Capítulo 62 – Castelo Calen – Parte XXIII

Julietta Vista-se

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Castelo Calen  Parte XXIII


“Eu o vejo pela primeira vez, Excelência. Você me chamou?” Julieta curvou-se educadamente para o cavalheiro de rosto afilado e cabelos prateados.

“Sim, parece que você está saindo do castelo. Entre. Vai demorar muito andando.”

Ela hesitou por um momento com a gentileza do nobre que vira pela primeira vez. Ela sempre pensava: ‘Vamos ter cuidado com a gentileza sem preço’, mas parecia que seria mais fácil sair pelo portão na carruagem do duque do que dar uma desculpa esfarrapada de ir embora.

Julieta parou de agonizar, agradeceu e entrou na carruagem.

Kiellini observou a garota sentada cuidadosamente na cadeira em frente a ele. Era incrível que ela se disfarçasse para se proteger, mas ela não era uma criança comum para assumir a posição de empregada particular do Príncipe poucos meses depois de ter começado como empregada doméstica.

Hoje, o príncipe havia deixado o castelo com todos os seus ajudantes para inspecionar os campos de caça. Eles não teriam deixado uma empregada que visitou Bertino pela primeira vez fora do castelo para uma incumbência e, mesmo assim, não havia como sair do castelo sem uma carruagem.

Ele não sabia o que estava acontecendo, mas o duque de alguma forma achou que ele não deveria perder a oportunidade atual. Ele sorriu sem jeito e falou para a garota sentada desconfortavelmente em frente a ele: “Eu tinha algo para lhe dizer, e agora acho que é um destino especial que estejamos nos encontrando assim.”

“Você me conhece?” Os olhos de Julieta foram atraídos para a maravilha do que o duque tinha a dizer a ela.

“Eu ouvi de Maribel sobre você.” Julieta corou assim que o duque terminou de falar.

‘Estou pagando minhas dívidas, mas ela ainda não desistiu de me trair?’

Kiellini falou calmamente com a menina assustada, que parecia que ia pular da carruagem a qualquer momento: “Não sei o que você está pensando, mas você não deveria estar tão assustada, então fique tranquila.”

Ele era um homem de aparência elegante, com olhos verdes e cabelos grisalhos, cuidadosamente penteados para trás. Julieta pensou que ele não era um homem lascivo, vendo o duque estalar a língua em desaprovação.

“Você tem algo a dizer para mim?”

“Eu vou te oferecer um emprego. Está muito além de uma empregada da qual você está trabalhando.”

Julieta inclinou a cabeça lentamente para o lado com a repentina oferta de emprego. Assim que saísse de Ricaren, ela tentaria tirar o disfarce e conseguir um emprego, mas um emprego simplesmente surgiu. Porém, ela não sabia o que era ser incomparável a uma empregada?

O duque foi direto ao ponto quando Julieta mostrou interesse no que ele disse. “Tenho uma filha que fará sua estreia social este ano. Ela é minha sucessora. Mas o problema é que é difícil para ela se apresentar e fazer um evento geral para receber o título de Duque, porque ela está muito fraca.”

Kiellini fechou a boca e olhou pela janela por um momento.

‘Se eu pudesse tirar a saúde da garota bem na minha frente e dá-la para Iris, quão feliz eu ficaria! Mesmo que corra conforme o planejado, a partir deste ano, a criança terá que se esconder como um fantasma, como se estivesse morta dentro do território.’

Foi tão triste, tão lamentável e tão injusto.

Ele podia fazer tudo por ela, mas a única coisa que não podia fazer era a saúde de sua filha. Ele não podia dar a ela, então ele queria tirar a saúde de outra pessoa e mantê-la no lugar.

Kiellini se virou para a empregada olhando para ele sem dizer uma palavra. Quando o olhar do duque voltou para ela, Julieta abriu a boca: “Eu entendo. Você está dizendo que sua filha tem toda a autoridade como sucessora de fato, mas ela é fraca, então eu tenho que fazer atividades externas como uma substituta?”

