Monster Pet Evolutivo – Capítulo 01

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


(PS: Uma pequena nota antes de ler: este livro não reflete a realidade. Por favor, não leia com uma cosmovisão realista. O gênero deste livro é Fantasia. Livros de Fantasia não são científicos! Não é Científico! Não-É-Científico! Eu também gostaria de saber como criar bolas de fogo e vomitar relâmpagos).

Capítulo 01: Aranha de Placa Cinza Listrada

Tradutor: Asu | Editor: Asu

Carregando uma mochila vermelha, Gao Peng pegou um cartão-chave. Ding.

Houve um rangido de um portão de metal gasto quando Gao Peng entrou no prédio. O prédio era um pouco velho, com pedaços de lixo empilhados no chão. Felizmente, eles não emitiram nenhum cheiro estranho.

De pé sob a luz fraca, Gao Peng abaixou a cabeça e olhou para o chão. Uma sombra preta de aparência feroz foi jogada no chão, fazendo movimentos de puxar e esticar continuamente.

Gao Peng franziu a testa e olhou para cima. Havia uma aranha gigante do tamanho de uma pedra de moinho[1] apoiada na luz do teto. Tinha uma teia branca acinzentada em todo o teto da escada, e tinha olhos vermelho-sangue visíveis que brilhavam à luz.

Gao Peng suspirou. “Parece que a pequena aranha criada pela avó Chen escapou novamente. Esta é a sétima vez este mês, eu acho.”.

Acostumado com a visão desse fugitivo, Gao Peng continuou como se não visse nada e subiu as escadas sem parar…

Mas quando ele deixou os sons da aranha atrás dele, Gao Peng de repente parou como se ele pensasse em algo. Um pouco hesitante, Gao Peng se virou e olhou para a gigantesca aranha cinzenta que corria pelo teto.

“Isso… parece uma Aranha de Placa Cinza Listrada? Lembro que a professora disse que essa é uma criatura relativamente gentil?”

Gao Peng piscou e hesitou por um momento. Depois largou a mochila, pegou um pedaço de papel, esmagou-o numa bola e tirou um isqueiro do bolso.

Gao Peng franziu os lábios e hesitou novamente. Afinal de contas, não importava o quão gentil fosse essa Aranha de Placa Cinza Listrada, ainda era o animal criado pela avó Chen no andar de cima… Não! Esse não é o ponto principal!

Por mais gentil que fosse, ainda era um monstro! Depois da mudança na Terra, até mesmo um monstro de nível normal poderia rivalizar com leões e tigres como principais predadores no topo da cadeia alimentar.

Se Gao Peng irritasse esse monstro, nesta escadaria sem lugar para onde escapar, ele seria como um cordeiro esperando ser massacrado.

Suspirando novamente, Gao Peng sacudiu a cabeça e se virou, voltando para o andar de cima.

De repente, na velocidade da luz, Gao Peng acendeu a bola de papel com seu isqueiro e jogou-a para o teto atrás dele. Então, ele fugiu como um louco subindo as escadas.

Eu me lembro do Sr. Zhang dizendo que essas criaturas tinham personalidades gentis.

Zhi! Um rangido estridente e irritado de repente veio de trás. Gao Peng, que subia correndo as escadas, deu uma olhada atrás dele enquanto se virava.

A Aranha de Placa Cinza Listrada caíra no chão da escada. Com suas oito pernas correndo em um frenesi, a aranha freneticamente subiu para outra parede. A aranha fugiu na direção oposta à bola de papel que estava queimando vagarosamente.

Os olhos de Gao Peng se iluminaram e seu coração disparou. A Aranha de Placa Cinza Listrada realmente tinha medo de fogo!

Puta merda! A coisa que apareceu em sua mente realmente não era uma invenção de sua imaginação!

Nesse momento, Gao Peng sentiu que estava sendo carregado pelo vento enquanto subia correndo as escadas. Atrás dele, a Aranha de Placa Cinza Listrada emitia sons estridentes extremamente zangados.

“Ah, o Sr. Zhang mentiu para mim! Quem disse que essas coisas eram gentis!”

Atualmente, a mente de Gao Peng estava acelerada, mas ele não ousava desacelerar seus passos. Ter esse tipo de monstro furioso perseguindo-o não era brincadeira. Se o atingisse, poderia facilmente abrir seu crânio ou abrir suas entranhas se ele não fosse cuidadoso.

Este foi um monstro de uma dimensão diferente! Durante o início da transformação da Terra, muitos humanos morreram nas mãos desses monstros. Não importa quão gentis eles possam parecer agora, isso não muda o fato de que eles são monstros.

Enquanto os sons atrás dele se aproximavam, Gao Peng podia ouvir claramente o impacto da Aranha de Placa Cinza Listrada antes de fazer cada salto ao subir a escada. Era como tubos de aço batendo no chão.

Mais um andar até chegar em casa!

Quase lá!

A Aranha de Placa Cinza Listrada com olhos vermelho-sangue abriu e fechou suas ferozes mandíbulas. Suas pernas de aranha fortes e bem formadas eram como molas, curvando-se para baixo e depois saltando para cima com grande força! Cada um desses saltos poderia cobrir quatro ou cinco lances de escada.

Estava ficando cada vez mais perto de Gao Peng…

“Sssss!”

Um assobio arrogante e irritado permeava as paredes grossas e enchia toda a escada. Foi um som profundo e dominante.

