Capítulo 77 – Mudança Inesperada

Knight of Chaos

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Fernando nesse momento estava com um rosto inexpressivo enquanto olhava o corpo decapitado do Subtenente que tentou matá-lo, não havia felicidade ou euforia por derrotá-lo, pelo contrário, Fernando sentiu que nesse momento, nesse dia, ele perdeu algo que jamais recuperaria pelo resto da vida, ele olhou para a sua espada Kilrayzer, um olhar de tristeza surgiu em seu rosto.

Eu realmente fiz isso, eu matei uma pessoa.

Fernando não sabia o que estava sentindo naquele momento, ele nunca sentiu muito remorso em matar criaturas e animais, mas agora ele estava permeado por um sentimento de vazio infindável.

Apesar desse sentimento conflitante, Fernando sabia que não teve escolha, essa era a lei desse mundo, matar ou morrer, não havia uma terceira opção. Depois de alguns segundos encarando o corpo do Subtenente ele virou seu rosto e caminhou para junto dos soldados da Décima Terceira. 

A verdade é que ele havia ativado o máximo de atributos de agilidade e força que pôde pouco antes de receber aquele ataque, agora seu corpo estava extremamente dolorido, restavam poucos segundos antes do incremento de atributos acabar, quando isso acontecesse, mesmo um soldado comum poderia matá-lo, é por isso que Fernando resolveu atrair o Subtenente das três Guarnições para longe e fingir fraqueza, ele sabia que se o homem estivesse preparado e o levasse a sério ele não teria a mínima chance, ele havia chegado a essa conclusão após ver a batalha dos Subtenentes, isso porque com a ativação de seu Anel Domus ele seria no máximo capaz de mal se comparar a ele em termos de velocidade e força, porém o incremento do Anel Domus dura no máximo 60 segundos, enquanto a força do Subtenente é permanente, ou seja, ele seria morto depois de 60 segundos caso o oponente estivesse em guarda. Outro motivo para ter atraído o inimigo para longe foi que Fernando sentiu o medo e hesitação dos soldados, ele não queria mais pessoas morrendo por causa da sua fraqueza, então apostou tudo em si mesmo.

Enquanto Fernando caminhava lentamente em direção aos soldados da Décima Terceira, um silêncio mortal se abateu no campo de batalha dos Capitães, Tenentes e Subtenentes, percebendo a estranheza da situação as tropas também pararam por um momento tentando entender o que estava acontecendo.

“Isso…é impossível…um recruta matando um Subtenente? Será que eu estou louca?” Brenda Aileen disse com um rosto cheio de espanto.

“Inferno! Eu não estou vendo isso! Um dos meus homens foi morto por um recruta?! Um recruta??!” Gavrel Nissim gritou furioso.

Apesar de não falar nada, Rodolph Robinson era o mais chocado dos três, ele era um Capitão de Guarnição a muitas décadas e já havia visto de tudo um pouco, mas era a primeira vez que ele via algo tão absurdo assim acontecendo em Vento Amarelo, se fosse numa das capitais ele poderia até acreditar que era possível, mas aqui nesse local pequeno, era algo inimaginável.

“Um gênio…” Rodolph disse com uma voz trêmula.

Viktor nesse momento estava surpreso, mas ao mesmo tempo sorrindo de orelha a orelha, até ele já tinha dado Fernando como morto, mas o rapaz acabou surpreendendo, devido a distância ele não conseguiu entender exatamente o que aconteceu, mas pôde mais ou menos deduzir.

Esse merdinha hahaha, aposto que ele usou algum truque. Viktor pensou consigo mesmo sorrindo.

“Você vê Gravel, seus Subtenentes equivalem aos meus recrutas, hahahaha!” Viktor gritou do outro lado enquanto ria.

Quando Gravel ouviu isso seu rosto ficou vermelho, ele sentiu vontade de avançar e cortar Viktor ao meio, mas sabia que se fizesse isso estaria se jogando as portas da morte, afinal depois de tantas trocas ele tinha entendido o terror que era o homem conhecido como ‘Capitão louco da Décima Terceira’, ele era um indivíduo aterrorizante que parecia sempre ter um contra-ataque, não importando a abordagem que ele usasse, isso deixou Gavrel frustrado e furioso.

Nesse momento Gallia estava com os olhos molhados, mas um sorriso preencheu seu rosto.

“Eu sabia que você não iria morrer tão cedo, você é meu aluno afinal.” Gallia disse para si mesmo, apesar da fala arrogante, ela ainda enxugava os resquícios de lágrimas nos olhos com as mãos.

