Godking – Capítulo 31

Godking: Ascending A Heavens

— Volume 01: Van —

Capítulo 31 —  Toc Toc

“Temo que não importa o quanto você se esforce, você não sairá tão cedo”, Hans disse zombeteiramente. Ele observou a armadilha com seus olhos escuros, antecipando os gritos de misericórdia de sua presa.

O silêncio foi sua única resposta.

Insatisfeito, Hans circulou em volta da árvore. Vamos ver por quanto tempo esse pirralho pode durar!

Com um tom alegre, ele andou em torno do espaço entre as árvores, aumentando a lírica sobre as inúmeras maneiras que ele iria esmagar cada pequeno osso nas mãos de Van, até que ele não pudesse nem mesmo limpar seu próprio traseiro. Sem parar, ele descreveu em detalhes vívidos..

E, no entanto, a teia estava quieta e silenciosa, sem resposta.

A alegria de Hans se transformou em uma fúria silenciosa, suas mãos apertaram o bastão.

Este pirralho estava menosprezando ele!

Muito bem então.

Hans exibiu um sorriso sedento de sangue. Ele espremeu uma gota de Qi no bastão de suas mãos.

O bastão respondeu ardentemente. Uma aura feroz e justa se derramou. Deu um ar altivo, como se um juiz divino julgasse todo o mal.

Hans correu para frente.

Weng!

Uma intenção feroz pulsou fora do bastão. Hans saltou e balançou o bastão para dar um golpe devastador na pessoa presa.

CRACKK!!

A boca de Hans se curvou em um sorriso maligno, mas no momento seguinte – seu rosto ficou pálido.

Ele cambaleou para trás.

Seus olhos estavam arregalados, incrédulos.

I-Impossível!

Na frente dele, a armadilha de teia tinha cedido para dentro sob o golpe de seu cajado, como se não houvesse ninguém dentro!

A mente de Hans girou. O garoto claramente estava preso lá dentro. Ele estava usando as roupas que haviam sido contaminadas, caso contrário, a armadilha de fios não teria aparecido.

Mas se ele estivesse dentro, como ele tinha saído?

Era impossível a menos que ele possuísse algum tesouro extraordinário ou tivesse alcançado o Segundo Nível da Destilação de Qi!

O rosto de Hans ficou branco como um lençol. Como poderia um caipira que veio para a seita com nada além das roupas nas costas possuir algum tesouro milagroso? Quanto a coisas como técnicas de cultivo corporal, isso foi desconsiderado por Hans imediatamente. Em primeiro lugar, as técnicas de cultivo corporal eram relativamente impopulares. Mas devido a isso, elas também eram raras de encontrar – os rumores eram de que a Seita do Cedro tinha apenas uma ou duas em sua vasta biblioteca de técnicas. Um garoto do interior tendo algo assim era risível, impossível!

Se o garoto tivesse alcançado o Segundo Nível da Destilação de Qi… isso significava que o garoto havia deixado de ser um não-cultivador para estar no Segundo Nível em apenas três semanas!

Se fosse verdade, então o garoto não era um mero gênio – ele era um monstro!!

O estômago de Hans se contorceu em uma bola dura e fria. Suor frio se formou na parte de trás do pescoço dele.

Ele mesmo mal estava no Segundo Nível de Destilação de Qi, e isso foi depois de ter alcançado o Segundo Nível quando ele ainda tinha que entrar na seita. Depois de entrar, a pedra espiritual fornecida e o poder espiritual abundante no ar permitiram que ele finalmente alcançasse o Segundo Nível – mas ele levou um ano inteiro!

Não é bom! A essa altura, eles haviam ameaçado o garoto e ofendido Van completamente. Se eles não se livrassem dele enquanto ainda estivesse no nível, ele voltaria para mordê-los no futuro. Sua velocidade de cultivo era simplesmente muito assustadora.

Hans se fortaleceu, intenção de matar cintilando através de seus olhos. Desde o momento em que ele havia chegado à teia até agora, apenas alguns breves momentos se passaram.

“Freya,” ele chamou, olhos presos na teia vazia diante dele, “O pirralho escapou. Não podemos voltar à seita até termos certeza de que ele está morto!”.

Não houve resposta. Hans se virou, a mão já no bastão, uma sensação de pressentimento surgindo nele.

Ele viu Freya em pé perto do meio da clareira, o rosto pálido. Sua garganta trabalhou silenciosamente enquanto um único dedo tremia apontava para algo nas árvores.

Cr-ack.

Um galho quebrou.

Um animal rosnando saltou das árvores.

A garota foi jogada no chão. Ela gritou, um som de gelar o sangue cheio de medo. A besta acima dela rosnou novamente, dentes pingando com saliva grossa. Ela balançou o chicote para ele, mas a besta evitou facilmente.

“FREYA!” Hans gritou, correndo em direção a ela. Ele canalizou o Qi para o bastão novamente.

Weng!

O bastão revolveu seu poder. A atenção da besta acima de Freya foi capturada. Ele observou o bastão cautelosamente.

