Capítulo 14: A obra-prima contaminada

Mutagênico

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Capítulo 14: A obra-prima contaminada

Tradutor: AJ / Revisor: AJ

 

Ele não percebeu por causa da distância, porque o cinema estava um pouco escuro. Afinal, os cinemas são construídos assim. Agora que Mark deu uma olhada nos gângsteres, ele pode confirmar que a idade desses caras variava de 14 a 16 anos.

“Vocês três levantem as mãos e não se atrevam a se mover, a menos que vocês queiram que suas cabeças sejam estouradas.”

Ele disse friamente para os três delinquentes antes de olhar para o último e disse.

“E você aí, fique longe dela.”

“Você! Quem diabos é você? Não acho que o ofendemos! Você não deveria bancar o herói, somos quatro aqui e somos mais numerosos que você!”

Um dos três fez uma frente dura por algum motivo, enquanto o chefe e os outros dois permaneceram quietos. O membro que tentou intimidar, na verdade, moveu-se para a frente do cano como se não tivesse medo da arma.

Os outros dois gângsteres, entretanto, estavam rindo lá dentro. Eles usaram essa tática várias vezes antes, quando estavam comprometidos em suas atividades de gangue, então eles sabiam o que aconteceria com esse idiota que tomou a iniciativa de bancar o herói antes de seu grupo. Eles perceberam que a pessoa não respondeu e pensaram que ele estava mordendo a isca enquanto seus olhos se voltavam para cada um deles. Eles também pensaram que ele estava realmente com medo de atirar.

Infelizmente para eles, eles estão desempenhando o papel de idiotas aqui. Mark não mordeu a isca obviamente lançando seu olhar para os membros da gangue porque ele estava procurando por algo. Embora ele já tivesse um palpite sobre quem tinha, ele só tinha que se certificar de que não precisaria desperdiçar munição.

Sim! Ele simplesmente não queria desperdiçar munição!

Os gangsters estavam todos sorrindo por dentro, mas, infelizmente para eles, suas esperanças foram frustradas quando o homem realmente sorriu. Mark deu um sorriso cheio de desdém para eles. 

Ele então falou.

“Bom trabalho de equipe, mas…”

Mark deu um chute na virilha do gângster à sua frente, fazendo-o de repente se curvar…

*BANG!*

“Eu não vou cair nessa.”

O líder da gangue perdeu o braço direito quando a espingarda destruiu seu braço até o cotovelo e uma pistola revólver voou junto com a mão direita decepada.

Mark já sabia que o líder estava armado por vários motivos. Primeiro, o morto perto da entrada foi morto por um tiro. O segundo é que pela natureza desses estupradores, eles já deveriam ter atacado a garota no chão, ainda, ela foi dada para o chefe e três não fizeram qualquer movimento e isso não é por respeito, mas sim porque. Eles estavam com medo. A terceira é que o membro que ele acabou de chutar, na verdade, tentou se mover na frente de sua arma, não para intimidá-lo, mas para cobrir os movimentos do líder da gangue.

Como Mark já sabia quem eles tinham uma arma, seus olhos voltaram para os membros e teve a certeza de que esses garotos só tinham uma arma. É porque quando ele se mostrou, a ação reflexa que os três membros fizeram foi na verdade tentar agarrar suas armas, que são todas do tipo branca e eles nem mesmo tentaram soltá-las apesar de estarem apontados com uma espingarda.

Quando o líder estava prestes a levantar a arma, Mark deu um chute esmagador e atirou no braço do líder quando o que havia chutado se curvou de dor. Na verdade, ele queria matar o líder, mas não o fez por vários motivos.

O líder se levantou em choque com a dor e agarrou o que restava de seu braço, mas imediatamente. Sua espada dura já caía macia e balançava feio enquanto ele rolava pelo chão espalhando sangue na parede do cinema e no chão. Gritos de dor ecoaram pela sala de cinema. O que Mark chutou já caiu inconsciente no chão e está realmente espumando na boca.

Os outros dois, vendo o que aconteceu com seu líder e amigo, não sucumbiram ao medo e se renderam, mas fugiram o mais rápido que puderam. Deixando suas armas para trás, os dois correram caminhos separados para dentro do cinema antes de passarem pela porta de emergência perto da tela grande, um após o outro.

Eles correram freneticamente com medo de levar um tiro e acabar como seus camaradas, mas seu ceifador em suas mentes está na verdade apenas olhando para eles como se olhassem para baratas fugindo de serem pisoteadas até a morte.

