GB – Capítulo 81

⇐ Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo ⇒


Capítulo 81: Descanso Relaxante

Tradutor: Asu | Editor: Asu

Ao sair do palácio real, depois de me tornar oficialmente um Cavaleiro Sagrado, Aaron e eu fomos para a mansão da família Barbatos… mas antes disso.

Não importa como você a via, não pode ser dito que era bonita. Mas o tamanho era inconfundivelmente enorme…

A antiga muralha era “decorada” por todos os tipos de cipós e plantas, e o jardim originalmente belo havia se tornado uma pequena selva. Não é tão surpreendente ver a vegetação crescer até esse ponto.

O jardim me lembrou da minha época em que trabalhei como aprendiz de jardinagem na mansão Heart. Mas o jardim terá que esperar, já que vamos começar limpando o interior primeiro.

Enquanto tentava abrir o portão enferrujado, olhei para a mansão vizinha. Ela é igual a mansão de Barbatos, mas muito mais limpa em cada canto e parecia maravilhosa.

Bem, é claro que eu sabia da condição da mansão ao lado porque eu estive lá antes. Sim… a mansão ao lado pertence à família Heart.

Fiquei chateado quando percebi isso. Não há nenhum erro, a mansão de Barbatos fica bem ao lado da mansão da família Heart… quem teria pensado que a casa da Roxy era mesmo ao lado? Quando ainda trabalhava como aprendiz de jardineiro, sempre me perguntava por que o jardim da casa ao lado estava sempre tão sujo. Aparentemente, havia algo que eu esqueci porque havia muitas coisas para lembrar naquela época.

Droga, se eu soubesse de antemão, eu teria preparado meu coração para isso!

Eu deixei essa carta para a Roxy na Gália, que tipo de cara eu deveria mostrar a ela agora que acabei sendo o vizinho dela?

É isso… eu não vou tirar essa máscara de caveira… eu não quero.

Na minha frustração, acabei mexendo no portão enferrujado sem realmente abri-lo, o que me rendeu uma bronca de Aaron, que estava de pé atrás de mim.

[Você vai entrar, ou vai sair, qual é?]

[Eu vou entrar! Eu vou entrar agora!!]

Contudo…. Quando acabei fazendo a mesma coisa mais uma vez, Aaron agarrou meu ombro.

[O que há de errado? Você não pode fazer isso toda vez que quiser entrar na mansão, certo?]

[Hahaha, claro que não…]

Aaron então disse com uma expressão firme.

[Bem, eu entendo. O lugar que você apenas olhou para… a mansão Heart.  Roxy Heart sucedeu a chefe da família em uma idade tão jovem.]

Então Aaron me deu um sorriso tímido. Eh… de jeito nenhum, ele realmente notou? Porra, ele já viu através de mim?

Ele é o Santo da Espada depois de tudo. Sua percepção é de primeira linha. Enquanto eu estava me sentindo impressionado com isso,

[Quando eu estava reconstruindo Hausen, eu conheci Roxy que estava indo para a Gália naquela época. Ela me ajudou de várias maneiras. Então, ensinei-lhe alguma esgrima em troca. Aquela garota foi muito boa. Como o Fate, ela também é uma jovem Cavaleiro Sagrado que faz parte das grandes famílias, o que me preocupa um pouco. Vamos visitá-la da próxima vez! Esse jovem lorde está interessado em lutar com ela, não é?]

Opa, eu acho que entendi mal. Ele ainda é o Aaron amante de batalha! Ele prefere falar com a espada do que com a boca.

A ideia de cumprimentá-la nem sequer passou pela minha cabeça, muito menos lutar.

De qualquer forma, Roxy me forçou a alguma luta quando estávamos na Gália. Eu suponho que ser agressivo é a natureza de todos os Cavaleiros Sagrados. Não quero realmente ser lembrado disso.

Sentindo-me aliviado, abri o portão e entrei. Quase não havia plantas crescendo no caminho que levava à mansão. Como Aaron descobriu que cortá-los convencionalmente era problemático, ele usara a técnica da «Maestria da Espada Sagrada» – «Cruz Grandiosa» para criar instantaneamente um caminho.

Foi uma oportunidade para aumentar meu nível de habilidade (jardinagem). Então não podia deixar de lamentar não ter parado Aaron naquele momento.

Passamos pela terra devastada e entramos na mansão.

Então um Machado Negro foi atirado em nós.

[Atenção!?]

Eu e Aaron nos agachamos o mais baixo que podíamos e conseguimos evitar o machado lançado. O Machado Negro cavou-se profundamente no chão quando aterrissou. Ooooooh, o jardim…… o jardim… porra! Ninguém pode ser mais cuidadoso com o jardim?!

O dono do Machado Negro apareceu com uma aura soturna.

[Tarde]

Cabelos brancos com um par de ousados ​​olhos vermelhos. A garota ridícula ―― Myne.

Já estou bastante familiarizada com ela, então, apesar do rosto inexpressivo, eu consegui medir seu nível de raiva. Agora está no nível 2, eu acho?

E a razão por trás disso foi muito fácil de deduzir. Eu nem precisei mencionar isso, já que a própria Myne já disse isso.

[Eu estou com fome]

Un, eu pensei que era isso. Eu e Aaron deixamos a mansão de manhã cedo e voltamos muito depois do esperado. Myne estava esperando por nós o tempo todo.

[Se eu soubesse que isso aconteceria, eu teria seguido você. Eu poderia ter comido alguns lanches no palácio.]

