Capítulo 6 – Escolhas

Monarca Elfo de Sangue

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 6 – Escolhas

Tradutor: Otakinho

 

Os Orcs que estavam prestes a bater em Desmond congelaram instantaneamente por uma fração de segundo quando viram seu líder sendo mantido como refém. Quando Tristan viu que eles estavam prestes a atacá-lo, ele imediatamente empurrou a espada em sua mão para mais perto do pescoço do Goblin, até que sentiu algo picando sua pele.

Sentindo o objeto afiado, o líder Goblin de cabelos brancos gritou freneticamente com os Orcs, usando uma linguagem estranha que Tristan não entendia. Ouvindo as ordens em pânico do Goblin, os Orcs hesitaram por uma fração de segundo, antes de finalmente parar o ataque.

Quando a situação parecia estar sob o controle de Tristan, Desmond lentamente se levantou do chão.

“Bom trabalho, Tristan.” Disse Desmond com uma leve dor na voz.

Desmond saiu da fumaça preta agora quase invisível, deixando Tristan ver o homem claramente. No entanto, ele podia ver o sangue fluindo do ombro do homem. “Você está bem?” perguntou Tristan.

“Está tudo bem.” Desmond respondeu calmamente. Mas Tristan poderia dizer que a expressão do homem mostrava exatamente o oposto do que ele estava dizendo.

Quando ele estava tentando pensar em uma maneira de aliviar a dor de Desmond, Tristan sentiu o corpo do líder Goblin que ele estava segurando tremendo violentamente. Para sua surpresa, Tristan podia ouvir o riso escapando da boca do Goblin.

“Seus humanos tolos.” Disse o líder Goblin com uma risada. “Vocês dois foram capturados e detidos neste lugar. O que vocês acham que podem fazer aqui?”

Em seguida, virou a cabeça lentamente, olhando Tristan com o canto do olho. “Me deixe ir e esquecerei o que você acabou de fazer.”

Desmond mancou até eles. “Não dê ouvidos a ele, Tristan. Isso é uma Espada de Reunião de Tier alto. Tenho certeza que o Goblin sabe que está em apuros agora. Ele só está tentando dar uma de durão.” Zombou Desmond.

O Goblin então respondeu com desprezo “Huh! Mesmo que você ousasse me matar, vocês dois não conseguiriam escapar deste lugar.”

Desmond caminhou até os dispositivos na sala, enquanto lançava seu olhar ao redor. “Isso não é exatamente verdade”, disse Desmond, enquanto passava o dedo por um equipamento. “Eu só preciso de algum tempo para descobrir a saída.”

“Isso é ‘tempo’ antes ou depois de você sangrar até a morte por causa de suas feridas?” perguntou o Goblin em tom de zombaria.

Desta vez, Desmond não respondeu às suas palavras e continuou a inspecionar o equipamento. Vendo isso, o Goblin continuou a dizer.

“Com a taxa atual de sangue fluindo de suas feridas, posso dizer que você só tem uma hora, no máximo, antes de perder a consciência.”

Ouvindo isso, Tristan não pode deixar de lançar um olhar preocupado para Desmond. Sentindo o olhar de Tristan em suas costas, Desmond virou seu corpo e viu o olhar preocupado de Tristan. “Não se preocupe comigo, Tristan. Eu vou ficar bem.” Disse ele, sorrindo fracamente.

O Goblin riu alto “Há há há! Vocês dois não sabem o que vão perder.” O Goblin disse enquanto olhava para um tubo cheio de sangue com um corpo flutuando dentro. Ele então balançou a cabeça enquanto suspirava. “É realmente uma pena.”

“Depois de dezenas de anos de pesquisa, eu finalmente encontrei o receptáculo perfeito, o corpo do Elfo de Sangue. Por que vocês dois recusam um presente como esse?” perguntou o Goblin, um tom de ridículo em sua voz.

O Goblin então virou a cabeça para Tristan, que ainda mantinha sua espada perto do pescoço.

“Ei, ouça, jovem humano. Você parece uma pessoa inteligente, então não precisa ouvir o que ele diz.” Disse o Goblin, tentando persuadir Tristan. “Ouça-me e não se arrependerá.”

Justo quando Tristan estava prestes a castigar o Goblin para impedi-lo de falar, Desmond praguejou em voz alta, “Porra!”

Desmond rapidamente se virou e olhou para o Goblin de cabelo branco com um olhar cheio de raiva.

“Seu filho da puta! Como você conseguiu nos transportar para tão longe? Estamos tão longe!”

“O que isso significa?” perguntou Tristan, confuso.

“Isso significa… seria muito improvável que alguém nos encontrasse. Portanto, temos que encontrar uma maneira de sairmos deste planeta nós mesmos.”

O Goblin imediatamente riu como se estivesse zombando da tentativa fútil dos dois humanos de escapar. “kekekeke! Como eu disse, não há nada que você possa fazer a não ser se submeter a mim.” Disse o Goblin presunçosamente. “Então, apenas solte sua espada e se entregue! Eu prometo a vocês dois que não vou matá-los. Afinal, eu preciso de vocês para meu experimento.”

“Não dê ouvidos a ele, Tristan. Mantenha-o apertado e vamos sair deste buraco do inferno. Teremos uma chance muito melhor de sobrevivência lá fora.” Disse Desmond.

O Goblin olhou para Desmond por um momento antes de começar a rir novamente. “Aquele homem está tão gravemente ferido que não pode sair sem a sua ajuda. Parece que a decisão está em suas mãos.”

Com a lâmina ainda no pescoço do Goblin, Tristan se lembrou do dia em que foi para a prisão. O momento em que fazer a escolha errada dentro de uma prisão de alta segurança com um presidiário violento pode facilmente levar à morte.

Ele atualmente tinha uma decisão a tomar, ajudando Desmond a escapar ou se arriscar com o Goblin. Parecia uma escolha fácil, mas no momento não era com sua vida que ele estava preocupado.

“Eu não me importo com o que vai acontecer comigo. Mas e minha irmã?” perguntou Tristan.

Desmond ficou pálido com as palavras de Tristan.

Sorrindo amplamente, o Goblin disse. “Kekeke, sua irmã está em nosso cativo? Claro que posso ajudar, naturalmente irei tratá-la bem. Posso até mandá-la de volta para o seu mundo, se quiser. Afinal, é você quem eu preciso.”

Desmond começou a entrar em pânico quando ouviu as palavras do Goblin. “Não dê ouvidos a essa criatura, Tristan. Essa criatura não é confiável, e você tem que acreditar em mim!”

Tristan olhou para Desmond e disse: “Por que eu deveria acreditar em você?”

“Tristan! Eu sou um humano como você!”

Aviso do Tradutor:

Otakinho

Rolar para o topo