Selecione o tipo de erro abaixo

O tempo passou desde então.

No entanto, nem tanto.

O país de Melvis estava relativamente pacífico.

Houve algumas mudanças de magnitude variável, mas continuamos a funcionar.

Uma certa vez, cheguei a viajar para o país de Tralzard.

“Você. Sobre aquela luta… Você estava mesmo tentando aquilo?”

Mesmo agora, ela se retraía com a lembrança daquela luta.

Aparentemente, ela continuou assistindo até o momento em que eu o derrotei. Parece ter sido bastante traumático para ela.

“Eu não tive outra escolha a não ser fazê-lo.”

Foi o que respondi. Mas ela apenas me olhou com desconfiança. Que rudeza.

Atualmente, o país de Melvis e o país de Tralzard estavam em uma aliança.

O relacionamento deles já foi o de Rei Demônio e Rei Demônio Menor, mas agora eles eram Rei Demônio e Grande Rei Demônio.

Ainda assim, nada havia mudado entre nós.

Assim como antes, ajudávamos um ao outro em tempos de guerra.

Como Melvis não tinha ambições quando se tratava de terras, seus generais, que agora incluíam a mim, não tinham intenção de invadir outros territórios.

E como Tralzard também era temida por seus vizinhos, havia poucos motivos para preocupação quando se tratava de invasões.

Logo, esta viagem foi apenas uma confirmação casual de que a aliança seria mantida.

Eu esperava que continuássemos em termos amigáveis.

Além disso, havia outro país governado por um Grande Rei Demônio. O país de Dalm ficava a leste.

Não estávamos em uma aliança com ele.

Se dois Grandes Reis Demônios formassem uma aliança, os outros Grandes Reis Demônios e Reis Demônios ficariam desconfiados e, dessarte, não tínhamos planos de fazer isso.

Não obstante, eu visitei o país de Dalm uma vez e me encontrei com Bulei.

Foi minha segunda vez lá, e havia um número surpreendente de habitantes.

A explicação de estar tão vazio quando visitei pela primeira vez foi o fato de todos terem sido evacuados.

Como esse era um país governado por um Grande Rei Demônio, seus ajudantes e generais eram todos de aparência incrivelmente poderosa.

Eles não eram pessoas com quem você iria querer começar uma briga acidentalmente.

Embora não fôssemos aliados, também não éramos inimigos. E esperávamos ser bons vizinhos.

Agora, quanto a Melvis. Não tínhamos ouvido nada em relação a ele.

Eu tinha certeza de que ele havia ido para o Mundo Humano, mas não havia como confirmarmos isso. Dessa forma, o assunto foi deixado de lado.

Mas ele provavelmente estava lá, se divertindo com Yamato.

Eu só esperava que eles não tentassem lutar contra os humanos.

E o Mundo Celestial estava quieto… Ou melhor, ele estava assustadoramente silencioso.

Mais Caídos chegaram depois disso, e Dalm lhes ofereceu sua proteção.

Eu ouvi sobre isso por Bulei

Enra, que era a maior potência do Mundo Celestial, havia perdido sua posição e logo foi usurpada por alguma outra instituição.

Mas a instituição Enra estava tentando voltar com todo o poder sagrado que havia armazenado até este momento e, por conseguinte, o Mundo Celestial continuava tumultuado.

Por conta disso, eles não conseguiriam invadir o Mundo Demoníaco por um bom tempo.

Eu me perguntava se não poderíamos simplesmente usar o corpo de Melvis e criar uma barreira, mas isso parecia que resultaria em sua própria série de problemas, então decidi não pensar mais nisso.

Ah, sim. Teve uma outra mudança.

Eu me casei..

No Mundo Demoníaco, não havia nenhum sistema tal como o de casamento.

Cometemos o ato pecaminoso e dele nasceu uma criança. Então, poderíamos chamar nosso relacionamento de algo assim.

Já a minha companheira, era Beka, a Dakini.

Surpreendente, não é? Eu também fiquei surpreso.

“Aqui, Golan. Veja, é o Golan.”

Você poderia pensar que Beka havia enlouquecido. Mas não era isso.

O filho que Beka e eu tivemos se chamava Golan. Que coincidência.

No Mundo Demoníaco, os nomes dos residentes eram gravados em suas almas quando nasciam.

 Não é como se eu fosse dar meu nome arbitrariamente. Todos nascem com um nome.

E assim, coincidentemente, meu filho possuía o mesmo nome que eu.

Aparentemente, ele era da raça Raksha1.

Esse guri, ele é de uma raça de Origem desde o nascimento.

Que tipo de trapaça era essa?

Embora não fossem exatamente como um Bambi2, os residentes do Mundo Demoníaco podiam mover bastante assim que nasciam.

Depois de 10 dias, eles já corriam por todo canto.

– Gakiiin…

Ultimamente, o que ele mais gosta de fazer é bater punho com punho

Quando eu o ensinei, ele deu uma risadinha feliz e agora faz isso o tempo inteiro.