Comido alguns!? Mais como roubar alguns. Ela também esmagaria todos que tentassem perturbá-la com o Machado Negro enquanto ela estivesse nisso. Ela definitivamente faria isso!

Estou feliz. Estou muito feliz por não ter levado Myne conosco. Além disso, Myne não abaixaria a cabeça para outra pessoa, então se ela também estivesse presente durante a audiência, temo que ela fosse acusada de ser infiel ao rei. Myne não era diferente de Aaron, afinal, ela preferiria lutar do que falar.

Bem, eu também estou faminto, então o que devemos fazer agora? Havia apenas alguns alimentos secos sobrando. Desde que a audiência com o rei acabou, por que não comemos antes de limpar a mansão?

Un, vamos fazer isso. O mais cedo possível.

Eu disse a Aaron e Myne sobre o meu plano, e os dois expressaram sua concordância.

No entanto, adicionei uma condição a Myne. Ela deve deixar o Machado Negro aqui na mansão. Com isso, eu esperava que ela pudesse agir um pouco madura.

Myne cedeu miraculosamente embora com alguma relutância. Sentindo-me aliviado, decidi ir a um lugar familiar.

―◊◊◊―

O lugar que eu fui dificilmente poderia ser considerado um lugar de alta classe, como é apenas um bar regular que se pode encontrar em quase toda parte. Os clientes eram escassos durante a hora do almoço.

Em vez de ir para um da mesa, fui sentar no bar balcão, juntamente com Myne e Aaron.

Este foi o meu lugar regular. Como ainda não havia decorações de flores, acho que elas ainda não me consideravam morto.

Myne sentou ao meu lado e Aaron ao lado dela.

[Fate, por que você não senta em uma das mesas?]

[Perdão. Eu me sinto mais calmo aqui. Se você quiser sentar na mesa, nós nos mudaremos para lá]

[Estou apenas dizendo. Cabe ao jovem lorde decidir.]

Aaron disse isso e começou a olhar pelo cardápio. Quando perguntei a Myne, ela disse que apenas seguiria em frente. Eu nem precisei olhar para o menu.

O dono do bar veio marcar nosso pedido. No entanto, seu rosto parecia um pouco mais duro do que o habitual.

Ah, certo… quando cheguei aqui pela primeira vez, a reação de outros clientes também foi assim.

A razão foi simplesmente por causa de mim e Aaron. Os Cavaleiros Sagrados nunca se deram ao trabalho de ir a uma taverna tão comum. Nós sentados no balcão provavelmente assustou muito o proprietário.

E então, eu removi a Máscara de Caveira e mostrei meu rosto para o dono. Deve estar bem agora, já que o efeito de inibição de reconhecimento é desativado quando a máscara é retirada.

[Há quanto tempo.]

[Oooh, é o Fate, não é? Eeeeeeh, o que aconteceu!?]

O dono do bar correu para mim, largando o jarro de água que ele havia trazido pelo caminho.

Eu não poderia contar detalhes a ele, mas eu disse a ele que fui adotado pela família Barbatos. O dono do bar ficou surpreso depois de ouvir isso, e olhou para Aaron como se ele estivesse prestes a devorá-lo.

No momento seguinte, ele se ajoelhou profundamente no local.

[Uaaaaaaaaa, eu sabia que o convidado de honra é um Cavaleiro Sagrado, mas… pensar que é Aaron Barbatos-sama]

[Não há nada para se preocupar com isso. Eu venho aqui como cliente. Por favor, me trate como você trata seus outros clientes.]

[Mas…]

Aaron ordenou depois de olhar para o menu enquanto sorria amargamente devido à situação embaraçosa com o dono do bar.

O dono do bar anotou o pedido enquanto estava aparentemente intoxicado. Eu quase podia imaginar o vapor saindo de sua cabeça. Ele é diferente do cara brincalhão que gostava de me provocar. De certa forma, meio que me entristeceu.

Acabei de pedir para mim e para Myne, já que sou incapaz de dissolver o constrangimento. Este bar tinha deliciosos pratos de peixe, então vamos escolher isso.

Depois de um tempo, voltando com nossos pedidos, o dono do bar também trouxe uma garrafa de vinho.

[É para comemorar seu sucesso. Eu não sei o detalhe, mas uma celebração de congratulações tem que ser feita. Como prometido, trouxe-lhe o vinho superior.]

[Ah sim, claro.]

Quando saí para a Gália, o dono me deu um vinho barato. Naquela época, ele também prometeu me dar um vinho melhor se eu conseguisse retornar. Eu nunca esperei que ele ainda se lembrasse dessa promessa depois de todo esse tempo.

O aroma da fragrância do vinho foi espalhado quando ele derramou o vinho em quatro copos. Embora ele ainda esteja aparentemente nervoso com Aaron, o dono sorriu para mim com um sorriso real de comemoração, em vez de seu habitual sorriso brincalhão.

[Para o retorno do Fate, e, seu futuro como um Cavaleiro Sagrado, Um Brinde!!]

[ [ [ Saúde!!]]]

Eu nunca pensei que eu iria provar este vinho e comer aqui novamente assim, mas eu acho que não é ruim.

Pelo contrário, lembrei-me do conforto que esqueci há muito tempo. Nada havia mudado aqui. Ainda é tão confortável quanto eu lembrava que fosse.


⇐ Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo ⇒

Rolar para o topo