Selecione o tipo de erro abaixo

“…que tédio.”

Era o segundo dia depois de voltar para casa. E eu já tinha muito tempo de sobra.

“Pensei que eu não fosse tão viciado em trabalho.”

Era estranho. Na minha vida passada, eu apenas me movia entre o dojo e minha casa.

Eu era uma pessoa sem hobbies.

E mesmo depois de renascer como um Ogro, vivi uma existência simples.

Portanto, não havia razão para eu me sentir tão inquieto depois de apenas dois dias.

“É porque meus dias têm sido tão agitados recentemente?”

Esse foi o único motivo que eu consgui pensar.

Talvez o campo de batalha estivesse em meu sangue agora.

“Pensando bem, ouvi algo sobre soldados voltando da guerra do Vietnã sofrendo dos mesmos sintomas.”

Não eram apenas os soldados que sofriam de TEPT1, mas também havia muitos suicídios. Eu vi um especial sobre isso na TV.

Enquanto alguns se tornavam reclusos, havia outros que não suportavam a vida chata e cotidiana e saíam em busca de novas emoções.

Eu acreditava que a paz era uma coisa boa.

No entanto, no meu caso, parecia que o estímulo era algo que eu precisava. Nunca pensei que aconteceria comigo.

“Talvez eu possa verificar as outras aldeias.”

Eu poderia ter ficado ocioso por mais algum tempo, mas estava fadado a achar isso insuportável em breve. Amanhã. Ou no dia seguinte.

Ao contrário dos meus dias como humano, meu corpo agora era resistente e eu podia ser um pouco ousado.

“Você precisa descansar os ossos, mas quanto mais cedo você se mexer um pouco, mais cedo vai superar a fadiga.”

Parecia uma desculpa idiota, mas eu estava aderindo a ela.

E assim me preparei para minha jornada e parti cedo na manhã seguinte.

“Agora esta é uma vila tranquila.”

Era o quarto dia desde que parti e cheguei à minha segunda aldeia.

A primeira ficava a apenas meio dia de caminhada e terminei meus negócios lá rapidamente.

Mas quanto à segunda aldeia, ficava bem no meio das montanhas. Como se o meio da encosta da montanha tivesse sido aberto.

Por ser uma localização inconveniente, eles tinham pouco contato com as outras aldeias.

E apenas uma pequena varredura do lugar me fez pensar que o tempo parou aqui ainda mais do que na minha própria aldeia.

As casas pareciam ser feitas de árvores caídas. Suponho que haja uma espécie de charme nisso, mas me perguntei se deveria dizer a eles para fazer algo mais substancial.

“Está faltando alguma coisa? Se estiver, eu trago para você.”

Eu disse para o representante. ‘Está tudo bem’ foi a resposta. Foi mesmo?

Eles viviam da terra, totalmente independentes.

Como tinham tudo o que precisavam, nenhum comerciante os visitava.

Era um estilo de vida muito primitivo, mas os Ogros eram duros de queda quando se tratava de ferimentos e doenças, então isso não era nada para eles.

“Vou ficar por dois ou três dias, então me avise se pensar em algo depois.”

Como eles pareciam estar satisfeitos com a situação atual, achei melhor não insistir em nada.

Eu já tinha visto diferentes partes do Mundo Demoníaco, e os padrões de vida sempre foram bastante baixos quando se tratava dos brutamontes.

Cidades maiores tendiam a ter raças mais inteligentes vivendo nelas, e a diferença era impressionante.

Algumas cidades eram semelhantes às cidades medievais ocidentais em termos de desenvolvimento.

Por outro lado, Ogros e outras raças brutamontes eram como fazendeiros do período Heian2.

Não que eu já tenha visto algum fazendeiro do período Heian, mas era o que eu imaginava.

Roupas? Desde que as partes importantes estivessem cobertas.

Comida? Desde que seja comestível.

Algo assim.

Não havia graça, apenas aspereza na maneira como viviam.

Como alguém que sabia como era o Japão moderno, às vezes pensava: ‘Gostaria de poder fazer algo sobre isso’ ou ‘Isso poderia ser melhorado’.

Mas eu sabia que, mesmo que o fizesse, eles mudariam de volta mais tarde. Então eu mantive minha boca fechada.

Como havia alguém na segunda aldeia que me desafiou, eu o fiz rolar levemente.

