Capítulo 67 – Julieta Iris Kiellini – Parte V

Julietta Vista-se

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Julieta Iris Kiellini  Parte V


Para fazer isso, o duque Kiellini, Simone e Maribel, a dona do Teatro Eileen, se encontraram em particular antes de partir para Bertino.

Desde o início, Maribel e o duque Kielini pretendiam fazer Julieta parecer morta para a esposa do Marquês, que suspeitava do paradeiro de Julieta.

No entanto, o duque Kiellini fez um grande esforço para encontrar uma criança semelhante a Iris. Eventualmente, ele arriscou contar a Maribel o segredo e pediu a ela para obter uma criança semelhante. A situação era assim, e era um assunto sério conseguir o corpo para substituir Julieta.

Simone acabara de dizer: “Deixe-os pensar que Julieta fugiu”. No entanto, Maribel se opôs a isso: se o corpo de Julieta não fosse encontrado, a Marquesa que a veria na cerimônia de maioridade seria suspeita.

“Marquesa Raban, você pensa sobre o ressentimento de uma mulher com muita facilidade. A marquesa Anais nunca vai liberar suas suspeitas até que o corpo de Julieta seja encontrado. A Marquesa vai duvidar que o Marquês Anais esteja envolvido nisso, e ela vai cavar até o fundo, se perguntando se ele está escondendo sua filha ilegítima. A propósito, e se a princesa Kiellini, que estava doente, de repente parecer saudável? Se ela olhar para os mesmos cabelos loiros e olhos verdes de seu marido, ela vai duvidar que foi ele quem fez isso por uma filha ilegítima antes de pensar que se parece com a duquesa de Kiellini. Especialmente, ela sabe como a princesa Kiellini parecia quando ela era jovem.

“Mas não é fácil encontrar um corpo de sua idade com cabelos loiros e olhos verdes.”

Com as palavras de Simone, boca de Maribel subiu em uma maneira gentil. “Senhora, você não tem que encontrar um cadáver. Se eu pagar, posso conseguir uma criança semelhante a qualquer momento.”

Simone ficou azul quando Maribel disse que mataria uma criança saudável e a transformaria em um cadáver. “Tenho certeza que você disse que garotas com cabelos loiros e olhos verdes eram difíceis de conseguir quando você apresentou a filha ilegítima de Anais.”

O duque Kiellini estava zangado porque pensou que Maribel tinha escondido de outra maneira.

“Isso mesmo, Excelência. Cabelo loiro e olhos verdes como esses são difíceis de conseguir, a menos que nasçam com linhagens nobres, mesmo que seja pela metade. E mesmo se eu pudesse encontrar uma criança parecida como eu poderia, eu não seria capaz de deixar uma prostituta interpretar uma nobre princesa chamada Kiellini como uma substituta. E se houver um aristocrata que a reconheça?”

Maribel riu como o duque fechou sua boca para suas palavras.

“Enfim, é aí que o dinheiro vai resolver tudo. Mesmo se eu não conseguir uma garota com cabelo loiro de alta pureza e olhos verdes, se for um corpo danificado, eles serão enganados.”

“Cadê?”

“Há uma famosa área hedonística(1) chamada ‘Sob as asas dos anjos’ em Lebatum. Eu mesma irei lá.”

* * * * *

Simone relembrou a conversa da época. A criança, trazida por Maribel, deveria ser encontrada morta perto do teatro. Mas como o Príncipe Bertino estava procurando uma criada fugitiva, ela precisava de outro corpo.

A Simone que relutava em machucar uma pessoa normal até recentemente, não estava aqui agora. Havia apenas progresso para seu futuro garantido.

“Tenho procurado o corpo certo e você me pede para matá-la. Eu não posso evitar. Se eu matar você, que o príncipe está procurando, não terei que vestir tanto o corpo. Tudo o que posso fazer é conseguir um novo substituto.”

Julieta se sentou na frente de Simone, as mãos juntas e escondendo sua expressão tanto quanto possível.

A mulher estava certa. Enquanto ela conhecesse um grande segredo, eles não poderiam deixá-la ir.

Ela nunca sairia daqui até que a posição de princesa Kiellini estivesse perfeitamente garantida depois de fazer sua estreia na sociedade com segurança.

‘Não, mesmo que tudo seja feito perfeitamente, eles vão me deixar ir?’*

Julieta riu de si mesma por ter mencionado um contrato com o duque.

‘Para que serve esse pedaço de papel?’

Ela riu um pouco ao pensar que ainda estava usando a maneira moderna de pensar. Era porque ela realmente apreciava Simone, que a havia despertado para suas ideias tolas.

“Sinto muito, viscondessa Simone. Fiquei muito zangada e exaltada por um tempo. Mas, por favor, não toque na minha bagagem. Este é apenas um pedido. Estou pedindo que você aceite o pedido de sua colega.”

