Capítulo 20 – Experimentos

Monarca Elfo de Sangue

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 20 – Experimentos

Tradutor: Otakinho

 

Assim que o sol nasceu, Tristan viu Leyla olhando para ele com uma mistura de curiosidade e preocupação.

“Irmão”, Leyla o tocou, tentando sentir se algo estava errado. “Você parece muito mais pálido do que ontem.”

“…”

“Aconteceu alguma coisa com você?”

“Não, nada… Provavelmente é o sol” Tristan sorriu o melhor que pôde para acalmar suas preocupações.

“Entendi.” Sem saber de sua situação, Leyla retribuiu o gesto com um sorriso sincero.

Seu sorriso só solidificou a decisão de Tristan de não contar a sua irmã sobre sua situação de sugar sangue. Além de tudo que estava acontecendo, ele simplesmente não conseguia fazer com que ela se preocupasse ainda mais do que ela já se preocupava. Talvez mais tarde, quando tivesse mais informações sobre isso, ele consideraria contar a ela.

“Tudo bem…” Tristan se levantou e esticou os membros. “Nós realmente devemos ir agora.”

Tristan estendeu a mão e estava prestes a agarrar sua irmã. No entanto, antes que ele tivesse a chance de levá-la, Leyla implorou e perguntou com resignação em seus olhos.

“Ainda precisamos nos apressar agora…? Pelo que vejo, não acho que eles ainda estão nos perseguindo. Além disso, olhe.” Leyla gesticulou para tudo ao redor deles. “Agora que não estamos fugindo para salvar nossas vidas, de alguma forma esta viagem parece um piquenique, hehe.” Leyla coçou a nuca e riu.

Talvez, se Leyla dissesse isso ontem, Tristan estaria mais inclinado a seguir esse plano. No entanto, a notificação sobre sua necessidade de sangue jogou o plano pela janela. Para saber mais sobre este mundo, ele não conseguiu relaxar, ele tem que encontrar uma solução para combater sua necessidade de sangue.

Infelizmente para ele, a floresta é muito maior do que ele pensava anteriormente. Ele estava correndo há dois dias, e havia apenas um mar de árvores, tanto quanto os olhos podiam ver.

Eles continuaram sua jornada por um tempo antes de fazer uma pequena pausa para comer. Ele deixou Leyla no local mais seguro que pôde encontrar antes de dizer a ela que iria caçar animais. Por um lado, ele realmente queria caçar, mas por outro lado, ele estava procurando uma chance de testar suas habilidades com os animais.

Ele procurou por um tempo até que encontrou um javali enorme e de aparência feroz passando por ele. Ao avistá-lo, o javali se virou para olhá-lo e mostrou suas presas em uma postura ameaçadora. Imperturbável, Tristan foi capaz de matá-lo e decidiu usar sua habilidade no cadáver com sangue fresco.

[Extração de Sangue]

Ele já havia usado a habilidade antes, mas esta foi a primeira vez que viu como a habilidade realmente funcionava. O sangue fresco acumulado do sangue do javali morto se transformou em uma névoa vermelha opaca. A névoa flutuou em sua direção antes que sua pele a absorvesse.

[10 células sanguíneas de baixa qualidade foram encontradas]

[Extraindo e filtrando células sanguíneas]

[1 Essência de Sangue]

Ao ver o número baixo, Tristan ficou um pouco desapontado, mas no fundo ele sabia que não seria bom esperar que um javali fosse o suficiente para alimentá-lo. Olhando para o lado bom, pelo menos sua habilidade ainda lhe permitia absorver sangue de um animal, e matar humanos não era a única solução.

Tristan decidiu caçar mais alguns animais e praticar mais a habilidade

[5 Essências de Sangue]

Mesmo com todo o tempo que passou caçando, Tristan não deu nenhum sinal de voltar ao seu estado anterior. Ele foi até repreendido por sua irmã por trazer muitos animais para comer.

Eles cozinharam o animal em uma fogueira antes de descansar no chão da floresta. A manhã chegou no que pareceu um instante, e Tristan verificou seu corpo, percebendo que as cinco essências sanguíneas que ele obteve com tanto esforço já foram consumidas por seu corpo.

Ele conclui algumas coisas de seus experimentos

Primeiro; não era viável nutrir seu corpo com sangue de animais normais, considerando a quantidade e a qualidade do sangue de que ele precisava diariamente apenas para funcionar adequadamente.

Em segundo lugar, o sistema não mostra ou explica isso, mas seu corpo ainda precisava consumir essências de sangue constantemente. Se ele deixasse suas essências de sangue em 0 por muito tempo, ele acreditava que algo ruim acabaria acontecendo.

Terceiro, apenas sangue fresco poderia ser extraído e usado por ele. Ele tentou obter energia extraindo de um cadáver de um javali durante a noite e, como esperado, ele falhou.

Considerando todas as limitações de sua extração, parece que matar humanos tinha acabado de retornar à lista de opções que ele tinha

O dia seguinte chegou tão rápido quanto foi, e os dois irmãos finalmente conseguiram sair da enorme floresta. Do outro lado de onde eles vieram, havia um enorme deserto seco, mas no lugar em que chegaram, eles viram uma vegetação luxuriante juntamente com colinas e rios.

Eles caminharam por mais um dia e, finalmente, viram uma pequena cidade protegida por uma paliçada de madeira ao redor. Vários guardas vestindo algum tipo de armadura de couro marrom caminhavam juntos para garantir a segurança do local. De longe, parece qualquer cidade humana normal da época medieval.

Há um pouco de tráfego entrando e saindo da cidade. Do jeito que parece, os habitantes parecem bem acolhedores. Tristan decidiu arriscar e caminhou em direção ao portão.

Com sua capa, ele cobriu as pontas das orelhas. Agora, ele só podia esperar que ninguém soubesse que ele era um elfo. Ele não sabe como os humanos interagiriam com os elfos neste mundo.

Infelizmente, antes que eles conseguissem se aproximar, um guarda os avistou e os chamou

“Você aí! Pare!!”

 

Aviso do Tradutor:

Otakinho

Rolar para o topo