Capítulo 48 – Os Passos da Destruição

O Mundo Está Repleto de Monstros, e Eu Estou Curtindo Esta Vida

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 48 – Os Passos da Destruição

Tradutor: Otakinho

 

Estávamos voltando pelo caminho que havíamos percorrido para escapar da matilha de Lobos das Sombras.

Não foi bom recuar depois de percorrer todo o caminho, mas não valia a pena arriscar a vida.

Assim como os Orcs, os Lobos das Sombras tinham um olfato apurado.

Eles provavelmente teriam nos seguido se tivéssemos demorado, e eu simplesmente não podia fazer nada arriscado neste momento.

“Eu sinto que tenho algum tipo de conexão com os Lobos das Sombras…”

E não é no bom sentido.

Por alguma razão, eles tinham me direcionado especificamente para o Home Center.

Isso me fez pensar se atropelar aquele primeiro Lobo das Sombras, no começo, fez com que eles me odiassem mais do que o normal.

“Vamos descansar um pouco por enquanto.”

“Latido.”

Sento-me no chão e encosto-me em uma máquina de vendas automática.

Explorar e Detecção de Perigo não estavam mostrando nada nas proximidades.

Como minha boca estava seca, peguei uma bebida esportiva da caixa de itens.

Momo parecia querer um pouco, então coloquei um pouco em um prato.

Claro, era seu prato pessoal.

Agora que minha sede foi saciada, peguei a faca de açougueiro que havia conseguido em minha luta com o Orc.

“Uma faca Orc… huh.”

Isso é exatamente o que era.

Tinha cerca de 80 centímetros de comprimento.

Não estava enferrujada e parecia que iria cortar de forma limpa.

Eu tento balançar ao redor.

Sim, essa quantidade de peso não deve ser um problema.

Acho que trocaria minha faca de cozinha por esta a partir de agora.

Eu não iria evitar usá-la apenas porque era a arma de um monstro.

Ainda assim, meu principal método de ataque era emboscar os inimigos com a caixa de itens. Então, eu não deveria entrar em nenhuma luta de lâminas de verdade, eu acho.

Quer dizer, eu estaria em apuros se isso acontecesse.

Mas ainda era bom ter uma arma forte.

Isso pode me ajudar a melhorar minha habilidade de Esgrima e Golpe Vital.

Pensando bem, a aluna do grupo de Nishino também tinha uma arma como essa.

Mas o dela era um gancho-bico.

“Oh, acho que devo verificar minha correspondência então…”

Abro a tela da Correspondência e, como esperado, havia ainda mais mensagens não lidas agora.

… Vou responder apenas a mais recente.

“Mmm…?”

Enquanto eu folheava o texto, havia algo na última mensagem que chamou minha atenção.

“Ela viu um bando de Orcs…?”

O texto dizia que ela tinha visto um bando de Orcs e que eu deveria ter cuidado.

Recebi a mensagem alguns minutos atrás.

Na época em que eu estava fugindo dos Lobos das Sombras.

… Um bando de Orcs.

A primeira coisa que pensei foi nos Orcs do shopping.

Quando continuei a ler a mensagem, vi as palavras ‘Orc cor de bronze’.

Não houve engano. Era ele.

Eles estavam se movendo para encontrar novas presas?

Isso era incrivelmente ruim.

Não só isso, mas eles foram avistados não muito longe daqui.

Perto do lugar onde lutamos contra os Goblins.

Quando concentrei minha consciência nessa direção, tive um “mal pressentimento” disso.

Foi uma sensação parecida com a que tive quando estava indo para o shopping da loja de conveniência.

Parecia que as informações de Ichinose eram verdadeiras.

Eu precisava agradecê-la por isso.

Vou enviar a ela uma mensagem de agradecimento.

… Levou apenas alguns segundos para ela responder.

Como eu disse, é muito rápida!

Quero dizer, Ichinose, se você tem tempo para responder às mensagens, deve se apressar e sair daí.

“Hmm…:”

Isso realmente não era bom.

Parecia que havia mais e mais monstros nesta área de repente.

E eu precisava ser extremamente cuidadoso com a matilha de Lobos das Sombras e a matilha de Orcs.

