MPE – Capítulo 109

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Capítulo 109: Aranha Blindada do Escudo Demoníaco (Parte Seis)

Tradutor: Asu | Editor: Asu

Explodiu e disparou para fora como uma agulha de aço rápida.

A porta de vidro à prova de balas foi penetrada instantaneamente. A boca do monstro tipo mosquito também foi dobrada depois. O homem viu e riu antes de rapidamente sinalizar para seu parceiro começar a se mover.

A madeira já havia se transformado em um barco; era tarde demais para voltar agora.

Ele rangeu os dentes e tirou um martelo e um furador de sua sacola. Ele então colocou a ponta do furador no pequeno orifício na porta de vidro e bateu-o precisamente com o martelo. Camadas sobre camadas de padrões semelhantes a teias apareceram e se espalharam para fora.

Gao Peng, que estava descansando no sofá, ouviu um barulho alto da porta principal. Ele franziu a testa e caminhou até o escritório para verificar a câmera de vigilância.

A câmera de segurança montada na escada mostrava uma cena escura como breu. Nada estava lá, mas o sinal parecia estar em boa ordem. Alguma coisa provavelmente cobriu a lente.

Parecia que pessoas com más intenções estavam do outro lado da porta.

Afinal, Gao Peng ainda não havia superado o trauma sofrido em sua vivenda.

Ele franziu a testa e pensou seriamente. Gao Peng pegou seu telefone depois de pensar por um tempo e discou os três dígitos que todos conheciam.

“Olá, polícia? Eu quero fazer uma denúncia. Alguém quer fazer algo mal para mim”, disse Gao Peng calmamente.

O outro lado do telefone não ousou atrasar e imediatamente perguntou o endereço de Gao Peng e sua condição atual.

“Estou na Estrada Lianhu, no distrito de Dayan, no centro da cidade…” Gao Peng deu seu endereço para o policial. “Essas pessoas provavelmente estão tentando entrar pela porta agora, eu estou atualmente seguro. Ugh… Se essas pessoas iniciarem um ataque contra mim, eu posso me defender?”

A polícia enviou oficiais assim que obtiveram as informações detalhadas do local e, ao mesmo tempo, pediu a Gao Peng que prestasse atenção à sua segurança e que, se necessário, ele poderia revidar.

Gao Peng desligou a chamada e olhou para fora. Ele então desapareceu lentamente na escuridão.

―◊◊◊―

A porta se abriu violentamente e duas figuras caminharam cautelosamente para dentro. As luzes do prédio estavam todas apagadas. Estava escuro como breu.

Em cima de suas cabeças piscavam as luzes vermelhas de várias câmeras de segurança.

Os dois caras tocaram suas máscaras e relaxaram um pouco. Um deles até acenou com o martelo nas mãos enquanto olhava para a câmera de segurança ameaçadoramente.

“Vá. Não perca tempo. Vamos terminar de procurar rapidamente e sair”, o outro cara disse e puxou seu braço.

Um dos ladrões se moveu para encontrar o interruptor de luz, mas não encontrou nada. Será que causou um curto-circuito?

“Chefe, por que a luz não acende?”

“Pode ser porque os funcionários deste estúdio desligaram o interruptor principal depois do trabalho”, disse o chefe, inseguro. O ar ao redor o fez sentir frio.

Os dois ladrões se atrapalharam e finalmente conseguiram encontrar o laboratório. Eles empurraram a porta e o som de água corrente veio de dentro.

“O que é isso? Parece que algo ainda está em operação.”

O equipamento experimental foi todo conectado a um gerador de backup, para impedir que incidentes como falta de energia interrompessem experimentos.

A luz de sinal verde piscou lentamente. Uma enorme sombra escura dentro do cilindro experimental mostrava apenas partes do corpo.

Raios de luz brilhavam nas profundezas da água, e a sombra maciça dentro do tanque de água se movia muito levemente. O som abafado da água se movia misturado ao cheiro forte de esterilizadores.

“C… Chefe, o que é essa coisa?” O mais baixo dos dois perguntou em uma gagueira.

“Provavelmente é uma experiência dos funcionários do estúdio”, disse o chefe. Ele se sentiu um pouco ansioso. Ele tinha entrado em um estúdio ilegal?

