Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 13/115


Dentro da cabine do capitão1, Cattleya levantou-se lentamente do chão e caminhou em silêncio até o espelho de corpo inteiro ao lado da estante.

No espelho, a pele do rosto dela era clara e lisa, sem uma única rachadura. Suas orelhas eram pequenas e normais, sem mostrar sinais de expansão. Seus profundos olhos roxos estavam calmos, como se nada tivesse acontecido.

No entanto, ela podia ver mais com seus olhos que carregavam uma sensação de mistério.

Escondidos sob sua pele estavam carne e sangue semelhantes a olhos que não haviam se dissolvido completamente; em seu Corpo da Alma2, cuja dor e loucura se dispersavam rapidamente; inúmeros objetos ilusórios com formas inefáveis ​​que perambulavam; marinheiros que estavam limpando o convés a vários quartos de distância…

Tudo num raio de algumas dezenas de metros foi revelado a ela de uma maneira desobstruída, mas extraordinariamente caótica.

Desde o dia em que ela se tornou uma Sequência 5: Mestra das Constelações, seus poderes de Espreitadora de Mistérios foram bastante aprimorados. Ela podia ver vagamente que havia cortinas grossas ao seu redor que pareciam sombras, e por trás das cortinas, algo parecia estar observando ela e todos os seres vivos.

“Não há vestígios de influência do Sr. Louco, o que por sua vez explica muitas coisas… Ele, não, Ele foi capaz de puxar diretamente meu Corpo da Alma para aquele espaço misterioso com um poder estranho, tirânico e secreto. Não é algo que um cetro de semideus possa se comparar… Embora Ele estivesse vestido com roupas contemporâneas, isso não significa nada. Para uma existência neste nível, é muito fácil para diferentes pessoas verem Ele em diferentes formas, e Sua verdadeira aparência provavelmente faria com que cada pessoa que o visse diretamente perdesse o controle e morresse…” Cattleya se olhou no espelho, pensando silenciosamente sobre o que acabara de acontecer.

Era inevitável que ela tivesse algumas previsões sobre a identidade do Sr. Louco, mas isso era apenas uma suposição sem qualquer evidência.

“O fato de Ele estar de fraque não significa que seja muito jovem ou que tenha nascido recentemente. Talvez, Sua essência seja antiga, ainda mais antiga que os sete deuses. O conhecimento que está me perseguindo me diz que antes do Cataclismo, havia de fato deuses mais antigos, e Ele pode ser um deles,” Cattleya pensou antes de se afastar do espelho de corpo inteiro e caminhar de volta para o lugar onde ela lutou com dor. Ela pegou os óculos que haviam caído para o lado.

Colocou os óculos grossos no nariz, escondendo os olhos roxos profundos. Tudo o que não aparecia sob a visão de uma pessoa normal desapareceu rapidamente de sua vista.

Cattleya ficou ali, pensando novamente sobre a influência que o Sr. Louco e o chamado Clube de Tarô teriam sobre ela.

Inconscientemente, uma figura alta surgiu em sua mente. As palavras que ela nunca esqueceria ecoaram mais uma vez em seus ouvidos.

— Saia. Seu destino não está comigo.

“É este o meu destino, Majestade?” Ela fechou os olhos.

No antigo e majestoso palácio acima da névoa cinza.

Os dedos de Klein bateram na borda da mesa longa e manchada enquanto ele fazia todas as cartas de tarô desaparecerem.

Ele estava pensando sobre quais seriam os desenvolvimentos subsequentes depois que a Almirante das Estrelas se juntasse ao Clube do Tarô.

“Se não houver outro caminho, e se eu realmente precisar desviar de uma rota marítima segura e entrar no mar que já foi um campo de batalha dos deuses, em busca de sereias, tendo A Eremita3, que tem medo do Louco, sob meu controle é melhor do que cooperar com a Contra-Almirante Iceberg Edwina. Usar o navio dela seria muito mais seguro… Sim, o Sr. Enforcado será uma escolha alternativa.”