Não era Gekokujyo, era só treino, então não machuquei ele. Além disso, também foi um bom treinamento para mim. Eu precisava aprender a me conter.

Percebi então o quão ridiculamente fortes Saifo e Beka eram desde o início.

Às vezes, quando treinávamos, eu pensava: ‘Ah, matei eles sem querer?’, mas eles sempre levantavam.

Por causa disso, comecei a esquecer como me conter.

“Ainda bem que mudei o estandarte Ogro para longe dos irmãos idiotas.”

Caso contrário, crânios seriam esmagados em um golpe e grandes buracos se abririam em torsos.

“Tudo bem, eu vou visitar novamente se eu estiver na área.”

Saí da segunda aldeia e me dirigi para a próxima.

Como eu estava seguindo um caminho diferente desta vez, tudo parecia um pouco novo.

Comecei a pensar que isso realmente não era uma má ideia. Eu deveria ir visitar outras aldeias sempre que me sentir entediado.

“…Mas isso significa que não posso viver em uma cidade.”

Eu finalmente percebi isso.

Se eu morasse em uma cidade, poderia morrer de tédio.

Além disso, havia algo mais calmante nas aldeias.

Atualmente, o campo de batalha é o lugar mais relaxante para se estar, mas não admito isso.

Sinto que se eu admitir, algo importante será quebrado

“Se não é o senhor Golan. Bem vindo a minha aldeia.”

Uma velha Ogra saiu para me cumprimentar.

“Você parece estar bem, Guinida3.”

“Sim. Os outros começam a reclamar e a me perguntar quanto tempo pretendo viver.”

“Bem, é raro ver um Ogro viver tanto tempo. Você deve dizer a eles para tentar bater seu recorde se eles não gostarem.”

“Realmente. De fato. Farei exatamente como você sugere.”

Guinida tinha mais de setenta anos.

Eu nunca tinha visto um Ogro tão velho.

Mas isso porque a maioria de nós caia em batalha ou morria de ferimentos infligidos durante as caçadas.

E embora os Ogros fossem durões, isso só os tornava mais imprudentes.

“Aconteceu alguma coisa na aldeia?”

“Não, as coisas estão tranquilas como sempre…Mas agora que penso nisso…”

“Hã? O que?”

“Recentemente começamos a negociar com os Lamias da caverna. Está tudo bem?”

“Ah. Eu não me importo. Mas o que vocês estão negociando?”

Os Lamias viviam nos lagos subterrâneos.

Eles caçavam animais que paravam para beber água e pescavam.

Eles também faziam roupas tecendo plantas marinhas e seus próprios cabelos.

De certa forma, eles eram semelhantes aos Ogros, pois eram autossuficientes.

“Desta aldeia, nós damos para eles principalmente utensílios de ferro. E alguns trabalhos em madeira e algumas outras coisas.”

Cada aldeia de Ogros tinha uma fornalha, e eles usavam técnicas primitivas para fazer ferro.

“Entendo. Já que os Lamias vivem em pântanos.”

“É isso mesmo. E em troca, eles nos dão remédios.”

“Percebi isso durante a praga dos ratos vermelhos, mas eles são bastante inteligentes. Não vou interferir na sua negociação. Você deve fazer o que quiser.”

“Sim, obrigada.”

Remédios, hein? Eu sabia que havia plantas na água com efeitos benéficos.

Como os Lamias eram tão grandes, eu geralmente pensava neles como guerreiros, mas na verdade eles eram mais adequados para trabalhos delicados.

“Talvez eu vá dar uma olhada lá.”

Falando nisso, já faz um tempo que não vou.

  1. Estresse pós-traumático: Um distúrbio caracterizado pela dificuldade em se recuperar depois de vivenciar ou testemunhar um acontecimento assustador. A condição pode durar meses ou anos, com gatilhos que podem trazer de volta memórias do trauma acompanhadas por intensas reações emocionais e físicas.[]
  2. O período Heian é a última divisão da história clássica japonesa, indo de 794 a 1185. O período recebeu o nome da capital da época, Heian-Kyo, a atual Kyoto. Foi o período da história japonesa no qual o budismo, o taoísmo e outras influências chinesas atingiram o seu máximo.[]
  3. Pronuncia-se [ Gu – i – ni – da] []
Picture of Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