Raul por outro lado apenas sorriu levemente, como se esperasse que isso acontecesse. Depois de treinar tanto Fernando, ele sabia que se o inimigo o tratasse como um recruta comum, isso daria a oportunidade de Fernando matá-lo.

Os soldados da Décima Terceira por outro lado estavam completamente chocados, eles tinham certeza absoluta que o garoto estaria morto depois de fugir, mas de alguma forma não só ele sobreviveu como matou um Subtenente inimigo, isso era algo impensável, mesmo os veteranos com uma força notável não conseguiriam fazer isso, no máximo eles seriam capazes de trocar alguns golpes antes de serem mortos.

“Espera, pode ser que ele fugiu… por nossa causa?” O soldado perguntou chocado.

O entendimento atingiu o pequeno grupo designado para proteger Fernando, a raiva que sentiam e desprezo por sua ‘covardia’ sumiram como fumaça, no campo de batalha o que importava era vencer, não importava quais táticas ou métodos se usasse, mesmo que lutassem 10 contra 1 não haveria vergonha nisso, mas mesmo tendo essa vantagem em mãos, o garoto que eles desprezaram por ser covarde na verdade atraiu o inimigo sozinho para que eles não fossem envolvidos. Um respeito imenso foi o que eles sentiram por esse recruta, nem todos teriam coragem de fazer algo assim, o mais chocante de tudo é que mesmo sendo um recruta que mal chegou a esse mundo, ele já era capaz de matar Subtenentes!

“Mas que diabos, o que estão dando de comer para os recrutas de hoje?!” Um dos soldados disse chocado enquanto coçava a cabeça.

Nesse momento Fernando retornou a formação dos soldados, todos estavam olhando para ele como se fosse a coisa mais impressionante desse mundo.

Os olhares curiosos, surpresos e até admirados deixaram Fernando incomodado, mas ele simplesmente ignorou.

Enquanto isso nos campos de batalha ambos os lados se afastaram um dos outros, os soldados no geral não entendiam o que houve, eles apenas leram a situação, quando notaram que os mais altos na cadeia de comando pararam de lutar, eles imediatamente seguiram o exemplo.

As tropas e Subtenentes da Décima Terceira estavam suando profundamente, muitos deles encharcados de suor e respirando pesadamente, alguns com ferimentos em seus corpos, mesmo sendo fortes isso não era algo que pudesse compensar totalmente a diferença de números.

Jean Armand que estava vendo as tropas cessarem o ataque estava furioso, ele viu com os próprios olhos Fernando sendo perseguido e depois matando o perseguidor, isso deixou seus nervos a flor da pele, agora mais do que nunca ele o queria morto, independente do custo, ele já tinha o provocado, era impensável para ele deixar um monstro como esse que tem rancor contra si vivo. Além disso, a ordem do General Dimas era de eliminar os talentos que ele não pudesse recrutar.

“Vocês três, ordenem que o ataque continue!” Jean gritou para os três Capitães da parte de trás das tropas, dois homens com armadura negra estavam o protegendo, não se sabia seu nível de força, mas os soldados próximos tremiam e suavam frio quando se aproximavam deles.

Brenda Aileen não sabia o que fazer, mesmo sendo os atacantes e com força numérica eles estavam perdendo tropas, mas agora que já tinham chegado a esse ponto não poderiam voltar atrás.

“O que fazemos?” Brenda perguntou.

“Atacamos! Logo as tropas rasas deles vão começar a cair, ai vamos vencer!” Gavrel disse com os olhos vermelhos de tanta raiva que ele estava nesse momento, ele já havia perdido 3 Subtenentes nesse ataque e alguns soldados e oficiais de baixo escalão, sua ira não poderia ser apaziguada se ele não exterminasse a Décima Terceira.

“Não, estamos recuando.” Rodolph Robinson disse com uma expressão séria.

“O que??!” Tanto Brenda quanto Gavrel olharam chocados para Rodolph.

“Você está louco? Está ficando sênil velho? Quer recuar depois de tudo?” Gavrel gritou com raiva.

Ouvindo a palavra ‘sênil’ os olhos de Gavrel ficaram frios, ele olhou para o homem com um rosto contendo irritação.

