Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 02/50


“Item estranho?” Klein imediatamente sentiu uma dor de cabeça, mas perguntou com uma expressão imperturbável: — O que é?

— Peixes com dedos humanos crescendo neles! — Sem esperar pela resposta de Gehrman Sparrow, Frank correu para o refeitório. Em pouco tempo, correu de volta e segurou um estranho peixe preto-azulado na mão.

O peixe tinha comprimento normal. No espaço onde estavam seus olhos, tinha um rosto parecido com o de um humano. Sua barriga havia sido dissecada e três dedos ensanguentados podiam ser vistos dentro dela.

— Não foi inserido por mim. Originalmente era assim! Olhe para seus dentes. É muito improvável existir algo assim, então só pode ser o caso da mutação dos dedos! Claro, atualmente não consigo determinar o que os dedos farão com seu corpo. — Frank explicou apressadamente seu julgamento.

Klein olhou para o peixe e disse, depois de pensar um pouco: — Também pode ter sido colocado dentro por alguém.

— … Faz sentido. Então não é o peixe mais estranho. — Frank ficou surpreso por um segundo, parecendo um tanto desapontado. — Os dedos são considerados de carne e osso. Vou perguntar ao Heath. Ele é um especialista nesses assuntos.

Enquanto falava, examinou a área e encontrou Heath Doyle, encolhido em um canto, comendo.

Frank rapidamente se aproximou e colocou o peixe preto-azulado diante dele.

Heath Doyle estendeu as mãos e encostou o rosto no peixe.

Ao ver esta cena, Frank teve a sensação desconcertante de que algo estava errado.

Ele logo reagiu e riu.

— Não, isso não é comida para você. Você comeu peixe todo esse tempo a ponto de até seu corpo cheirar a peixe.

— O que eu quis dizer foi perguntar se você conhece os dedos dentro do estômago do peixe? Você consegue encontrar seu dono original?

Heath Doyle interrompeu suas ações e estudou-o cuidadosamente por alguns segundos.

— Eles pertencem a um Bispo Vermelho, pelo menos a um Bispo Vermelho.

Ele tirou os três dedos ensanguentados e os juntou.

Depois de um breve momento, os dedos derreteram como cera, transformando-se em uma poça pegajosa de carne e sangue.

A carne e o sangue se contorceram enquanto desenhavam uma palavra em vermelho sangue: “Socorro!”

“Dedos de uma Bispo Vermelho… Socorro…” Ao ver essa cena, Klein instantaneamente fez algumas conexões.

Ele lembrou do Santo das Trevas e Leomaster do mundo dos sonhos!

“Este santo da Ordem Aurora estava em uma ruína particular e foi afetado pelos poderes remanescentes de um anjo ou divindade do caminho do Espectador, fazendo com que ele se dissociasse e se transformasse em um personagem gentil. Isso resultou em ele ficar preso lá.”

“Seu lado bom e mau lutavam constantemente, muitas vezes colidindo no nível psíquico. A persona principal, que era mais inclinada para as trevas, gradualmente levou a vantagem à medida que a boa personalidade se escondia em todo o mundo mental em busca de ajuda.”

“Portanto, esta é uma tentativa do lado bom de Leomaster de pedir ajuda? Como um santo da Ordem Aurora, ele poderia muito bem ter avançado de um Pastor, então não é nada estranho ter os poderes Beyonder de um Bispo Vermelho…” Klein assentiu pensativo, acreditando que seu julgamento provavelmente estava próximo da verdade.

— Ajuda? Como? — Frank Lee virou a cabeça para Gehrman Sparrow com um olhar vazio.

“Você deveria perguntar à sua capitã, não a mim…” Klein balançou a cabeça.

— Você não precisa se preocupar.

— Há muitas esquisitices nessas águas.

