Capítulo 59 – Castelo Calen – Parte XX

Julietta Vista-se

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Castelo Calen  Parte XX


“O que você quer fazer com Sylvia Chaister?” Eles seguiram Killian para a sala, e ele olhou para os três que estavam sentados amontoados em seu escritório particular. Mas eles pareciam não ter intenção de abrir os lábios, pedindo chá descaradamente.

“Deixa pra lá, porque o médico disse que ela vai morrer logo. Se ela estiver morta, envie seu corpo de volta para a família de Chaister”. Oswald falou sobre o tratamento dispensado a Sylvia caída com um sorriso no rosto, como se continuasse protestando que o trabalho o perseguia até o escritório.

“Você vai deixar a família de Chaister em paz?”

“Eu não posso fazer isso. Vou privá-lo de seu título de visconde e propriedade. A acusação oficial de Sylvia Chaister é um engano. Ela invadiu para me envenenar, mas foi pega pela minha empregada particular e inventou. Felizmente, com o testemunho do duque Martin, ela falhou em incriminar a empregada. Anuncie que ela tentou cometer suicídio.”

“Suicídio?” Adam protestou, vendo que o Príncipe iria encobrir isso assim.

“Sylvia Chaister não consegue abrir a boca de qualquer maneira. Uma testemunha que não pode testemunhar sobre quem está nos bastidores é inútil. Então, eu prefiro colocar todos os pecados em Chaister e pisar em apenas uma pessoa completamente.”

“Tenho certeza que ela não fez isso sozinha. O que você vai fazer com a pessoa nos bastidores?”

“Francis estará aqui em breve, então não há necessidade de bagunçar em troca de encontrar alguém nos bastidores, sem evidências. Eu quero que você termine este trabalho hoje. Mas fique de olho na Baronesa, especialmente depois da chegada de Francis, se ela o contactar ou mostrar quaisquer sinais estranhos.”

* * * * *

Killian chamou Albert depois que todos eles deixaram o cômodo após uma breve reunião. “E quanto a Julieta?”

“Acabei de trazer uma refeição para ela.”

“Peça a um criado e uma empregada para substituir Jeff e Julieta.”

“Uma empregada deve nos seguir quando ela vier de Austern, ela estará aqui em breve. Então, por que você disse isso de repente?”

Albert perguntou com cuidado porque seu patrão era estranho, pedindo-lhe que encontrasse uma nova empregada para substituir Julieta, a quem ele tanto amava, a ponto de cuidar de todas as refeições.

“No futuro, quando Julieta e eu estivermos sozinhos no quarto, Albert, você não deve entrar.”

“Sua, Sua Alteza?”

Estava dizendo que Julieta seria a mulher de seu mestre. Ignorando o olhar incrivelmente surpreso nos olhos incrédulos de Albert, Killian continuou dando ordens.

“Eu vou dar a ela um assento até mesmo no Castelo Imperial quando eu voltar para Austern. Portanto, esteja preparado de acordo.”

Era uma indicação de que ela era diferente das mulheres da mansão Harrods. Conceder um assento no Castelo Imperial significava que o status de Julieta mudaria, e a boca de Albert, que entendeu o significado, estava aberta. Mas Killian só se levantou depois de dizer o que tinha a dizer.

* * * * *

Julieta deu um suspiro de alívio, alisando o peito enquanto seu empregador saía da sala. Ela ficou tão aliviada por não ser apanhada com o rosto nu, mas se sentiu tão envergonhada que ia morrer.

Julieta estava lutando há muito tempo e deu um pulo.

‘Bem, ele fica nu todos os dias, então posso tratar assim. Vamos pensar nisso como uma conversa casual.

Bem, é minha desvantagem se desperdiçar energia com o que aconteceu, se estou com vergonha disso, já que tenho tantas coisas difíceis e cansativas na minha vida. Vamos dormir um pouco.’

Ela não se importou com a coisa particular que tinha acontecido, mas depois de ficar hipnotizada, ela pulou novamente em menos de dez minutos. A fome a manteve acordada. Ele disse que lhe mandaria uma refeição, mas ela se esqueceu depois de secar o cabelo e lutou contra a vergonha.

Julieta decidiu fazer planos para seu futuro emprego antes da hora da refeição e lembrou-se do Marquês Anais, enquanto tirava o saco cheio de dinheiro da bolsa. Quando algo perigoso aconteceu com ela, a primeira pessoa que veio à mente foi o marquês. Pareceu-lhe que esperava algo dele sem saber.

