GB – Capítulo 29

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Capítulo 29 — O Peso de Um Punho

Tradutor: Asu | Editor: Asu

Na manhã seguinte, as nuvens desapareceram e o céu azul retornou. Quando o dia ficou mais claro, olhei para a aldeia mais uma vez. Estava completamente queimada.

Os poucos sobreviventes da vila choraram de joelhos no chão queimado. Eles perderam tudo.

E então, havia a casa de Seto que foi deixada intocada, um espetáculo estranho entre tudo isso. Em breve, os aldeões poderiam perguntar a Seto sobre isso.

Por que só a sua casa não recebeu nenhum dano, não foi divertido para os outros aldeões que sofreram.

Seto teria que pensar em seus próximos movimentos a partir de agora. Quanto a mim, eu estava seguindo minha agenda.

Depois de contar a Seto, fui até os restos da minha antiga casa.

Para a parte mais meridional da aldeia, enquanto cheirava a fragrância ardente.

Minha casa não foi afetada pelo ataque de fogo das gárgulas. Plantas silvestres cresceram livremente em seus arredores.

Passando pelo pátio, eu segui para o interior. Aqui também foi dominado por plantas silvestres.

Eu tirei a espada preta de sua bainha e a usei para cortar as plantas obstrutivas.

Depois de um tempo cortando e avançando, pude finalmente distinguir duas pequenas lápides colocadas uma ao lado da outra.

「Pai,  Mãe… estou em casa」

Fazia muito tempo e, como nunca recebia luz solar direta, as lápides estavam cobertas de musgo.

Vamos cuidar disso rápido. Eu coloquei o Ganância de volta em sua bainha e me inclinei.

Minhas mãos lentamente descascaram o musgo cobrindo a lápide da minha mãe. Minha mãe, ela morreu depois de dar à luz a mim. Meu pai me disse que ela era falante e gostava de conversar com os outros. Se isso era verdade, eu não tinha como saber.

Yosh, está tudo limpo. O próximo é o pai.」

Meu pai que morreu de doença quando eu tinha 11 anos. Usando sua habilidade de lança, meu pai que expulsou os monstros da vila era o ídolo do meu eu mais novo.

Meu pai tentou ao máximo contribuir para a aldeia, para que eu não fosse intimidado. Ele sempre sorria, eu me perguntava como.

Naquela época, ele me ensinou que, por mais doloroso que fosse, se você continuasse sorrindo, a felicidade a encontraria mais cedo ou mais tarde. Daquele dia em diante, também tentei continuar sorrindo.

No entanto, o pai morreu de doença, mesmo com seu sorriso. Eu parei de me forçar a sorrir a partir de então.

Cinco anos se passaram. Eu finalmente entendi que aqueles sorrisos eram para a minha felicidade.

Por isso, sorri na frente do túmulo do meu pai.

「Pai, estou bem. Eu posso viver com meu próprio poder agora.」

Também limpei a lápide do pai e me levantei.

Quando eu seria capaz de visitar novamente? É improvável, na verdade.

Se eu pudesse voltar vivo da Gallia, eu definitivamente voltaria aqui para compartilhar todas as coisas que aconteceram comigo com meus pais. Então, por enquanto, não direi mais nada.

No caminho de volta, Seto estava de pé sob a grande árvore. Aparentemente, ele estava esperando por mim.

「Parece que você concluiu sua visita.」

「Sim, completei agora pouco.」

「Eu vejo ……」

Seto pareceu querer dizer alguma coisa. Depois de esperar por um tempo, ele se inclinou para mim.

「Mais uma vez, por favor aceite minhas desculpas. O passado… está no passado, então, por favor, me perdoe. 」

「 Sim, seu pedido de desculpas, eu aceitei bem. Mas……」

Eu rapidamente tirei o Ganância, mudando para a forma de arco.

Quando eu puxei a corda do arco, uma flecha preta foi gerada através da minha magia.

O rosto de Seto endureceu e ficou pálido. Mesmo assim ele ficou parado.

「Fate…… você… pode ser」

Seto estava terrivelmente chateado. Indiferente, soltei a flecha mágica. Seto fechou os olhos e cerrou os dentes, a flecha mágica desapareceu nos arbustos que se ramificavam da grande árvore.

Gyaaaaaaaa

O lamento final do monstro foi ouvido, uma gárgula noir caiu da árvore.

