Selecione o tipo de erro abaixo

Fors folheou o calendário em sua mesa e usou uma caneta para marcar a data da próxima lua cheia.

Ela havia decidido que, assim que ouvisse aquele horrível e ilusório delírio, entoaria o nome do O Louco e passaria os dolorosos minutos acima da névoa cinza.

“A vida é realmente cheia de coisas pelas quais esperar…” Ela fechou o romance em suas mãos, pronta para desligar a grade de ferro do lampião a gás que estava embutida na parede.

Naquele momento, um flash apareceu diante dos olhos de Fors. Ela viu a névoa cinza sem limites e uma figura elevada que residia em um majestoso palácio antigo, bem como um homem que estava orando devotamente.

Quando a voz chegou aos seus ouvidos, ela quase deu um pulo, sentindo-se ao mesmo tempo alarmada e alegre.

“A fórmula do Mestre de Truques que eu tenho procurado arduamente por todos esses anos foi encontrada assim?”

“Participei de tantas reuniões diferentes de Beyonder e não consegui encontrar nenhuma pista para a fórmula do Mestre de Truques; ainda assim, foi encontrada assim?”

“E nem uma semana se passou desde que fiz o pedido!”

“E-esse é o Clube de Tarô… Como esperado, não é algo com o qual as reuniões comuns de Beyonders possam se comparar!” Fors suspirou de emoção e suportou sua excitação e alegria quando ela respondeu cautelosamente: — Sr. Louco, essa fórmula é autêntica?

— Sim. — O Louco, que estava sentado na cadeira de espaldar alto e olhando para baixo, respondeu calmamente.

Fors de repente cerrou o punho e secretamente o passou pela cintura duas vezes. Quase sem hesitar, ela perguntou: — Aquele era o Sr. Mundo, certo?

— Por favor, diga a ele que encontrarei o que ele precisa o mais rápido possível.

Quando a névoa cinza se dissipou e tudo acabou, Fors permaneceu atordoada por dois segundos. Ela não conseguiu reprimir sua excitação enquanto se levantava para andar de um lado para o outro em seu quarto.

“O domínio do Sol, itens que são bons para purificação e exorcismo… Eu os encontrei apenas duas vezes no passado. Mas eles foram comprados por outros. Eles podem não estar dispostos a oferecê-los novamente… Sim, na reunião do Sr. A, Xio contratou um devoto do Eterno Sol Ardente para realizar um ritual de purificação e exorcismo. Ele tem pelo menos a Sequência 7 e deve ter os itens relevantes. Ou talvez ele consiga pistas importantes para eles… Só me pergunto quanto vai custar. Embora o Sr. Mundo prometa pagar a diferença, talvez eu não consiga chegar ao valor necessário para o pagamento inicial…” Os pensamentos de Fors gradualmente mudaram para sua situação financeira.

Ela agora tinha 370 libras em dinheiro, ganhas principalmente com o que o Visconde Glaint pagou pela fórmula Boticário. Ela também tinha 510 libras em sua conta bancária, que somavam quase 900 libras.

“Quanto a algo semelhante, pode chegar a 2.000 libras, enquanto o mais barato pode custar de 500 a 600 libras; no entanto, pode não ser necessariamente o tipo de item que o Sr. Mundo precisa… E se eu encontrar um item adequado, mas não tiver dinheiro suficiente? Obter um empréstimo do banco ou um empréstimo de um agiota com uma taxa de juros mais alta? Contanto que tudo corra bem, quando o Sr. Mundo pagar a diferença, minha dívida será facilmente paga… Talvez eu possa pedir emprestado à Srta. Audrey por alguns dias. Ela geralmente nunca se preocupa com dinheiro, então definitivamente não vai pedir nenhum juros…” Fors rapidamente encontrou uma solução.

Só então, Xio, que tinha ido para algum lugar isolado à noite para praticar suas habilidades de combate, voltou para o apartamento alugado de dois quartos. Vendo que as luzes ainda estavam acesas em seu quarto, ela bateu na porta e perguntou: — Você está virando a noite para escrever o começo de seu novo livro?

— Eh, Fors, você parece muito feliz. O editor aumentou suas taxas?