“A Almirante das Estrelas é membro da Ordem Ascética de Moisés. Ela possui muito conhecimento e é muito útil para o Clube de Tarô, mas é um risco latente para mim. A imagem do Sr. Louco é construída sobre o fundamento de ser insondável… No futuro, terei que ser mais cuidadoso. Não devo responder coisas das quais não tenho certeza. Em assuntos sobre os quais não tenho confiança, prefiro ser vago e lidar com os assuntos como um charlatão. É claro que, para resolver totalmente esse problema, eu deveria me aprimorar rapidamente e me tornar um Beyonder de Alta Sequência. Minha força precisa corresponder ao meu nível e meus padrões precisam corresponder a esse patamar.”

“Com tal potência de Sequência 5 com muitos subordinados sob seu comando, a força geral do Clube de Tarô não é considerada baixa.”

“Depois de obter o Cetro do Deus do Mar, não preciso me preocupar se os membros do Clube de Tarô serão muito fortes, com problemas surgindo facilmente.”

“Espero que chegue o dia em que esta membro da Ordem Ascética de Moisés, Almirante das Estrelas, possa desempenhar um papel importante na minha vingança contra o Sábio Oculto.”

Klein exalou enquanto desaparecia acima da névoa cinza.

Backlund. Abaixo da Catedral do Santo Samuel.

Um Falcão Noturno de luvas vermelhas entrou no escritório temporário designado a eles, com um telégrafo na mão.

— Capitão, algo aconteceu no Porto Enmat, — disse ele ao Assegurador da Alma Soest com algum entusiasmo.

Soest tocou o lado direito do cabelo e perguntou: — O que aconteceu?

— Há um novo desenvolvimento do O Louco, aquele que a Ordem Aurora está procurando. — O membro que segurava o telégrafo entregou o pedaço de papel.

Sua resposta imediatamente atraiu a atenção de vários Luvas Vermelhas presentes, incluindo o homem de cabelos pretos e olhos verdes que tirava uma soneca à tarde com a cadeira levantada e os pés sobre a mesa. Ele havia coberto o rosto com o chapéu.

Soest assumiu o controle do telégrafo e o examinou antes de rir imediatamente.

— Alguém mentiu alegando ser seu Adorador na tentativa de enganar os outros, mas depois de recitar seu nome, ele foi morto no local por um raio.

— Realmente existe uma existência oculta conhecida como O Louco…

Os arquivos relativos ao ritual do Tarô e ao Louco foram entregues à equipe Luvas Vermelhas de Soest. Eles estavam encarregados das investigações, mas não havia pistas e não deram muita ênfase porque tinham outras missões em mãos.

— O Louco tem poderes no domínio do relâmpago? — Leonard Mitchell tirou o chapéu preto do rosto.

— Quem sabe? Se ele for a personificação de algum velho amigo nosso, é possível fazer algo semelhante preparando um item místico correspondente. Não é sem precedentes. Isto é especialmente verdade para os deuses falsos no Continente Sul e nas ilhas coloniais. Santo Senhor das Tempestades, esses trapaceiros afirmam que O Louco é outra manifestação do Senhor das Tempestades. Também pode ser por isso que ele foi morto. — Soest jogou o telégrafo de lado sem pressa.

Leonard olhou para ele, abaixou os pés, virou-se e riu.

— Não vamos realizar algumas investigações?

— Como? Você vai fingir ignorância e recitar seu nome honroso? — Soest zombou.

“Isso tem uma grande probabilidade de pegar no rabo do Louco, mas basicamente estarei me despedindo deste mundo. Minha digestão da poção Pesadelo está indo muito bem e acabei de receber outro item bom. Ainda há muitas sequências à frente que estão esperando por mim. Como posso entrar num sono eterno tão cedo?” Leonard acariciou os fios de cabelo caídos e disse: — Podemos fazer com que alguns criminosos no corredor da morte tentem?

— Mas ele poderia facilmente não responder. — Soest balançou a cabeça.

— Podemos partir dos dois casos que envolveram os rituais do tarô. Estou cada vez mais convencido de que tem algo a ver com O Louco. Em primeiro lugar, O Louco é uma das cartas do tarô dos Arcanos Maiores. Em segundo lugar, a organização que procura ou reprime seus adoradores é a Ordem Aurora. E o primeiro caso que envolveu o ritual do tarô é o caso Lanevus. Como tal, a tentativa da Ordem Aurora de permitir a descida do Verdadeiro Criador foi frustrada. Leonard puxou o colete preto e levantou-se.

