Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 33/115


“A Igreja das Tempestades finalmente tomou medidas no Porto Bansy?” Klein cerrou o punho e levou-o à boca antes de tossir. Ele perguntou calmamente, sem qualquer escrúpulo: — O que aconteceu?

Elland não notou nenhuma reação anormal de Gehrman Sparrow. Ele retraiu o olhar e examinou a área.

— Não sei o que exatamente aconteceu. Só sei que pode ter envolvido os altos escalões da Igreja das Tempestades.

— E por um período antes disso, todas as rotas que levam ao Porto Bansy foram canceladas. Isso pode ter sido um suposto presságio.

“Envolveu os altos escalões da Igreja das Tempestades? Não, deveriam ser as forças de elite. Suspeito que o pontífice da Igreja das Tempestades tenha agido pessoalmente. Ele pode até ter usado um Artefato Selado de Grau 0. Afinal, ele pode estar enfrentando um Rei dos Anjos, um que é ainda mais antigo que a Quarta Época, bem como Seus descendentes…” Klein assentiu e perguntou calmamente: — Qual foi o resultado?

Ele não ficou nem um pouco surpreso que a Igreja das Tempestades só tivesse agido no Porto Bansy nos últimos dias. Embora os Punidores Mandatários fossem conhecidos por serem imprudentes e irascíveis, ainda havia um protocolo que precisava ser seguido para assuntos sérios como esse. Por exemplo, precisavam fazer uma confirmação, evacuar uma parte dos residentes inocentes ou isolar o mar circundante. Tudo isso precisava de tempo.

Elland não conseguiu ler as verdadeiras emoções de Gehrman Sparrow enquanto suspirava com um sorriso.

— Não haverá um Porto Bansy por um longo período de tempo.

“… Como esperado da Igreja das Tempestades…” Klein secretamente estalou a língua, sentindo-se ainda mais curioso sobre o processo detalhado.

Ele queria saber se o Anjo Vermelho Medici havia aparecido e se Ele realmente estava dormindo perto do Porto Bansy. Ele queria saber se Ele havia sido exterminado pela Igreja das Tempestades e queria saber o que aconteceria com os nativos de Porto Bansy. Ele queria saber o que significava para eles falarem de maneira tão específica e que segredos estavam escondidos no Restaurante do Limão Verde e na agência telegráfica.

Infelizmente, com a destruição do Porto Bansy, foi difícil para ele obter respostas reais.

Talvez o registro interno da Igreja das Tempestades os mencionasse, mas Klein não tinha como obtê-los. Com a posição do Enforcado, não havia como ele obter acesso a tais informações confidenciais.

“Terei que transformar o Sr. Enforcado em um semideus de Alta Sequência antes de poder saber as respostas às minhas perguntas…” Klein suspirou silenciosamente e disse sem mudar de expressão: — Esse lugar é realmente muito perigoso…

Antes de terminar a frase, sua garganta coçou enquanto ele tossia violentamente.

— Você ficou doente? — Elland perguntou, intrigado.

Ele originalmente imaginou que Gehrman Sparrow era como ele, um Beyonder cujo físico havia sido consideravelmente melhorado. Era improvável que Beyonders como eles adoecessem antes de ficarem fracos com a idade. Mas pelo que parece, seu palpite anterior pode estar errado.

Klein respondeu concisamente, sem dar uma explicação.

“Uma questão sem valor ou significado… Seria estranho se ele não estivesse doente depois de uma intensa batalha com a Donzela da Peste…” Danitz resmungou com desprezo ao lado.

Elland riu e disse: — Posso recomendar um Boticário que é melhor do que um hospital ou clínica.

— Esse é a sua classe Beyonder. Ele tem uma pequena loja de ervas no beco na diagonal do Teatro Vermelho. Heh, ele é conhecido por vender acessórios masculinos, mas não é nisso que ele é melhor.

“Todo Boticário desenvolve medicamentos? Isso mesmo. É absolutamente um dos negócios baseados em medicamentos mais lucrativos. Só é estranho não fazer isso se eles são capazes de fazer isso…” Klein assentiu levemente em resposta.