Simone bufou com a menção de uma colega.

“Colega… Sim, digamos assim. Você está certa, estamos no mesmo barco. Vou fazer o que você diz. De qualquer forma, nem me importei com o que tinha na sua bolsa velha. Eu só precisava das roupas de empregada naquela bolsa para fazer algo importante.”

“Eu gostaria que você tivesse me pedido para trazê-la.”

Simone riu das palavras suaves de Julieta. “Eu apenas pedi a ela que me trouxesse a bolsa para diminuir o seu aborrecimento, mas fiquei surpresa ao ver você fazendo tanto escândalo.”

Ao contrário do que ela disse, ela deve ter revistado a bolsa antes. Então, ela sabia que havia um terno de empregada na bolsa.

“Maribel disse que você estava vestido com um rosto escuro e figura gorda. Eu não vi pessoalmente, então explique em detalhes como era. Assim, vou prepará-lo para uma garota semelhante, tanto quanto possível.”

Julieta hesitou por um momento antes de abrir a boca. Ela não queria cooperar com esta mulher perversa, mas ela não podia sacrificar uma garota.

“Você não tem que pegar uma garota gorda de propósito. Eu fui pega disfarçada pelo Príncipe há muito tempo.”

“Você está dizendo que foi pega?”

Quando o rosto de Simone ficou horrível, Julieta acenou com a mão rapidamente. Ela poderia realmente morrer se a entendesse mal.

“Não. Isso não é verdade. Ele não percebeu a cor do meu cabelo, rosto ou pele. O príncipe me conhece como uma criança feia, com cabelos cor de tijolo e pele escura.”

Com as palavras de Julieta, a expressão de Simone relaxou, e ela fez um gesto para continuar falando.

“Você nem mesmo precisa de uma garota de pele escura. Ele sabe que quando eu era criança passei mal e a cor do meu rosto e pescoço mudou, então é o suficiente para pegar apenas uma garota de cor de pele comum. Como eu coloquei óculos de lentes grossas, ele nem sabe exatamente qual é a cor dos meus olhos. Então, uma garota com olhos castanhos misturados com verdes também está bem.”

Para evitar matar uma garota inocente tanto quanto possível, Julieta explicou diligentemente.

A visão tranquilizou Simone. Ela não parecia ser uma personagem cruel, pelo menos para sua própria segurança. Simone tinha ficado nervosa com a pressa de abrir suas cercas por causa da ganância da substituta, mas tornou-se mais gentil depois de ver Julieta e decidiu deixá-la à vontade pela primeira vez.

“Está bem. Não acho que seja difícil conseguir um corpo assim. Mas onde posso conseguir um corpo cuja cor de pele seja diferente apenas do rosto e pescoço?”

Julieta remexeu rapidamente em sua bolsa com as palavras de Simone e tirou suas ferramentas de maquiagem.

“Aqui, você pode aplicar este suco da fruta metum aqui. Sou tão entediada que normalmente só aplico um desses. Se você misturar esta cera de rubas com ela, ela não será apagada pelo suor ou pela água. A cera rubas é aplicada por atores para que sua maquiagem não seja apagada pelo suor da luz, então não desbota a menos que usem óleo de gharan.”

Simone baixou os olhos por um momento para as ferramentas de curativo de Julieta. Ela era uma criança muito inteligente. Depois de um momento de agonia, pensando se a inteligência da criança era boa ou ruim para seu futuro trabalho, ela acenou com a cabeça para Vera.

Quando Vera aceitou suas ferramentas de disfarce e o vestido de Julieta, Simone, com a testa parecendo gasta, disse: “Sim, vai ser muito mais fácil. Agora saia. Eu sei que se o príncipe parar a busca, ele partirá para Tília imediatamente.”

* * * * *

O corpo, rodeado por uma capa de cavaleiro, foi trazido para o escritório.

Killian, que estava olhando para ela com seus olhos vermelhos enquanto um dos cavaleiros removia a capa o mais cuidadosamente possível, ficou em silêncio por um tempo, mas deu uma ordem novamente: “Tire as roupas.”

“Bem, Alteza, eu entendo seu sentimento de angústia, mas lamento que ela tenha morrido assim e, por favor, não tire a roupa.” Oswald recuou e não conseguia nem olhar para o corpo. Ele prontamente entrou em pânico e convenceu o príncipe a descer da borda.


(1)N/T Hedonística: dedicado aos prazeres dos sentidos.

Sa-chan: agora você percebeu o buraco que se enfio kkk

Tradução: Sa-chan

Revisão: Sa-chan

Obrigada pela leitura. ^-^

Parceiro:

Alone Scanlator

Alone Scanlator

Rolar para o topo