Selecione o tipo de erro abaixo

Combo do 6º Aniversário da Vulcan – Capítulos → 53/175


Audrey parou de escrever depois que terminou de compartilhar algumas notícias interessantes e escândalos sobre aristocratas. Então adotou uma pose séria ao se lembrar de algo.

Com sua memória excepcional de Espectadora, ela organizou em parágrafos as informações que recebia dos ensinamentos de seu pai, bem como as notícias que ouvia em banquetes e salões.

Depois de criar um rascunho em sua cabeça, Audrey escreveu: “Quanto à situação política em Backlund sobre a qual você perguntou, não é da minha área de interesse. Só posso descrevê-la com base em minhas próprias impressões e nos detalhes que conheço.”

“Algum tempo atrás, papai me disse que, após a abolição da Lei dos Grãos, os preços das safras estavam caindo rapidamente. O aluguel de terras agrícolas e pastagens também estava caindo, mas não sei a magnitude exata. Eu só posso explicar para você com este exemplo.”

“Como você sabe, o Duque Negan é um aristocrata que possui a maior parte das terras fora da família real. Dizem que ele possui mais de 12 milhões de libras em terras agrícolas, pastagens e florestas. No ano passado, sua terra lhe rendeu um aluguel histórico de 1.300.000 libras. Mas este ano, a previsão é que seu aluguel seja de apenas 850.000 libras, um total de 450.000 libras a menos. Isso é mais do que a totalidade dos bens a que tenho direito.”

“Sem qualquer outra explicação minha, tenho certeza de que meu querido irmão entenderá o comportamento da maioria dos nobres antiquados. Eles se orgulham de serem proprietários de terras e sua renda vem principalmente do aluguel. Eles colocam uma grande ênfase em sua aparência e mantêm seu estilo de vida atual, mesmo que tivessem que contrair dívidas. Eles gastam dezenas de milhares de libras na manutenção de seus castelos a cada ano, muitos mais milhares em roupas e joias, bem como em suas persistentes atividades de caça, banquetes sociais e ocasionais casamentos e funerais luxuosos, etc, etc.”

“Com a queda do aluguel, pelo que sei, boa parte dos nobres passou por dificuldades financeiras. Por causa disso, o Conde Wolfe vendeu 84.000 ares de terra no campo e recebeu 29.000 libras em troca. O Visconde Conrad também vendeu sua coleção de arte no valor de 55.000 libras para uma galeria de arte nacional.”

“Além de alguns nobres visionários que há muito mudaram seu foco para as indústrias de aço, carvão, ferrovias, bancos e borracha, o restante dos nobres foi severamente afetado pela Lei dos Grãos. Louvemos nosso querido Conde Hall!”

“Papai me disse que a dificuldade financeira vai afrouxar o controle que os nobres têm sobre a política. Como você pode imaginar, o número de ministros de sangue azul diminuirá a partir do próximo ano.”

“Em uma tentativa de garantir financiamento, o Partido Conservador e o Novo Partido prometeram conferir a qualquer um os títulos de nobreza, desde que doe uma quantia suficiente em dinheiro e não tenha antecedentes criminais. Claro, a ressalva é que a pessoa que doou o dinheiro deve possuir uma quantidade de terra digna de um nobre.”

“Um exemplo é o rico Sr. Syndras. Ele comprou a menor área de terra esperada de um barão, 60.000 ares, então doou 100.000 libras para o Clube Carleton e 400.000 libras para o Partido Conservador, e doações para caridade no valor de 300.000 libras. Finalmente, ele conseguiu receber a concessão de Sua Majestade e tornou-se um barão altamente considerado. Ouvi dizer que há uma tabela de preços para isso, 300.000 libras para se tornar um barão e 700.000 a 1.000.000 libras para um barão hereditário. Não há um preço claro para o título de visconde ou conde, mas tenho certeza de que são suficientemente ridículos.”

