Selecione o tipo de erro abaixo

Combo 30/50


Os semideuses e Beyonders presentes acenaram com a cabeça para a demonstração de Leonard, indicando que entenderam o que o capitão de Luva Vermelha quis dizer.

Um dos Punidores Mandatários ergueu o braço e aproveitou a oportunidade para fazer uma pergunta:

— Em outras palavras, quem deixou uma carta de tarô é o membro que está executando a missão?

— Esse deveria ser o caso. — Leonard não deu uma resposta definitiva.

O mesmo Punidor Mandatário continuou perguntando: — O que significam então as cartas de tarô espalhadas por todo o cadáver de Lanevus? Não há uma direção específica.

Leonard imediatamente pegou um giz branco e escreveu o nome Lanevus no quadro negro atrás dele. Então, desenhou um círculo.

— Acabei de dizer que nos últimos dois ou três anos o assunto envolvendo as cartas de tarô realmente nos chamou a atenção por causa do caso Lanevus. Muito provavelmente este é o começo de tudo.

— Portanto, sem uma direção específica, as cartas de tarô espalhadas casualmente podem estar se referindo ao todo. Isso significa que a organização que usa as cartas de tarô como codinomes entrou oficialmente no palco da história. Heh heh, por favor, me perdoe por usar palavras poéticas.

— Isso faz muito sentido. — Os poucos Punidores Mandatários foram convencidos por Leonard.

Leonard olhou em volta e continuou: — Deixe-me usar a Ordem Aurora, com a qual todos estão familiarizados, como comparação. Todos sabemos que existem vinte e dois Oráculos na Ordem Aurora. Cada um deles será responsável pelos assuntos de uma região. É muito possível que a organização dos codinomes das cartas de tarô aja semelhante. Os membros representando Julgamento, O Imperador e O Eremita deveriam ter suas próprias facções. Eles exercerão sua influência em uma determinada região.

Ao ouvir isso, um membro da Mente Coletiva da Maquinaria ponderou e disse: — No entanto, os três membros correspondentes ao Julgamento, O Imperador e O Eremita apareceram consecutivamente em Backlund. De acordo com o que você acabou de dizer, isso significa que a organização que usa cartas de tarô como codinomes ainda carece de escala e que os membros estão todos reunidos em Loen, ou talvez apenas na região de Backlund? Afinal, o responsável de Backlund pela Ordem Aurora é apenas um Oráculo. Quanto ao Santo Tenebroso, ele é o responsável por todo o reino Loen.

Leonard assentiu lentamente, indicando que entendia o que ele queria dizer.

Ele organizou suas palavras e disse: — Essa possibilidade não pode ser descartada. Afinal, esta é uma organização que só apareceu nos últimos dois ou três anos.

— Claro, pode haver outras razões. Esta organização pode não ser dividida com base na demarcação de localização. Em vez disso, eles são determinados pela capacidade ou não de cuidar de uma área sozinhos. Eles também trabalharão juntos dependendo de situações sobrepostas, como o caso do Capim.

Vendo que os Beyonders das três Igrejas e o MI9 não fizeram mais perguntas, Leonard deliberou por alguns segundos antes de dizer: — A seguir serão todas as minhas suposições pessoais. Também existem alguns problemas com isso. Esta pode ser uma direção de investigação para o futuro.

— A primeira pergunta, qual é o propósito desta organização?

— Se eles são como a Ordem Aurora, com o objetivo de espalhar a fé de um deus maligno, então por que não descobrimos pessoas que acreditam no Louco? Mesmo que existam, são todas pessoas que estão enganando outras pessoas em nome do Louco.

— Segunda pergunta, o que eles têm em comum nas poucas operações? Ainda não consegui encontrar.

— A terceira pergunta que tenho é que os membros de alto nível que usam cartas de tarô como codinomes não são de sequências baixas e têm suas próprias facções. No entanto, eles não são famosos no mundo Beyonder. Isso é muito anormal. Afinal, embora os vinte e dois Oráculos da Ordem Aurora escondam suas identidades, eles mais ou menos cruzaram o nosso caminho. Eles passaram de Beyonders de sequência baixa para Beyonders de sequência intermediária sob nossa ‘vigilância’, eventualmente assumindo o lugar de Oráculo quando seu antecessor morre ou avança. Eles já estão todos em nossas listas.

