Capítulo 120 – 12 vs 100

Capítulo Anterior
Próximo Capítulo

My Dragon System – Volume 3: Torneio da Academia Avrion | Capítulo 120 – 12 vs 100


>> Tradutor: Metal_Oppa / Revisor: Yokobataki <<


 

Todos estavam olhando fixamente para a entrada da arena. Como se esperassem que algo grandioso aparecesse a qualquer segundo. Os sons dos gemidos eram arrepiantes, mas ninguém se mexia do local em que estavam.

Cada pessoa ali tinha uma razão para ficar. Jack estava simplesmente seguindo ordens para cuidar dos amigos de Ray enquanto Ray estava fora. Os alunos do terceiro ano tinham uma dívida com Jack e não iriam embora sem ele. Enquanto os alunos do segundo ano ainda se perguntavam onde estavam seus amigos que foram para a ala médica.

Por último, Mathew estava esperando por sua querida irmã e irmão com John e Jake, enquanto Sir K sentia que era seu dever tirar o máximo de alunos possível da arena, mesmo que isso significasse sua morte.

O grupo continuou olhando fixamente para a entrada, temendo qualquer mal que pudesse aparecer dali. Então, de repente, uma garota de cabelos prateados saiu correndo, ofegante e sem fôlego.

“Slyvia!” John e Jake disseram ao ver sua irmã sair pela entrada.

Então, seguindo atrás dela estavam Max, Kyle, Nay, Monk e Gary.

Mas algo estava errado, todos podiam dizer apenas pelo olhar em seus rostos.

“Prepare-se para a batalha!” Slyvia gritou com uma voz chorosa. “Não devemos machucá-los, eles são alunos.”

Todos, embora cansados, ouviram o que Slyvia havia dito e prepararam suas armas, mas ficaram confusos com o que Slyvia havia dito. Slyvia e os outros rapidamente se juntaram ao grupo na arena.

Então todo mundo estava esperando nervosamente para ver o que sairia do longo corredor na frente deles. De repente, um aluno saiu cambaleando rolando no chão, só de olhar para essa pessoa daria para dizer que ela não estava no controle de seu próprio corpo.

“Era disso que você estava com medo?” Dan disse.

Mas então, logo atrás do aluno que andava como um bêbado, todas as centenas de Alunos-Zumbis apareceram em disparada.

“É como Slyvia disse, façam o possível para não prejudicarem os alunos!” Sir K gritou: “Mas de qualquer maneira, não vou deixar nenhum de vocês morrer aqui hoje, entre vocês ou eles, eu sempre escolheria vocês!”

John e Jake se entreolharam assim que viram os alunos entrarem na arena.

“É como temíamos irmão.”

“Vocês dois vão procurar quem os controla, farei o meu melhor para conter os alunos” disse Mathew.

Os dois concordaram com a cabeça.

Mathew tinha uma expressão preocupada no rosto, mas não era por causa dos alunos à sua frente, mas estava aflito pela presença que sentia de que algo muito pior estava vindo em sua direção. Quando Mathew olhou para o céu, ele pode ver que nuvens roxas escuras estavam começando a se formar.

“Mantenha-os longe de mim! Eu lidarei com todos eles de uma vez!” Mathew gritou.

Os alunos olharam para ele como se seus ouvidos estivessem pregando uma peça neles. Eles se perguntavam como uma pessoa poderia lidar com todos esses alunos sem machucá-los, mas todos sabiam que todos eles já estavam exaustos, mesmo se tivessem permissão para matar os alunos, era improvável que eles sobrevivessem. Tudo o que podiam fazer era confiar no irmão de Slyvia.

Os alunos do segundo ano formaram um círculo ao redor de Mathew enquanto os outros formaram uma linha na direção da entrada com Sir K na liderança.