A existência desses dois grupos estava realmente restringindo meus movimentos.

Eu teria que fazer um grande desvio da minha rota original.

Bem, não havia como evitar.

Levaria mais tempo, mas a segurança era importante.

… Mmm? Espere um segundo.

O Home Center também não ficava perto dessa área?

… Será que Nishino e os outros estão bem?

Bem, eu tinha a sensação de que eles ficariam bem.

Agora, qual caminho devo pegar…

Ao mesmo tempo, no Home Center…

Agora que Shibata havia retornado, Nishino perguntou a ele o que havia acontecido.

O Shibata que voltou estava abatido e à beira do pânico.

Suas feridas foram tratadas rapidamente e, agora que ele estava se acalmando, Nishino decidiu interrogá-lo.

Shibata disse a ele com uma voz trêmula.

Eles decidiram procurar mais longe e seguir para o shopping.

E então eles encontraram um Orc com uma força inacreditável.

Todos, exceto Shibata, morreram lá.

Ele contou tudo sem esconder nada.

“Entendi…”

Depois de ouvir essa história, Nishino olhou para o teto e resmungou.

“Eu entendo. Estou feliz que você tenha conseguido escapar, Shibata…”

Ele colocou a mão no ombro cansado de Shibata.

“… Nishino. Eu sou uma pessoa horrível. Abandonei meus amigos e fugi sozinho… droga! Caramba!”

Shibata cerrou os punhos de raiva e remorso.

Ele não sabia para onde direcionar esses sentimentos.

Ele normalmente era temperamental e mal-educado, mas seus sentimentos de companheirismo eram reais.

“Sim eu sei. Mas Shibata, não teríamos recebido essa informação se você tivesse morrido. Você fez bem. Não há necessidade de se sentir envergonhado.”

“…”

Shibata desviou o olhar ao ouvir isso.

“Você não acredita em mim? Então deixe-me colocar desta forma. Se você se sente um pouco mal com a morte deles, então você deve tentar viver o maior tempo possível. Se não, então com que propósito eles morreram? Com que propósito você os abandonou? Se você quiser encontrar sentido para suas ações, se quiser retribuir o que aconteceu, então você deve continuar a lutar e viver… Entendeu?”

“…Sim.”

Ele não podia argumentar contra Nishino. E então Shibata apenas acenou com a cabeça.

Ele não estava satisfeito com isso, mas não havia mais nada que pudesse ser feito.

(… Se ele realmente não conseguir se recuperar disso, bem, eu vou lidar com isso quando chegar a hora)

Nishino pensou, mas não permitiu que isso transparecesse em seu rosto.

“Então, Nisshi. O que nós vamos fazer agora?”

Rikka, a aluna do ensino médio, viu que eles haviam terminado e ergueu a voz.

Nishino teve que rir da falta de nervosismo dela, mesmo em um momento como aquele.

“…Sim. Com um monstro tão forte se aproximando de nós, não teremos escolha a não ser nos mudar.”

“Mudar de lugar?”

“A escola, ou talvez a prefeitura. Ambos os locais são bastante distantes daqui, mas deveriam ter melhores instalações do que aqui. Provavelmente haverá mais refugiados também.”

“Eles vão nos receber lá? Eles provavelmente não têm espaço para mais pessoas também.”

“Teremos que negociar. Em qualquer caso, vamos descobrir um caminho para que possamos partir assim que terminarmos de empacotar.”

Nishino abriu um mapa.

Uma rota que eles poderiam seguir com seus números.

E tinha que ser seguro. Isso não seria fácil.

Ele olhou atentamente para o mapa enquanto pensava no que eles teriam que fazer, então aconteceu.

“OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOoooooo!!”

O grito de um monstro apareceu do nada.

Foi tão forte que todo o edifício pareceu tremer.

“Emboscada! EMBOSCADAAAAA!”

“Monstros! O bando de Orcs está aqui!”

Os gritos vieram da entrada.

“… Parece que eles chegaram muito mais rápido do que pensávamos.”

“…Parece que sim.”

Os dois pegaram suas armas e se dirigiram para a entrada.

Aviso do Tradutor:

Otakinho

Otakinho

Boa Leitura S2 S2
Rolar para o topo