— Por que não ouvi falar dele? — Danitz perguntou, surpreso.

— Ele só veio para Bayam nos últimos meses. Quando foi sua última visita aqui na Cidade da Generosidade? — Elland perguntou com uma risada.

“Quando peguei seu barco de baixa qualidade…” Danitz respondeu silenciosamente em sua mente.

Ele se lembrou cuidadosamente e descobriu que nos últimos meses, além desse período, havia passado por Bayam uma vez durante os primeiros dias de suas férias. Outras vezes, ele estava à deriva no mar em busca de tesouros. Caso contrário, estava em outros lugares ou portos se divertindo, então era verdade que ele não estava ciente de nenhuma pequena mudança na Cidade da Generosidade.

— Já passei alguns dias em Bayam. Já estive várias vezes no Teatro Vermelho, mas não ouvi nada sobre esse Boticário! Isso só pode servir para implicar que seus medicamentos para aumentar a masculinidade têm efeito limitado! — Danitz se gabou ao dizer teimosamente.

Elland sorriu e não debateu com o grande pirata. Em vez disso, ele disse a Gehrman Sparrow: — Se for apenas uma doença comum, o Boticário cobrará apenas um pequeno preço.

— E para você, não importa se é caro. O mais importante é recuperar a saúde o mais rápido possível. Nenhum aventureiro deseja ficar doente. Isso implica perigo e que você pode se tornar alvo de outra pessoa. Implica o risco aumentado de perder o controle.

“Na verdade, manter um bom estado é uma questão bastante importante para os Beyonders. Porém, o preço ainda é muito importante, certo? Se aquele Boticário cobrasse 1.000 libras, então eu poderia muito bem comprar remédios no hospital. Ou posso descrever a situação da minha doença e pedir àquele vampiro, Emlyn White, que me faça um remédio! Embora eu já tenha economizado 6.000 libras e tenha várias características de Beyonder, ainda preciso considerar isso. Ainda quero adicionar um item místico com poder ofensivo letal e buscar pistas para a fórmula da poção de Alta Sequência…” Klein murmurou interiormente.

Era impossível definir um preço para fórmulas de poções de Alta Sequência neste mundo misterioso. Portanto, Klein só pensou em comprar as pistas relevantes.

Depois que Elland saiu, Klein pegou as 700 libras e deu a Danitz 200 libras.

Usando o chapéu e segurando a bengala, ele tossiu e enxugou o muco antes de sair pela porta, preparando-se para pegar uma carruagem até as proximidades do Teatro Vermelho.

Danitz ficou muito curioso sobre o remédio do Boticário. Ele colou dois bigodes no rosto, colocou um boné e o seguiu. Com a orientação de Klein, ele já sabia que usar lenço para esconder o rosto era um ato que atraia fortemente a atenção em Bayam. Ele seguiu o conselho de comprar alguns bigodes falsos.

No beco diagonal ao Teatro Vermelho, no momento em que Klein entrou, viu um homem saindo furtivamente de uma loja de ervas sem nome. No momento em que o homem viu alguém, ele abaixou a cabeça apressadamente e saiu correndo.

“Não se preocupe. Não vamos adivinhar que remédio você está comprando…” Klein tossiu duas vezes novamente, acelerou o passo e entrou na loja de ervas escuras.

Ele examinou a área e ficou surpreso porque o chefe era alguém que ele conhecia.

O chefe usava uma túnica preta que lembrava um feiticeiro de aldeia. Ele tinha trinta e poucos anos, cabelos pretos e olhos castanhos. Seu rosto era redondo e seu corpo rechonchudo. Não era outro senão o Boticário gordinho que muitas vezes gostava de usar sarcasmo na reunião realizada pelo Velho Senhor Olho da Sabedoria em Backlund. Klein certa vez o reconheceu em um circo.

“Ele parou de aparecer na reunião de Beyonders do Velho Senhor Olho da Sabedoria porque saiu de Backlund…” Klein tossiu e deu dois passos à frente.

