Selecione o tipo de erro abaixo

Combo → 39/55


“O quê? Tenho que me investigar novamente?” Klein quase suspeitou que se tratava de um teste deliberado.

“Uma organização que usa cartas de tarô para se representar realmente é interessante, e eu acho que sim, mas não quero me vender… Pois é, a questão do Capim claramente não é tão simples assim. Ele tinha um total de quatro Beyonders protegendo-o, então deve haver uma facção poderosa por trás dele. Qual é a diferença entre investigar este caso e estar envolvido em conflitos da alta sociedade? Bem, isso não é algo que Sherlock Moriarty deveria saber…” Klein revelou uma expressão pensativa e, enquanto avaliava suas opções, disse: — Não é fácil encontrar uma organização misteriosa. Além disso, é muito perigoso.

Talim parecia ter esperado sua resposta e riu.

— Sherlock, você não precisa correr riscos. A intenção da figura importante é que você preste mais atenção e colete as informações relevantes ou rumores. Aqui estão 5 libras em dinheiro, dinheiro para suas atividades. Mesmo que você não receba nenhuma informação valiosa, o dinheiro é seu. E assim que você reunir pistas úteis, ele pagará por pista e reembolsará suas despesas ao longo do processo.

“Tão boas condições? Essa figura importante dedicou muito de sua atenção a esse assunto… Ele tem conexões com as forças por trás do Capim ou deseja encontrar a misteriosa organização que usa cartas de tarô como codinome para ajudá-lo? Reembolsar… Faz muito tempo que não ouço alguém me prometer algo assim… Já que ele já foi tão longe me prometendo tais regalias, pareceria muito suspeito se um detetive particular recusasse a comissão… Além disso, o assunto de me investigar deveria claramente ser deixado para mim…” Klein hesitou por alguns segundos e disse: — Tudo bem. Farei o meu melhor.

Ele não fez cerimônia e aceitou as cinco notas de uma libra que Talim lhe entregou, com a intenção de fornecer uma pista vaga a cada uma ou duas semanas.

“A Ordem Aurora não está procurando pelo Louco? O Louco obviamente faz parte de uma carta de tarô! Espero que essa figura importante persiga esse caminho até o fim e se livre do Sr. A…” Um pensamento começou a se formar na mente de Klein.

Sob a Catedral do Santo Samuel.

O Assegurador da Alma Soest reuniu sua equipe para discutir suas ações subsequentes.

Ele olhou para Leonard Mitchell de cabelos pretos e olhos verdes e perguntou, meio perguntando e meio avaliando: — Se eu fosse deixar esse assunto para você, como planeja investigar os dois casos relacionados ao ritual do tarô? 

Leonard levantou a mão para pentear o cabelo, sorriu e disse: — Primeiro, eu seguiria minha linha de pensamento de antes. Eu faria uma busca reversa pelas pessoas ou organizações que procuram os crentes do Louco. Eles podem saber alguma coisa. Em segundo lugar, eu reinvestigaria os dois primeiros casos e colocaria todas as pessoas envolvidas em uma lista de nomes, independentemente de serem suspeitos ou não! Então, usaria os poderes de um Pesadelo para interrogá-los e eliminá-los1 um a um. O diabo pode estar nos detalhes, escondido na pessoa mais improvável.

Soest soltou uma risada.

— Eu li os dossiês. Esses dois casos envolvem muitas pessoas, cada uma morando em lugares diferentes. Querer reexaminá-las é bastante difícil, e algumas já são Beyonders que estão secretamente ativos sob a superfície. Eles sabem se esconder muito bem e não temos como saber onde estão. Se fôssemos realizar uma investigação de acordo com sua ideia, não precisaríamos de uma equipe pequena. A Igreja teria que injetar pelo menos mais cinco Falcões Noturnos de Sequência 7 ou superior e o pessoal de apoio correspondente.

— O caso pelo qual estamos encarregados é focado no caso da invocação de diabo, — outro Luva Vermelha lembrou a Leonard.

Leonard não parecia zangado quando soltou uma risada suave.

— Eu sei. Estou apenas apresentando meu ponto de vista. Quanto ao uso ou não, ou até que ponto será usado, será decidido pelo capitão Soest.

