Capítulo 2: O Despertar da Alma Marcial

Traduzido por: Erufailon

 

Tang Wulin ficou ansiosamente parado no meio da Câmara do Despertar com seus olhos perscrutando toda a sala. Ele tinha, afinal, apenas seis anos de idade. Sem seu pai lhe fazendo companhia nesse ambiente estranho e excitante, como sua mente poderia permanecer serena?

Naquele exato momento, uma suave luz esbranquiçada cintilou nas mãos do Mestre Anímico, chamando sua atenção.

Aquela luz branca… poderia ser o lendário poder anímico que apenas um Mestre Anímico possui?

Sob seu olhar espantado, o Mestre Anímico ergueu levemente seu braço direito. A luz branca vibrou antes de voar em direção aos céus, desabrochando como fogos de artifício que iluminaram toda a Câmara do Despertar com seu esplendor.

Tendo o teto como ponto de partida, as linhas de inscrição foram preenchidas por essa luz conforme ela se movia na direção das paredes. Ela parecia possuir uma energia forte e revitalizadora, bem como vida própria. As linhas continuaram a acender até o ponto em que convergiram sob os pés de Tang Wulin.

Uma energia confortavelmente entorpecente começou a rastejar sobre suas pernas antes de entrar em seu corpo pelo coração. O corpo de Tang Wulin não pôde deixar de estremecer enquanto ele se esforçava para aguentar. Era como se ele estivesse sendo eletrocutado.

Sua visão ficou embaçada e uma imagem desfocada começou a incessantemente piscar em sua mente. Ele queria vê-la com clareza, mas tudo o que conseguiu enxergar foram suas sombras flutuantes. No final, ele foi capaz de vê-la, mas Wulin não conseguia se lembrar o que ela era.

Do ponto de vista do Mestre Anímico, o corpo de Tang Wulin havia sido consumido pela luz e, por sua vez, estava emitindo o seu próprio brilho. Dentro desta antiga cerimônia tradicional, sua alma marcial tinha sido desperta.

— Ah! — de súbito, Tang Wulin gritou, fazendo com que o Mestre Anímico pulasse de susto. Uma criança comum não sentiria muito durante o seu Despertar, mas um número extremamente pequeno delas experienciaria dor intensa porque seus corpos frágeis não seriam capazes de conter toda a energia.

O corpo do Mestre Anímico desapareceu instantaneamente, reaparecendo na frente de Wulin. Caso a situação se agravasse e algo desse errado, ele daria um fim imediato à cerimônia para impedir que Tang Wulin se machucasse.

Depois de se aproximar, ele ficou surpreso ao ver que algumas linhas douradas estavam cintilando na testa de Tang Wulin. Depois disso, essas começaram a se espalhar até seus quatro membros, criando uma rede de linhas douradas.

Que tipo de alma marcial é essa? O Mestre Anímico era extremamente experiente; ele já tinha desperto dezenas de milhares de crianças. Ainda sim, essa era a primeira vez que ele vira algo como o que estava acontecendo no corpo de Tang Wulin naquele momento.

Uma tênue energia ondulava ao ser emitida do corpo do garoto. Essa energia se originava na parte inferior do abdome, o local mais comum para o poder anímico aparecer. Embora a energia fosse fraca, sua existência era indubitavelmente real.

O Mestre Anímico estava prazerosamente surpreso, pois esta era uma alma marcial com poder anímico! Na maior parte do tempo, ele podia conduzir a cerimônia durante dias sem encontrar uma criança com poder anímico. Hoje parecia ser o seu dia de sorte. A única pergunta era: qual era a alma marcial do garoto?

As linhas douradas já tinham desaparecido sem deixar vestígios, como se nunca tivessem existido. Tang Wulin parecia estar tendo que suportar uma imensa dor e seus olhos estavam fechados com força. Ele lentamente ergueu sua mão direita.

Com a palma estendida para cima, uma pálida luz azul começou a ser emitida por ela. Em suas mãos surgiu uma pequena erva azul clara que silenciosamente girava, se esticando. Com um suave e delicado oscilar, uma energia excepcionalmente fraca foi emitida.