— Faça um remédio para mim.

No ombro do Boticário gordinho havia uma coruja de olhos redondos. O homem e o pássaro olharam ao mesmo tempo para Klein.

Após um breve exame, o gordinho Boticário revelou um sorriso caloroso.

— Amigo, está frio lá fora. Não faça essas coisas abertamente, embora seja verdade que pode ser bastante emocionante.

“Que diabos…” Klein ficou perplexo antes de entender o que queria dizer.

“Ao enfrentar Tracy, fui influenciado por seus poderes de prazer. O sangue fluiu para minhas regiões inferiores e meus desejos ondularam. Isso resultou no esvaziamento do meu corpo, tornando mais rápido e fácil o ataque da doença. Ao escapar, o mar gelado estava bom, já que eu tinha feitiços sagrados me protegendo. Mas o vento no caminho de volta estava bastante frio. Isso piorou minha doença. Concluindo, isso não parece ficar doente por ter prazer ao ar livre? Como esperado de um Boticário; ele tem olhos penetrantes…” Klein manteve uma expressão composta e apenas olhou para ele sem responder. Tudo o que ele fez foi esperar que ele preparasse o remédio.

Danitz virou a cabeça para olhar a loja de ervas enquanto segurava o riso com grande dificuldade.

“Que Boticário de merda é esse? Ele nem consegue distinguir as doenças liberadas pela Donzela da Peste!” ele pensou com alegria.

Como o Boticário gordinho não obteve resposta, ele abriu alguns armários, tirou algumas ervas comuns ou estranhas e carapaças de insetos, enfiou-as em um saco de papel e entregou-o.

— Coloque tudo na água e cozinhe por meia hora. Beba o líquido que sobrar.

— 4 solis.

“É um pouco caro…”  Klein olhou para Danitz.

Este último retirou imediatamente o dinheiro.

Enquanto o Boticário gordinho coletava o dinheiro, ele se curvou e reprimiu a voz para dizer com uma risada: — Tenho um remédio que pode fazer você se destacar nessa área. Do tipo que tem pó de múmia adicionado. O que acha? Garanto que você ficará satisfeito.

— Eu sei que você pode ser muito forte, mas os homens sempre procuram ser mais fortes.

“Primeiramente, preciso ter uma namorada…” Klein balançou a cabeça friamente e rejeitou a recomendação do Boticário gordinho.

O Boticário gordinho endireitou as costas, desapontado.

Ele virou o olhar e avaliou os dois antes de perguntar: — Vocês dois são aventureiros?

— Sim, — Klein respondeu simplesmente.

O Boticário gordinho esfregou as mãos e disse: — Tenho um pedido, mas vocês só serão pagos depois de concluí-lo.

— Qual é o tamanho da recompensa? — Klein beliscou o nariz.

— 100 libras! — O Boticário gordinho gritou enquanto seu coração doía por causa do dinheiro. — Ajude-me a encontrar alguém. Seu nome é Roy King. Ele é meu professor. Ele me fez encontrá-lo aqui, mas não o vi depois de esperar meses. E não tenho como contatá-lo.

— Existe um retrato… Coff! Ou uma fotografia? — Klein perguntou.

O Boticário gordinho tirou uma fotografia de uma bolsa secreta na cintura e entregou-a.

Era de um homem relativamente jovem. Seu cabelo estava bem penteado para trás e ele usava óculos. Parecia muito cavalheiresco.

— Seu professor? — Klein perguntou.

“Eu posso acreditar se você for o professor…”

O Boticário gordinho tossiu secamente e disse: — Ele tem pelo menos sessenta anos, mas parece jovem.

“Um poder de Beyonder ou um item místico?” Klein assentiu pensativo e começou a perguntar sobre os detalhes.

Após confirmar que não havia nenhum item que pudesse usar para adivinhar, ele pegou a sacola de papel e saiu da loja.

Depois que ele desapareceu do beco, a coruja parada no ombro do Boticário rechonchudo disse de repente: — Darkwill, esse cara pode conhecer você.

Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