“Seu tolo ignorante! não entendeu ainda? Estamos sendo manipulados, você não viu a força do garoto? Eles estão claramente caçando nossos talentos, como não conseguiram recrutar o rapaz, devem estar tentando matá-lo, eles querem sufocar o crescimento de Vento Amarelo e nós caímos feito patinhos.” Rodolph disse tremendo de raiva por ter sido tão burro.

“E que escolha temos? É isso ou o fim da cidade!” Gavrel disse, apesar de dizer isso, ele só estava furioso e queria fazer a Décima Terceira pagar.

“Deixe que o General Kalfas lide com isso, se continuarmos esse ataque mesmo depois de entender as intenções das forças externas, então seríamos tolos sem salvação.” Rodolph disse.

“Para o inferno com isso! Eu vou destruir a Décima Terceira hoje, com ou sem sua ajuda!” Gavrel disse com uma voz furiosa.

Rodolph Robinson olhou para Gavrel como se ele fosse um idiota.

“Faça o que quiser, eu estou indo embora.” Rodolph disse balançando a cabeça.

“E você Brenda, o que planeja fazer, está comigo nessa, certo?” Gavrel perguntou.

Brenda não respondeu, ela apenas deu alguns passos e ficou ao lado de Rodolph.

“Entendo, então é assim, pro inferno com todos vocês!” Gavrel balançou o machado levantando alto acima de sua cabeça.

“ATAQUEM!” Ele gritou em plenos pulmões.

As tropas das Três Guarnições que estavam em silêncio aguardando ordens se moveram como uma maré após ouvir o comando.

“Seu maldito! O que pensa que esta fazendo?” Brenda Aileen disse furiosa, o comando de Gavrel acabou incitando não só as tropas dele como as da Segunda e Quinta Guarnição, já que eles estavam lutando todos juntos até então.

Brenda pegou uma ferramenta de comunicação e começou a ordenar aos seus oficiais da Quinta Guarnição que recuassem, os oficiais no campo de batalha, desde os Tenentes até os Sargentos receberam o comando, porém as tropas já estavam entrelaçadas com as da Segunda e Oitava Guarnição e o avanço já não poderia ser parado, eles só poderiam concluir a ação para depois recuarem, apenas o campo de batalha dos Tenentes e Subtenentes não se moveu, apenas os da Oitava avançaram e confrontaram os Tenentes e Subtenentes inimigos, o que os deixou atordoados, ja que estavam com dificuldade antes, agora sem o apoio da Segunda e Quinta era quase suicídio lutarem sozinhos.

Rodolph também já havia informado seus oficiais, ele olhou para Gavrel com uma expressão de raiva.

“Os tolos sempre morrem primeiro Gavrel, é melhor você guardar essas palavras.” Rodolph disse isso virando as costas, junto a Brenda eles recuaram para a traseira das tropas, os Tenentes e Subtenentes da Segunda e Quinta também começaram a recuar, logo as tropas abaixo se chocaram com as tropas da Décima Terceira, mas após o choque inicial, os Sargentos passaram o comando para os Cabos que imediatamente começaram a incitar os Soldados a recuarem de forma ordenada.

Vendo parte das tropas inimigas recuando, os soldados e mesmo o comando da Décima Terceira ficou confuso.

“O que esta acontecendo?” Gallia se perguntou intrigada, no momento a raiva dela era sem precedentes, depois de Fernando quase ser morto sem que ela pudesse fazer nada, tudo que ela queria era matar o máximo que pudesse para desabafar sua frustração.

Quando Viktor viu a movimentação das tropas um largo sorriso surgiu em seu rosto.

“Você fez uma escolha inteligente velhote, mas parece que ainda sobrou um idiota.” Viktor disse a si mesmo, então sua espada cor de prata começou a brilhar, então o brilho diminui e o fio da lâmina simplesmente desapareceu, restando apenas o punho.

Depois que as tropas da Segunda e Quinta Guarnição recuaram, as tropas da Oitava começaram a se sentir pressionadas, seus números eram de apenas 800, mesmo que as tropas da Décima Terceira fossem de pouco mais de 500, sua força fazia parecer que eram muito mais.

Apesar das tropas estarem se sentindo pressionadas com o recuo da Segunda e Quinta eles ainda mal conseguiram se manter, por outro lado a situação dos Tenentes e Subtenentes era lastimável, antes eles apenas estavam lutando em pé de igualdade, agora eles estavam lutando por suas vidas.

Gallia estava lançando cinzéis de gelo em um homem calvo, o homem parecia desesperado, ele lançou raios de fogo contra ela, mas como esperado foram neutralizados pelos escudos de gelo.