Os Alunos-Zumbis colidiram diretamente com a primeira fileira de alunos. Sir K e Jack fizeram a maior parte do trabalho bruto, jogando os alunos para o alto e atacando suas juntas dos joelhos. Jack estava usando seu corpo como escudo de carne, os golpes dos alunos com as mãos nuas não o feriram, permitindo que os outros atacassem.

Claro, a linha defensiva não era perfeita e permitiu que muitos dos outros Alunos-Zumbis passassem. Era aí que o círculo em torno de Mathew entraria. Eles fizeram o possível para não permitir que nenhum dos alunos se aproximassem de Mathew enquanto ele estava ocupado no meio de um canto mágico.

Enquanto isso, Jake e John tinham sua própria missão atribuída a eles por seu irmão Mathew. Eles ficaram ao lado esperando que todos os Alunos-Zumbis acabassem de passar pela entrada e estivessem todos na arena. Assim que eles terminaram de passar, Jake e John espreitaram pela entrada da arena e começaram a procurar por todos os lados os controladores dos alunos.

Antes de ir mais fundo eles viraram a cabeça e olharam para a cena esmagadora no centro da arena. Era atualmente 12 contra 100 lá, e não parecia que eles iriam durar muito mais tempo.

“Vamos, temos que nos apressar!” Jake disse.

Os dois continuaram a correr até finalmente chegarem à recepção. Os 6 membros da Guilda das Trevas estavam dentro da recepção, movendo-se lentamente em direção à arena.

“Eles estão aqui, devemos nos apressar!”

Jake e John rapidamente entoaram seus respectivos feitiços de água, atacando os 6 membros da Guilda das Trevas. O primeiro homem caiu e, ao fazer isso, algo estranho estava acontecendo do lado de fora.

Um grupo de Alunos-Zumbis caiu no chão e começou a gritar, esfolar e arranhar seus próprios corpos. Suas próprias mãos estavam causando arranhões em seu corpo, pele e carne estavam começando a se rasgar em todos os lugares, como se estivessem tentando tirar algo.

“O que está acontecendo!” Martha chorou ao ver uma de suas colegas rolando no chão.

“Parece que eles os encontraram” disse Mathew.

Então, logo depois, todos os Alunos-Zumbis pararem de atacar e começaram a rolar no chão.

“Não, não, eles todos vão morrer!” Martha começou a chorar.

Então, finalmente, Mathew estava pronto.

“Âmbito D’agua!” Mathew gritou.

Enquanto Mathew lançava seu feitiço, uma bolha d’água apareceu na cabeça de todos os 100 alunos. As bolhas cobriram completamente as suas cabeças, não deixando espaço para os alunos respirarem.

Slyvia correu rapidamente para o braço do irmão e começou a puxá-lo.

“Pare, pare, você vai matá-los.”

“É a única maneira.”

Depois de alguns minutos com as bolhas de água na cabeça dos Alunos-Zumbis, algo estranho aconteceu. Os Alunos-Zumbis pararam de se mover e, ao fazer isso, um líquido roxo começou a escorrer para fora de seus orifícios. De suas orelhas, olhos, nariz, boca em todos os lugares de onde pudesse escapar. As bolhas de água foram lentamente passando de transparentes para roxas.

Quando todas as bolhas ficaram totalmente opacas, Mathew ergueu as mãos no ar. Todas as bolhas seguiram e se juntaram no local onde Mathew estava apontando para formar uma enorme bolha roxa, então de repente, a água caiu no chão.

Mathew estava sem Mana, ele estava ofegante e mal conseguia se aguentar em pé.

“Eles estão mortos” disse Monk olhando para os corpos no chão.

“Eles devem ficar bem agora, era a única maneira que eu conhecia de pará-los” respondeu Mathew.

Slyvia sorriu para o irmão, ela se sentiu tola por achar que seu irmão seria capaz de fazer algo tão cruel quanto matar todos os alunos.

“Mas agora temos um problema maior, está finalmente aqui” disse Mathew olhando para o céu onde todas as nuvens roxas escuras se reuniram.

 

Capítulo Anterior
Próximo Capítulo