Selecione o tipo de erro abaixo

Antiguidade De Mana! – Parte I


No vasto Mar da Ruína.

Longe de Noah, observando seu Cosmo Infinito, podia-se ver a figura proeminente de uma certa Primordial com a qual ele havia entrado em contato há pouco tempo!

Ela havia atravessado distâncias incalculáveis e tempestades mortais da Ruína e Primordial para chegar a um determinado local no Mar da Ruína e, no momento, estava escondida nas dobras do Mar da Ruína enquanto observava com interesse um determinado espetáculo.

Na verdade, sua figura estava localizada a alguns trilhões de quilômetros de distância, mas seus olhos cruzaram essa distância chocante para contemplar uma batalha que estava ocorrendo entre duas existências. 

A batalha era algo que fazia com que os vastos Mares da Ruína se agitassem, pois quando a Primordial olhava para ela, não se podia encontrar nenhum espanto ou surpresa em sua expressão velada, mas simplesmente um senso de interesse!

“O pequeno Aegon realmente cresceu desde que o conheci. Para estar lidando com uma Grande Besta Primordial como essa…”

…!

Sim! A Primordial estava chocantemente assistindo a uma batalha entre uma existência que estava definida para ser a Campeã de uma Realidade contra uma Besta Primordial que poderia devorar Cosmos inteiros!

BRUMMMM!

O Mar da Ruína tremeu quando as figuras das duas existências ficaram claras.

Uma delas era um humano de aparência valente, cuja figura não era nada, pois se elevava a muitos anos-luz de tamanho, sendo maior do que qualquer Galáxia apenas com base em sua forma! Os olhos desse ser brilhavam com uma escuridão total, pois pareciam buracos negros capazes de atrair toda a luz, seus olhos e mandíbulas pareciam tão afiados que poderiam cortar aqueles que olhassem de perto.

Seu cabelo era ainda mais escuro e caía sobre os ombros, dando a esse ser uma aparência selvagem e isso não era a coisa mais impressionante de se ver em seu corpo. O mais chocante era que, abaixo do pescoço desse ser… todo o seu corpo brilhava como um Tesouro Cósmico imaculado e esculpido, cada porção de sua pele brilhava lindamente com um brilho de luz de arco-íris!

Um número incontável de linhas e sigilos rúnicos pareciam estar girando constantemente em sua pele, seu corpo roncando de poder e até mesmo fazendo com que os Mares da Ruína ao redor vibrassem devido ao seu poder absoluto.

Com seus olhos escuros e cabelos caindo em cascata pelos ombros e seu corpo brilhando com luz multicolorida, ele era a coisa mais brilhante no Mar da Ruína por milhares de anos-luz, pois o inimigo que ele enfrentava… era uma besta que, na verdade, tinha cinco vezes o seu tamanho.

Uma besta que eclipsava o tamanho de várias galáxias, seus olhos estavam cheios de majestade e poder, esses olhos brilhavam em um belo dourado, pois refletiam as cores dessa besta gloriosamente! Todo o seu corpo estava repleto de pêlos brancos e dourados que se estendiam majestosamente sobre ele, com cinco pares de asas brancas e douradas surgindo em suas costas enquanto flutuava sobre quatro patas que brilhavam gloriosamente!

A cabeça dessa besta era extremamente única, parecendo uma mistura dos mais imaculados dragões e fênix, combinada com os cinco pares de asas brancas e douradas, e tinha um ar de majestade inviolável que gritava sacralidade e honra! Como se essa besta pudesse ser a protetora de alguma terra sagrada que era agraciada com amor e proteção… mas essa era uma Besta Primordial.

Uma Besta Primordial que devorava Universos e Cosmos inteiros, pois tinha o objetivo de apagar todo o Cosmos em uma Ramificação da Realidade e devolvê-lo à Realidade Original!

Essa Besta Primordial era até mesmo chamada de Grande, com milhares de Universos Esplendorosos brilhando em seu peito enquanto olhava sem medo para o humano titânico diante dela. O humano a encarou de volta com menos medo ainda, enquanto as múltiplas cores em todo o seu corpo giravam ainda mais rápido e era possível notar algo chocante brilhando no peito desse ser.

Lá, escondido em meio ao brilho das linhas em movimento e dos círculos rúnicos em sua pele, era possível ver um Cosmos grandiosamente cintilante.

Um Cosmo!

Esse ser estava enfrentando uma Grande Besta Primordial sem medo, mas o mais profundo era que a Besta Primordial também não o temia! A Besta que estava na camada superior do Rank do Filamento Universal, com milhares de Universos Esplendorosos, na verdade não cedia quando enfrentava uma existência no Reino Cósmico e isso se devia a uma verdade que pouquíssimos seres conheciam, que permitia até mesmo que Grandes Bestas Primordiais enfrentassem existências normais no Reino Cósmico.

Foi o poder aterrorizante que todas as Bestas Primordiais receberam em seu nascimento que fez com que elas fossem tão aterrorizantes que as Antiguidades normais só se encontrariam diante da morte se alguma vez se deparassem com uma. Era…

“Vejamos… esta já entrou em seu segundo estágio de vida, pois tem total compreensão e assimilação do Dao Primordial e do Dao da Ruína. Já deve ter devorado alguns Cosmos…”

BRUMMMM!

A Primordial que estava observando de longe falou sem emoção ao mencionar que essa fera já havia devorado alguns Cosmos – era um número incontável de vidas! Mas suas palavras apáticas continham informações chocantes sobre a natureza das Bestas Primordiais.

Em seu nascimento, elas tinham total compreensão e assimilação do Dao da Ruína OU do Dao Primordial. 

Isso era algo que até mesmo as existências que tinham a sorte de compreender esses Daos lutariam para alcançar até que os Universos dentro de suas Origens secassem e elas morressem, ainda assim elas tinham isso ao nascer!

A assimilação completa de Daos como esses trouxe uma força profunda que quase tornaria uma existência inigualável em uma miríade de Cosmos.

No entanto, esse foi o primeiro estágio da vida das Bestas Primordiais.

Seu segundo estágio consistia em obter a assimilação completa da Ruína e do Dao Primordial e era nesse momento que elas eram chamadas de Grandes Bestas Primordiais.

O terceiro estágio da vida era realmente o mais aterrorizante e eram essas Bestas Primordiais que, na maioria das vezes, realizavam seus propósitos de fazer as coisas voltarem a ser como eram antes e destruíam Ramificações inteiras da Realidade.

O estágio que lhes permitia serem chamadas de Bestas Cósmicas Primordiais, as destruidoras de Realidades!

BRUMMMM

Picture of Olá, eu sou Leandor!

Olá, eu sou Leandor!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