“Humph, três de vocês nem podiam me tocar, agora você se atreve a vir sozinho? Seu capitão deve te odiar muito.” Gallia disse em um tom sarcástico.

Apesar de querer discordar, o homem não conseguia negar isso, no momento ele estava xingando seu capitão com todas suas forças em sua mente.

“Ahhhh!” Nesse momento um grito soou.

Gallia e o homem calvo olharam para o lado, Raul estava segurando um homem pelo pescoço, ele estava erguido a 30 centímetros do chão.

“Não! Eu me rendo!” O homem de cabelos castanhos implorou enquanto tentava se libertar das mãos de Raul, porém suas mãos pareciam ser feitas de aço, não se movendo no mínimo, ele era um dos Tenentes da Oitava Guarnição.

“A Décima Terceira Guarnição não tolera quem invade sua casa.” Raul disse com um olhar sanguinário.

Crack!

Raul apertou o pescoço do homem e ele se quebrou como um galho, depois de quebrar o pescoço do Tenente da Oitava Guarnição ele o jogou de lado como se fosse uma galinha.

Vendo isso, o homem calvo que também era Tenente da Oitava, sentiu sua alma deixando seu corpo, ele estava em completo desespero e caiu de joelhos, ele sabia que era impossível fugir da Bruxa Gélida, agora que o Urso Tirânico estava livre, sua sentença de morte já havia sido dada.

“Por que capitão? Por que?” O homem clamou em tristeza.

Gallia franziu a testa ao ver como Raul matou o Tenente inimigo, mas ela entendia a intenção dele, massacrar o oponente até que mais ninguém tivesse coragem de enfrentar a Décima Terceira novamente.

Vendo seu oponente de joelhos sem vontade de lutar, uma expressão complicada tomou conta do rosto de Gallia.

“O que foi Gallia? Eu não estou vendo isso, a Bruxa Gélida hesitante? Se não conseguir, pode deixar que eu faço isso.” Raul disse rindo enquanto se aproximava.

“Não interfira nos meus negócios!” Gallia disse com uma voz irritada.

“Hahahaha, parece que o garoto está te deixando mole, a Bruxa Gélida que normalmente mata seus oponentes tão friamente, agora está hesitando, hilário, hahaha.” Raul continuou rindo.

Swish! Swish!

Vários cinzéis de gelo foram arremessados em direção ao Tenente da Oitava Guarnição, ele já estava de joelhos e tinha desistido, então sentiu uma dor lacerante em seus braços e pernas.

“Ahhh!” O homem gritou, ele esperava que ao desistir o inimigo pelo menos lhe desse uma morte indolor, mas parecia mais que ele seria torturado!

“Não resista, agora você é prisioneiro da Décima Terceira. Se resistir vou cortar suas pernas e braços.” Gallia disse com uma voz intimidadora.

O Tenente calvo da Oitava olhou surpreso para a mulher chamada de Bruxa Gélida, apesar da dor que sentia ao ter seus braços e pernas atingidos, ele ainda estava vivo e pelas palavras de seu oponente, ela não tinha intenção de matá-lo.

“Qual o significado disso Gallia?” Raul perguntou com um rosto sério.

“Os subordinados da Oitava não tem culpa pela decisão de seu Capitão, exterminá-los só vai piorar a imagem da Décima Terceira em Vento Amarelo, afinal, apesar do conflito ainda somos todos Guarnições da Legião dos Leões Dourados.” Gallia disse de forma inexpressiva.

“Heh, sei, Isso me parece apenas uma desculpa esfarrapada, mas tudo bem, vamos fazer do seu jeito então.” Raul disse se afastando.

O Tenente calvo da Oitava estava sem palavras, ele já havia aceitado sua morte, mas havia sido poupado pela Bruxa Gélida, conhecida por ser uma das Tenentes mais cruéis de Vento Amarelo, ele não entendia o que houve, mas estava aliviado que poderia viver mais um dia.

“Obrigado.” Ele disse agradecido.

Gallia franziu a testa.

“Não me agradeça, inseto, eu já disse que tenho meus motivos.” Gallia disse bufando irritada.

Apesar disso ela olhou em direção aos portões da Guarnição suspirando.

O que eu estou fazendo? Gallia pensou sem entender, se fosse alguns meses antes ela teria matado esse homem sem se importar com nada.

Aviso do Autor:

glauber1907

glauber1907

Chave Pix copiada!
PicPay copiado!
Rolar para o topo