Soest pensou seriamente e disse: — As pistas dos outros casos também foram cortadas. Por enquanto, não temos mais nada a fazer. Você pode tentar investigar os dois casos de rituais de tarô.

— Claro. — Leonard sorriu de volta.

Isso era exatamente o que ele queria. Com um caso que ninguém se importava em lhe entregar, ele ganhou um certo tempo para agir livremente.

Às 14h50, Fors voltou das ruas frias para sua residência tremendo.

Não que quisesse sair naquele tempo úmido e frio, mas sim porque ela estava sem comida em casa. Quanto a Xio, ela foi até o Porto Pritz para capturar um fugitivo e receber a recompensa. Não se sabia quando ela poderia voltar para casa.

“Ela está sempre perseguindo e capturando fugitivos instintivamente. Pode-se dizer que ela tem atuando de alguma forma…” Segurando o grande saco de papel pardo nos braços, ela habitualmente pescava as chaves para abrir a caixa de correio e retirar as cartas e contas.

Ela entrou em casa, guardou a comida e tirou o casaco grosso que grudava firmemente em seu corpo. Fors começou a examinar as cartas.

De repente, seus olhos brilharam. Havia uma carta do professor dela, Dorian Gray.

Depois que ela avançou para Mestra de Truques, a primeira coisa que fez foi escrever sobre isso em sua carta e enviá-la para Dorian Gray, na esperança de receber elogios de seu professor e orientação subsequente. No entanto, dias se passaram sem que recebesse uma resposta. Por um momento, ela se perguntou se deveria visitar Porto Pritz por preocupação.

Fors abriu rapidamente o envelope e começou a lê-lo.

“… me desculpe por só ter respondido agora. Anteriormente, deixei Porto Pritz por algum tempo para o funeral de um parente.”

“… Seu talento me deixa satisfeito. Talvez as histórias escondidas em seu coração tenham ajudado você a atuar. Depois de digerir a poção Mestre de Truques, fornecerei a fórmula da Sequência 7: Astrólogo e alguns ingredientes, além de um presente…”

“… O ponto crucial quando se trata de atuar como um Mestre de Truques está em encenar e enganar. A enganação também pode ser substituída por fraudar. Isso foi verificado por gerações de Beyonders… Você pode levar em consideração outros caminhos como Trapaceiro e Mágico. O significado por trás de seus nomes é, em certo sentido, semelhante…”

Fors soltou um suspiro de alívio, olhou para o relógio de parede e correu de volta para o quarto antes de trancar a porta atrás de si.

A Reunião de Tarô semanal estava começando.

Não muito tempo depois, uma luz carmesim inundou seus olhos, afogando tudo.

No antigo e misterioso palácio, quando Fors estava prestes a olhar para o Sr. Louco, de repente viu uma figura ao lado dela.

“Esse assento sempre esteve vazio!”

“Um novo membro? Uma mulher? A Mágica Fors moveu ligeiramente os olhos, fingindo não se importar enquanto virava o corpo.

“Outro novo membro? E é uma mulher…” A Srta. Justiça estava prestes a se levantar e cumprimentar o Sr. Louco quando viu uma figura desconhecida.

Embora se sentisse confusa e expectante, ela descobriu um problema. As mulheres ficavam de um lado da mesa, enquanto os homens ficavam do outro lado.

“Isto deve ser dividido de acordo com as intenções do Sr. Louco. Eu me pergunto se há algum significado simbólico por trás disso… Sim, as mulheres estão à esquerda e os homens estão à direita. Não ser nem de esquerda, nem de direita é o que define um deus como o Sr. Louco. Ah, sim, também tem o Sr. Mundo… Heh heh, será que ele não é nem homem, nem mulher, nem mesmo humano? Audrey, você está pensando demais…” A Justiça levantou-se e fez uma reverência, falando com um tom leve e enérgico.

— Boa tarde, Sr. Louco ~

  1. mesmo que seja mulher, essa cabine tem um nome proprio[]
  2. pra quem nao lembra, tem corpo espiritual e da alma, o corpo da alma é como se fosse o nucleo do espiritual[]
  3. agora, pq se refere a ela, ficará feminino[]
Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