A razão para dar essa opinião foi que, a partir do sonho, a personalidade principal de Leomaster detinha a vantagem absoluta. Para realmente resgatá-lo, ele precisava fazer preparativos para lidar com um semideus. Embora o lado bom definitivamente interferisse nisso, tudo o que podia fazer era diminuir a força do Santo das Trevas até certo ponto. No entanto, ainda permaneceria um semideus.

É claro que, com a Rainha Misteriosa a bordo do Futuro, não era impossível fazer qualquer tentativa real. Mas se Leomaster fosse resgatado tão facilmente e o tornasse um Santo das Trevas completamente bom, Klein acreditava que a rainha já o teria feito há muito tempo. A razão pela qual ela não agiu foi porque não era realista.

“Por exemplo, o local onde Leomaster está faz com que o espírito se dissocie, tanto que a Rainha Misteriosa nem ousa desafiá-lo… O sonho de Leomaster foi apenas parcialmente restaurado. Quase me fez enfrentar uma situação com a qual não conseguia lidar. Finalmente, resolvi o problema rapidamente com o Cetro do Deus do Mar. Se eu o conhecesse no mundo real, sofreria realmente uma dissociação de personalidade, me tornando membro de um asilo. Eu teria que encontrar uma maneira de pegar emprestada a Vela do Terror Mental do Padre Utravsky para ter uma chance de vitória… Heh heh. Também posso fazer com que a Senhorita Justiça me trate, mas ela ainda está fraca no momento…” Klein relembrou o passado enquanto brincava interiormente.

— Sim. — Frank Lee confiava muito em Gehrman Sparrow. — Talvez o sujeito que está pedindo ajuda já esteja morto há muito tempo…

Ao dizer isso, seus olhos brilharam de repente enquanto ele olhava para Heath Doyle.

— Você pode apagar a marca mental deixada nesta carne e sangue?

— Sim, — Heath Doyle respondeu sucintamente.

A boca de Frank Lee se abriu pouco a pouco enquanto ele sorria como uma criança de noventa quilos.

— Sempre tive muita curiosidade sobre a estrutura de carne e osso de um Bispo Vermelho.

— Sempre pensei no resultado de usar carne e sangue semelhantes como meio para fusões.

“Um dia, você morrerá em meio a seus experimentos. Felizmente, partirei deste navio em breve…” Klein teve a impressão desconcertante de uma criança malcriada entrando em um arsenal.

Heath Doyle, cujo rosto estava quase translúcido devido à palidez, ficou surpreso por dois segundos antes de dizer sinceramente: — Obrigado.

— Porquê me agradecer? — Frank Lee coçou a cabeça, parecendo completamente confuso.

“Ele provavelmente está agradecendo por ser capaz de conter sua curiosidade e não usar sua carne e sangue como sujeito experimental. Você é um parceiro em quem vale a pena confiar…” Os cantos da boca de Klein se contraíram um pouco na tentativa de interpretar o motivo. Ele percebeu que o primeiro e o segundo imediato do Futuro tinham processos de pensamento bastante estranhos.

Cidade da Tarde. Na catedral meio desabada.

Colin ficou ao lado do orador vestido de branco e perguntou suavemente: — Quem são os reis?

— Qual é a enorme calamidade?

— Quem influenciou Sasrir?

O orador não pareceu ouvi-lo enquanto continuava prostrado no chão. Ele repetiu suas palavras de penitência como se fosse uma gravação ilusória deixada pelo meio ambiente.

“Um espectro, um fantasma ou um espírito maligno?” Derrick olhou naquela direção, sentindo-se um tanto nervoso.

Não vendo resposta do orador, Colin estendeu a mão direita, avançando lentamente sua espada de prata em direção à pessoa.

Porém, apesar da ponta afiada da lâmina atingir a nuca, o orador permaneceu em penitência, como se nada tivesse mudado.

Colin Ilíada retraiu sua espada prateada enquanto examinava a área com símbolos verdes escuros em seus olhos.

