue “acidentalmente” colocar a culpa do que fez em outra pessoa!?

— “pft… hahaha!!!” 

Morgan olha sem expressão para todas elas, que estão rindo, e decide por voltar a comer enquanto espera se cansarem.

Quando as risadas se acalmaram e a família terminou de comer, o momento para as despedidas finalmente chegou…

— Tenha uma boa viagem, e se lembre de comer e dormir direito. Mas tente não comer a comida de estranhos…

— Se divirta! Hehe, talvez eu te encontre mais cedo em uma das minhas entregas!

— Tem certeza que você não quer que eu te teletransporte para as cidades que você quer ir? Perfeito! Daí eu poderia ir junto com você!

— Lembre-se de juntar vários itens interessantes das suas viagens, para eu poder vende-los na minha loja quando você voltar! Fufu

— Talvez nessa viagem você consiga perder sua virg~ Argh! Lily, meu cabelo não!

— Espero que você possa realizar seus sonhos… Mas se você se machucar, o que vai fazer…? Pera… Talvez seja melhor se eu for junto afinal de contas…

— Hehe, não se esqueça de trazer souvenires!

— T-tome cuidado…

— Pomede bolda logo.

— “Tenha uma boa viagem Morgan, amamos você!” — a família disse em uníssono. 

Após as despedidas, Morgan pegou sua mochila, que havia sido cuidadosamente colocada perto da saída, e saiu da casa.

Aviso do Autor:

Dracorr Ira Nova

Dracorr Ira Nova

Rolar para o topo