Capítulo 122 – Líder da Guilda das Trevas

Capítulo Anterior
Próximo Capítulo

My Dragon System – Volume 3: Torneio da Academia Avrion | Capítulo 122 – Líder da Guilda das Trevas


>> Tradutor: Metal_Oppa / Revisor: Yokobataki <<


 

A arena estava silenciosa após testemunhar o que Morfran tinha acabado de fazer. Os alunos, Sir K e até Mathew. A razão para isso era porque eles tinham acabado de testemunhar um humano utilizar a Magia Relâmpago.

A Magia Relâmpago era uma das habilidades mais raras que existiam. Eles fizeram todos os que a possuíssem no passado, lendas que realizaram grandes feitos, mas até agora ninguém que ainda estava vivo tinha visto alguém lançar Magia Relâmpago. Apenas bestas lendárias tinham o poder de controlar um poder elemental tão poderoso.

O que estava mais confuso de todos era Sir K. Sir K havia trabalhado na Academia quando Morfran ainda era um Ancião aqui. Morfran nem era um mago, ele era um Cavaleiro pouco habilidoso que chegou ao topo usando métodos traiçoeiros. Ele não podia acreditar que Morfran estava escondendo algo assim. Se Morfran realmente tivesse a habilidade de Magia Relâmpago o tempo todo, ele era o tipo de pessoa que teria se exibido com isso na frente de todos.

O que significava apenas uma coisa. De alguma forma, Morfran foi capaz de ganhar a Magia Relâmpago. Sir K pensou que isso era ainda mais impossível, mas tinha que ser a resposta.

“Jake, John!” Slyvia chorou ao ver seus dois irmãos se contorcendo de dor no chão.

Morfran então ergueu a mão e apontou para o grupo do terceiro ano.

“Bem, que tal ‘Sir K’? acredito que seja assim que os alunos te chamam agora? Você vai chamar os Anciãos ou terei que começar a massacrar esses alunos um por um?”

Sir K começou a analisar a situação a sua volta.

Morfran estava atualmente no centro da arena com seu corpo de frente para ele e todos os alunos do segundo ano atrás dele, exceto Slyvia. Sua mão direita estava apontando para todos os alunos do terceiro ano. Mathew, Slyvia e Max estavam atualmente na borda da arena atrás dele. Enquanto John e Jake estavam na entrada do piso da arena à esquerda de Morfran.

Isso significava que eles não tinham chance de escapar, já que Morfran era capaz de atacar cada grupo sem ter que se mover.

Sir K não sabia o que fazer, ele sabia que Morfran não deixaria todos os alunos irem embora e voltar para a Academia com ele. Morfran estava basicamente sugerindo que Sir K saísse sozinho, mas Sir K também sabia que os Anciões deviam ter decidido abandonar os alunos há muito tempo, já que não havia reforços.

“Oh, que lento” disse Morfran enquanto disparava outro raio em direção ao grupo de alunos do terceiro ano.

O raio estava indo diretamente para Nay, mas antes que pudesse atingi-la, Jack empurrou Nay para o lado e recebeu o ataque de frente. O raio acertou Jack com força e ele foi rebatido de volta para a parede da arena.

“Que se foda, seu maldito!” Cherry disse enquanto atirava duas flechas ao mesmo tempo.

Morfran decidiu não se mover e agarrou cada flecha com sua mão e queimou as flechas até as cinzas.

“Todos ataquem!” Mathew gritou.

Mathew podia ver que Morfran não os deixaria ir e Sir K estava lutando para tomar uma decisão, agora eles precisavam trabalhar juntos afim de encontrar alguma chance de vencê-lo.

Sir K saiu de seu devaneio e se juntou aos grupos que avançaram para atacar Morfran.

“Então, esta é sua decisão.” Morfran suspirou enquanto cada grupo se aproximava dele. “Vamos lidar com o chato primeiro.”

O corpo de Morfran novamente começou a se transformar em uma luz brilhante e no segundo seguinte ele havia desaparecido.

“Pra onde ele foi?” Slyvia disse.

“AGHHHHHHHHHHHHH!” eles ouviram um grito vindo do lado direito da arena.

Cada grupo se virou para onde o som foi ouvido e eles puderam ver que Morfran estava segurando Cherry no ar com uma das mãos. O corpo inteiro de Cherry tremia incontrolavelmente e, eventualmente, Morfran a deixou cair no chão.

O corpo de Cherry não parava de se contorcer enquanto ela estava no chão, como se pequenos relâmpagos estivessem constantemente crepitando dentro de seu corpo.

“Seu filho da puta!” Nay disse enquanto balançava seu chicote.

Morfran agarrou o chicote com uma das mãos.

“Péssima ideia.”

Morfran então enviou uma corrente elétrica pelo chicote, que acabou atingindo Nay, causando uma dor aguda em seu corpo.

A descarga elétrica não durou muito, pois o chicote foi repentinamente cortado ao meio por uma lâmina negra. Sir K conseguiu se aproximar e cortar o chicote, mas era tarde demais, Nay já não era mais capaz de lutar.

Dois relâmpagos então saíram rapidamente indo direto para Sir K. Sir K balançou sua lâmina desviando os dois relâmpagos, fazendo-os atingir as arquibancadas da arena, com pedras e escombros explodindo no ar.

Sir K então caiu sobre um joelho. Seu corpo ainda estava fraco do ataque anterior e seu Ki estava fora de controle, se ele forçasse mais seu corpo, havia uma boa chance de ele acabar ficando aleijado para sempre tanto com o Ki em estado de frenesi.

Morfran então ergueu o braço apontando para Sir K mais uma vez, mas, quando fez isso, uma corrente pesada apareceu do nada de suas sombras, envolvendo seu corpo. Era de Kyle.

“Você não aprendeu com a última pessoa?” disse Morfran enquanto botava as suas mãos na corrente.

Kyle então rapidamente jogou a parte pesada de sua corrente no chão, fazendo com que ela penetrasse alguns centímetros no chão da arena.

“Agora!” Kyle gritou.

Ao mesmo tempo, Harry e Gary atingiram o peso, o enfincando ainda mais fundo no chão. Fazendo com que Morfran fosse agarrado e amarrado pela corrente.

Isso irritou Morfran bastante quando ele atirou mais dois raios na direção de Harry e Gary, mas antes que eles pudessem acertar, Slyvia empurrou os dois para fora do caminho e rolou para o lado evitando o raio. Slyvia foi capaz de prever as ações de Morfran, e isso o surpreendeu bastante.

Martha, que estava longe de toda a batalha, estava carregando desde o inicio todo o seu Ki em uma única flecha. Ela havia estudado cuidadosamente o disparo de tornado de Cherry e estava fazendo o seu melhor agora para replicá-lo. Ela sabia que só teria uma única chance, agora que Morfran não conseguia se mover.

Então, quando chegou a hora certa, ela soltou a corda do arco e a flecha voou. Quando isso aconteceu, a flecha começou a girar com tanta força que um mini-tornado começou a se formar.

 

 

Capítulo Anterior
Próximo Capítulo