Dito isto, Leonard fez uma pausa e disse: — Se a organização que usa as cartas de tarô como codinome é realmente uma organização que acredita no Louco, então há alguém que pode responder à minha terceira pergunta.

— Ele é o aventureiro maluco, Gehrman Sparrow. Há rumores de que ele acredita no Louco.

Este nome fez com que todos os Beyonders das três Igrejas e do MI9 caíssem em silêncio, como se estivessem rapidamente recordando a informação relevante.

Há muito que ouviam que Gehrman Sparrow tinha um passado misterioso. Ele acreditava no Louco e eles obtiveram muitas informações dele. No entanto, não fizeram nenhuma conexão como Leonard para juntar tudo.

Alguns segundos depois, o arcebispo da Igreja da Noite Eterna, Santo Antônio, disse em voz profunda: — … Gehrman Sparrow parece estar em contato próximo com o Cônsul da Morte original de Balam. Esse é um anjo que ainda está ativo na terra.

Isso deu um susto aos Beyonders que não eram semideuses, pois eles instintivamente se sentaram eretos.

Todos sabiam sobre o Almirante Infernal, mas devido às restrições confidenciais, não sabiam que o Cônsul da Morte representava um Anjo Fundamentado.

— … Esse Cônsul da Morte não parece pertencer a nenhuma facção do Episcopado Numinoso, — disse um Beyonder do MI9 hesitante.

Leonard assentiu solenemente.

— Talvez Ele seja membro da organização secreta que usa as cartas de tarô como codinome.

— Carta da Morte!

Houve outra rodada de silêncio. Todos os semideuses tiveram que admitir que isso era possível.

O nível da organização secreta representada pelas cartas de tarô subiu repentinamente, atingindo um nível igual ao da Ordem Aurora.

— Resumindo, Gehrman Sparrow é uma pista. — Leonard respirou fundo e disse lentamente: — Vossas Graças, senhoras e senhores, terminei.

Santo Antônio assentiu levemente e levantou-se. Ele olhou em volta e disse: — Até agora, esta organização secreta que usa cartas de tarô como codinomes ainda não nos atacou. Mostrou um certo nível de simpatia. Agora que a situação de guerra está tensa, temos uma grave falta de mão-de-obra, por isso é difícil tomarmos quaisquer medidas importantes. Portanto, sugiro que façamos o nosso melhor para evitar conflitos com eles e não tentemos erradicá-los por enquanto.

— Claro, temos que fazer o que precisamos fazer. Uma organização secreta com a existência de um Anjo Fundamentado representa perigo. Se não compreendermos ou não obtivermos informações suficientes sobre o assunto, não seremos capazes de reagir a tempo e impedir quaisquer possíveis conspirações.

Horamick e os outros semideuses pensaram por um momento antes de concordar com a cabeça.

Antônio Stevenson olhou em volta, seu olhar pousando no rosto de Leonard.

— Esta investigação será liderada por você. Coordene bem.

— … — Leonard concordou solenemente.

Neste momento, Randall Valentinus, Oficiante Azul Profundo, falou com Leonard impacientemente: — Dê-lhes um nome. Não podemos continuar dizendo ‘organização secreta que usa cartas de tarô como codinome’. É bastante complicado.

— Quais sugestões você tem?

Leonard considerou cuidadosamente antes de dizer: — Clube de Tarô?

— Isso funciona. — Randall se levantou e disse com uma voz estrondosa: — Vamos chamá-la de ‘Clube de Tarô’!

Tarde da noite, no Burgo Imperatriz, na vila da família Hall.

O exclusivo chef de sobremesas, Tim, de repente acordou de seu sonho e olhou para o teto na escuridão.

Ele tinha acabado de sonhar que estava saboreando um sorvete e acabara de comê-lo quando acordou.