Então, caminhou diagonalmente até o altar à frente enquanto olhava para a vela que emitia uma luz amarela.

Após alguns segundos de silêncio, estendeu a mão esquerda e apagou toda a luz das velas.

A estátua desmoronada da divindade no meio do altar de repente escureceu quando o homem prostrado de manto branco finalmente parou sua penitência.

Ele levantou lentamente a cabeça. Seus olhos verdes sombrios e estavam cheio de ódio.

Antes que Derrick, Haim e Josué pudessem reagir a tempo, o devoto orador avançou com uma velocidade extremamente rápida, produzindo uma pós-imagem.

Colin já estava preparado para isso. Ele deu um passo diagonal para frente com o pé direito, virou o corpo até a metade e avançou para trás com a espada de prata na mão esquerda.

Na espada, pontos de luz subiram, formando instantaneamente uma tempestade gigantesca.

A tempestade que se formou puramente por luz inundou os arredores, deixando o orador congelado no ar antes de ser completamente devorado.

A tempestade rapidamente terminou quando Colin olhou para o orador cujo corpo havia sido infundido com a luz do amanhecer. Então, repetiu suas perguntas anteriores novamente.

— Quem são os reis?

— Qual é a enorme calamidade?

— Quem influenciou Sasrir?

O orador, cuja figura já era muito indistinta, respondeu atordoado: — Os Reis são Sasrir, Ouroboros, Medici…

Quando estava prestes a dizer o quarto nome, uma chama transparente o atravessou por dentro!

A chama o engolfou instantaneamente, transformando-o em um gás negro que se espalhava.

“Então os Reis referem-se aos Reis dos Anjos… Qual é o quarto nome? Por que ele se autodestruiu quando estava prestes a dizer? Foi aquele que tentou Sasrir ou outra pessoa?” Derrick estava cheio de perguntas.

Quando o orador morreu, as ruas lá fora e toda a Cidade da Tarde de repente produziram rugidos que pareciam animais selvagens.

Derrick inconscientemente olhou pela janela e viu um rosto gigantesco.

O vidro da janela estava preenchido com um único olho. Em seu rosto havia cabelos pretos curtos e densos.

Tap! Tap! Tap! Outro monstro semelhante saiu correndo de dentro da catedral. Tinha a constituição de um humano comum e dois olhos, mas a superfície de seu corpo era igualmente coberta por pelos pretos curtos que lembravam os de uma fera.

— Uma cidade degenerada que foi completamente corrompida… — Colin suspirou enquanto enfrentava um dos monstros.

Derrick, Haim e Josué também assumiram posições de batalha em uma tentativa de afastar o monstro restante.

O Futuro continuou navegando em paz antes de encontrar mais uma vez uma breve noite.

Depois que Klein entrou no mundo dos sonhos, ele se viu de volta à sua posição original — ao lado da Almirante das Estrelas Cattleya.

Ele estava prestes a olhar para a sombra da Corte do Rei Gigante no lado oposto da montanha para procurar mais pistas possíveis quando de repente ouviu Cattleya perguntar pesadamente enquanto abraçava seus joelhos.

— Você a conheceu?

Klein acenou concisamente, sem esconder a verdade.

Cattleya franziu os lábios e perguntou: — Ela está no navio?

— Sim. — Klein virou a cabeça e olhou para a Almirante das Estrelas enquanto dizia de passagem: — Você tem sentimentos muito profundos por ela.

A expressão de Cattleya não estava tão perdida e atordoada como antes. Mordendo os lábios, ela disse de maneira autodepreciativa: — Isso mesmo.

— Eu estava ao lado dela antes dos três anos. Heh heh. É o que dizem, mas não tenho mais nenhuma lembrança real disso.

— Ela me ensinou e me segurou pela mão enquanto nos aventuremos. Ela me viu crescer. Para mim, ela é minha capitã e minha professora também… assim como minha mãe…

Enquanto Cattleya falava, de repente ficou em silêncio.

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