MPE – Capítulo 07

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Capítulo 07: Liríope Sangrenta

Tradutor: Asu | Editor: Asu

A força individual de um Treinador de Monstros não foi particularmente impressionante. Embora tenha sido dito que em fases posteriores, os Familiares poderiam aumentar muito as habilidades de sobrevivência de seu treinador, era apenas um aumento na capacidade de sobrevivência. Depois de tudo, para realmente lutar, os Treinadores tinham que confiar em seus Familiares.

O número de Familiares com quem um Treinador poderia estabelecer Contratos de Sangue foi determinado pela força da alma do Treinador. Conforme um Familiar se fortalecia, o Treinador também seria nutrido, fazendo com que a alma do Treinador crescesse e se fortalecesse, permitindo que estabelecessem contratos com mais Familiares.

Em outras palavras, tudo era relativo. O estabelecimento de Contratos de Sangue exigia o gasto da energia da alma. Mesmo que a palavra ‘sangue’ estivesse no Contrato de Sangue, o sangue era apenas um intermediário. O que realmente ligava o humano e o monstro espiritualmente era na verdade a alma.

Naturalmente, essa ligação também funcionava nos dois sentidos. Se um Treinador usasse métodos cruéis e violentos para controlar um Familiar, o Familiar constantemente colocaria resistência, e isso resultaria em uma carga maior na alma do Treinador. Se o número de Familiares resistindo ao controle de um Treinador aumentasse demais, isso poderia resultar em consequências aterradoras…

Talvez eu conseguisse captar um grande número de Familiares de baixo nível, e depois aumentar continuamente sua Classificação de Monstro… Gao Peng de repente pensou, como uma ideia para explorar sua habilidade.

Não, isso não daria certo. Seria óbvio demais.

Gao Peng rapidamente baniu esse pensamento de sua mente. Ele não podia fazer isso. Pelo menos não agora. Além disso, aumentar os Familiares exigia uma grande quantidade de recursos, que ele não podia pagar no momento. Gao Peng também não tinha intenção de expor sua capacidade para se juntar a outros grupos ou organizações poderosas. Ele temia que ele acabasse sendo usado por outros como uma máquina de criação de monstros.

“Está todo mundo aqui? Monitor de turma, por favor, assuma a chamada”, disse a professora Murong Qiuye ao monitor de turma Tan Qianjin quando ela embarcou no ônibus.

Tan Qianjin também era uma pessoa pequena e gorda que tinha covinhas quando sorria. Ele sempre se dava bem com os outros em sala de aula e também tinha uma personalidade alegre e boas notas. Não demorou muito para a turma eventualmente elegê-lo como monitor de turma.

“Srta. Murong, todo mundo já está aqui. Fiz uma marcação na chamada da turma toda vez que alguém entrava”, disse Tan Qianjin com um sorriso ao entregar a chamada da turma à Sra. Murong.

A Sra. Murong assentiu. Ela então segurou na barra de segurança[1], enfiou a cabeça para fora da janela e gritou: “Diretor, os alunos da nossa turma estão todos aqui. Podemos sair agora”.

Depois de um momento, a Sra. Murong assentiu novamente, depois sentou-se prontamente no banco do motorista.

Sentado na primeira fileira, o queixo de Tan Qianjin caiu quando a Srta. Murong ajustou as engrenagens de forma proficiente, pisou no acelerador e ligou o ônibus em um movimento suave.

Uma motorista tão experiente…

Os canos de escapamento do ônibus deram um rugido e o ônibus avançou como uma besta de metal.

Havia dois carros azuis logo atrás. Os carros eram totalmente azuis, exceto por um escudo branco desenhado nas laterais do carro. Foi a Companhia de Proteção Escudo Azul.

Eles viajaram em alta velocidade e em apenas alguns minutos chegaram à beira de um lago dentro da periferia da cidade.

“Tudo bem, nós chegamos. Estudantes, por favor, desçam.”

Com um som de tsss, as portas dianteiras e traseiras do ônibus se abriram ao mesmo tempo, permitindo que os raios de sol brilhassem pelas portas no ônibus.

“Isso… isso é tão excitante! Então é assim que a periferia é!” disse um dos garotos gordos da sala. Ele era um daqueles que pareciam ter dificuldade em agir adequadamente nas situações certas. Ele esfregou as mãos e continuou: “É apenas… muito excitante, ugh“. Neste momento, uma menina com rabo de cavalo e óculos violentamente martelou-o na cabeça, enquanto usava uma expressão vazia. “Li Zigong, pare o drama.”

Li Zigong respondeu com raiva: “Li Hongdou, não vá longe demais! Se não fosse pelo fato de que você é minha irmã mais velha, eu nunca…” Um olhar frio que veio de Li Hongdou fez Li Zigong congelar. “Eu nunca ousaria levantar a minha voz para você…” ele continuou.

Quando Gao Peng tentou conduzir Da Zi pelo ônibus, suas antenas continuaram girando ansiosamente. Da Zi hesitou em entrar em um ambiente estrangeiro. No final, Gao Peng teve que forçar a saída de Da Zi do ônibus.