Julieta balançou a cabeça rapidamente, pensando no marquês Anais e na filha que ela vira no teatro antes. Vendo sua ida ao teatro para apreciar afetuosamente a ópera para a cerimônia de maioridade de sua filha, ficou claro que ele queria esquecer que havia outra filha em um canto do teatro.

Ela se lembrou do dia, quando tinha cinco anos, quando foi despejada de uma mansão aconchegante. A imagem de coração partido de Stella ao pedir ao porteiro, Zimmer, que lhe dissesse que, quando o Marquês voltasse, elas estariam no Teatro Eileen.

Mas o Marquês não tinha vindo, e de repente, Maribel moveu Stella e Julieta, que estava morando em um armazém no primeiro andar, para seu quarto secreto na parte mais interna do teatro para viver se escondendo. Foi depois da morte de Stella que Julieta, que estava se escondendo daquela forma por seis meses, foi libertada depois de começar a aplicar o suco da fruta metum no rosto e usar uma dura peruca vermelha sobre a cabeça.

Julieta se lembrou de seu passado sombrio e pensou que teve sorte por seu empregador a ter salvado. Se ela tivesse perguntado ao marquês Anais com a expectativa de ser seu pai e sido rejeitada, ela teria ficado magoada. Ela pensou que seria melhor apenas fingir que eles não se conheciam e deixá-lo como uma pessoa de quem depender apenas como alguém a quem ela pediria ajuda quando algo difícil acontecesse.

Julieta achou que se sentia deprimida porque estava pensando algo estranho e colocou o saco firmemente de volta na bolsa.

* * * * *

O duque Kiellini deixou o Salão Oval a pretexto de cansaço, enquanto o príncipe subia para a sala. O duque entrou no quarto VIP, guiado pelo servo que esperava no Castelo Calen, e perguntou a seu servo que já havia chegado: “É a empregada que estava trancada na prisão?”

“Sim, Excelência. Foi quase em vão virmos aqui. Estou feliz que chegamos na hora.”

Kiellini acenou com a cabeça e concordou. “Isso é um alívio. Não é fácil encontrar a pessoa certa. Agora que ela passou por uma experiência de quase morte, é ainda mais provável que ela não recuse a nossa oferta.”

“Você vai contar a ela quando ela voltar para Austern?”

“Acho que seria oportuno para mim sugerir, pois a empregada que a condessa Auguste recomendou chegará em breve.”

O duque Kiellini lembrou-se de um encontro com a proprietária do Teatro Eileen, que ele conhecera secretamente há dois meses.

* * * * *

“Sua Excelência, é uma honra tê-lo aqui” Maribel, que não parecia mais velha mesmo após vários anos, veio oficialmente saudá-lo no camarote que ele tinha chegado para ver a ópera.

“Maribel, muito tempo sem ver. Obrigado por tomar o tempo.” Embora ela fosse uma mulher que ele desprezava, Kiellini a cumprimentou gentilmente, sem mostrar sua relutância.

“Eu deveria agradecer por nos visitar assim.” Maribel o cumprimentou com a maior polidez, escondendo sua curiosidade de saber por que o chefe da família Kiellini, a família materna do Imperador, e a família mais prestigiosa, a visitava.

“Não tenho muito tempo até a cortina subir e não quero ouvir nada sobre isso, então direi apenas o ponto principal. Encontre uma garota no final da adolescência com cabelos loiros e olhos verdes.”

Maribel ficou surpresa com as palavras do Duque Kiellini.

Por muito tempo, ela tinha sido uma casamenteira para atrizes que queriam patrocinadores, aprendizes que queriam riqueza e luxo e aspirantes a atrizes que iam ao teatro. Ela os conectou a aristocratas e comerciantes ricos, o que ajudou o Teatro Eileen a se tornar o melhor teatro do continente.

Bem a tempo, a garota certo recusou-se a aceitar sua sugestão com firme confiança, saiu e passou por maus bocados. Normalmente, ela teria ido em frente como planejado sem dizer uma palavra, mas como ela cuidou dela, ela mostrou rara compaixão e ouviu o pedido da criança.

Maribel estava orgulhosa de ela voltar para pagar o dinheiro todos os meses. Julieta era uma das poucas pessoas com quem ela se importava tão raramente e esperava pelo dia que voltava todos os meses.


Tradução: Sa-chan

Revisão: Sa-chan

Obrigada pela leitura. ^-^

Parceiro:

Alone Scanlator

Alone Scanlator

Rolar para o topo