Uaaaaaaaaaaaaa, um monstro!?」

A cintura de Seto deu lugar ao ver o monstro, ele caiu no chão com a sua bunda.

Consegui derrubar a gárgula antes que ela pudesse atacar Seto. Se eu fosse mais devagar por um momento, Seto teria morrido.

「Parece que ainda há alguns deles por aí.」

Ignorando a voz inorgânica em minha cabeça, aproximei-me de Seto e lhe dei uma mão para ajudá-lo a se levantar.

Ele ainda está estupefato. Não houve resposta, mesmo quando eu perguntei.

「Oi, se recomponha!」

Eu bati suas bochechas levemente enquanto dizia isso.

Seto recuperou e se levantou.

「Eu estava surpreso. Pensar que havia uma gárgula na árvore atrás de mim …… Eu pensei que o destino iria……」

Seto não disse mais nada. Não, é improvável que ele diga isso.

Claro que Seto pensou que eu estava prestes a matá-lo.

Bem, nesse momento não poderia ser ajudado. Eu tinha um motivo para atacá-lo. Havia também essa dívida que Seto sentia por mim.

De alguma forma, uma atmosfera estranha caiu sobre nós.

Seto foi o primeiro a quebrar o impasse. Eu o observei quando ele se levantou de pé.

「Fate, eu quero que você me bata uma vez. Embora seja impossível empatar com apenas isso, eu só posso fazer isso.」

O que fazer… enquanto eu estava pensando, o Ganância falou comigo através da 《Leitura da Mente》 .

『Basta acertar. Deve ser fácil com suas estatísticas, fufufuu』

「 A cabeça de Seto vai explodir …… não brinque em momentos como este.」

Mas, mesmo assim, também queria resolver as coisas com Seto.

Aqui então, permita-me responder a essa intenção.

「Tudo bem. Aperte os dentes, Seto」

Eu acertei a bochecha de Seto com o meu punho direito.

O impacto foi bastante grande mesmo depois que eu tentei me conter, mandando-o para a árvore atrás dele.

Isso foi demais … enquanto eu estava pensando sobre isso, Seto estava rindo no chão. Esse golpe sacudiu sua cabeça tanto que você ficou louco?

Quando eu corri até ele, eu sabia que estava errado. Eu conhecia esta expressão bem.

O mesmo sorriso que meu pai mostrou para mim.

Riu de tudo e seguiu em frente. No mínimo, foi assim que interpretei o riso do Seto.

―◊◊◊―

「Está tudo bem? 」

「 Sim, desde que é impossível continuar vivendo naquela aldeia, tudo bem.」

Eu, Seto e sua filha voltamos para a cidade mercante Tetra.

Seto decidira deixar a aldeia. Do jeito que as coisas progrediram, é impossível manter a aldeia apenas com os sobreviventes restantes. Além disso, ele recebeu muita maldizeres, já que apenas sua casa sobreviveu à calamidade.

Para Seto, esse era seu limite. Com o pai morto, ele não tinha mais a responsabilidade de suceder a posição.

Na minha opinião, Seto tinha essa expressão refrescante em seu rosto.

「O que você vai fazer agora 」

「 Eu acho que vou tentar encontrar um emprego aqui. Ah, certo. Por favor, aceite isso.」

Seto passou para mim as 10 moedas de prata como recompensa pela subjugação do monstro.

Eu balancei a cabeça, recusando.

「Eu não preciso disso. Guarde. 」

「 Não, eu não posso fazer isso … 」

「Então, use-o apenas para as necessidades da sua filha. Como você pode ver, eu não estou realmente precisando de dinheiro agora. 」

「Se você diz isso …… mas honestamente, isso vai me ajudar.」

Ele está prestes a começar de novo em Tetra. Então ele precisaria de uma certa quantia de dinheiro para as necessidades.

Eu entendi o quão difícil poderia ser viver na capital com tão pouco dinheiro. Portanto, ele precisava de uma quantia moderada de dinheiro.

Depois de conversar um pouco com Seto, chegou a hora de se separar. Eu tinha arranjado uma carruagem para o sul. Eu não podia me dar ao luxo de perder, já que não quero passar outro dia na Tetra.

「Até mais, Seto」

「Sim, até mais 」

「Adeus, Grande Irmão」

Está certo. Eu gostaria de encontrá-los novamente mais tarde, quando eu puder. Acenando meu adeus ao pai e filha, parti de Tetra logo depois.

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo

Cópia Bloqueada
Rolar para o topo