“Este ano, muitos nobres que estão enfrentando dificuldades financeiras estão começando a considerar seriamente a possibilidade de casamento com comerciantes ricos. Já houve três casamentos como este nos últimos dois meses. Os presentes de noivado que as nobres mulheres receberam são algo a ser invejado.”

“Além disso, os trabalhadores que protestaram contra a Lei dos Grãos experimentaram uma redução no custo de vida, mas a qualidade de suas vidas não melhorou. Em vez disso, parece ter piorado à medida que os fazendeiros falidos entraram na cidade e roubaram seus empregos, exigindo salários mais baixos. Assim, os salários dos trabalhadores estão caindo rapidamente.”

“Lembro-me do dia em que meu pai me perguntou quem eu achava que era o vencedor da Lei dos Grãos.”

“Meu caro Alfred, você deve saber a resposta. Você definitivamente seria capaz de obter um título de barão hereditário por meio de seus próprios esforços.”

Xio Derecha e Fors Wall estavam voltando para o Burgo do Porto de Backlund depois de receberem a resposta de Audrey.

Xio, com seus cabelos loiros bagunçados, olhava pela janela da carruagem, seus olhos brilhavam como duas bolas de fogo em chamas.

Ela murmurou o termo 450 libras para si mesma repetidamente, como se recitasse um encantamento. Sua força e coragem cresciam cada vez que ela repetia o termo.

— Darkholme não informou o status da investigação hoje. Vamos fazer uma viagem até a casa dele! — Xio virou-se de repente para olhar para Fors.

Darkholme era o líder de uma quadrilha no Burgo Leste de Backlund e tinha controle sobre muitos mendigos e ladrões.

Mesmo parecendo muito amigável com seu rosto gordinho sempre adornado com um sorriso caloroso e amável, Xio sabia que ele era um canalha impiedoso. Certa vez, ele quebrou o braço de um ladrão de treze anos porque o menino havia escondido seu lucro.

A menos que fosse necessário, Xio não estava disposta a encontrar Darkholme, mas Darkholme era uma das poucas pessoas mais familiarizadas com os vagabundos da cidade.

Fors empurrou seu cabelo levemente encaracolado para trás da orelha.

— Desde que não atrase meu almoço.

— Sem problemas! Talvez eu possa convidá-lo para um banquete depois desta semana! — Xio prometeu com complacência.

— Devo agradecer a Deus? — Fors perguntou enquanto ela ria.

Ao contrário de Xio, Fors era uma crente moderada do Deus do Vapor e da Maquinaria.

Enquanto conversavam, as duas mulheres mudaram para outra carruagem pública e chegaram ao Burgo Leste de Backlund e à casa de Darkholme.

Era uma casa geminada localizada em um beco estreito. Havia plantas verdes penduradas nas paredes, o exterior parecia relativamente descuidado.

Xio caminhou até a porta, ergueu a mão direita e bateu em um ritmo único.

A porta destrancada se abriu com um rangido após suas batidas.

A expressão aparentemente confusa de Xio imediatamente se tornou severa, como a de um leão cauteloso.

Ela pegou uma baioneta que carregava consigo e abriu a porta com cuidado. Então lentamente entrou.

Fors também parou de parecer indiferente, tendo pego uma adaga de origem desconhecida.

Elas não sentiram nenhum cheiro peculiar, mas sua rica experiência lhes disse que algo estava errado.

Um passo, dois passos, três passos. Xio e Fors entraram na casa de Darkholme.

Então viram um membro pálido em uma lâmpada de gás, órgãos internos em uma mesa de centro, bem como tiras e tiras de carne espalhadas no chão e penduradas no cabideiro!

Pedaços de ossos foram arrancados e empilhados perto da porta.

E entre os ossos havia uma cabeça, seus olhos sem foco abertos. Não era outro senão Darkholme.

Seu rosto gordinho ainda mantinha o sorriso amável, como se tudo estivesse normal. Além disso, não havia cheiro de sangue na casa.