— Grama Azul Prateada? — A voz do Mestre Anímico exalava decepção, mas ela foi substituída por espanto logo em seguida. Ele já tinha visto a alma marcial Grama Azul Prateada inúmeras vezes antes; essa era uma alma marcial completamente comum! Grama Azul Prateada era tão comum que ela encobria todo o Continente Douluo, bem como o Continente Estrela Luo e até mesmo o Continente Dou Celeste! Mesmo o gramado da Academia Montanha Vermelha estava abarrotado de Grama Azul Prateada. Como uma alma marcial tão inútil quanto essa poderia criar poder anímico?

Tão doloroso! O corpo de Tang Wulin parecia estar sendo cortado em pedaços.

Seu corpo ficou mole e entorpecido ao ponto de ser uma sensação quase que confortável, enquanto aquela gentil energia continuava a preenchê-lo. Entretanto, um calor intenso começou a borbulhar nas centenas de ossos em seus quatro membros. O calor causou estragos por todo o seu corpo, fazendo-o sentir como se tivesse um estômago inchado prestes a explodir. Sob essa dor, ele era incapaz de respirar.

Todo o seu corpo parecia estar sendo feito em pedaços. Osso, músculo e pele. Não havia um único aspecto poupado da dor.

Depois do que pareceu ser muito, muito tempo, essa onda de dor excruciante gradualmente dissipou. Em seguida, ele sentiu algo quente contra a palma de sua mão e Tang Wulin abriu os olhos.

Uma pequena erva azulada, viçosa e exuberante, ondulava contra a palma de sua mão.

“Grama Azul Prateada?”, ele pensou.

Embora Tang Wulin fosse jovem, ele vividamente se lembrava do que ele estava fazendo naquele momento.

— Grama Azul Prateada? Essa é a minha alma marcial? — ele perguntou assim que saiu daquele estupor.

Embora ele não tivesse apropriadamente estudado sobre bestas anímicas antes, ele ainda sim tinha algum conhecimento básico. Naturalmente, ele sabia que a Erva Azul Prateada era um tipo inútil de alma marcial. Além disso, era a mais inútil dentre todas elas.

— Sim, ela é. Essa é a sua alma marcial — disse o Mestre Anímico, sorrindo, embora seus olhos não pudessem evitar de mostrar um pouco de pena.

Possuir poder anímico era algo ótimo, mas se a alma marcial do garoto era uma Grama Azul Prateada…

Os lábios de Tang Wulin estremeceram suavemente e uma intensa onda de tristeza atacou seu coração. Depois de antecipar esse momento por tanto tempo, o resultado era que ele possuía uma alma marcial inútil.

— Criança, não fique triste. Você possui poder anímico — disse o Mestre Anímico, apressadamente.

— E-eu… eu tenho poder anímico? — Tang Wulin respondeu àquelas palavras com um olhar cheio de espanto.

O Mestre Anímico assentiu em resposta.

— Pelos meus testes, você possui um poder anímico inato de ranque 3. Embora não é algo que possa ser considerado impressionante, isso ainda significa que você possui poder anímico. Enquanto você se esforçar, significa que você também pode se tornar um Mestre Anímico!

Tang Wulin fitou-o tolamente.

— Mas… mas minha alma marcial é uma Grama Azul Prateada…

O Mestre Anímico riu em resposta.

— Você nunca ouviu falar da lenda da Seita Tang? A alma marcial do patriarca fundador da Seita Tang também era uma Grama Azul Prateada! Usando a sua alma marcial, que outros consideravam ser completamente inútil, ele repreendeu os Céus e a Terra, derrotando o maligno Salão da Alma Marcial vinte mil anos atrás.

Tang Wulin piscou, surpreso. Como ele poderia nunca ter ouvido o conto do patriarca fundador da Seita Tang? Afinal, a lenda dos onipotentes mestres da Seita Tang e do Pagode Espiritual é um dos mitos mais apreciados e difundidos por todo o continente.

— Mas a alma marcial do patriarca fundador da Seita Tang não era o Imperador Azul Prateado? — perguntou Wulin.

— É, bem… — o Mestre Anímico ficou um pouco envergonhado. Este pequeno garoto claramente não era fácil de enganar. — O Imperador Azul Prateado é equivalente a uma Grama Azul Prateada evoluída. Se você deseja se tornar um Mestre Anímico, então você deve dar o máximo de si.

— Obrigado, Senhor Mestre Anímico — disse Tang Wulin, mordendo os lábios.

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo