Capítulo 1169 – Negociações

Nascimento da Espada Demoníaca

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Negociações


Noah se aproximou do canto da costa sudeste lentamente, mas seus instintos logo o tranquilizaram. Ele não sentiu medo ao pousar naquela pradaria. A região parecia inofensiva.

As bestas mágicas que viviam lá mantiveram seu comportamento incomum mesmo depois do rei Elbas ter desaparecido por anos. Ainda assim, Noah não sentiu os efeitos das formações quando se aproximou da entrada do palácio no centro da região.

Havia algo ativo no subsolo, mas não parecia apontado para Noah. O Rei Elbas tinha criado áreas de treinamento, mas não perdeu tempo construindo formações defensivas.

Noah sentiu algum perigo ao entrar no palácio. As inscrições ali aplicaram pressão em sua esfera mental. No entanto, eles não apontaram para ele.

Eles expressaram parte do poder do Rei Elbas, mas seu propósito não era proteger a área. Noah adivinhou que eles reuniram energia para abastecer as áreas de treinamento subterrâneas.

Claro, havia uma chance de que muitas defesas se tornaram inativas depois de passarem muitos anos sem seu criador.

Noah não se importava com os detalhes daquela região. Seu alvo estava em algum lugar dentro do palácio, e ele se sentia livre para entrar nele quando seus instintos não sentiam nada.

As entranhas do palácio eram tão luxuosas quanto Noah tinha lembrado, mas ele não gastou tempo investigando todos os quartos que encontrou. Muitas áreas continham recursos valiosos, mas tinham barreiras dividindo-os do resto da estrutura.

Noah poderia quebrar essas barreiras se decidisse investir tempo e recursos no esforço, mas seu alvo estava em outro lugar. Ele sentiu isso desde que ele tinha entrado no palácio. Ele teve que ir ao subterrâneo para encontrá-lo.

O palácio tinha muitos corredores, mas Noah só precisava ouvir seus instintos para encontrar seu alvo. Ele passou por muitos corredores irradiando uma aura de tirar o fôlego e desceu escadas com vários galhos até chegar a uma grande sala.

Havia barreiras lá também. Parecia que o Rei Elbas tinha implantado defesas apenas quando ele tinha que proteger recursos específicos, e um deles poderia ser vital para a aliança.

Noah chegou em frente a uma pequena porta que tinha várias linhas brilhantes em suas bordas. Uma aura de estágio sólido cobriu aquelas paredes, mas ele não precisava pensar em uma maneira de quebrá-las ainda.

Ele manteve os olhos fixos na besta mágica quase rank 7 contida por uma esfera dourada dentro da sala. Sua melhor esperança para deter o Rei Elbas estava em uma criatura que detestava a humanidade com cada fibra de seu corpo.

O Deus macaco parecia estar dormindo quando Noah chegou, mas o único traço de sua aura fez com que reagisse. A criatura não falou palavras humanas quando notou seu convidado. Sua raiva tomou o controle de suas funções e fez desencadear uma ofensiva violenta contra a barreira dourada.

Noah notou como as correntes não apareciam, não importa o quanto o Macaco lutasse para se libertar. Ele não podia deixar de se alegrar em ver que a influência do rei Elbas tinha diminuído depois que o baniram nessa dimensão diferente.

“Eu vim para conversar”, disse Noah enquanto o macaco gritava e dava socos na barreira.

A criatura não parou sua ofensiva em suas palavras, mas Noah previu essa reação. Ele não mostrou nenhuma surpresa quando se sentou na frente da sala para esperar a besta se acalmar.

A resistência do Deus Macaco era imensa. Ele se enfureceu contra a barreira por duas semanas inteiras antes de se cansar dessa luta. Noah tinha estudado a criatura nesse período. O Macaco parecia mais forte do que antes, mas ainda estava longe de voltar ao seu pico anterior.

A ausência do Rei Elbas diminuiu sua recuperação, e Noah só podia se sentir feliz com isso. O fato de que o Macaco ainda estava dentro das fileiras heroicas tornou muito fraco para quebrar a barreira e deu-lhe a chance de selar um pacto.

O Deus Macaco bufou depois que parou sua ofensiva e se deitou dentro de sua barreira enquanto mostrava as costas para Noah. Não queria falar com ele, e mesmo a visão de sua figura causou ondas de raiva em sua mente.

No entanto, Noah não precisava de sua permissão, então ele deu o primeiro passo.

“Eu posso te dar liberdade”, disse Noah. “Posso lhe dar a chance de se vingar do cultivador que o capturou.”

O macaco não respondeu, mas Noah não desistiu. Ele sabia o que a criatura pensava sobre os humanos, e ele estava ciente das fraquezas de sua mentalidade.

“Minha organização está tratando sua espécie muito bem”, continuou Noah. “Os Macacos Kesier sob nosso controle estão crescendo bem. Suspeito que teremos alguns espécimes de rank 6 em mais alguns séculos.”

Um tremor atravessou o Deus macaco, mas não virou. A criatura fez o seu melhor para não cair nas palavras tentadoras de Noah.

“Você sabe”, Noah continuou, “Eu concordo. Os humanos têm sorte. Eles nascem com três centros de poder, mas muitos deles não merecem. Já vi muitos cultivadores desperdiçando seus dons inatos. Isso não acontece no mundo das bestas mágicas.”

A aura do Deus Macaco surgiu com essas palavras, mas Noah sabia que a barreira impediria qualquer ataque. As restrições do Rei Elbas funcionaram a seu favor agora que ele não estava tentando quebrá-las.

“Eu não sei se você está ciente disso”, Noah continuou seu monólogo, “Mas os humanos invejam bestas mágicas. Seus corpos e habilidades inatas são incríveis. Todo cultivador deseja ter um caminho tão fácil assim para as fileiras mais altas.”

Noah insultou o macaco com sua última linha, e a criatura não podia mais ignorá-lo naquele momento. Levantou-se e virou-se para olhar para ele enquanto desencadeava uma onda de ondas mentais violentas que caíram na barreira dourada.

“Esta é a mesma razão pela qual me fundi com uma besta mágica”, disse Noah enquanto compensou suas palavras anteriores. “Eu queria seu método de força e treinamento, então eu aceitei todos os aspectos da sua espécie.”

O Deus macaco não queria ouvi-lo, mas sua situação nunca tinha sido pior. Perdeu seu bando, o mundo oculto, e sua liberdade em alguns séculos. Tudo o que tinha construído tinha desmoronado, mas Noah estava lá para dar-lhe esperança.

Quanto a que tipo de esperança, o macaco não sabia. No entanto, isso foi melhor do que passar décadas sem comida e liberdade. Ouvir o homem que destruiu seu mundo era melhor do que nada.

“Você me arruinou”, disse Deus macaco. “Meu bando, meu poder, você destruiu tudo por sua ganância. Você não é diferente do humano dourado. Você só pode ver recursos quando você olha para a minha espécie.”

“Isso é ruim?” Noah respondeu enquanto encolhe os ombros. “Fazemos o que podemos para alcançar o céu. Você faria o mesmo se estivesse na nossa posição. Não olhe para baixo em humanos apenas porque você não pode ser como eles.”

As palavras de Noah causaram uma reação violenta na besta, mas ele esperou a criatura se acalmar. O Deus Macaco levou mais uma semana para parar seu ataque à esfera dourada e aceitar essa ideia.

O Deus macaco nunca tinha discutido assuntos relacionados com espécies com um humano, e Noah era bastante peculiar mesmo nisso. Ele podia entender a visão de cultivadores e animais mágicos, então suas palavras sempre atingiram o tópico certo.

“Você não se opôs ao sacrifício de seus companheiros”, disse Noah, e suas palavras reabriram as velhas cicatrizes do Deus macaco. “Você os deixou morrer para alcançar as fileiras divinas. Você não é diferente dos humanos caçando uma espécie para seus benefícios.”

 

Aviso do Tradutor:

Vento_Leste

Vento_Leste

Chave Pix copiada!
Rolar para o topo