MPE – Capítulo 125

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo


Capítulo 125: Imã de Ladrões

Tradutor: Asu | Editor: Asu

Ele era um imã para os ladrões? Gao Peng ponderou seriamente essa questão.

Ele estava sentado no sofá. Os três ladrões estúpidos estavam ajoelhados na frente dele. Um deles estava curvando a cabeça com vergonha, o suor pingando de suas sobrancelhas.

“Já nos encontramos antes?” Gao Peng perguntou de repente.

“Como isso é possível. Senhor, você está pensando demais”, O ladrão riu sem jeito.

“…Senhor?”

O ladrão calou a boca quando percebeu que havia dito algo errado.

Gao Peng não havia pensado nisso antes, mas o modo como essa pessoa o chamava de senhor fazia com que ele percebesse quem ele era.

Não era essa a pessoa da loja de móveis?

“Eu tenho que perguntar…” Gao Peng começou a franzir a testa. “Por que vocês escolheram invadir a minha casa? Eu pareço com uma daquelas pessoas que são burras, mas têm muito dinheiro?”

Flamy bateu as asas e riu. Não se sabia do que ele estava rindo.

Da Zi levantou-se e deu a Flamy um tapa na parte de trás de sua cabeça. Não é permitido rir do mestre!

“Eu… eu…” os lábios do ladrão começaram a tremer. De repente ele não sabia o que dizer. Ele estava perto das lágrimas.

Não havia nenhuma razão real para invadir a casa de outra pessoa do que roubá-la. Ele viu que ele era rico, e não havia muitas pessoas morando lá, então é claro que ele queria roubá-lo! O que mais havia para dizer? Mas ele não se atreveu a dizer isso, porque estava com medo de morrer.

Graças a Deus que o esqueleto não o assustou até a morte. Um esqueleto aparecendo atrás de você no meio da noite foi extremamente assustador.

Esse cara mantinha um esqueleto como animal de estimação, então ele definitivamente não era uma boa pessoa.

Gao Peng se sentiu estranho. Ele massageou as têmporas. Os três foram bastante sinceros em suas desculpas, e quando perceberam que não podiam fugir, estavam muito dispostos a admitir culpa.

Se ele escolhesse matá-los e enterrá-los no subúrbio, ninguém descobriria.

No entanto, Gao Peng tinha seus próprios padrões para defender. Ele não era santo; ele não ia sorrir e perdoar as pessoas que o fizeram mal. Seu estilo era olho por olho, dente por dente. Ao mesmo tempo, ele tinha uma justiça em seu coração!

“Eu não vou matar vocês… já que vocês não têm a intenção de matar. Vocês têm sorte de que  só pretendiam roubar”, bocejou Gao Peng. Ser acordado no meio da noite foi bastante cansativo.

Os outros dois olharam para Gao Peng em agradecimento. Ele foi extremamente inteligente em sua decisão! Eles foram capazes de viver por causa de suas palavras.

Da Zi chamou a polícia.

Do outro lado da ligação, alguém disse: “Olá, esta é a Delegacia Honghe da Estrada Guanghei.”

Hiss, hiss, hiss, disse Da Zi.

Da Zi percebeu que o outro lado não respondeu e respondeu preocupado com mais silvos.

O policial do outro lado da ligação ficou estupefato.

Gao Peng levou o telefone para longe de Da Zi. Esse idiota. Ele só queria que Da Zi discasse os três números, ele não pediu para falar. Outros não foram capazes de entender o que ele dizia.

Gao Peng informou a polícia sobre a situação em sua casa e eles disseram que enviariam imediatamente alguém.

Um carro da polícia chegou a sua casa depois de cerca de dez minutos e algemaram os três ladrões. O policial não pediu a Gao Peng para voltar à delegacia, apenas anotou algumas informações simples ali mesmo.

Enquanto conversava com o policial, Gao Peng soube que os três eram criminosos habituais. Eles nunca foram pegos porque eram muito cuidadosos.

“Você precisa ser cuidadoso à noite, se você é o único em sua casa. A Cidade de Chang’an é bastante perigosa à noite. Se você tiver algum problema, ligue-nos imediatamente”, Lembrou o policial.

Gao Peng acenou com a cabeça para mostrar que ele entendia. Ele serviu algumas bebidas para o policial que veio de longe.

“Não, obrigado.” O telefone do policial tocou e ele atendeu a ligação. Ele deu um sorriso a Gao Peng, virou-se e saiu.

“Hmm, onde está Silly?” Gao Peng de repente percebeu que ele não tinha visto Silly desde que ele chegou em casa. Ele também não o viu quando estavam jantando.