Ele parou por um momento e revelou uma expressão confusa.

— Não entendo porque os dois casos relacionados aos rituais de tarô não tiveram alta prioridade. O primeiro envolvia a tentativa de descida de um deus maligno, inúmeras vezes mais sério do que uma mera convocação de diabo.

Soest pegou seu café e tomou um gole antes de responder vagarosamente: — Os Falcões Noturnos têm mão de obra limitada. Todos os casos requerem um certo nível de prioridade. Até agora, a organização secreta representada pelas cartas de tarô não expressou nenhuma malícia óbvia em relação a nós. Suas ações, até certo ponto, nos ajudaram. Por exemplo, frustraram a descida do Verdadeiro Criador, além de nos informar que o traficante de seres humanos, Capim, não é uma pessoa simples. Deve haver algum grande segredo por trás do assunto.

Depois de dizer isso, ele sorriu e disse: — Talvez eles possam nos ajudar a descobrir assuntos ainda mais desagradáveis.

— Claro, as investigações necessárias devem ser realizadas. Ninguém pode garantir que uma organização secreta não acabará sendo nossa inimiga no futuro.

— Entendo, capitão Soest. Vamos nos concentrar no caso da invocação do diabo — disse Leonard com seriedade.

Num inverno de Backlund indissociável das lareiras e do nevoeiro, o tempo voou no meio destas sensações frias e cinzentas.

Num piscar de olhos, faltava apenas meio mês para o ano novo.

Klein apagou o carvão da lareira e vestiu uma sobrecasaca trespassada sobre o colete de lã vermelho-escuro.

Quase três semanas atrás, Leppard finalmente recebeu a patente da bicicleta e começou a procurar investidores adequados para uma segunda rodada. O magnata da energia a vapor, Framis Cage, acabou demonstrando algum interesse nisso.

Após várias reuniões, as três partes concordaram em concluir suas negociações finais hoje.

Durante o último mês, Klein levou uma vida monótona. Através de suas investigações, ele lentamente digeriu a poção seguindo estritamente os princípios. Agora, estava aquém de um desempenho relativamente maior que precisava iniciar para digeri-la completamente.

“Se não houver assuntos urgentes, posso evitar correr riscos. Demoraria mais ou menos…” Enquanto sua mente divagava, Klein tirou a meia cartola do cabideiro e alisou as dobras com pincel e lenço, tirando a poeira.

O distintivo deixado por Lanevus indicava uma reunião em 4 de janeiro. Ele não tinha grandes intenções de comparecer.

Durante esse tempo, o Clube de Tarô continuou sendo realizado semanalmente. Klein obteve algumas páginas das primeiras anotações do diário de Roselle, permitindo-lhe testemunhar como ele passou de um fraco, que só sabia sonhar sem agir de verdade, para se tornar um playboy que caçava ativamente.

Além disso, ele não ganhou quase nada. Embora a característica Beyonder do Lobisomem tenha sido entregue ao Enforcado para venda pelo O Mundo, uma venda envolvendo mais de mil libras obviamente não era fácil de fechar. A característica única do Lobisomem de ser amaldiçoado também fez com que muitas partes interessadas se afastassem dele.

No entanto, alguns dias atrás, em uma reunião de tarô, o Enforcado disse ao Mundo que havia contatado um artesão da Igreja do Deus do Vapor, e a outra parte estava claramente interessada.

‘Esperemos que o negócio seja fechado esta semana… Ainda não há pistas sobre a fórmula Abençoado pelo Vento que o Sr. Enforcado deseja…” Klein arrumou seus pertences pessoais, pegou sua bengala, colocou o chapéu e saiu pela porta. A fórmula da poção abençoada pelo vento era uma fórmula da Sequência 6. Não era tão fácil encontrar uma. O Enforcado, Alger, esperou por mais de um mês sem receber boas notícias.

A Justiça Audrey, após passar por um longo período de observação e testes, foi finalmente aceita pelos Alquimistas da Psicologia. Ela relatou ao Sr. Louco que deveria ingressar oficialmente na organização secreta esta semana, esperando ser abençoada com antecedência para evitar que qualquer acidente acontecesse. Para isso, estava preparada para saquear pelo menos dez páginas do diário de Roselle dos Alquimistas da Psicologia para o Sr. Louco sem qualquer compensação.