Aliás, embora tenha acabado de nascer, ele de fato era um Raksha.

Se ele batesse os punhos com um Ogro comum, até mesmo os Ogros adultos teriam seus punhos destruídos.

Por isso, eu disse a ele para fazer isso somente comigo ou com a Beka.

“Ei, Golan.”

“Se for o chapinha, ele está dormindo agora.”

“Não o Novo Golan.”

“E eu sou o velho!?”

Era ultrajante.

“Um tal de Rig passou aqui, ele disse que a fronteira do Sul está uma baderna.”

“Então finalmente chegou.”

Já fazia um tempo que estava quieto. Mas então, boatos como “Talvez Melvis tenha voltado a dormir?”, começaram a se espalhar.

Eu me perguntava se algum idiota sairia para colocar isso à prova. E parece que minha previsão estava certa.

“Beleza, estou pronto para a batalha. Se alguém for idiota o suficiente de tentar nos atacar, eu mostrarei do que sou capaz.”

“Uia. A primeira batalha do Novo Golan.”

“Você vai fazer ele lutar!?”

Além disso, pare de dizer ‘novo’.

○ Castelo da Rei Demônio Tralzard – Tralzard

“O quê!? Não é um engano?”

“Não, foi confirmado diversas vezes. Eles foram bastante claros ao dizer que não se tratava de um engano.”

“Hum. O que isso poderia significar… Acho melhor perguntar a ele diretamente.”

“Rei Tralzard, algo aconteceu?”

Os ajudantes se reuniram ao ouvir sua voz soar tão alto.

“Um dos meus subordinados me trouxe a lista atualizada da Tábua de Controle… Dê uma olhada.”

“…Sim, Vossa Majestade.”

Os ajudantes examinaram a lista.

“…Acho que se engaram.”

“Foi o que eu pensei… hmm. É possível que eles tenham o mesmo nome?”

“Não sei… não posso dizer com certeza. Mas isso é algo inédito.”

“Ter o mesmo nome exato gravado em suas almas… isso não acontece nem mesmo com gêmeos. Isso não significa que eles têm a mesma alma? Como você poderia distingui-los?”

“De fato… No entanto, realmente não é um engano?”

“É o que dizem.”

“Tão cabalístico.”

“Bastante cabalístico…”

“…Certo, bem a tempo.”

O inimigo havia acabado de cruzar a fronteira.

Tínhamos nos deslocado rapidamente da cidade mais próxima e chegamos bem na hora.

Além disso, tínhamos o terreno elevado, o que era ótimo.

“Então, vamos lá, dar o nosso melhor, Novo Golan.”

“Ei, você vai mesmo fazê-lo lutar? Não faça isso. E pare de chamá-lo de Novo Golan.”

“Mas heein~!? Está tudo bem. Vamos perguntar ao Novo Golan. Eii, o que quer fazer?”

Beka pegou Golan e o estendeu até mim.

“E aí? Quer lutar?”

“…Eu, ir.”3

Ele podia expressar sua própria vontade.

E ele queria lutar.

“Está vendo? Está tudo bem, né?”

“…Acho que sim. Mas é melhor você ficar de olho nele.”

“Está bem!”

Como sempre, Beka estava extremamente alegre por tudo.

Ah, bem. Só precisávamos esmagar o inimigo o mais rápido possível.

“Muito bem, escutem todos! Vou explicar o plano agora.”

“Arghh!!!”

“Sigam-me! Isso é tudo!”

“Arghh!”

Esses eram os soldados que eu havia criado com muito esforço.

“Sigam-me! Hyaaha!”

Subi a colina correndo e depois desci correndo pelo outro lado.

“Hyaaha!”

“Hyaaha!”

“Hyaaha!”

“Hyaaha!”

Meus subordinados me seguiram.

“Hyaha!”

Assim como o pequeno Golan.

E logo em seguida, o som de confrontos ferozes reverberou por todo o campo de batalha.

〈FIN〉

  1. Em sânscrito, o nome dele significa proteção. Talvez seja referência à raça mitológica ‘Rakshasa’, são espíritos malignos tão horripilantes que pediam proteção se sequer se deparassem com eles.[]
  2. O autor quis dizer sobre como os veados andam assim que nascem, creio eu.[]
  3. Aqui, o bebê Golan fala ‘eu’ na escrita de katakana, 「オレ」, o motivo de eu estar dizendo isso é o seguinte:

    Na versão japonesa, Golan refere-se a si mesmo com o kanji「俺」ou ‘ore’, que significa ‘eu’ enquanto o outro Golan refere-se a si mesmo com「オレ」que, em katakana, é lido como ‘ore’ e também significa “eu”.

    O tradutor gringo começou, a partir de algum momento que desconheço, a traduzir como ‘outro eu’ para facilitar leitura ( que na minha opinião tirou todo o significado, o negrito é literalmente a solução perfeita). []

Picture of Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