Godking – Capítulo 36

Godking: Ascending A Heavens

— Volume 01: Van —

Capítulo 36 — O Segundo Nível da Destilação de Qi!

 

No momento em que o vórtice negro apareceu, Van sentiu como se uma barragem dentro dele tivesse se rompido. O pequeno fluxo de poder dentro dele pulsava e se alargava. Imediatamente, sua aura de espiritualidade se fortaleceu.

Ele alcançou o Segundo Nível da Destilação de Qi!

Um sorriso se esticou em seu rosto.

Não mais com dor, Van tirou as mãos da cabeça. Quando sua visão clareou, ele notou que a Energia Espiritual dentro de um raio de cinco metros parecia ser sugada para ele muito rapidamente.

Logo, ele estava sentado no meio de um pequeno redemoinho de Qi. Fios finos de poder açoitavam seus cabelos, puxados pelo buraco negro entre as sobrancelhas.

Van sentiu cada fio entrar em seu meridiano recém-aberto e se purificar a um ritmo extremamente rápido. Rapidamente, cada fio purificado juntou-se ao fluxo espiritual dentro de sua consciência. O fluxo condensado de Qi ficou visivelmente mais amplo.

Van sentiu seu queixo cair.

O que foi essa velocidade?

Nesse ritmo, ele seria capaz de chegar ao Terceiro Nível da Destilação de Qi em pouco tempo! Ele estimou que seria capaz de fazer isso em uma semana, no máximo, mesmo sem o auxílio de ervas espirituais.

O batimento cardíaco de Van acelerou. Então, esse foi o poder de uma fundação perfeita!

Ao seu lado, seus punhos cerraram. Ele se viu vestindo as vestes de um discípulo interno, as vestes verde-claras com o cedro bordado atrás. Ele imaginou-se cavalgando de volta a Vila da Montanha, vitorioso, descendo para pegar Finn em seus braços e depois levá-la para morar em uma cabana idílica dentro da seita.

Em breve!

Van voltou sua atenção para dentro.

Todos os meridianos em seu corpo pareciam respirar como um organismo vivo. Enquanto o meridiano entre suas sobrancelhas atraía a energia e a consumia, os outros meridianos se alimentavam das correntes mais lentas de Qi, também atraídas por Van.

O próprio Van estava tonto com a força do poder. A sensação de todos os seus meridianos sugando energia e refinando-a, tornando-a sua, era inebriante. Valeu a pena passar um mês concentrando-se em apenas abrir e ampliar seus meridianos.

No alto da sensação de cultivo suave e rápido, Van de repente se perguntou por que a forte redução do Poder Espiritual ao seu redor não havia captado a atenção de um superior. Em sua mente, ele fantasiava sobre como um sujeito com uma longa barba branca apontaria para ele e o escolheria para ser seu discípulo pessoal.

[Ha ha]

Jet riu sarcasticamente.

[Existem centenas de cultivadores dentro da seita, sejam eles servos, professores, discípulos externos ou o que quer que seja. Embora a abertura de todos os meridianos tenha aumentado drasticamente sua velocidade de cultivo; estando apenas no Segundo Nível da Destilação de Qi, sua velocidade ainda é igual à de um cultivador do Quinto Nível.

Claro, considerando que é uma diferença de três níveis, essa velocidade é bastante impressionante.

No entanto, os discípulos no Quinto Nível da Destilação de Qi não são raros na Seita do Cedro. A menos que alguém monitore pessoalmente seu cultivo e o perceba, qualquer drenagem de poder que você cause se misturaria facilmente com os outros discípulos da seita cultivando à noite.]

Van suspirou.

Foi um bom sonho enquanto durou. No final, a realidade era que ele deveria confiar em si mesmo para chegar onde queria estar!

― No dia seguinte, à tarde. ―

A carroça de burro balançou de um lado para o outro enquanto percorria o amplo caminho de terra, no caminho de volta para a Seita do Cedro depois de um longo dia.

Olhando para os pedaços de feno e sujeira espalhados sobre a carroça, Van pensou no relatório de Hans e Freya para ele no início do dia:

Klaus tinha, em rápida sucessão, entrado no Segundo e no Terceiro Nível da Destilação de Qi – tudo no período de uma semana.

Van sentou-se com uma expressão solene e ruminante no rosto. Ao lado dele, o ar caracteristicamente silencioso e sisudo de Ryan duplicou a atmosfera depressiva que pairava sobre o canto da carroça.

Como resultado, os outros servos na carroça estavam mais calados do que o normal – mesmo aqueles que usualmente conversavam com Van preferiam, com muito tato, permanecer em silêncio.

Um sorriso de escárnio curvou os lábios de Van quando ele se lembrou do sorriso de desprezo do aristocrata pálido e da ameaça de destruir o tempo de Van na seita.

Os olhos escuros de Van brilharam perigosamente.

E daí!?

Embora fosse chocante que a velocidade de cultivo de Klaus superasse a sua, Van não se intimidou. O desejo de ganhar queimava mais quente em seu peito.

“Lá vai!”

Uma voz nasal gritou. O orador era um homem alto e magro, de bigode, que apertava o nariz com dois dedos delicados.

Van e os outros servos na carroça empalideceram quando ouviram seu grito. Rapidamente, eles se protegeram com uma manga levantada. Todos os olhos estavam fechados, rezando para que eles tivessem menos sorte hoje.

Uma pilha de merda fumegante se arqueou na direção deles.

Splat!

O enorme cocô espalhou-se por todo o chão de terra.

Alguém suspirou alto de alívio. Eles saíram ilesos do ataque.

“Madge comeu muito no almoço”, explicou o homem bigodudo, encolhendo os ombros.

Na frente deles, a besta enorme puxando a carroça de burro deu um gemido baixo em resposta, balançando a cabeça.

Van viu o sorriso de Ryan e rachou.

A carroça continuou a descer o caminho de terra, de volta a Cidade do Dragão.

A visão que saudou os olhos dos servos quando eles desembarcaram da carroça de burro no portão dos fundos da Seita do Cedro não era bonita.

De longe, Van viu um jovem correndo na direção da saída. Ele era leve e vigoroso, capaz de desviar e esquivar-se dos espectadores tão facilmente quanto correr em linha reta.

Apesar disso, grudado em seus calcanhares e não dando uma polegada, estava um homem mais velho de vestes cinzentas. Uma expressão de fúria ensurdecedora estava gravada em suas feições.

“Volte aqui, seu pequeno desgraçado!”

×
Rolar para o topo