— Não não não. — Fors ficou um pouco surpresa antes que forçasse um sorriso. — Acabei de receber uma informação que se suspeita ser uma pista para a fórmula da poção Mestre de Truques.

— Realmente? Sua espera finalmente valeu a pena! — Xio não percebeu totalmente a estranheza oculta de Fors.

Vendo sua boa amiga tão feliz por ela, Fors não pôde deixar de suspirar para si mesma.

“Já sou membro de uma organização secreta. A partir desse momento, assumi um destino que exige que eu me esconda e minta constantemente para meus amigos…”

“É este o preço — um entre muitos — a ser pago?”

Sábado de manhã. Klein mais uma vez visitou o Inventor Leppard no Burgo St. George.

Como a bicicleta ainda não havia sido patenteada, ele pagou apenas as últimas vinte libras e exortou Leppard a não se apressar em falar sobre investimentos e parcerias subsequentes até que tivesse a patente.

Com relação a isso, Leppard foi muito agradável. Ele já havia sido enganado duas vezes pelo mesmo motivo — antes de obter uma patente, uma vez que os potenciais investidores com quem ele fez contato entenderam completamente seu produto, ele foi chutado para o lado para assistir enquanto o potencial investidor subornou o escritório de patentes e adquiriu a patente primeiro.

Depois de deixar a casa de Leppard, Klein chegou à casa de Isengard Stanton no Burgo Hillston na hora marcada. Era uma casa escura e sombria.

Hoje era o dia em que as recompensas pelo assassino em série seriam entregues!

Caminhando pela sala de estar e entrando na sala de atividades, Klein viu os dois detetives com os quais estava mais familiarizado, Kaslana e Stuart, e sentou-se ao lado do último.

— Sherlock, quanto você acha que vamos conseguir desta vez? Deve ser nada menos do que proteger Adol. Claro, não fiz muito, então o que posso receber será limitado. O imperador Roselle disse certa vez: ‘quanto mais arar e capinar, melhor a colheita.’” Stuart cerrou o punho e levou-o ao queixo barbudo.

Klein adivinhou com interesse.

— A divisão pode chegar a algumas centenas de libras, e mesmo a mais baixa não seria inferior a 10 libras.

“E sou eu quem vai levar a melhor na divisão… Se as palavras de Isengard Stanton fossem tão verossímeis quanto ele havia descrito…” Klein acrescentou com o coração agitado.

Naquele momento, um Isengard de camisa branca e colete marrom, com cabelos brancos nas têmporas e rosto de contornos finos, entrou na sala de atividades carregando seu cachimbo de assinatura. Enquanto a lareira queimava, ele se sentou em uma cadeira reclinável e disse com um sorriso: — Senhoras e senhores.

— Acabei de voltar da delegacia de polícia de Backlund. Eles reconheceram nossa contribuição e acham que fomos fundamentais para desvendar o caso.

— Embora não tenhamos participado da captura subsequente, ainda podemos obter metade da recompensa.

— Em outras palavras, vamos dividir mil libras em dinheiro!

— Isso é considerado uma bela recompensa, mesmo em Backlund. Um único detetive precisa ter despesas zero, sem comer ou beber, e até dormir na rua, por quatro ou cinco anos para acumular essa quantia.

A atmosfera na sala de estar tornou-se imediatamente relaxada. Todos estavam cheios de expectativa sobre a recompensa que receberiam.

Mesmo Klein não foi exceção, pois adivinhou a quantia que Isengard lhe daria.

“Deve ser pelo menos cem libras, certo?” ele sussurrou silenciosamente.

Isengard deu uma baforada em seu cachimbo, estreitou os olhos e disse em tom satisfeito: — Pessoal, obrigado por sua confiança em mim. Agora vou fazer a divisão.

— O maior contribuinte desta vez foi o detetive Sherlock Moriarty. As ideias e a linha de pensamento que ele nos forneceu nos permitiram encontrar mais pistas e nos colocar no caminho certo. Ele é um verdadeiro especialista em dedução!

— Srta. Kaslana pode testemunhar isso. Ainda tenho algumas cartas do detetive Moriarty, e quem tiver dúvidas pode dar uma olhada.