“Está certo. Você entende rápido. Ninguém sabe que minha filha, Iris, está mal de saúde. Naturalmente, eles pensariam que o próximo sucessor sairá da outra linha colateral. Portanto, é preciso alertá-los de que Iris não está gravemente doente e que nem devem pensar em sucessão, enquanto você completa a estreia social de minha filha na cerimônia de maioridade como substituta. Dessa forma, eles não farão nenhum escândalo desnecessário, mesmo que minha filha se confine no território depois disso.”

“Quanto tempo tenho para trabalhar como substituta? Não importa quanto dinheiro você me dê, eu não posso continuar a ser um espantalho.”

Foi uma ótima oportunidade. Do ponto de vista de Julieta, tirar o disfarce era mais um encobrimento, então a oferta de lavar sua identidade e receber algum dinheiro era uma boa chance. No entanto, como ela não queria viver a vida inteira como parte do personagem de outra pessoa, ela tinha que descobrir exatamente quando esse período era.

“Só durante a temporada social deste verão. Se você terminar sua festa de estreia com segurança e conseguir o reconhecimento de todos como a sucessora da família de Kiellini, seu papel terminará.”

‘Iris é fraca e não pode se casar ou ter filhos. Procuraremos um jovem que possa formar uma aliança política ou compartilhar este segredo. Seria bom se ele tivesse um filho lá fora, e se não tiver, ela poderia adotar um adequado. Em qualquer caso, ela vai mostrar que não há problema como sucessora, vai ao território mudar de ares e aí passa toda a sua vida. Então, o resto da vida de Iris será mantido a salvo.’

“Mas acho que perdi uma coisa. Sua filha e eu nos parecemos muito?”

Julieta inclinou a cabeça, pensando: “Não acho que a filha de um cavalheiro como aquele teria cabelo de tijolo e pele escura. Ouvi de Maribel que você era filha ilegítima do Marquês. Ele é tio de Iris.”

Kiellini acenou com a cabeça enquanto Julieta estava aparentemente envergonhada com a relação do registro familiar que ele mencionou de repente.

“Ela tem cabelos loiros e olhos verdes. Claro, ela é uma loira mais clara que o Marquês, e seus olhos são de um verde mais próximo do azul, mas desde que ela era jovem, ela desceu para o território e se confinou lá, então você não precisa se preocupar com isso porque apenas algumas pessoas se lembrariam de Iris, exceto por uma imagem de quando ela era jovem.”

Com a menção do duque, Julieta lembrou-se do marquês Anais, que vira no teatro. Ele tinha olhos verdes vívidos que lembravam um broto em flor, com cabelo loiro brilhante que tinha uma cor rosa mais clara do que ela. Talvez ninguém duvidasse que ela era sua sobrinha.

O duque olhou pela janela, observando Julieta, que parecia estar pensando com cuidado. Eles logo chegariam ao portão. Ao negociar, no entanto, foi uma perda para aqueles que expressariam seus sentimentos primeiro. Ele disse a ela o valor a ser pago depois que o trabalho foi feito e olhou para fora de uma maneira vagarosa.

Ao contrário dele, Julieta não pôde deixar de ficar surpresa. Dez mil terns! O montante foi suficiente para quitar as dívidas da Maribel e abrir uma loja!

‘Boa sorte vem para aqueles que querem agarrá-la. Não vou ter o medo de antes e fugir.’

Muitas coisas estavam em sua mente, mas Julieta não queria perder a oportunidade que surgiu.

“Por favor, preencha um contrato declarando a duração exata e o valor a ser pago a mim e a cláusula de que você não me causará nenhum dano após a conclusão do trabalho.”

Julieta sorriu abertamente para o cavalheiro de cabelo prateado na frente dela, tirando a peruca e os óculos que estava usando.


Tradução: Sa-chan

Revisão: Sa-chan

Obrigada pela leitura. ^-^

Parceiro:

Alone Scanlator

Alone Scanlator

Rolar para o topo