Mark apenas observou os dois com desdém, sem qualquer noção de perseguição. Eles não valem a munição necessária para subjugá-los, ele também pensou em um plano para eles. Ele então se aproximou do braço decepado e tirou um lenço dobrado com força do bolso e usou-o para pegar o revólver coberto de sangue antes de limpar o sangue.

“Um .38[1]Mas conhecido com três oitão?”

Mark se perguntou enquanto observava a arma, olhando ela por todos os ângulos, em meio aos gritos dolorosos ao fundo.

Ele abriu a câmara e tirou o conteúdo revelando duas cápsulas vazias e quatro balas .38. Mark removeu os invólucros vazios e os guardou em seu bolso e devolveu a munição restante para a câmara carregando a arma e puxou o pino de disparo de volta.

Segurando o revólver recém-adquirido, ele se aproximou do líder da gangue que gemia. A voz do líder já está rouca pela expressão violenta de sua dor pela boca e enfraquecida pela perda severa de sangue. Ele agarrou o coto que restava de seu braço tentando diminuir o fluxo de sangue em vão. Ele olhou para Mark, que se aproximava com medo severo em seus olhos.

Ele então se lembrou dos tiros leves que ouviram antes e preferiram ignorar. Esses tiros e o tiro que foi apontado para ele é na verdade o mesmo. Eles não deveriam ter ignorado se ele soubesse que esse seria o seu resultado. E pensar que a garota que ele cobiçava quando a viu mais cedo neste shopping se tornaria sua estrela do azar.

“Não me mate… Você pode ficar com a garota, só não me mate…”

Ele estava com medo de que esse cara que aos seus olhos é semelhante a demônios o matasse diretamente.

Mark, do outro lado, não prestou atenção ao pedido rouco do líder. Ele ouviu sua imploração, mas quem imploraria a alguém com as calças abaixadas? Sua berinjela pendurada está apontada diretamente para ele! Ele não pode deixar de sentir o desejo de atirar. No final, ele se abaixou e pegou a calça do líder, não para ajudá-lo a vesti-la, é claro, mas para ver o conteúdo dos bolsos.

Ele encontrou oito balas .38 dentro do bolso de trás. Não admira que o bolso parecesse pesado. Ele então deixou o líder tremendo de dor e medo. O líder ficou parado e em silêncio enquanto começava a se sentir cada vez mais fraco.

Mark então se virou de frente para a vítima que estava sentada silenciosamente no chão. O rosto redondo de bebê da garota era lindo. Seu cabelo comprido na altura dos ombros parecia macio e sedoso. O comprimento de seu corpo, braços e pernas eram todos proporcionais. Mesmo seus seios não eram grandes nem pequenos para sua estatura. Ele pensou que se uma agência a colocasse na indústria do showbiz, essa garota certamente se tornaria grande em nenhum momento.

Ela é como uma bela obra-prima.

Infelizmente, essa aparência perfeita sofreu duramente neste incidente. Um líquido pegajoso branco manchava suas pernas, corpo e rosto e também pingava de sua boca. Ele mostrou quantas vezes o puto do líder da gangue atingiu seu clímax ao usa-la. Além disso, há o sangue do líder da gangue respingado nela quando ele leva um tiro logo acima de seu corpo. Hematomas podem ser encontrados na bochecha e no seu braço esquerdo.

Ignorando os resquícios de sua situação infeliz, Mark não pode deixar de admirar sua aparência. Não admira que a gangue a visasse.

Então Mark franziu a testa.

A menina também estava olhando para ele, mas ela não teve nenhuma ação para esconder ou cobrir seus seios ou suas regiões íntimas. Seus olhos estão apáticos e, embora ela esteja olhando para ele, parecia que ela também não estava.

Mark então suspirou.

‘Essa garota já desistiu da vida, não é?’

Ele pensou enquanto coçava a cabeça sobre o assunto.

“O que devo fazer aqui?”

Mark murmurou.

Ele é um Otaku e para algumas pessoas como ele, que nunca foram concebidas para ser atraentes, salvar uma bela donzela em perigo pode ser um bom sonho. Mas agora que ele experimentou, ele não tinha ideia do que fazer depois. Afinal, suas habilidades interpessoais, embora não inexistentes, são muito baixas.

Ele tentou se lembrar se há alguma referência de anime ou romance que ele pudesse usar, mas não há nada que ele pudesse se lembrar que pudesse se encaixar em sua situação no momento.

“Argh, droga, tanto faz.”

‘Vou fazer o que puder, acho?’

 

Notas

Notas
1 Mas conhecido com três oitão

Tradutor:

Aj

Aj

Rolar para o topo