As pernas da Aranha de Placa Cinza Listrada que tinham acabado de começar a se dobrar em preparação para pular momentaneamente congelaram. A aranha ficou parada. Seus olhos vermelho-sangue pararam de cintilar e começou a produzir uma série de sons baixos de guincho de sua boca.

Mas o monstro que fez o som mais cedo não voltou a chiar.

Depois de um momento de hesitação, os olhos vermelhos da aranha começaram a piscar de novo. Com a incerteza, a aranha levantou uma das pernas para subir as escadas.

“Sssss!” Como se provocado, esse assobio soou ainda mais furioso do que o anterior.

“Zhizhizhizhi…” retraindo a perna levantada, a Aranha de Placa Cinza Listrada pulou as escadas e fugiu.

Gao Peng soltou um suspiro e enxugou o suor da testa. Por que a aranha voltou correndo para o andar de baixo?

‘Poderia tudo ter sido um brincadeira para a aranha? Perseguindo-me por diversão e felizmente voltando à sua teia depois de ver que eu estou quase em casa?’ Pensou Gao Peng.

Gao Peng esfregou o queixo. Hmmm… Mesmo ele não acreditou no absurdo que ele acabou de inventar.

Gao Peng pegou as chaves e abriu a porta. “Pai, Mãe, estou de volta”, disse ele com um sorriso brilhante no rosto.

Gao Peng empurrou a porta para uma casa vazia. Estava tão quieto que parecia que ele estava em um mundo habitado apenas por ele.

Um sofá cinza-amarronzado foi colocado na sala de estar. Em frente estava um aparelho de televisão bastante antigo. A casa estava limpa por dentro, com decorações e móveis mínimos. Era fácil ver que o dono era diligente e limpava o local com frequência.

Ajustando seu humor, Gao Peng respirou fundo e abriu a porta do quarto. As cortinas estavam fechadas, bloqueando o clarão da forte luz do sol e dando ao quarto um olhar sombrio.

A cama no quarto estava limpa e arrumada. O rosto de Gao Peng foi iluminado com um sorriso e ele alegremente disse: “Pai, Mãe, eu finalmente tirei a maior nota no exame da minha sala. Vocês devem estar muito felizes.”.

Gao Peng estava falando com uma foto em preto e branco emoldurada.

Na foto, havia uma foto de um casal. O homem parecia elegante e gentil enquanto a mulher parecia digna e virtuosa. O casal sorria feliz, como se, através desse fino pedaço de papel, as pessoas de dois mundos diferentes pudessem fazer contato visual umas com as outras.

Mas as duas pessoas na foto não responderam Gao Peng. Eles simplesmente sorriam com o mesmo sorriso imutável em seus rostos.

Gao Peng forçou um sorriso orgulhoso. “Os resultados da minha escola sempre foram ruins, e vocês muitas vezes me repreendiam por isso. Mas agora, eu finalmente sou a primeira da turma e em quarto em toda escola. Vocês devem estar muitos felizes, certo? Vocês não precisam se preocupar com meus estudos mais”, disse Gao Peng, quando seus olhos começaram a ficar vermelhos.

O adolescente mal vestido simplesmente ficou no meio do quarto, seus pensamentos vagando no silêncio. Foi só quando o céu escureceu que o adolescente caiu em si com um sobressalto. Com um sorriso de desculpas no rosto, ele disse ao casal na foto: “Pai, a escola está organizando uma excursão amanhã, então eu provavelmente não voltarei por alguns dias. Mas não se preocupe comigo. A escola contratou guarda-costas profissionais para garantir nossa segurança, vou ter certeza de ter cuidado!”

“Ouvi dizer que, desta vez, a escola contratou guarda-costas da Companhia de Proteção do Escudo Azul. De acordo com o que ouvi, a Companhia de Proteção do Escudo Azul tem muitos Treinadores de Monstros. Se eu pudesse me tornar um também, seria o melhor. Pelo menos metade dos meus colegas de sala espera se tornar Treinadores de Monstros!”

Em um quarto escuro e ofuscado, um adolescente magro e de aparência frágil falava consigo mesmo diante de uma fotografia. Ele balançava as duas mãos no ar enquanto falava, claramente em alto astral. Seus olhos brilhavam também, incorporando seu anseio pelo futuro e seu desejo de crescer mais forte.

Mas ninguém respondeu suas palavras. Ele só desejava, naquele momento, que alguém pudesse lhe dar um sinal de positivo ou algumas palavras de encorajamento. Mesmo que as pessoas da foto saíssem apenas para se opuser a seus planos para o futuro, ainda assim seria maravilhoso para ele.

Mas isso não aconteceu. O casal na foto permaneceu na foto, sorrindo calorosamente, lado a lado.

O quarto se acalmou. Tudo o que restou foi o som da própria respiração do adolescente.

De repente, o adolescente sentiu um pouco de frio e esfregou os cotovelos com as duas mãos, parecendo desanimado. Mas logo, a atmosfera deprimente foi levada por um sorriso ensolarado e confiante em seu rosto. Ele voltou mais uma vez a ser o adolescente brilhante e otimista que ele era.

Deixando o quarto, Gao Peng cuidadosamente fechou a porta do quarto, como se para evitar perturbar o casal na foto.

Ninguém viu: pode ter sido um truque da luz. Mas por um momento, o sorriso nos rostos do casal na foto pareceu mais feliz e doce.


Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Nota:

[1] Um pedra de moinho tem, em média, 40cm de comprimento e 5cm de espessura.

Rolar para o topo