“Não se preocupe com isso. Vamos procurar o que queremos primeiro. Eles provavelmente estão conduzindo algum experimento aqui. Enquanto não perturbarmos o experimento, o cara lá dentro não sairá, então devemos nos apressar e procure esses materiais”.

Os dois procuraram por muito tempo no laboratório experimental e só conseguiram encontrar alguns materiais e ingredientes comuns. Isso porque a maioria dos ingredientes e materiais já havia sido usado por Gao Peng.

Os dois estavam incertos se esses materiais valiam algum dinheiro, então colocaram tudo em seus bolsos e se viraram para sair.

Gao Peng, que se escondeu em um canto dentro do estúdio, ouviu a conversa alta e clara.

Confusão apareceu em seu rosto. Parecia que ele cometeu um erro, pois os dois não estavam lá para incomodá-lo. Eles provavelmente eram apenas dois ladrões. Claro, ele não podia descartar a possibilidade do incidente se transformar em um assalto total se os ladrões descobrissem que havia alguém por perto.

Foi precisamente nesse momento que uma série de dados passou pela mente de Gao Peng.

[Sucesso da Evolução Sombria ― Aranha Blindada do Escudo Demoníaco.]

As duas pessoas que saíam de repente sentiram um calafrio no coração e se viraram. Eles viram uma figura vaga parada no canto da sala. A pessoa acenou para os dois e disse: “Você deve estar cansado depois de uma busca tão completa. Você quer se sentar e tomar um chá?”

Eles ficaram surpresos e olharam um para o outro. Eles caminharam rapidamente em direção a Gao Peng.

A pessoa à esquerda pegou uma faca de algum lugar do peito em silêncio e a pessoa à direita tirou o grande martelo da bolsa. Ao mesmo tempo, uma feroz centopéia saiu da camisa da pessoa à direita. Era tão grosso quanto o braço de uma pessoa e tinha 90 cm de comprimento. Envolveu seu braço e mordeu seu pulso.

Ele soltou um gemido abafado e seu braço se expandiu consideravelmente. Várias veias apareceram como pítons gigantes.

Ele soltou um grunhido baixo, ergueu o martelo na mão e o balançou para Gao Peng. “Beber chá? Vou te tratar com um gosto do meu martelo!”

O balanço do martelo foi rápido e pousou diretamente na cabeça de Gao Peng. Mas ele só sentiu que seu martelo havia batido em algo parecido com algodão. Era suave e gerou uma sensação estranha, como se ele não pudesse realmente exercer sua força.

Ele recuperou a compostura e olhou para Gao Peng novamente. O sujeito já estava no chão.

Gao Peng sentou-se no chão e tocou a cabeça. Ele só sentiu que alguma coisa havia encontrado sua testa, como alguém empurrando-o com as mãos, com uma camada de algodão no meio.

O dano que ele recebeu foi transferido para Stripey através do contrato da Mudança de Constelação. No espaço da alma, as emoções de Stripey não mudaram nem um pouco. Para Stripey parecia uma picada de mosquito.

De repente, um grande monte de líquido voou de longe e deixou as duas pessoas completamente pegajosas e molhadas. Isso os deixou muito desconfortáveis. Enquanto se preparavam para levantar as mãos, descobriram que seus corpos inteiros estavam presos e não podiam se mexer.

As enormes pernas de aranha de Stripey bateram no piso de tijolos enquanto ele caminhava, produzindo sons frios e crocantes.

Ele se arrastou lentamente para os dois ladrões. Stripey usou seus membros dianteiros para tocar levemente as partes bucais e seus olhos avermelhados emanavam uma aura fria e assassina.

As duas pessoas ousaram atacar seu mestre. Eles tinham definitivamente cruzado a linha de Stripey. Ele levantou as suas pernas. Aos olhos dos dois ladrões, as pernas continuaram a crescer…

Gao Peng suspirou. Foi a primeira vez que ele matou alguém. Embora ele não o fizesse com as mãos, isso o deixava extremamente desconfortável.

Na verdade, Gao Peng realmente não sabia como deveria ter lidado com aqueles dois, mas seus pensamentos eram diretos.

Se eles descobrissem que alguém estava dentro do prédio e imediatamente se virassem para fugir, Gao Peng simplesmente subjugaria os dois e os entregaria à polícia.

Infelizmente… a reação dos dois ladrões não foi tão amigável.

Sinto muito.

Você queria me matar, então eu matei você, ele pensou.

Foi muito simples.


Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo

Rolar para o topo