Como ex-médica clínico antes de se tornar uma autora de best-sellers e Beyonder de Sequência 9, Fors já viu muitas cenas de morte mais repugnantes do que isso. Ela deu um tapinha na tensa Xio, que estava à beira do vômito, enquanto examinava os arredores.

— Qilangos? Contra-Almirante Furacão, Qilangos?

— Ele percebeu que Darkholme estava investigando os vagabundos desaparecidos e o rastreou até sua casa?

— Ou pode-se dizer que Darkholme o rastreou, mas acabou sendo pego?

Xio lutou contra a vontade de vomitar e disse com uma expressão séria: — Ele certamente faz jus ao seu nome como um almirante pirata impiedoso e astuto. A estranheza aqui também se encaixa na descrição de seu histórico.

— Astuto… — Fors ficou subitamente alarmada quando deixou escapar: — Ele poderia estar esperando por perto em uma emboscada contra o cérebro por trás das investigações?

Xio congelou por um momento antes de responder embaraçado: — Isso é muito provável!

Ele era um Sequência 6: Abençoado pelo Vento, um poderoso pirata com um artefato místico, enquanto elas eram apenas duas da Sequência 9!

Este era um confronto extremamente simples e fácil!

Na casa em frente à casa de Darkholme, um homem com um queixo largo único e olhos verdes escuros na casa dos trinta estava parado perto da janela, observando friamente Xio e Fors abrindo a porta e entrando lentamente.

Ele não era outro senão o Contra-Almirante Furacão, Qilangos!

A luva preta em sua mão esquerda estremeceu como se estivesse viva. Uma camada de escamas de ouro opaco apareceu em sua superfície.

Qilangos revelou uma expressão cruel e alegre enquanto seus olhos verdes escuros se tornavam ouro pálido e indiferentes.

No momento em que Fors percebeu isso, ela arrastou Xio para o outro lado e evitou a área do outro lado da porta principal.

Ela então cerrou os dentes brancos perolados e tirou uma pulseira que estava escondida por suas mangas.

Esta pulseira de prata tinha três pedras ásperas verdes escuras que mostravam sinais de queimaduras e eram ásperas e irregulares.

Fors puxou uma das pedras e soltou um rosnado baixo no antigo Hermes, — Portal!

Ela agarrou Xio Derecha com força enquanto a pedra liberava um leve brilho azul.

As figuras das duas mulheres tornaram-se indistintas, quase invisíveis.

Elas viram muitas formas que acharam difíceis de descrever. Havia até objetos transparentes que pareciam não existir. Viram cores diferentes, esplendores lustrosos que pareciam possuir imenso conhecimento. Elas haviam entrado no misterioso mundo espiritual.

Nesse mundo estranho que se destacava da realidade, Fors prosseguiu em uma direção específica enquanto puxava Xio junto.

Segundos depois, saíram de seus estados indistintos e retornaram à realidade —- a Backlund.

Mas não estavam mais na casa de Darkholme, mas chegaram a um cemitério vazio.

Qilangos, que usava sua luva escamosa, apareceu silenciosamente na porta da casa de Darkholme. Ele inspecionou o interior com seu olhar frio.

Ele congelou por um momento, então franziu as sobrancelhas enquanto murmurava para si mesmo: — Viajante?

No cemitério.

— O que vamos fazer a seguir? — Fors ofegou, entendendo sua situação e sentindo uma sensação persistente de medo.

A pulseira era um item místico que ela havia recebido junto com a fórmula para Aprendiz e seus materiais correspondentes durante um encontro fortuito dela. Além de fazer com que ouvisse murmúrios estranhos e fracos durante a lua cheia todos os meses, não representava nenhuma ameaça.

Havia originalmente cinco pedras na pulseira, cada pedra permitindo que ela atravessasse o mundo espiritual, tecnicamente permitindo que se teletransportasse. Mas agora, restavam apenas duas pedras.

Xio acalmou-se e assentiu solenemente.

— Primeiro notifique a Srta. Audrey, depois chamamos a polícia!

Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