Sendo jogado para fora do ônibus, Da Zi circulou freneticamente ao redor de Gao Peng antes de se levantar para tentar subir em Gao Peng. Gao Peng se recusou a deixar isso acontecer.

Essa foi a primeira vez que ele viu Da Zi tão nervoso, e Gao Peng não pôde deixar de rir.

“Roar!” Um rugido feroz explodiu ao lado da orelha de Gao Peng. Os tímpanos de Gao Peng quase explodiram por causa das poderosas ondas sonoras. Isso irritou Da Zi. Seu corpo se ergueu, e de repente se inclinou atrás de Gao Peng como um arco gigante.

Xiu–

Da Zi deixou uma longa imagem depois de dar uma mordida na coxa do Kong Negro Enraivecido. Foi um movimento rápido, como uma libélula colocando um ovo na água.

O Kong Negro Enraivecido franziu a testa de um jeito muito humano, e agarrou sua coxa, ganindo continuamente.

Hai Lanyu, que estava bem ao lado deles, estava rindo da desgraça de Gao Peng. No momento em que viu que seu Familiar tinha sido mordido, seu sorriso se transformou em uma expressão de raiva. Ele estava prestes a agir quando ouviu a voz severa de Murong Qiuye repreendendo-os. “O que vocês dois estão fazendo? Não ache que eu não vi o que aconteceu. Hai Lanyu, agora que você tem um Familiar, você é um Treinador de Monstros! Como Treinador de Monstros, certifique-se de controlar seu Familiar e não deixá-lo assustar pessoas assim. Gao Peng, você também tem que ter certeza que sua pequena centopéia não morda as pessoas tão facilmente.”.

Ambos os lados foram repreendidos, mas ficou claro que Murong Qiuye era mais tendencioso em relação a Gao Peng, provavelmente por causa de suas boas notas.

O Kong Negro Enraivecido foi eventualmente chamado pelo seu mestre com relutância. Ele olhou para Hai Lanyu com os olhos cheios de ressentimento como se dissesse: Você me mandou para assustar aquele cara agora, e no final você me chamou de volta depois de eu ser mordido por aquela pequena centopéia. Que tipo de mestre você é?

Ele pulou para cima e para baixo no local, fazendo sons de latidos.

Os Kong Negro Enraivecido eram bastante inteligentes e mais ou menos tão inteligentes quanto crianças de sete a oito anos de idade. Suas emoções, que ele usava claramente em seu rosto, estavam lá para qualquer um ver. Agora, seu rosto estava distorcida e suas sobrancelhas estavam franzidas; estava claramente fazendo birra.

Gao Peng olhou de perto para o Black Kong Negro Enraivecido, e da tabela de atributos que apareceu em sua mente, ele pôde ver que a [Condição do Monstro] havia mudado de “Saudável (Frustrado)” para “Levemente ferido (Deprimido) [Envenenado]”.

A última palavra, “Envenenado”, cintilou com um brilho vermelho que ofuscou com o passar do tempo. Ao mesmo tempo, a condição na frente também acabou mudando de “Levemente ferido” para “Ferimentos secundários”.

―◊◊◊―

“Esta é um Liríope Sangrenta? Esta é uma planta que evoluiu da Liríope durante o cataclismo. Mesmo antes de sua evolução, a Liríope tinha propósitos medicinais que poderiam nutrir os pulmões e tratar tosses. A Liríope Sangrenta evoluído tem a capacidade de tratar lesões internas, especialmente danos a órgãos internos. Administrar um pouco de raiz Liríope Sangrenta pode ajudar a repor o sangue e ajudar na recuperação de tais ferimentos.” Gao Peng estava em uma posição meio agachada, obcecado por uma planta vermelha-sangue ao lado de sua perna.

A Liríope também era chamado de Barba-de-serpente, e era uma planta muito comum antes do cataclismo. Pode até ser visto frequentemente nas ruas. Em canteiros ao longo das estradas, muitas vezes havia plantas parecidas com cebolinhas que cobriam o fundo. Aqueles eram Liríope.

Informações sobre a Liríope Sangrenta podem ser encontradas na [A Nova Edição de Botânica de Plantas Mutantes], que era um curso obrigatório para todos os alunos do ensino médio após o cataclismo.

Não importa quando, o conhecimento sempre permaneceria como a força produtiva número um. Mesmo no atual mundo bizarro e fantasioso em que estavam, o conhecimento e a ciência não ficaram para trás.

Ciência não era a mesma coisa que tecnologia. A tecnologia foi apenas o resultado da ciência. A ciência era um método para resolver o próprio conhecimento, um sistema de coleta e busca de informações e o uso de lógica e análise para pesquisa. Foi algo que poderia aumentar grandemente a eficácia de reunir o conhecimento e torná-lo próprio.

Foi algo que nunca ficou para trás.


Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Nota:

[1] Eu queria chamar de ‘puta que pariu’ que é como eu conheço isso ‘-‘ mas acho que não ia ficar muito legal ^^

Rolar para o topo