Quanto ao espécime de dragão no tesouro do duque Negan, ela já havia confirmado que era um caçador de mil faces. No entanto, era puramente uma amostra sem a característica de Beyonder correspondente ou sangue.

As 2.000 libras que ela devia ao adorador do Sr. Louco não seriam pagas até fevereiro ou março do próximo ano. Isso porque, embora ela fosse oficialmente maior de idade no baile de ano novo e pudesse se encarregar de uma parte de sua fortuna, ainda estaria sob a supervisão de seus pais e não poderia gastar à vontade. Além disso, ela ainda estava sem o pagamento final do Visconde Glaint, então precisava de muito tempo para levantar o dinheiro em segredo.

A Mágica Fors, com a ajuda do Enforcado, finalmente obteve o sangue de um Marlin do Mar Profundo. Ela pagou a ele 320 libras, o que reduziu suas economias para 120 libras.

A fim de compensar sua perda e a bolsa estomacal de um Devorador de Espíritos, ela começou a correr furiosamente para escrever seu novo livro, que rapidamente tomou forma. Contava uma história sobre aventura, amor, viagens, tempestades, piratas e muitos outros elementos fundidos em um todo.

A correspondência entre ela e Dorian Gray nunca parou, e a outra parte anunciou recentemente que viria a Backlund para prestar homenagem a Aulisa, Laubero e Lawrence.

O Sol Derrick, que estava agindo normalmente conforme sugerido pelo Enforcado, continuou suas patrulhas diárias, acumulou pontos de mérito e não tentou nenhum ritual.

Em cada Reunião de Tarô, ele habilmente fingia estar dormindo e não revelou nenhum problema por enquanto. Normalmente, ocasionalmente tirava uma soneca para evitar que quaisquer regularidades fossem detectadas que o colocassem sob suspeita.

Segundo ele, a Pastora Anciã Lovia não saiu do fundo da torre sete dias depois e ainda estava trancada lá por razões desconhecidas.

Com o Sr. A da Aurora Order procurando pelos seguidores e adoradores do Louco, eles não conseguiram receber nenhuma pista valiosa com a tentativa deliberada de Klein de manter um perfil baixo. E os Beyonders, que conheciam o nome honroso do O Louco, todos entenderam que nunca deveriam recitar tais palavras descuidadamente. A menos que estivessem em apuros e definitivamente não tivessem coragem de rezar para uma existência que se suspeitava ser um deus maligno.

“Emlyn mencionou da última vez que tinha algumas pistas para os ingredientes correspondentes e que poderia confirmar em breve, mas o problema é que estou sem dinheiro agora…” Com um grunhido silencioso, Klein pegou sua bengala e caminhou para a casa do advogado Jurgen.

Quando a campainha tocou, ele tomou a iniciativa e instintivamente deu dois passos para trás.

Não muito tempo depois, a porta se abriu e a velha Sra. Doris alegremente abriu os braços para dar um abraço caloroso em Klein.

— Oh, o médico que você apresentou da última vez foi maravilhoso! Meu corpo não é tão saudável há quase dez anos! — Doris, vendo que o detetive estava distante, só conseguiu cruzar os braços e expressar em palavras sua alegria e seus sentimentos.

Klein disse em tom divertido e exasperado: — Sra. Doris, você já me disse isso pela nona vez.

Ele viu Brody, o gato preto, sentado em cima do cabideiro. Embora parecesse precário, ele conseguiu manter o equilíbrio.

“Eu também posso fazer isso…” Klein fez uma autoavaliação.

— É mesmo? — A velha Sra. Doris perguntou, perplexa.

Ela imediatamente jogou a pergunta para o fundo de sua mente e disse com um sorriso: — Você está aqui por Jurgen?

Klein imediatamente revelou um sorriso.

— Sim.

Assuntos envolvendo negociações precisavam da ajuda de um advogado profissional.

  1. no sentido de nao ser mais suspeito[]
Picture of Olá, eu sou Vento_Leste!

Olá, eu sou Vento_Leste!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