Naquele momento.

BAMMM!

Uma força pesada bateu nele pelo lado. Hans caiu no chão como um saco de batatas. Um gosto de ferro encheu sua boca. Havia uma dor surda em sua espinha.

Um grunhido estrondoso ecoou pelas árvores.

Cheio de terror, Hans subiu em seus joelhos.

Uma besta gigante com olhos amarelos pairou sobre ele. Tinha mais que o dobro de sua altura e rosnou para ele cruelmente. Como o outro, era um lobo gigante prateado – mas este tinha um pouco de preto no pelo do peito.

Hans forçosamente se acalmou. Essa ainda era apenas as periferias da floresta; esta besta não poderia ser tão forte!

Uma enorme pata balançou para baixo.

Hans rolou para longe, com os dedos estendidos. Ele quase tocou o bastão, que havia caído ao lado. Seus dedos suados escorregaram do cabo.

A enorme besta demoníaca o derrubou. Virou os olhos para Hans e endireitou o pescoço. Um poderoso uivo subiu aos céus.

Hans rolou para longe e ficou de pé. Ele pegou o bastão do chão. Mas no momento seguinte, um sentimento de terror instintivo passou por ele.

Não é bom!

Hans virou na hora certa.

TENG!

As enormes garras do lobo ricochetearam no bastão, segurado horizontalmente em seu peito. Ele rosnou, frustrado.

Ele balançou o bastão ameaçadoramente. O lobo observou-o com olhos inteligentes.

Hans saltou para a frente e balançou o bastão para o lobo. Devido ao seu corpo maior, demorou um pouco para reagir. O bastão atingiu a dianteira da besta gigante. Ele gritou e pulou para trás. Hans recuperou a confiança. O lobo era intimidante, mas não era tão forte! Com o tempo, Hans tinha certeza de que ele venceria.

“Animal estúpido. Eu vou matar você!” Ele gritou.

Irritado pelo golpe, o lobo se inclinou para a frente, desequilibrado. Ele levantou a pata não ferida.

Hans estava pronto.

A besta demoníaca estreitou seus olhos amarelos. Suas garras dispararam pelo ar.

“Os mesmos velhos truques!” Hans gritou e moveu o bastão para bloquear.

Mas, de repente, a pata descendente do lobo curvou-se para o lado.

Ele bateu no lado da cabeça de Hans!

Merda! Hans pensou, quando ele foi golpeado no chão mais uma vez. O gosto de sangue em sua boca ficou mais espesso.

Ele se levantou de novo, os olhos presos no lobo na frente dele. No canto dos olhos, ele viu Freya lutando com o outro lobo. Seu braço estava ensanguentado, mas ela parecia relativamente bem. O lobo na frente dele olhou friamente de volta.

O som das folhas sussurrantes encheu o pequeno espaço. Quatro dúzias de olhos brilhantes iluminaram a escuridão entre as árvores.

Hans tropeçou para trás.

Quatro dúzias de grandes sombras foram para a clareira; eles olharam para ele com olhos cheios de intenção malévola.

Hans rangeu os dentes.

Um ou dois lobos, ele ainda poderia aguentar, mas de repente quatro dúzias? Mesmo se ele matasse um, outro apenas tomaria o seu lugar!

Enquanto ele estava no Segundo Nível da Destilação de Qi, Hans ainda tinha que praticar qualquer habilidade. Este era o protocolo da seita – somente ao se tronar um discípulo externo era permitido escolher três habilidades da biblioteca para a prática. Antes disso, o foco do cultivo estava na construção de uma base estável. Tudo fazia sentido, mas, nesse momento, Hans desejava ter uma habilidade em seu repertório.

A única coisa que ele poderia usar era o bastão em suas mãos. Era um bom tesouro, mas poderia lidar com quatro dúzias de lobos ao mesmo tempo?

Hans se sentiu injustiçado, absolutamente enganado.

Não era assim que as coisas deveriam acabar! Que divindade, dos altos Céus, ele ofendeu? Como poderia ser assim? Por que esses lobos apareceram de repente aqui e por que o caipira conseguiu escapar de sua armadilha meticulosamente feita?

Três dos maiores lobos avançaram em direção a ele.

Momentos depois, o braço de Hans foi cortado, fazendo com que pingasse sangue. Ele lutou com toda a sua força e, no entanto, só conseguiu ferir um lobo com o bastão. Aquele lobo recuou e foi substituído por outro. Em algum momento durante o caos da luta, Hans foi jogado no chão mais uma vez. Um lobo rosnou e arrancou o bastão de suas mãos com suas mandíbulas e jogou-o na grama.

Estava fora do alcance dele. Tremendo, ele se chegou para a frente e tentou pegá-lo.

Quando a ponta da unha dele arranhou a superfície do metal – um pé descalço pisou dolorosamente em seus dedos, pressionando-os contra o metal.

Hans quase desmaiou de dor.

Com os músculos do pescoço trêmulos, ele olhou para cima.

“Não, não…” ele gritou.

 

×
Rolar para o topo