“Da Zi, me ajude a encontrar Silly”, disse Gao Peng e deu um tapinha na cabeça de Da Zi.

Da Zi assentiu e subiu as escadas. Depois de pouco tempo, desceu acompanhado pela água-viva.

Gao Peng percebeu que o normalmente travesso Silly estava muito quieto.

“Venha aqui”, Gao Peng acenou com as mãos.

Silly hesitou por um tempo e depois voou. Esta foi a primeira vez que ele viu Silly tão aterrorizado; ele quase pensou que Silly tinha sido possuído pelo Stripey. Demorou um longo desvio antes de chegar ao topo da cabeça de Gao Peng. Gao Peng olhou para Flamy e entendeu por que Silly estava tão aterrorizado.

Flamy não estava feliz com Silly evitando-o. Os tentáculos do Silly se retraíram. Ele agarrou o rosto de Gao Peng com muita força.

Gao Peng olhou para Flamy que estava de pé com uma perna. De repente, percebeu que havia algo Familiar nesse Grou-da-manchúria. Ele olhou para Flamy com uma expressão estranha; Flamy continuaria nessa direção se ele continuasse evoluindo?

O pássaro deus, Bi Fang.

Foi uma besta lendária auspiciosa dos tempos antigos, um animal de estimação do Deus da Guerra. Onde quer que fosse, o fogo se seguia. No mito, Bi Fang também tinha uma perna e tinha a forma de um grou. No entanto, suas penas eram azuis e não brancas.

Mas isso foi apenas um mito…

Gao Peng de repente se sentiu um pouco culpado. Gao Peng costumava pensar que as pessoas da antiguidade tinham feito um palpite errado quando viram um grou-da-manchúria dormindo.

Se alguém da antiguidade visse um grou-da-manchúria dormindo em pé em uma perna, eles definitivamente gritariam: “Meu Deus! É uma besta de uma perna só. É uma besta lendária!” e depois correr de volta para casa para dizer a todos que ele viu uma besta mítica lendária.

Outra pessoa iria consolá-lo e dizer: “Relaxe, relaxe, qual é o nome da besta lendária?”.

Qual era o nome?

A pessoa ficaria atordoada. Como eu iria saber? E de repente, pense em uma palavra aleatória. Bi… Bi… Bi Fang.

“Aquela besta lendária é chamada Bi Fang!”

Se alguém me disser que essa besta é real agora, posso muito bem acreditar nele. Gao Peng sentiu-se chocado.

Mas os Familiares já existiam. Gao Peng sentiu-se muito receptivo à ideia.

Ele deu um tapinha em Silly para consolar essa pequena criatura idiota. O medo ainda estava em sua cabeça.

“Vamos dormir”, Gao Peng olhou na hora. Já era três da manhã. Dormir com atraso muitas vezes não era bom para os rins.

―◊◊◊―

Gao Peng só acordou quando o sol bateu em seus olhos. Ele abriu os olhos enquanto ainda estava atordoado e foi preparar um pouco de comida.

Da Zi estava olhando para uma pequena tigela de aço e correu para a cozinha para olhar as costas do mestre, e de vez em quando batia na tigela em antecipação.

Depois que a sopa ficou pronta, Gao Peng despejou um pouco da comida na tigela de Da Zi. Da Zi se inclinou para a tigela e começou a comer.

Stripey arrastou uma pequena tigela de aço e foi até Gao Peng. Parecia um estudante que estava esperando sua vez para pegar sua comida no refeitório.

Na boca de Dumby havia cinco Agulhas de Cedro de Yin amarradas juntas. Ele soltou uma nuvem de fumaça.

Flamy olhou para os Familiares que estavam fazendo fila para pegar sua comida. Deixou escapar uma risada. Sentia uma sensação de superioridade por causa de sua inteligência superior e achava que esses Animais terrestres eram tão estúpidos. Eles ficaram satisfeitos só porque tinham comida.

“Ei, Flamy. Você quer comer? Eu fiz sopa de peixe hoje. Tem um cheiro ótimo”, Gao Peng olhou para fora da cozinha e gritou.

Flamy riu. Não exagere. Eu não vou comer sua comida.

O cheiro se espalhou para a sala da cozinha. Flamy deu uma fungada e começou a babar.

Flamy virou os olhos, limpou a garganta e gritou.

Ninguém na cozinha deu qualquer resposta.

Como ele pode agir assim! Pensou Flamy.

Gao Peng derramou alegremente o que sobrou da sopa de peixe em uma tigela. Ainda havia um cérebro de peixe hoje. Este foi definitivamente um dos almoços mais suntuosos que ele já teve.


Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo

Rolar para o topo