Quanto mais ele pensava sobre isso, mais intensos se tornavam seus desejos. No final, superou a sensação de que aquilo era um problema e saiu da cama. Vestindo um roupão grosso, ele saiu do quarto e foi até uma despensa não muito longe dali.

Como um chef de sobremesas ligeiramente famoso nos círculos aristocráticos, Tim recebeu privilégios especiais do Conde Hall. Ele poderia entrar na despensa a qualquer momento e usar os ingredientes daqui para testar suas novas ideias.

Enquanto isso, Tim repetidamente retribuiu a confiança do Conde Hall com sobremesas de alta qualidade.

Claro, ele frequentemente aparecia na despensa devido ao desejo noturno por comida, assim como agora.

Depois de muito trabalho sério e árduo, Tim usou o que sobrou e preparou ingredientes para fazer algumas xícaras de sorvete e comeu metade.

Depois, deu um tapinha na barriga, lavou os talheres e saiu satisfeito da despensa.

Os poucos copos de sorvete restantes foram deixados no canto, como se tivessem sido completamente esquecidos.

No Burgo Cherwood, às margens do rio Tussock, em uma planície rasa e desabitada.

Vestindo uma capa de cor escura, Audrey primeiro usou a Travessia dos Sonhos para chegar perto antes de caminhar a pé.

Ela habilmente configurou o ritual e rezou para o Sr. Louco.

Logo, uma caixa de acessórios prateada e preta incrustada com muitas pedras preciosas atravessou a porta ilusória e pousou na frente de Audrey.

Audrey colocou uma mecha de cabelo loiro atrás da orelha e pegou a Caixa dos Imemoriais, 0-61, sem demora. Ela mirou em algumas pedras e abriu a primeira camada.

Silenciosamente, inúmeras mesas e cadeiras compridas apareceram desordenadamente na área. Vários Beyonders que usaram vários meios para esconder seus rostos apareceram. Um deles era a Fors encapuzada.

Sua pele mudou rapidamente de um brinquedo para a de um humano, e seus olhos começaram a se mover.

Fors, que tinha a Sequência mais alta, recuperou-se mais rapidamente. Olhando em volta, ficou extremamente surpresa ao descobrir que, sem saber, havia saído daquele apartamento à beira do rio.

Além disso, esta mudança foi limitada apenas à sua área geral. A situação ao seu redor não era diferente de antes.

“Onde estou… O que aconteceu…” O olhar de Fors pousou no altar vazio. Depois de ponderar por um segundo, pareceu entender algo quando perguntou surpresa: — Terminou?

— Sim, — respondeu Audrey, que estava usando sua Invisibilidade Psicológica.

“Acabou… Acabou…” Fors continuou com uma pergunta confusa e atordoada.

— Como está o alvo?

— Ele está morto. — Audrey era multitarefa enquanto controlava os outros seis Beyonders. A resposta dela foi muito simples.

“Ele está morto… O Santo dos Segredos Botis morreu… Eu não participei da batalha. Eu não convoquei a projeção do Vazio Histórico de Gehrman Sparrow…” A boca de Fors se abriu ligeiramente enquanto ela sentia como se estivesse sonhando.

Ela só sentiu que ficou apavorada por um segundo e atordoada por um momento, e a missão já havia sido concluída…

Neste momento, ela viu os Beyonders ao redor ganharem vida, mas eles não demonstraram nenhuma surpresa com a mudança no ambiente. Era como se a reunião tivesse acontecido aqui.

Eles destruíram habilmente as cadeiras e mesas compridas e as jogaram no rio Tussock. Depois, saíram um após o outro e voltaram para casa sob a iluminação dos postes de luz.

“… Um manipulador… Que assustador…” Fors pulou de susto e acordou completamente.

— Volte primeiro. — Audrey não teve tempo de explicar. Ela se virou e usou o altar de antes, preparando-se para sacrificar a Caixa dos Imemoriais acima da névoa cinza.

Fors lançou um olhar, mas não perguntou nem disse nada. Ela fez seu corpo ficar transparente enquanto desaparecia de onde estava.

Picture of Olá, eu sou Vento_Leste!

Olá, eu sou Vento_Leste!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