“Isso é muito justo… Na verdade, ele não se listou como o maior contribuinte…” Klein voltou-se para o grande detetive, Isengard Stanton, e o viu sob uma luz diferente.

“Não é de admirar que ele tenha tanta autoridade no círculo de detetives!”

Vendo que não havia objeções, Isengard assentiu e disse: — Declaro que o detetive Sherlock Moriarty receberá 300 libras!

Imediatamente, os detetives na sala de atividades começaram a sussurrar.

De tempos em tempos, eles olhavam para Klein, como se finalmente reconhecessem aquele detetive brilhante que o Sr. Stanton havia elogiado como um especialista em dedução.

“Que homem generoso, um homem justo…” Klein sorriu e finalmente não agiu com modéstia.

Em segundo lugar estavam o próprio Isengard e Kaslana, que receberam 160 libras cada um, enquanto o restante dos detetives dividiu as 380 libras restantes dependendo de suas respectivas contribuições. Mesmo o mais baixo recebeu 15 libras, o equivalente a três ou quatro semanas de seus rendimentos habituais. Este foi o benefício de lidar com um caso importante com uma recompensa alta.

Stuart, que havia recebido quarenta libras, ficou muito satisfeito porque sentiu que havia feito apenas dois dias de observação. Além disso, o sujeito que ele observou acabou não sendo o último suspeito confirmado.

Claro, ele também teve que pagar uma parte das quarenta libras — todos os informantes e ajudantes envolvidos no assunto deveriam ser pagos.

Depois de distribuir a recompensa, Stuart de repente se lembrou de algo. Ele tirou um pedaço de papel do bolso e disse a Klein: — Sherlock, recentemente aceitei uma missão de pessoa desaparecida que rende muito. Tente usar seus recursos e me ajude a prestar atenção nisso. Se a pessoa for encontrada, não esquecerei sua parte.

— Claro, sem problemas, — respondeu Klein com indiferença.

Stuart entregou o pedaço de papel e disse: — É este homem. Ele está desaparecido há quase duas semanas.

— Como está envolvido em alguma conduta imprópria ou pode até beirar o crime, o cliente não deseja que procuremos a ajuda da polícia.

Klein assentiu ligeiramente e desdobrou o papel. Ele viu uma foto em preto e branco feita por litografia.

Era um homem com cabelos penteados para trás de forma inclinada, e havia certa elegância em seu decoro.

Ele tinha cerca de vinte e sete ou vinte e oito anos de idade. Ele tinha uma aparência bonita, mas havia um ar indisfarçável de arrogância entre seus olhos. Seu nariz era alto e seus lábios eram finos.

— Certo, o nome dele é… — Stuart lembrou e disse: — Emlyn White.

“Emlyn White…” Klein de repente virou a cabeça para olhar para Stuart.

— Ah!

“Não é esse o nome do vampiro que está preso no porão pelo padre Utravsky?”

Na mansão do duque Negan, Audrey, que havia sido convidada para um chá, ouvia sua mãe e a duquesa Della conversando sobre questões de nobreza com uma expressão levemente entediada no rosto.

Seus olhos analisaram a prateleira de três camadas, os muffins de estilo único, bolo e outros petiscos deliciosos. Ela sentiu que estava se divertindo muito recentemente, então pegou levemente sua xícara e tomou um gole do chá preto.

Depois de um tempo, levantou-se desculpando-se e, acompanhada pela empregada, foi ao banheiro.

Assim que ela saiu, ela viu uma mulher alta de meia-idade com sobrancelhas finas e uma aparência graciosa.

Era a irmã mais nova da duquesa Della, esposa de um visconde hereditário, Lady Norma.

Depois de trocar as formalidades, Norma olhou para Audrey e disse com uma risada: — Ouvi dizer que nossa linda jovem está muito interessada em misticismo?

“Ela mencionou o misticismo. Será que alguém dos Alquimistas da Psicologia está aqui para me testar?” Audrey instantaneamente entrou em seu estado de telepata. Um pouco envergonhada, ela abaixou a cabeça e respondeu: — Sim.

Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